Saturday, April 30, 2005

 

Por que a Mulher vive mais que o Homem ?

 
Quando analisamos fatos corriqueiros com um pouco mais de cuidado, podemos tirar algumas conclusões bem interessantes. Pelo que me consta, em todo o reino animal o macho e a fêmea de qualquer espécie vivem, em média, o mesmo período de vida. Já na raça humana, a mulher vive, em média, vários anos mais que o homem, em todos os países deste planeta! Certamente existe razão para isso! Você já pensou a respeito?

O homem não menstrua! A mulher costuma reclamar bastante deste transtorno mensal, durante o seu período fértil, mas junto com o sangue eliminado o corpo aproveita para eliminar muitas toxinas através da mucosa uterina. Esta válvula de escape de toxinas o homem não tem, e seu corpo acaba acumulando mais toxinas que o corpo da mulher.

O homem ejacula para fora de seu corpo! O líquido ejaculado possui cerca de 1/3 de seu volume constituído de enzimas, que podemos identificar como força vital. Se seu estoque de enzima chegar a zero você é um cadáver. A mulher recebe a energia deste fluido e não expele fluido para fora de seu corpo. Na China antiga, era ensinado aos imperadores o Tao do Sexo, que envolvia a não ejaculação durante as relações sexuais e propiciava boa saúde e longevidade [1], [2].

Em média, em todos os países, as mulheres possuem cabelos mais compridos do que os homens. Sansão perdia as forças [energia] quando Dalila cortava seus longos cabelos.

Em geral, é a mulher que faz a comida para todos os elementos da família. Esta comida é preparada, geralmente, na presença de fogo [no fogão]. O fogo [como o Sol, por exemplo] é um elemento depurativo do corpo energético humano, que reflete na sua saúde física.

Em geral, a mulher costuma usar menos roupa que o homem [vestido de alça, sandálias, etc], o que bloqueia menos a saída de toxinas pela pele.

Finalmente, a mulher costuma ter menos hábitos prejudiciais ao corpo [vícios] do que o homem, como fumar, beber, dormir pouco, etc. Este item, no entanto, está sendo rapidamente equalizado pelo movimento feminista...:))

Abraços, Rui.

Referências:
[1] Daniel P. Reid, “The Tao of Health, Sex, and Longevity”, Fireside, 1989.

[2] Jolan Chang, “O Taoismo do Amor e do Sexo”, Artenova, 1979.

PS: Achei conveniente colocar este adendo para informar sobre uma prática muito simples que leva ao aumento da longevidade humana (de homens e mulheres), com saúde. Vocês sabem em que país as pessoas vivem mais, em média? É no Japão, onde as pessoas têm o costume de ficarem descalças em casa. Vocês sabem quem viveu mais anos no Brasil? Foi uma mineira, chamada Maria do Carmo Jerônimo, que viveu 129 anos com boa saúde e NUNCA usou calçados. Tenho uma tia que sofre de erisipela, que muito a incomoda. Quando ela vai para a praia e anda descalça na areia, após 3 dias some os seus sintomas desta doença. Tudo coincidências? Claro que não! Qual a SUA desculpa para não ficar descalço dentro de casa?
Abraço, Rui.
PS2: Veja o que Jesus disse sobre o "anjo da terra" em http://perfecthealth-rui.blogspot.com

Labels: , ,


 

Água cura tudo - 19


ÁGUA: SEXUALIDADE, SAÚDE e RELIGIÃO

A água é um elemento de ligação entre essas três áreas: sexualidade, saúde e religião.

Na China antiga, os taoistas já consideravam a água como um elemento feminino [Yin]. Quando você está doente, você precisa dos cuidados de uma mãe amorosa. A água é o elemento feminino dessa mãe. Em todo o mundo, a água está sempre associada à arte de curar. No século XVIII, a cidade de Spa, na Bélgica, tornou-se um lugar procurado pelos europeus devido às suas fontes medicinais. Até hoje os spas continuam a ser muito procurados para melhorar a saúde, assim como as cidades que possuem fontes de águas minerais [como no sul de Minas Gerais]. Afinal, ficamos 9 meses em um spa uterino (líquido amniótico)... A talassoterapia, cura pelo uso da água do mar, já vem sendo usada desde antes de Cristo: quatro séculos antes de Cristo, Eurípedes alegava que o mar podia curar todas as doenças humanas...

Há, também, um poder erótico associado à água, que pode ser percebido, por exemplo, pela série de entes que o folclore coloca em seu interior, como as sereias, iaras, botos [principalmente na região norte do Brasil], etc. A atividade sexual em um homem só é possível quando há um acúmulo de água [via sangue] em seu órgão sexual; a mulher, ao receber as ondas dessa água, também fica em condições de gerar uma nova vida. Em vários países, é comum a mulher dar à luz dentro de água morna; às vezes, apenas o ouvir da água enchendo a sua banheira ou piscina de parto já é suficiente para a mulher grávida precipitar o parto ainda fora da água...

Um grande número de locais de águas milagrosas [como em Lourdes, na França] estão associados a aparições de santas nesses locais. A igreja também utiliza a água em muitos de seus cerimoniais, com suas águas bentas e batismos com água...A religião espírita recomenda tomar água após suas reuniões...A religião Adventista recomendava [ou ainda recomenda?] tratar todas as doenças com água [usando um livro de Louis Kuhne]...

O homem também apresenta uma certa semelhança com os cetáceos [principalmente com o golfinho]. Não é surpresa, portanto, que funcione conosco a hidroterapia com a água do mar [talassoterapia]. O homem é um primata mergulhador. Se você mergulhar seu rosto dentro da água, seu ritmo cardíaco vai diminuir, o que mostra a sua boa adaptação a este líquido.

Apesar da água ser tão benéfica ao homem, ele é um “homo demens” que danifica constantemente o ciclo da água [ambiente aquático+evaporação+nuvens+chuva=ambiente aquático], gerando desertos (locais sem água) pela derrubada incessante de árvores. Não são as madeireiras as principais responsáveis por isso, mas os fazendeiros que criam rebanhos de animais para a alimentação carnívora cadavérica humana.

Michel Odent escreveu um livro interessante sobre água: “Água & Sexualidade”, 1991 [Editora Siciliano]: “A pesquisa científica moderna mostrou que acariciar um animal diminui o ritmo do coração e baixa a pressão sangüínea”...

Abraços, Rui.

Labels:


Friday, April 29, 2005

 

Oxigênio e Saúde - 1


No planeta Terra, o corpo físico humano necessita do elemento químico Oxigênio para viver. Na ausência de oxigênio não há vida. Todos os males físicos e mentais estão associados a uma quantidade insuficiente de oxigênio no organismo. A poluição ambiental, no ar, solo e água, diminui a disponibilidade deste elemento para consumo humano. Portanto, a maioria das pessoas está com deficiência de oxigênio e seria muito bom [para a saúde e para a beleza] que todas elas inundassem o corpo com oxigênio [1]. Outro fato curioso é que o oxigênio, como a água, possui um ciclo fechado na atmosfera terrestre, sujando-se na terra e limpando-se no céu. Vamos aos detalhamentos:


1. Você já deve ter ouvido falar em "buraco na camada de ozônio", não? Pois bem, como é que se forma a camada de ozônio? É formada pela ionização das moléculas de oxigênio [ O2], pela radiação ultravioleta [UV] do Sol, que sobem da superfície terrestre, após serem geradas pelas plantas. Essa ionização cria oxigênios monoatômicos [O1] que se combinam com as moléculas de oxigênio biatômico [O2] para formar o ozônio, que é o oxigênio triatômico [O3]. A poluição gerada pela humanidade consome parte dos O2, gerados pelas plantas, na baixa atmosfera, diminuindo a chegada de oxigênio na região da camada de ozônio e, portanto, diminuindo a geração de ozônio e, portanto, formando o famoso "buraco na camada de ozônio". Vê-se, portanto, que a camada de ozônio é algo "dinâmico" e, não, algo "parado" lá em cima, nos protegendo dos raios UV do Sol...

Pois bem, as moléculas de O3 [ e, também, On, com n>3] são mais pesadas que as de O2 e, portanto, começam a cair em direção ao solo. Ao chegarem nas nuvens, elas "emprestam" um O1 para as moléculas de água [H2O] e formam água oxigenada [H2O2]; o restante volta a ser o oxigênio estável biatômico [O2]. Essa água oxigenada cai com as gotas de chuva e "faz a festa" de toda a vegetação e dos animais. Já notou como a vegetação cresce mais rápido com a água [oxigenada] da chuva do que com a água "morta" que sai da mangueira? Porisso, também é recomendável colocar um pouco de água oxigenada na água de torneira que damos aos nossos animais de estimação! Eles acabam melhorando de saúde e de beleza [beleza=saúde]! As frutas também contêm água oxigenada, que é capatada pelas raízes das árvores frutíferas. Portanto, estamos vivendo em um ambiente com nível de oxigênio bem abaixo do ideal [devido à poluição que nós mesmos geramos] e devemos tentar ampliar o contato [interno e externo] de nosso corpo, de todas as formas, com o elemento químico oxigênio, que mata todos os microorganismos patogênicos [anaeróbicos] e toxinas de nosso corpo, através da "queima" oxidativa. A água oxigenada na água do banho de banheira é uma tentativa válida de oxigenar o nosso corpo. Mas tem muitas outras opções...

Abraços, Rui.

Referência:
[1] Ed McCabe, Flood Your Body with Oxygen: Therapy for Our Polluted World, Energy Publs., 2003.

Labels:


Thursday, April 28, 2005

 

Como livrar-se das Toxinas ?


Como livrar-se das Toxinas ?

O maior problema que aflige grande parte da raça humana é a ignorância. Quando conseguimos identificar um problema que está atuando em nossas vidas, uma parte desse problema já estará solucionado! Basta, agora, executar algumas ações adicionais para eliminarmos o problema de nossa vida.

Muito bem! Após ler o que postei anteriormente, você deve estar percebendo que, muito provavelmente, seu corpo está com um excesso de materiais tóxicos em seu interior, como:

1. Flúor, pela escovação diária com creme dental fluoretado, etc

2. Cloro, pelos banhos diários e por cozinhar [matar] os alimentos em água clorada, etc

3. Alumínio, por comer comida feita em panelas de alumínio, tomar refrigerantes e cerveja em latas de alumínio, etc

4. Chumbo, por respirar a exalação das tintas de sua casa, etc.

5. Mercúrio, por estar com a boca cheia de amálgamas de mercúrio, respirar o ar das queimadas agrícolas, por ter tomado um monte de vacinas, etc

6. Urânio [ou césio radioativo], se foi passear por países onde soldados americanos deram tiros nos últimos 15 anos, ou em Goiânia, onde espalharam césio radioativo, etc.

7. Aspartame, por beber/comer alimentos “light” e “diet”, etc.

8. Alimentos contaminados com pesticidas, etc.

Bem, a lista é enorme e cada um pode acrescentar mais alguns itens que lhe afetam mais de perto...Portanto, a pergunta inicial é: Que fazer a respeito disso? A primeira ação deveria ser eliminar [ou, ao menos, diminuir] a entrada desses elementos tóxicos para dentro de nosso organismo, adotando atitudes como:

1. retirar as amálgamas da boca;

2. não tomar cerveja/refrigerante em lata;

3. não usar creme dental com flúor [use água oxigenada 10 volumes]

4. não usar panelas de alumínio para cozinhar;

5. não consumir alimentos “light” ou “diet”;

6. usar alimentos orgânicos; etc etc etc

Mas, o que fazer para eliminar as toxinas que já estão armazenadas no interior de nosso corpo? Existem algumas técnicas médicas que atacam este problemas, como hemodiálise, quelação ["chelation"], etc., que podem dar bons resultados, mas geralmente são procedimentos caros e de acesso não fácil. A Natureza nos fornece uma série de agentes curativos que podem ser englobados em 4 grandes categorias: água, ar, terra [alimentos, pé no chão] e fogo [sol]. Mas, a tática mais efetiva [simples e de graça] de eliminar toxinas é não fazer nada!! Algo muito difícil de se conseguir em nossa sociedade!

A dica foi dada por Jesus Cristo, no Evangelho Essênio da Paz: “Em seis dias alimentai o corpo com as dádivas da Mãe Terrena mas, no sétimo, santificai o corpo para o vosso Pai Celestial. No sétimo dia não comais alimento terreno, mas vivei apenas das palavras de Deus...Satanás e suas pragas só podem ser expulsos pelo jejum e pela oração...se não jejuardes, nunca vos livrareis do poder de Satanás, e de todas as moléstias que provêm de Satanás...”. Eis aí a dica para expulsar todas as toxinas do corpo: “Comer alimentos crus durante 6 dias por semana e, no sétimo dia, fazer jejum absoluto”. Cura tudo! Eu, quando fazia jejuns de alguns dias, expelia urina com cheiro de remédios que havia tomado décadas atrás!

Mãos à obra??

Rui.

Labels: , , , ,


 

Água cura tudo - 18


Flúor era arma química Nazista

Durante a Segunda Guerra Mundial, milhares de inocentes foram exterminados nos campos de concentração nazistas. Entre as várias técnicas de extermínio, as câmaras de gás envenenavam o ar e o destino dos corpos era os fornos (crematórios de guerra). Para controlar a agitação e rebeliões dos prisioneiros, os cientistas encontraram um método simples: descobriram que repetidas doses de flúor em quantidades muito pequenas afetam o cérebro, envenenando e narcotizando lentamente as pessoas tornando-as submissas. Os comandantes dos campos alemães ordenaram a adição desse produto químico na água.

No final da guerra, os Estados Unidos encarregaram Charles Eliot Perkins, um pesquisador especializado em química, patologia e fisiologia, de estudar a técnica de controle da mente. Em sua pesquisa na Alemanha, Perkins obteve várias conclusões assustadoras. Informou que "quando os nazistas, sob as ordens de Hitler, decidiram atacar a Polônia, cientistas e militares alemães e russos trocaram informações. Os russos adotaram o esquema de controle de massa através da medicação, porque se adaptava perfeitamente aos seus planos de domínio do mundo..."

Opositores da fluoretação têm usado insistentemente a internet, divulgando denúncias como essa e pesquisas que condenam o método. Em Joinville-SC, a Casan aplica o flúor na água como tratamento de saúde pública massificado para a prevenção da cárie dentária. Um dos maiores combatentes, o americano e doutor em química, Paul Connett, tem uma das mais abrangentes pesquisas sobre o tema disponível no sítio http://www.fluoridealert.org . Nas “50 razões para opor-se à fluoretação”, ele confirma: “O flúor é biologicamente ativo mesmo em baixas concentrações. Ele interfere com os ligamentos de hidrogênio, que é o centro da estrutura e funções das proteínas e ácidos nucléicos. Assim, tem o potencial de provocar distúrbios no processo vital do organismo”.

Ref.: http://www.umanovaera.com.br

Labels: ,


Wednesday, April 27, 2005

 

Água cura tudo - 17


Com relação à "proteção dos dentes" fornecida pelo fluor, convém notar que as cáries dentárias não se desenvolvem em cadáveres...Abaixo outro artigo [de site inglês] do site Uma Nova Era:

"Aquele que não conhece a verdade é simplesmente um ignorante, mas aquele que a conhece e diz que é mentira, este é um criminoso."

Veneno na Torneira

Provavelmente você ficaria muito alarmado se lhe dissessem que, sem o seu conhecimento, lhe administram regularmente medicamentos com uma substancia mais venenosa que o chumbo, que pode causar fragilidade óssea e câncer, entre uma serie de outras doenças e que é o componente principal das drogas que alteram o funcionamento do cérebro. Isso é o que alguns médicos qualificados e conselheiros de saúde dizem que ocorre a milhões de pessoas no mundo inteiro. Que substância agressiva é essa? O flúor na água potável.

A maioria de nós conhece o flúor como preventivo das cáries. Por isso foi acrescentado à maioria dentifrícios, supostamente para reduzir as visitas ao dentista das crianças. Contudo, na historia do uso do flúor há um aspecto muito ameaçador.

Foi provado que o flúor pode endurecer a superfície dos dentes, porém, também trata-se de um elemento altamente tóxico relacionado com um grande número de doenças físicas e mentais. Estudos publicados recentemente demonstram que a metade do flúor (ácido hexafluorsilícico) que se acrescenta na água potável do Reino Unido pode produzir danos genéticos.

Desde a Segunda Guerra Mundial não se realizou nenhuma pesquisa sobre os efeitos potencialmente letais do flúor. Contudo vários cientistas, entre eles o Dr. Hans Moolenburg, um dos principais ativistas da campanha anti-flúor dos Países Baixos, estão convencidos de que em muitos países da Europa Ocidental se está reforçando um perigoso e sinistro esquema de medicação massificada que foi usado na Alemanha nazista.

Nos piores dias da Segunda Guerra Mundial, centenas de inocentes foram exterminados nos campos de concentração alemães. A morte por doenças, inanição e extrema brutalidade era algo cotidiano e isso era complementado com o emprego de drogas e produtos químicos. Os cientistas nazistas, desejando manter um clima de temor tinham encontrado um método simples de controlar o comportamento dos prisioneiros dos campos.

Os nazistas "ministraram" flúor na água dos campos de extermínio, que agiu como sedativo, apaziguando os prisioneiros. Apesar desse precedente, o uso da água fluorada ainda é promovido em diversos países. O flúor também é empregado como componente ativo de poderosos tranqüilizantes.

Descobriu-se que repetidas doses, em quantidades muito pequenas, de flúor afetam o cérebro, envenenando e narcotizando lentamente as pessoas e tornando-as submissas. Ansiosos em explorar o efeito do flúor, os comandantes dos campos alemães o acrescentaram ao abastecimento d'água.

Os efeitos da água fluorada impressionaram fortemente os serviços de inteligência. Consideraram que a água fluorada era o meio ideal para controlar as populações depois de seus países terem sido invadidos. Antecipando-se à vitória, a fábrica alemã de produtos químicos I. G. Farben, instalada em Frankfurt, foi a encarregada da produção massificada de flúor destinado aos campos de extermínio e a outros futuros usos possíveis.

No final da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos encarregaram Charles Eliot Perkins, um pesquisador especializado em química, patologia e fisiologia, de estudar a técnica de controle da mente de I. G. Farben. Em sua pesquisa na Alemanha, Perkins obteve várias conclusões assustadoras. Informou que "quando os nazistas, sob as ordens de Hitler, decidiram atacar a Polônia, os estados maiores alemão e russo intercambiaram idéias, planos, cientistas e militares. Os russos adotaram o esquema de controle de massa através da medicação, porque adaptava-se perfeitamente aos seus planos de domínio do mundo..."

Perkins não envolveu a inteligência aliada nessa pesquisa sobre o controle mundial de mente dos russos, porém, uma investigação mais detalhada da I. G. Farben e suas relações industriais, revela algumas conexões suspeitas.

A I. G. Farben expandiu-se durante os anos vinte e estabeleceu laços através de Wall Street com a companhia de automóveis de Henry Ford, com a General Motors de J. P. Morgan e com a Standard Oil, propriedade da família Rockfeller.

Nos anos trinta, milhões de dólares foram investidos nesses acordos e a relação continuou durante a Segunda Guerra Mundial. É interessante observar que nenhuma das fábricas e edifícios da I. G. Farben foram bombardeados, sabotados ou danificados pelos aliados durante a guerra. O pesquisador Ian E. Stephens disse que os comandantes das missões de bombardeio tinham instruções, procedentes provavelmente dos altos escalões do governo dos Estados Unidos, para evitarem esses edifícios. Porém, por qual motivo?

Desde a depressão dos anos vinte, as organizações como a fundação Rockefeller e a família Ford tinham incentivado publicamente as políticas de controle de população a longo prazo. Também sabe-se que certo numero de pessoas influentes do comércio e da industria tinham investido grandes somas de dinheiro nos projetos da I. G. Farben antes e durante a guerra. Entre elas a família Mellon.

Essa família fundou a Mellon Institute em 1913 como uma organização independente para patrocinar avanços na ciência e na industria. O instituto também participou da "descoberta" do flúor como "um maravilhoso preventivo das cáries dentárias".

A família Mellon também fundou a Aluminium Company of America (ALCOOA). O flúor é um subproduto altamente tóxico da fabricação do alumínio e a ALCOOA foi processada com freqüência por envenenar gado, colheitas e correntes de água. As medidas de segurança eram caras. Portanto, o que se podia fazer para eliminar esses custos e, talvez, até tornar os materiais residuais rentáveis?

Segundo o Pesquisador de Flúor Ian E. Stephen, a primeira ministra Thatcher triplicou o orçamento para o tratamento da água com flúor da Irlanda do Norte em meados dos anos oitenta. Stephen suspeita que isso não foi motivado por uma preocupação com a saúde dentária e sim, por uma tentativa de pacificar a região.

A ALCOOA e outras indústrias produtoras de flúor financiaram a pesquisa que parecia indicar que pequenas quantidades desse elemento não eram perigosas para os seres humanos. Inclusive a pesquisa sugeria que o flúor protegia contra as cáries dentárias. Os incentivadores concentraram-se no que eles viam como vantagens para a saúde, ignorando por completo os desconhecidos e adversos efeitos cumulativos dessa substância tão tóxica.

Os cientistas que trabalham para a American Dental Association ( ADA) sob o patrocínio da ALCOOA continuaram promovendo o flúor. Ainda que dezenas de cientistas e organizações de pressão questionassem as manifestações do grupo partidário do flúor, a opinião pública aceitou rapidamente as supostas qualidades do novo protetor dental.

Diante da inquietação de muitos cientistas que questionaram os seus benefícios para a saúde, a ADA lançou uma campanha promovendo o uso do flúor. A aprovação do United Stades Public Health Service ( USPHS ) reforçou a confiança na nova "droga maravilhosa" e, em meados dos anos quarenta, várias cidades dos Estados Unidos começaram a adicionar o flúor em seus abastecimentos de água. Os propagandistas obtiveram "aprovações" de instituições que recebiam protestos aos quais não davam resposta e foi dado sinal verde para uma campanha a favor do uso do flúor em escala nacional.

Desde o final dos anos cinqüenta, o USPHS canalizou milhões de dólares dos contribuintes dos EUA para promovem o uso do flúor em outros países e muitas nações aderiram ao projeto. Porém, a maioria dos países europeus deixaram-no de lado e outros que tentaram implantá-lo, logo o abandonaram devido aos seus efeitos adversos contra a saúde e à sua ineficácia geral.

A crença comum é a de que o tratamento com flúor é efetivo por toda a vida, porém, pesquisas demonstram que a sua proteção desaparece antes da pessoa completar 20 anos. De fato, muitos especialistas afirmam que não existem provas de que o flúor seja benéfico para o dentes.

Causando grande perturbação no US National Institute of Dental Research (NIDR), as análises independentes de um relatório do próprio NIDR de 1988 sobre o dados odontológicos de 39.107 crianças dos Estados Unidos, demonstraram que praticamente não havia nenhuma diferença no número de cáries entre as crianças que viviam em regiões onde esse tratamento não era aplicado.

A pesquisa sobre os outros usos do flúor é reveladora. Os tranqüilizantes, que vão desde os sedativos suaves prescritos para a depressão, até os poderosos medicamentos que alteram a mente, transformaram-se em uma indústria multimilionária.

Mais de 60 tranqüilizantes do mercado contêm flúor, aumentando profundamente a potência dos outros componentes desses medicamentos. O acréscimo de flúor no tranqüilizante Diazepam (Valium) produz um tranqüilizante mais forte, o Rohypnol. Ambos são fabricados pela Roche Products, uma filial da I.G. Farben, juntos com outros medicamentos semelhantes. O potente tranqüilizante fluorado Stelazine é empregado profusamente em asilos e instituições para doentes mentais em todo o mundo.

À medida que revela-se mais informação sobre o acréscimo de flúor na água, a ansiedade do público aumenta. Seus defensores dedicam centenas de estudos que provam a efetividade do flúor na prevenção contra as cáries dentárias, porem, a união de cientistas profissionais da US Environmental Protection Agency indicam a existência de encobrimentos deliberados dos graves riscos para as populações assim como a difamação e até a demissão dos cientista que se atrevem a falar da verdade.

Para a maioria dos dentistas, o uso do flúor é um "medicamento maravilhoso" que oferece resistência a má higiene bucal e aos problemas de dieta. Para outros, trata-se de um método desleal e cínico para modificar nosso comportamento e de um meio que permite a industria rentabilizar um perigoso produto residual. Muitos encaram o uso do flúor nos abastecimentos de água como um medicamento massificado forçado. A negação dos riscos para a saúde, por parte dos organismos oficiais, fazem com que alguns pensem que o uso do flúor serve como uma forma de controle social. Apontam a história do uso do flúor e seus vínculos documentados como sendo, talvez, um dos mais perversos regimes desse século.

TESTEMUNHA

Dennis Edmonson usou o medicamento "Exspansyl spansule" entre 1970 e 1976, para combater a asma provocada por sua exposição a produtos químicos clorados quando trabalhou no King's Royal Rifles, durante a segunda guerra mundial. O Exspansyl contem stelazine, um componente fluorado com grandes efeitos tranqüilizantes. Perguntaram-lhe como sua vida foi afetada com o uso desse produto:

"Terrivelmente. O flúor em minha medicação aumentou sua potência em 25 vezes e, diariamente, tomei equivalente a 100 miligramas de flúor durante seis anos. Posteriormente foi diagnosticado que eu sofria de hipondilose, osteoporose, cifose, escoliose, espondilosem astefilose, coração grande, candidiase, glaucoma, em um dos olhos e próstata calcificada. Também fiquei impotente sexualmente desde que comecei a tomar a medicação em 1970 e tive que abandonar meu trabalho como jardineiro em 1980 devido às dores na coluna e nas articulações."

Quais foram as medidas oficias que o senhor tomou para levar esse problema ao conhecimento do publico?

"Estive em luta com a junta de pensões da guerra desde 1977, alegando que minha situação era resultado do medicamento que me havia sido prescrito. Até agora concederam-me um acréscimo de 10% na minha pensão por minha invalidez provocada pela candidiase e pelo glaucoma. Também estou exigindo uma indenização da companhia farmacêutica. Porém, além da minha penosa situação, perdi aproximadamente 7,5cm de altura. Como poderei remediar isso?

DESAFIANDO O PARLAMENTO

Peter Robinson

Apesar da generalizada oposição. Em 1973, estabeleceram-se na Irlanda do Norte dois programas de uso do flúor, porém, não foi guardado nenhum relatório de suas avaliações. O ministério de saúde admitiu que "não havia sido realizada nenhuma pesquisa definitiva para avaliar os benefícios de cada um dos programas de uso do flúor aplicadas na Irlanda do Norte".

Com a ajuda da National Pure Water Association. Pediram ao deputado Peter Robinson que questionasse o Parlamento sobre o acréscimo de flúor na água da Irlanda do Norte. O deputado fez as seguintes perguntas: A câmara sabe que não há nenhuma pesquisa que prove a efetividade e a inoculidade do uso do flúor na água? A câmara sabe que existe um relatório que prova a periculosidade e a ineficácia da água fluorada? Até agora não se recebeu nenhuma resposta.

RECONHECIMENTO OFICIAL

Em novembro de 1996, Kevin Isaacs, de dez anos, obteve um indenização de 1.000 libras do fabricante de dentifrícios Colgate-Palmolive.

Foi diagnosticado fluorose dental em Kevin, um sinal evidente de uma superexposição ao flúor. Os dentes fluoríticos ficaram "furados" e manchados e podem cariar-se além de ficarem quebradiços. Durante os últimos cinco anos, mais de trezentas famílias processaram os fabricantes de produtos fluorados.

Apesar das angustiantes provas, a British Medical Association (BMA) mostra-se inflexível em relação a idéia de que a adição de flúor na água e nos produtos dentários não é nociva. A BMA também pressiona o governo para que convença mais companhias de água do Reino Unido a acrescentar o flúor em seus abastecimentos. Essa política contrasta com a polêmica entre os médicos, que continuam divididos sobre os benefícios do uso do flúor na água potável.

REALIDADES DO FLÚOR

· O flúor é mais tóxico que o chumbo, cuja quantidade na água potável não deve superar 0,5 partes por milhão (ppm). O nível do flúor na água potável costuma ser da ordem de 1,5 ppm.

· Em um relatório da Universidade da Flórida é dito: "Uma solução de 0,45 ppm de fluoreto de sódio é suficiente para fazer com que as reações sensoriais e mentais fiquem mais lentas".

· Na Sicília foi achada uma relação entre as regiões de alta concentração de flúor na água com a ocorrência graves doenças dentárias.

· No Reino Unido, aproximadamente 5,5 milhões de pessoas bebem água fluorada artificialmente.

· A US Food and Drug Admistration considera que o flúor é um medicamento não aprovado, para o qual não existem provas de inocuidade e de efetividade. Não o consideram como um nutriente essencial nas dietas.

Labels: ,


 

A Residência Tóxica

Existe uma série de fontes tóxicas que estão presentes dentro de sua casa. Passeie com o cursor do mouse por cima dos cômodos da casa indicada no endereço abaixo para ter uma noção dessas fontes e se precaver

Tour the Toxic House by clicking on...
http://www.cbc.ca/natureofthings/toxic_flash/toxic_house_flash.html

Bom passeio, Rui

Tuesday, April 26, 2005

 

Água cura tudo - 16

A água é uma substância saudável quando não é misturada com venenos. Dois venenos que são normalmente acrescentados à água são: cloro e fluor. O cloro era usado para matar soldados na primeira guerra mundial e o fluor começou a ser usado [na água] pelo nazistas, nos campos de concentração da segunda guerra mundial [para interferir negativamente com a parte mental das pessoas]. Segundo minha dentista, o fluor é acrescentado a todos os cremes dentais do Brasil [assim como o iodo é acrescentado ao sal de cozinha], por lei federal. Abaixo segue um artigo relacionado, retirado do site http://www.umanovaera.com.br

Crianças Sem Dentes Por Causa do Flúor

O excesso de flúor fez com que 45 crianças de uma escola em Pilar do Sul fossem afetadas por uma doença irreversível, que destrói o esmalte dos dentes.

Cerca de 45 alunos da Escola Municipal de Educação Infantil e Fundamental Masajiro Ogawa, do bairro Pinhal, zona rural de Pilar do Sul, na região de Sorocaba-SP, estão perdendo os dentes. A água que abastecia a escola apresentava teor de flúor até 8 vezes acima do normal, afetando as crianças com uma doença irreversível chamada fluorose, que destrói o esmalte dos dentes, deixando-os escuros e quebradiços. O excesso de flúor na água também atingiu, com menos gravidade, outros 85 alunos da escola e centenas de moradores dos bairros Jardim Cananéia, Barra e Chácaras Reunidas, que eram abastecidos com a mesma água.

Os bairros surgiram de loteamentos rurais, há 12 anos. Os loteadores perfuraram poços artesianos e os transferiram para a prefeitura, mas a composição da água não foi analisada. Há três anos, a Sabesp assumiu o serviço e continuou distribuindo a mesma água à população.

"As mães viam os dentes das crianças escurecendo e achavam que era falta de escovar", conta a professora Miriam César Rodrigues, diretora da escola. Ao assumir a direção do estabelecimento, em 2001, ela se assustou com o grande número de alunos com os dentes escuros e decidiu investigar o caso. "Era a água. O pior é que os dentistas que atendiam os alunos, a prefeitura e a Sabesp sabiam disso, mas ninguém fez nada."

Análises mostraram que o excesso de flúor era natural - quando o mineral não existe na água, é adicionado durante o tratamento. "Em excesso, ele traz malefícios como a redução das defesas imunológicas, a alteração do metabolismo das proteínas, provoca doenças reumáticas e afeta o coração, ossos e o cérebro", conta o médico Arturantonio Chagas Monteiro, que examinou as crianças da escola e prepara um livro sobre o caso. Ele constatou que, além da fluorose dentária, muitos alunos se queixam de dores nas pernas e braços, cãinbras e insônia.

Em maio de 2001, a diretora Miriam reuniu os pais e decidiu questionar os técnicos da Sabesp. "Eles possuíam análises que já mostravam o excesso de flúor na água." O coordenador de saúde da prefeitura, Tomio Iwata, declarou, na ocasião, que o problema era conhecido havia 10 anos, mas que não havia o que fazer. Em junho de 2002, Miriam entrou com uma representação no Ministério Público Estadual.

O promotor Carlos Henrique Prestes notificou a Sabesp. A empresa alegou ser inviável a retirada do flúor da água e se comprometeu a perfurar outro poço.

Isso foi feito apenas no fim do ano passado. Em março, a diretora pediu os resultados da análise do novo poço, mas não teve resposta. "Há o risco de ter muito flúor também nessa água."

O MP exige que as crianças sejam tratadas. A Sabesp adiantou que não vai assumir os custos - diz que a responsabilidade é da prefeitura. O prefeito Zaar Dias de Góes (PFL) afirmou que estuda o caso.

Retirado do site ABINAM

Labels:


 

Contador

Free Counters
internet credit card

Labels:


Monday, April 25, 2005

 

Água cura tudo - 15


Continuando o tema sobre água pesada, deveríamos tentar evitar o seu acúmulo no organismo (supondo que a mesma é prejudicial, hipótese aqui aceita). Existem duas formas de você evitar o acúmulo excessivo de D2O no corpo físico: morando em um ambiente que tenha uma menor percentagem dessa água e, se ela já estiver incorporada ao seu organismo, ter um método de se livrar dela (expelir do corpo).


A primeira abordagem (local com pouco D2O), consiste em utilizar uma FILTRAGEM natural que ocorre na atmosfera terrestre... Como cada molécula de D2O pesa mais que uma molécula de H2O, o vapor de água presente na atmosfera terrestre irá ter uma parcela percentual maior de água pesada em regiões de baixa altitude; em outras palavras, ao subirmos em altura haverá uma queda mais acentuada do vapor de água pesada (e de muitos outros poluentes pesados) quando comparada com a queda do vapor de água normal (mais leve). E nós respiramos o vapor d'água presentes no ambiente que estamos, internalizando-o parcialmente. Talvez por isso, nos edifícios os apartamentos mais altos são mais caros (ar melhor)... Todos os locais no mundo onde foi constatada a presença de uma grande porcentagem de pessoas centenárias encontram-se em locais elevados de montanhas (Vilcabamba, no Equador, Azerbaijão, na ex-URSS, e povo Hunza, no Paquistão)...A maioria dos Mestres e Deuses/Santos se manifestam em regiões elevadas (Moisés foi conversar com um Deus em um monte no Sinai, trazendo os 10 Mandamentos...). O Jardim do Éden aparentemente não estava localizado no litoral marítimo... O Mar Morto, que não consegue manter qualquer forma de vida, fica ABAIXO do nível do mar e, portanto, com concentração ainda mais elevada de D2O e outros poluentes pesados... Maria do Carmo Jerônimo, a brasileira que viveu mais tempo (cerca de 129 anos), morou sempre em Pouso Alegre-MG e só conheceu o mar quando da visita do Papa (morrendo pouco depois, por coincidência...), sempre descalça... Essa lista de coincidências pode ir longe...

A segunda abordagem consiste em achar um método de eliminar do corpo a água pesada já internalizada. Esse método existe e é chamado JEJUM A SECO. Este jejum seco parece ser o instrumento mais poderoso que possuímos para limpar todos os sistemas do corpo (vide, por exemplo, o site http://www.longevitywatch.com/dryfasting.htm). Como terapia de limpeza, ele é considerado três vezes mais efetivo que o jejum a água. Isto ocorre porque, na água comum, além de existir outros contaminantes, existe também pequenas quantidades de deutério (na forma de água pesada), que parece ser tóxico aos nossos sitemas corporais... A restrição de alimentos (através da imposição de jejuns) é o único método já perfeitamente conhecido de extensão da vida física de todos os animais já testados. Um exemplo disso pode ser visto no site Suméria, já citado: "Nos anos 1930's, no Departamento de Zoologia da Universidade de Chicago, experimentos mostraram que minhocas, quando bem alimentadas, FICAVAM VELHAS, mas quando postas a jejuar elas FORAM REJUVENESCIDAS NOVAMENTE!.... A extensão do tempo de vida dessas minhocas FOI EQUIVALENTE A MANTER UM HOMEM VIVO POR 600 A 700 ANOS !". Este relatório mostra que o jejum por períodos prolongados irá consumir os acúmulos de gordura QUE CONTÊM OS DEPÓSITOS DE D2O, restabelecendo o nível de energia metabólico..., algo muito próximo do Elixir da (Longa) Vida...

Aqui vai uma dica sobre a parte mais adequada de se tomar da água descongelada. Veja o site http://www.gerolimich.hpg.ig.com.br/:

"A água "leve" e a água "pesada"

Existe na natureza um tipo de água rica em deutério, elemento que substitui o átomo de hidrogênio na molécula de água, tornando-a mais "pesada"; trata-se de um isótopo do próprio hidrogênio que, por ser mais denso, impede as reações químicas que ocorrem normalmente na água comum ou "leve". Experiência na Rússia apontaram que, em certas regiões do planeta, onde a água é mais leve, ou sem deutério, as pessoas vivem muito mais e são menos sujeitas a doenças.

A água comum, ou pobre em deutério, deve ser chamada mais apropriadamente de "água viva", mesmo que esteja guardada em reservatórios, o que a empobrece de oxigênio livre, e contenha traços de poluentes. O teor de deutério é determinado pela composição geológica do terreno ou da região onde a água é encontrada ou de onde ela provém. Às vezes, mesmo a água pura e cristalina de uma nascente pode ser pesada devido à presença inconveniente do deutério.

Existem análises complicadas para se avaliar uma amostra de água, ou seja, para saber se determinada água é leve ou pesada; trata-se de uma técnica especializada, difícil e onerosa. Há, porém, um recurso simples, caseiro, que permite saber se a água e leve ou pesada e que, ao mesmo tempo, permite separar uma da outra: por meio do gelo comum. Ao congelarmos completamente a água, transformando-o a num bloco de gelo, podemos notar que há uma parte completamente cristalina e, por vezes, uma outra, esbranquiçada, que se localiza no centro do cubo de gelo. Na primeira, está a água pobre em deutério, portanto leve e salutar; a segunda, esbranquiçada, é composta por água rica em deutério, ou pesada e prejudicial. O ideal seria congelar grandes blocos de água e separar a parte cristalina da parte esbranquiçada ou translúcida, por meio de um descongelamento parcial onde se rejeita a parte relativa à água rica em deutério, mais central (e última a se descongelar).

Assim, seria possível obter água de boa qualidade vital. De qualquer modo, o gelo doméstico pode ser útil para se realizar um diagnóstico da água que normalmente ingerimos desavisadamente: se ela contiver maior quantidade de área central branca, estaremos lidando com água pesada; mas, se o nosso gelo for bastante cristalino, então a água em questão será leve e viva, sem necessidade de se separar as duas parte pelo processo do degelo parcial."

Paz e luz para todos.
Rui

Labels: , ,


Sunday, April 24, 2005

 

Água cura tudo - 14


Andei lendo algumas coisas sobre "água pesada", aquela que contém átomos de deutério (isótopo do hidrogênio, mais pesado que este, por ter um neutron a mais no seu núcleo). É interessante o fato de haver estudiosos a favor e contra a ingestão deste tipo de água. É bom sempre lembrar que o homem sempre arranja um "uso medicinal" para os maiores venenos que consegue encontrar (veneno de cobra, de aranha, de escorpião, etc), por isso, todo o cuidado é pouco neste tipo de assunto.

Vamos comentar, inicialmente, algumas coisas ditas pelos "detratores" (contra) da água pesada [veja, por exemplo, o site http://www.sumeria.net/health/heavywtr.html : "Rejuvenescimento e Reversão de Idade pela Conversão de Óxido de Deutério (D2O) em Água (H2O)", em inglês].

O deutério é um isótopo de hidrogênio. Um isótopo é uma forma de um elemento que possui o mesmo número atômico mas pesos (massas) diferentes. O elemento hidrogênio possui 2 isótopos: o deutério (estável, i.e., não-radiativo) e o trítio (não-estável, i.e., radioativo). A água normal (ideal) consiste de duas partes de hidrogênio combinadas com uma parte de oxigênio (H2O), enquanto a água pesada consiste de duas partes de hidrogênio pesado, tipo deutério (D), combinadas com uma parte de oxigênio (D2O).

O átomo de hidrogênio (H) consiste de um elétron que orbita em torno de um próton (que forma o núcleo desse átomo). O átomo de deutério (D) consiste de um elétron que orbita em torno de um núcleo composto de um próton combinado com um nêutron. Portanto, para converter um D em um H, precisa-se remover apenas um nêutron do núcleo do D.

Como o elétron é muito mais leve que um próton ou nêutron ( mais de 1.800 vezes menos pesado), podemos dizer que o D (2H) é, praticamente, duas vezes mais pesado que o hidrogênio (1H).

H2O congela em zer0 grau Celsius, entra em ebulição em 100 graus C e possui gravidade específica de 1,00, enquanto D2O congela entre 3 e 82 graus C e entra em ebulição entre 101 e 142 gr C, com gravidade específica de 1,1074.

Os elementos isótopos não diferem em suas propriedades químicas mas possuem propriedades físicas distintas.

Comparados com os átomos H, os átomos D são raros, ocorrendo na natureza entre 1 parte em 4.000 até 1 parte em 7.000, dependendo do local. Um valor típico é 1 parte em 6.000 (padrão). Isto significa que de todos os fluidos que você bebe ou entra em contato, uma gota de cada 6.000 gotas será uma gota de água pesada.

Um gole de D2O irá ter o mesmo sabor que um gole de H2O. Porém, sementes não irão brotar em água pesada. Quando ratos são alimentados exclusivamente com água pesada, eles morrem de sede, apesar de empanturrados de água (pesada).

Concentrações altas de água pesada, misturadas com água comum, são bastante prejudiciais a organismos vivos. D2O faz com que o metabolismo opere com taxas anormais.

Sabe-se que 2/3 da água que absorvemos, o fazemos através da pele. Toda vez que você bebe água, toma um banho, vai nadar na piscina ou fica parado na chuva, você irá aumentar um pouco seu acúmulo de água pesada...

Os Patriarcas viviam com vigor total até idades avançadas. As tradições da India falam de períodos normais de vida variando de 2.000 a 10.000 anos. Nos registros da Bíblia fala-se de até próximo de 1.000 anos. Isto dá uma indicação que houve um aumento da abundância natural de D2O no nosso ambiente, já que os registros indus são bem mais antigos que os registros bíblicos.

Os registros indus parecem citar guerras atômicas (e na Bíblia, Sodoma e Gomorra parece que foram aniquiladas de forma semelhante). Isto pode ter aumentado a abundância natural de D2O, responsável pelo decréscimo no período de vida, de milhares de anos para centenas de anos. As explosões atômicas modernas também podem estar contribuindo para essa tendência nociva.

A maior parte do deutério se acumula em depósitos de gordura do corpo, com apenas pequenos depósitos em outros tecidos. Gordura é bem mais rica em carbono e hidrogênio que os outros tipos de alimentos. A combustibilidade da gordura é, portanto, devida ao seu alto conteúdo de hidrogênio. Além disso, o hidrogênio queima de forma invisível e gera temperatura extremamente elevada (pode ser uma evidência a favor da Combustão Humana Expontânea...).

Nosso problema, portanto, consiste em descobrir como nos livramos da água pesada (e outros elementos tóxicos) já acumulada em nosso organismo. Isto é possível, como veremos!

Paz e luz para todos.
Rui

Labels:


 

Dossiê 911

DOSSIÊ 911: FATOS, MENTIRAS e HIPÓTESES
"A história oficial é apenas um conto de fadas", David Icke


1. MOTIVAÇÕES INICIAIS

Quando ocorre um grande crime, um bom investigador formula a seguinte pergunta, para tentar identificar o mandante do crime: "Quem tirou proveito deste crime?". Como resultado dos atentados do dia 11 de setembro de 2001, os árabes não tiraram qualquer proveito, o povo norte-americano não foi beneficiado, mas o presidente Bush aproveitou para retirar benefícios e liberdade do povo norte-americano e para encher seu bolso de dinheiro [usando o "propinoduto" que passa a funcionar durante as guerras].

O esperto David Icke nos alerta que os governos anti-povo [controlados pelos illuminati] geralmente usam uma tática constituída de três etapas, para poder impor medidas impopulares sobre toda a população. A seqüência temporal das etapas é:

1. O governo cria um grave problema [e culpa um "bode expiatório"];

2. O governo fica "sensível" à reação da população: "O governo tem que dar um jeito!"

3. O governo impõe uma solução amarga, que retira direitos e liberdade da população.

Vamos tomar, como ilustração inicial, dois exemplos brasileiros atuais desta tática:

EXEMPLO 1:

1. O governo quebra o sistema de previdência;


2. "O governo tem que fazer alguma coisa!";

3. O governo aprova a reforma da previdência, que retira direitos e diminui a quantidade de dinheiro no bolso do aposentado.



EXEMPLO 2:
1. O governo colabora para a violência nas grandes cidades;


2. "O governo tem que fazer alguma coisa!";

3. O governo coloca as forças armadas contra a população [do Rio] e aprova lei contra posse de armas pela população, retirando liberdade do povo.


No caso do governo norte-americano, no episódio de 11 de setembro de 2001, temos a seqüência:

1. O governo planeja e executa todos os ataques [Pentágono, WTC, etc.] e culpa uma pessoa escondida numa caverna no Afeganistão [Osama Bin Laden];

2. "O governo tem que fazer alguma coisa!" [mídia controlada pelos illuminati];

3. O governo decreta "guerra ao terrorismo" em todos os países do mundo que deseja invadir, retirando direitos e liberdade do povo norte-americano [Homeland Security Office, Patriot Acts I e II, etc] e trabalhando para a redução da população mundial, que é um ponto importante na agenda illuminati: http://educate-yourself.org/nwo/nwopopcontrol.shtml [1].


2. FATOS e INTERPRETAÇÃO MENTIROSA DOS FATOS

Comecemos com o seguinte FATO: o avião que atingiu uma das torres possuía uma grande saliência [compartimento] na parte inferior da fuselagem, de onde partiu um míssil contra a torre, uma fração de segundo antes do impacto avião-torre. Isto foi filmado por várias redes de televisão e pode ser visto no site http://www.letsroll911.org/ [2].

- Meu caro Watson, você acredita que este avião é o mesmo Boeing que levantou vôo de Boston? Você acha que a tripulação, os passageiros e os funcionários que abasteceram o avião, não iriam desconfiar desta grande "deformação" da fuselagem do Boeing ?

- Realmente, eu acho que eram aviões diferentes...

- Correto Watson, eram aviões diferentes! Porém, ambos tinham um ponto em comum: ambos tinham adaptações que os permitiam serem controlados por controle remoto, exatamente a mesma tecnologia utilizada nos aviões-mísseis Global Hawk [que foi arremessado contra o Pentágono neste mesmo dia, mas essa é uma outra estória]. Ambos os Boeings, com passageiros
e tripulações, que supostamente chocaram-se com as torres, encontram-se, neste momento, no fundo do Oceano Atlântico. Veja http://www.rense.com/general49/no911.htm [3].

- Mas, como os dois boeings foram parar no fundo do mar?

- Caro Watson, o controle do vôo foi retirado dos pilotos e foi passado para um controle remoto [sediado em terra], que se encarregou de dar o rumo do mar para os aviões! Mas não se preocupe Watson, todas as pessoas a bordo já estavam inconscientes entre 8 e 18 minutos após os aviões decolarem [e antes de caírem na água], pois uma certa adaptação os transformaram em "câmaras de gás ambulantes"!

- Mas isso é impossível! As torres de controle de tráfego aéreo, controladas pela FAA, iriam gravar esta ocorrência e desmascarar esses bandidos!

- Meu caro Watson, você tomou ciência dessas gravações? Não? Foi porque essas gravações foram destruídas por um funcionário da FAA! Veja http://www.foxnews.com/story/0,2933,119281,00.html [4]. Como você já deve desconfiar, não houve qualquer envolvimento de seqüestradores árabes e conversações entre celulares a bordo e pessoal de terra (não havia tecnologia para isto, na época)! Todas essas mentiras foram fabricadas pelo governo norte-americano, para uso futuro [como justificativas, álibis] nas suas guerras de retaliação. Além disso, os choques dos dois aviões contra as torres não foram suficientes para fazer desabar as torres!

- Mas eu vi as torres desmoronarem!

- Meu caro Watson, elas foram ao chão bem depois dos respectivos impactos dos aviões! No período entre o impacto e a queda da torre, muitas coisas aconteceram. Enquanto todos ficaram distraídos com as partes superiores das torres, nos primeiros andares um bando de agentes federais assassinavam a tiros um grande número de pessoas. Após esta operação, os explosivos foram acionados [nos andares mais elevados, mas abaixo dos locais de impacto dos aviões] para implodir as torres e lança-las ao solo. Veja as explosões, por exemplo, em http://911review.org/Wiki/TwinTowers.shtml [5].

- É, realmente dá para ver que as torrem foram explodidas e nãoruíram apenas com o próprio peso. Mas, como eles conseguiram instalar todos os explosivos nas torres sem os usuários desses prédios perceberem?

- Meu caro Watson, demorou dois dias para instalarem todos os explosivos nas torres; ocorreu no final de semana anterior às explosões, dias 8 e 9 de setembro de 2001. A alegação utilizada [a mentira] foi que eles iriam melhorar o cabeamento para sistemas de informática nos andares em que instalaram as bombas; para isso, desligaram a energia elétrica desses andares, deixando, portanto, fora de funcionamento todas as câmaras de vigilância desses andares, para que elas não registrassem a operação de "cabeamento das bombas". Tudo testemunhado por um funcionário da torre, mas não comentado pela grande mídia, controlada pelos illuminati. Veja, por exemplo, o artigo http://69.28.73.17/thornarticles/powerdown.html [6].

- Mas, afinal, por que assassinaram a balas os funcionários dos primeiros andares?

- Ah, meu caro Watson, esta é uma longa história. Esses funcionários assassinados a bala trabalhavam em um grande centro de computação [nos dois primeiros andares da primeira torre atingida] com algo que iria destituir o Bush e o Chenney do comando dos EUA às 10 horas da manhã deste mesmo dia. Neste horário seria feito o anúncio oficial ao vivo - em cadeia nacional de rádio e televisão - de uma lei chamada NESARA [ www.nesara.us ] [7], onde a única coisa já gravada anteriormente era o vídeo de renúncia destes dois senhores. Esta lei irá mudar o dólar e, às 9 horas, iria começar o download de informações desses computadores para a rede bancária norte-americana. Como você sabe, o avião chocou-se contra a primeira torre às 8:45 hs. Eis o motivo das balas assassinas! Veja o relato da seqüência desses acontecimentos no corpo do site http://www.luisprada.com/Protected/nesara_updates.htm [8], referente ao dia 30 de janeiro de 2004. O centro de controle de todas essas operações [acionamento dos explosivos, liberação do grupo de assassinos, etc] estava bem perto das torres...

- Onde estava?

- Estava no terceiro prédio do conjunto do WTC, chamado WTC7, que foi implodido e caiu bonitinho na vertical, como pode ser visto pelas várias filmagens feitas. Este prédio foi implodido mais de 5 horas após a queda das duas torres, e não tinha sofrido danos perceptíveis pela queda das duas torres. Obviamente, as bombas já estavam instaladas nele antes do dia 11 de setembro de 2001, para efetuar o que, no jargão policial, constitui uma "queima de arquivo". Veja, por exemplo, o site http://www.passitkit.com/planes.htm [9]. Aproveite este site para observar [pelo famoso filme do bombeiro] que a primeira torre atingida, não o foi por um avião, mas apenas por um míssil, como explicitado também em http://www.911uncovered.com/tower1.html [10]. Além disso, meu caro Watson, tem um detalhe comum a todos esses ataques aéreos ocorridos nesse fatídico dia [no WTC, Pentágono e Pennsylvania]...

- Qual é?

- Como você sabe, 4 supostos aviões Boeing estariam envolvidos nos acontecimentos desse dia: dois deveriam ir contra as torres do WTC [mas não foram], um deveria ir contra o Pentágono [mas não foi] e, o último, se espatifou na Pennsylvania em um lugar ermo [outra mentira]. Cada um desses aviões possui DUAS "caixas pretas": não foi encontrada [ou divulgado o conteúdo] nenhuma das oito caixas pretas! Curioso, não? Uma possível exceção seria uma caixa preta do avião da Pennsylvania, que teria sido encontrada, mas o governo [FBI] proibiu a divulgação do seu conteúdo por ser "muito traumático para os parentes das vítimas" [razão verdadeira: para não mostrar que esse avião também não foi seqüestrado, mas tomado seu controle por controle
remoto ou abatido por míssil, certamente denunciado pelos pilotos...]. Veja estes detalhes em

http://www.apfn.net/messageboard/5-13-03/discussion.cgi.69.html [11];
http://www.libertyforum.org/printthread.php?Cat=&Board=news_international&ma
in=934109&type=post [12];
http://100777.com/node/view/241 [13].

Existe,
também, um ponto comum que une todos os alvos atingidos [WTC, Pentágono e Pensilvânia]: eram locais onde estavam centros importantes relacionados ao anúncio da lei Nesara [7], segundo a "Dove of Oneness". Em particular, no caso da queda no "lugar ermo" da Pensilvânia, na realidade existia uma marca de tinta no solo para indicar o lugar preciso para cair as bombas [e o avião], para destruir o laboratório subterrâneo envolvido com o Nesara. Segundos após o choque do avião com o alvo [e, provavelmente, as bombas jogadas contra este alvo pintado no chão], agentes do FBI saíram das matas em torno deste alvo e isolaram a área, para não permitir a chegada de curiosos da vizinhança e verem o que realmente tinha acontecido.

- Por que você diz que o Pentágono não foi atingido por um Boeing?

- Meu caro Watson, as evidências são muito numerosas para nós a apresentarmos nesta oportunidade. Deixemos para outra ocasião... mas, se você tiver interesse em acompanhar este assunto, vá passear nestes locais:

http://rense.com/general57/aale.htm
http://911review.org/Wiki/TwinTowers.shtml
http://www.public-action.com/911/robotplane.html
http://www.wtc7.net/
http://100777.com/node/241?PHPSESSID=9823e22c26fa2231dc5794fc9b569c60
http://www.apfn.net/messageboard/5-13-03/discussion.cgi.69.html
http://69.28.73.17/ [veja o programa diário de TV do casal Victor e Lisa]
http://www.rense.com/general49/no911.htm
http://911review.org/
http://www.google.com.br/search?q=911+coverup&ie=UTF-8&oe=UTF-8&hl=pt-BR&meta=

Meu caro Watson, um detalhe interessante sobre os escombros resultantes das bombas que explodiram nas torres gêmeas [WTC] e no Pentágono é o seguinte: os escombros eram radioativos, pois todas as atuais bombas norte-americanas são construídas com urânio radioativo [DU]. Como a radiatividade do urânio dura bilhões de anos, eu não o aconselho a fazer turismo nas cidades de Nova Iorque [local do ex-WTC e sede da ONU!] e de Washington [local do Pentágono]. Não irá fazer bem para a sua saúde, que já não é muito boa...Os que respiraram a poeira radioativa do WTC ficaram com problemas de saúde, que foi genericamente chamada de "tosse do WTC"... Ah, os destroços das torres foram rapidamente exportados para países bem longínquos (China, por exemplo), para eliminar as evidências deste crime hediondo (evitando que uma perícia cuidadosa descobrisse esse crime)...

Labels:


Saturday, April 23, 2005

 

Mensagens Canalizadas


GRUPO DE ESTUDOS SWAMI VIVEKANANDA

AMOR – CARIDADE - HUMILDADE

As mensagens podem ser reproduzidas desde que mencionada a fonte.

MENSAGENS PSICOGRAFADAS POR HUR-THAN DE SHIDHA

A Veste do Espírito

Ling Ponn Ching

(03 de abril de 2005)

Os graves acontecimentos que atingem o Oceano Pacífico, delineados pelos inúmeros desastres naturais extremos, constituem-se no ponto de partida para as modificações geo-climáticas que antecedem o novo mapa do planeta, a ser definido em algumas décadas após a passagem do astro intruso. Este, embora ainda distante, vem ao encontro da órbita da Terra em velocidade ímpar, que foge a qualquer padrão estabelecido pelos seres humanos. O planeta higienizador está a caminho.

Na Ásia ocorre a aceleração do movimento das placas tectônicas, fazendo com que aos poucos a plataforma submarina se eleve, no gradual ressurgimento da Lemúria. Esse processo provocará a conseqüente acomodação dos mares e dos oceanos em todo o globo, causando, inicialmente, o desaparecimento de diversas ilhas pequenas e inundações de algumas regiões costeiras próximas dos desastres naturais. Com o tempo, as grandes fendas da crosta terrestre se manifestarão, inclusive aquelas que se encontram adormecidas no interior dos continentes.

Como já foi dito antes, o elemento fogo, o único elemento presente nos demais, é o princípio ativo que incita as mudanças. A atividade vulcânica, que crescerá sobremaneira, juntamente com o aquecimento planetário provocará terremotos e ventos que alteram a geografia, as correntes marítimas e o clima. Além da ação drástica do mar, o agente maior das mudanças físicas, selando gradual e sistematicamente os contornos da nova Terra.

Então, voltamos a afirmar: não há possibilidade de fugir da realidade do presente século. Vocês vivem momentos que antecedem o Apocalipse e o que necessitam agora é buscar a presença de Deus no íntimo de seus espíritos, a qual foi por tanto tempo ignorada pela grande maioria dos homens. O desprezo pelo Pai foi notório no cotidiano da humanidade.

Mas, para isso, precisam antes promover o encontro com a própria consciência e com a verdade que os cerca. As imperfeições e os vícios que desqualificam o processo evolutivo devem ser combatidos com vigor, de maneira firme e irreversível. Substituam o medo pelo que está por acontecer no orbe pela perseverança da luta transmutadora, da mesma forma que o pânico deve dar lugar à fé, pois a grande defesa de cada um encontra-se na mente equilibrada. Na disposição e na desenvoltura de entender o momento planetário e adequar-se a ele, vestindo o espírito com os ensinamentos de Jesus.

Riqueza Intransferível

São Marcos

(20 de maio de 2004)

Deus proporciona a Seus filhos a graça de poderem caminhar no infinito pelo próprio esforço, premiando o mérito dos vitoriosos com parte do Seu conhecimento.

Estar com Deus, assim, mais do que uma aproximação é a integração com princípios sábios, incorporados em definitivo ao nosso espírito. Deus não deve ser entendido como fruto do nosso desejo, porém a luz de nossa autorealização, a amplitude que se apresenta no futuro de cada ser, a qual projeta caminhos de amor e de paz.

A luta que caracteriza a vida torna-se, desse modo, mais amena, a partir da riqueza intransferível que podemos obter com o esforço e o mérito. Sem os quais seríamos incapazes de entender que a verdadeira felicidade ilumina apenas aqueles que aprendem a conviver com o Pai.

Integração com Deus

Monge Oriental

Interpretar que já foi alcançado o ápice do saber é o mesmo que impor barreiras ao ilimitado. Ter a humildade de admitir a ignorância é a chave da conquista no infinito do conhecimento. Desbravar o universo do desconhecido produz o mérito para novas conquistas. Assim, a vida não estabelece apenas existências, mas a profunda dinâmica das relações que interagem na integração com o conhecimento latente e na construção da sabedoria.

Cultivar a vida como um campo fértil, que enriquece o espírito, é uma forma de se prestar à evolução compreendendo o seu caráter contínuo, assimilado como o entendimento gradual sobre a perfeição divina.

Antes da Linha do Horizonte(*)

Éliphas Lévi

O hábito de adiar o encontro com a verdade faz com que a mentira tenha vida longa. E a convivência com a mentira gera desvios e inconseqüências que produzem sofrimentos e violência.

A sociedade na Terra está sendo vítima das mentiras individuais dos homens. Que retardam sistematicamente a própria paz de espírito, desenhando a verdade sobreposta à linha do horizonte, que se afasta de modo angustiante. O senso de responsabilidade vai, assim, sendo consumido de modo a deixar a humanidade atônita com a expansão da falta de amor.

Não se pede sacrifício algum aos homens. Apenas que procurem entender mais sobre si mesmos, na busca da verdade que permita o apuro de seus erros. Que olhem para seus familiares e amigos e vejam neles o motivo para serem pacíficos e amorosos. Pois ninguém construirá o valor de seus espíritos, sendo essa uma tarefa que lhes cabe pelo próprio esforço. Meditem e entendam as palavras de Jesus sobre o amor e a caridade. Tornem-se homens especiais nesse mundo conturbado em que vivem. Façam-se amados porque souberam praticar o amor e a compaixão.

Não adiem mais a busca pela verdade, pois os homens vêm se conflitando por acharem que é mais fácil os outros fazerem por eles. E a verdade passou a ser efêmera, tendo pernas curtas.

Estamos no limiar de profundas mudanças na Terra, cujos acontecimentos projetam-se dentro de muitos anos, porém antes da linha do horizonte. Elevem-se pelo amor próprio e pela autoestima, para que possam ter o mérito da paz. Deus já lhes proporcionou várias chances não aproveitadas e tudo que conseguirem em pouco tempo significará muito. Trabalhem incansavelmente, para preencherem seus espíritos com a luz da inteligência e da razão. Pois nos tempos que se aproximam tanto encarnados quanto desencarnados prestarão conta de seus atos na Terra e no campo espiritual em torno dela. Não haverá fuga ou desculpas, nem lugar para se esconder. Os próprios homens se julgarão por suas escolhas.

Inércia(*)

Monge Oriental

As doenças são frutos do que cada um plantou através das encarnações. Pois as provações são resultados dos atos praticados no decorrer de diversas existências. E a presença na Terra, o indício de que o conhecimento sobre as coisas do espírito ainda não foi assimilado devidamente.

Trata-se de realidade que muito incomoda. Mas que poderia ser evitada, se as sementes dos gestos fossem escolhidas com sabedoria e amor-próprio.

Assim, o pesadelo que rege tal realidade é conseqüência da inércia da consciência. Que, pela inconseqüência desnecessária, deixa o espírito no estágio letárgico do atraso. Indiferente à própria caminhada, que prolonga pelo livre-arbítrio imprudente o renascer das provas.

O Hospital Cármico(*)

(astro intruso)

Djwal Khul

(12 de agosto de 2004)

Na atual fase do ciclo evolutivo do planeta Terra a variável tempo deve ser supervalorizada. Não cabem mais atitudes equivocadas na direção do ócio, que façam o tempo ser preenchido com vacuidades, em que nada contribuem para o progresso moral e espiritual.

Poucas chances de reencarnações restam nesta fase final do ciclo. Aproveitem seus dias de modo a equilibrar lazer e trabalho, prazer e dever, porém procurando impregná-los de sabedoria espiritual.

As oportunidades estão sendo concedidas não somente através das novas encarnações, mas também com o desenvolvimento da medicina. Descobertas em breve tornarão viável a cura de várias patologias, e a possibilidade de uma vida quase que normal para aqueles que sofrem de certos males incuráveis. Tudo isso ocorrerá para que as encarnações se prolonguem de modo a serem cumpridos carmas e missões.

Entretanto, dados os aspectos altamente negativos que envolvem o orbe, em pleno curso do que vocês chamam de Batalha do Armagedom, também haverá o recrudescimento da violência, abreviando inúmeras vidas que não cumprirão seus tempos devidos. É o homem versus ele mesmo. Contra esse problema não existe medicina da Terra que previna, mas sim a medicina cósmica que promove a cura do espírito, para que este entenda a violência como uma enfermidade letal. Toda a atenção será pouca, pois os conflitos, discussões e desentendimentos serão mais freqüentes nos anos vindouros, fazendo com que muitos percam a razão meio às incertezas e provocações.

Assim, façam autocrítica e vacinem-se contra as imperfeições, tanto as atuais da matéria, quanto aquelas que trazem latentes em seus perispíritos, estigmatizadas de vidas anteriores. Orem, estudem e protejam-se espiritualmente, e não esqueçam que qualquer violência cometida atinge em primeiro lugar quem a pratica. As conseqüências são meros desdobramentos, que se tornam, apenas em parte, visíveis. E uma das mais terríveis provações é conviver com um mal oculto, silencioso, desconhecido perante os olhos do espírito. Despertem e curem-se, pois o novo hospital cármico, que se aproxima, promove para os pacientes internações longas e remédios amargos.

O Papel do Astro Intruso(*)

Portia

(4 de junho de 2004)

A violência, que se apresenta crescente no orbe terrestre, demonstra bem a que ponto chegou o descontrole generalizado. As instituições que deveriam manter a ordem e o equilíbrio estão sendo corrompidas, enquanto que as pessoas associam-se facilmente aos criminosos, seja diretamente ou mesmo participando de intermediações controladas pela marginalidade.

Os frutos disso todos podem ver pelo momento em que se vive no planeta: o desrespeito, a indisciplina, a carência de fé, a arrogância, e, principalmente, a falta de amor e o desdém pela caridade. As conseqüências também são notórias: guerras, crimes cruéis, corrupção, terrorismo e a natureza agredida.

Por essa razão o astro intruso existe. Ele surge a cada final de ciclo evolutivo, no caso da Terra a cada 13.332 anos, para evitar a continuidade das doenças morais e espirituais que ocorrem num crescendo irreversível no planeta. Se isso não fosse realizado, a Terra se transformaria em verdadeiro caos, onde cada um faria o que bem entende, e o livre-arbítrio racional seria aceito como mera fraqueza do pretérito.

Assim, o astro intruso surge para corrigir essas distorções e desvios provocados pelos próprios homens. Tal qual um ato de Shiva, o transmutador, ele decreta o fim de um ciclo atormentado e o início de outro, onde chances e esperanças se renovam.

É o trabalho que a Natureza faz pela evolução espiritual da humanidade, tendo em vista o descaso desta pelo próprio progresso.

Sem Perder Tempo(*)

Monge Oriental

Avalie o convite de outros, mas antes também atenda ao chamado de sua razão. Porque, o melhor caminho a ser seguido, depende do livre-arbítrio consciente com as responsabilidades inerentes à evolução do espírito. Caso contrário, sua vida será guiada por diversos períodos nos quais muitas vezes você afrontará a própria existência. E que se constituirão em somatórios de momentos perdidos, que poderiam ser evitados. Pois, nem sempre o que terceiros consideram o melhor, será útil para sua escolha evolutiva. E o respeito pela sua vontade começa por você mesmo.

Solidão do Espírito

Monge Oriental

(Do Livro "O Amparo do Alto", psicografado por Hur-Than de Shidha, Ed. do Conhecimento, 2003)

A inveja, resulta da incapacidade de se conviver com o sucesso alheio. A raiva, decorre da impossibilidade de se alcançar a paz interior. A vingança, sobressai como a habilidade de se repetir erros de terceiros. A arrogância, emerge como fruto de um suposto poder, que na realidade pertence a Deus. E a ambição exagerada, desponta da conquista que nunca poderá deixar a vida material, resumindo-se ao perecível.

Os homens precisam avaliar seus sentimentos, para ver o quanto se afastam da própria razão, caminhando nas trevas da ignorância. Pois, a omissão quanto à autocrítica, os conduzirá fatalmente a uma vida perdida. Cuja conseqüência será a triste solidão, que ele mesmo cultivou para a sua vida espiritual.

A Relatividade do Olhar(*)

Saint-Germain

Todos os seres humanos, sem exceção, possuem qualidades e defeitos. Entretanto, a maioria prefere olhar o defeito alheio, mas ser vista sob o prisma das qualidades. O que denota tendência ao egoísmo no trato social.

Enfocar com rigor os defeitos de seu próximo faz com que cresçam nos homens as animosidades, que dificultam a convivência. Gerando suspeitas que podem se tornar desejos de vingança, frutos do desamor e da incompreensão.

Porém, olhar o que existe de bom em cada um, torna o homem agente da misericórdia, do perdão e da vontade de ensinar. Concedendo ao seu semelhante a chance de se sentir importante no meio em que vive, despertando-lhe o interesse em expandir seu lado virtuoso e ser útil. Pois o fará perceber que isso atrairá outros, que desejam conviver com alguém com aquelas qualidades.

Assim, a relatividade do olhar é de fundamental importância na prática da caridade. Pois, Deus entende Seus filhos primordialmente pelo ângulo sublime da pureza existente em cada um, mesmo que representada por ínfimas sementes. Tornando então o lado das imperfeições o sinalizador dos ensinamentos, traduzidos em provações, que são atos de seu amor incondicional.

(*) Mensagens já divulgadas e repetidas para os novos cadastrados.


Lembramos que devido ao grande número de mensagens que estão sendo digitadas, sem a devida revisão, algumas poderão contar com pequenos erros, os quais, entretanto, não alteram o sentido dos textos.


O cadastramento para receber as mensagens, pode ser realizado enviando e-mail em branco para cadastramentoGSV@luzdoconhecimento.com tendo como referência INCLUIR, e dúvidas gerais postadas para o e-mail GSV@luzdoconhecimento.com.


Um livro gratuito sobre o "Astro Intruso" citado acima pode ser obtido no endereço abaixo:

O GSV apresenta o novo livro de Ramatis

"O Astro Intruso- E o Novo Ciclo Evolutivo da Terra"

Que poderá ser baixado gratuitamente nos sites:

www.luzdoconhecimento.com

www.discipulosdosol.hpg.com.br

A obra em referência é distribuida gratuitamente pelos sites mencionados, não sendo vendida na internet, livrarias, editoras, instituições religiosas e distribuidoras. Nada será recebido pelos responsáveis pela obra, tendo em vista a incompatibildade entre trabalho espiritual e ganhos financeiros.


Labels:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?