Friday, September 30, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 10.2


Essa matriz é também a fonte de informação dos "profetas" e dos psíquicos, antigos e modernos, que conseguem "ver" o futuro. Não é o futuro que será inexoravelmente. É o futuro que irá ser se nós não mudarmos. Cada mente da matriz pega toda a informação disponível, incluindo o comportamento e atitudes humanas atuais, e a projeta para a frente dizendo como o futuro irá ficar mantida a tendência atual. Este é o "futuro" que pessoas tais como Nostradamus e outras entraram em contato. Ele existe como um campo de pensamentos criado por uma mente da matriz. O futuro não está gravado em concreto. Se nós mudarmos, ele muda, porque nós criamos a realidade futura assim como nós criamos nossa realidade presente. Nossos pensamentos e atitudes estão afetando a matriz da Terra e, através disso, afetando os pensamentos e as atitudes de todos que estão conectados com a matriz - todos nós. Os pesquisadores já documentaram a "síndrome do centésimo macaco" a qual está muito relacionada com a estrutura da matriz. Eles mostraram que uma vez que um certo número de membros de uma espécie foi ensinado algo novo, de repente todos ou quase todos daquela espécie pode fazer o mesmo, puramente por "inspiração", e sem ter sido mostrado. Isto aparenta ser um mistério, mas não é. Eles estão apenas sintonizando-se com a matriz, a mente coletiva.


Este processo pode também nos afetar de forma negativa, obviamente, e a matriz da Terra tornou-se um prisão de pensamento programado desequilibrado. A matriz da Terra já vem de longa data sendo dominada pela mentalidade de rebanho. Isto pode se auto-perpetuar porque a matriz absorve esta mentalidade e então alimenta estas atitudes de volta para a raça humana. Como podemos mudar o mundo? Mudando a nós mesmos.

O que tem acontecido com a raça humana, tem acontecido com a matriz da Terra. A Terra irá liberar suas emoções confinadas da mesma forma como a humanidade está fazendo agora. Amarre-se firme e segura forte! A mudança está batendo no ventilador! Quando a matriz atual da Terra for substituída por uma nova grade durante nosso atual período de vida, nossas mentes irão se expandir rapidamente e nós acharemos muito mais fácil nos conectar com os níveis mais altos da matriz.

Rui.

Labels:


Thursday, September 29, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 10.1


Cap. 10: O Passado Acabou - Adeus


Desejamos fortemente voltar novamente para a Unicidade que está no fundo de nossa consciência, uma memória que torna muito mais doloroso e frustrante o mundo que observamos hoje. Nos voltamos às drogas e às bebidas para estancar esta dor e para escapar do tumulto emocional que a separação criou. Nós temos um lar para ir e ele é chamado paraíso. Atualmente, as terceira e quarta dimensões da consciência estão se juntando na quinta dimensão.

O corpo humano é uma matriz e as linhas de energia da matriz corporal constitui a base da arte antiga de cura chamada acunpuntura. Quando uma matriz muda, tudo dentro dela muda, e a nossa matriz está mudando... agora!

A matriz é a mente coletiva de tudo que existe em cada dimensão e portanto ela está presente em cada nível. A matriz da Terra, por exemplo, é a mente coletiva de tudo que existe neste planeta. É a mente coletiva da humanidade. Nossos pensamentos são absorvidos pelo "computador" da matriz e, nesse nível, tudo que já aconteceu na Terra está gravado e armazenado. Isto é uma fonte do que é chamado Registros Akáshicos os quais muitos psíquicos acessam quando eles estão relembrando de eventos passados e de vidas passadas. Eles estão sintonizando suas consciências com a "livraria" vibratória, a matriz, que possui essa informação. Eu acredito que isto pode ser a origem da idéia antiga de que "Deus" registra cada um de nossos movimentos.

Rui.

Labels:


Wednesday, September 28, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.20


O ponto básico é este: é a sua intenção magoar alguém? Não, claro que não. Você está apenas sendo você e indo para onde o seu coração o está levando. Se você suprime isso você está permitindo que sua vida seja controlada pelas atitudes de outra pessoa e não por você próprio. Você torna-se um fantoche nas cordas das crenças e emoções de uma outra pessoa.


Como nós atraímos para nós aquilo que mais tememos, se nós não deixarmos o medo de perder alguém ir embora, nós iremos perder essa pessoa. A única pessoa que nos pune é nós mesmos. Destravando nossa dependência emocional de outra pessoa ou estilo de vida, é parar de tomar para si os problemas de outras pessoas.

"Suma da minha frente, eu estou tendo um péssimo dia... não tome isso como algo pessoal." Não tome como algo pessoal. Nunca é pessoal. É sempre alguém lidando com seu próprio lixo emocional que muito longe de se relacionar diretamente com você, pode ir a milhares de anos atrás. Você é apenas o gatilho para aquela emoção suprimida e os outros são os gatilhos para você. Independente de como as pessoas se comportam com relação a nós ou com outra pessoa, apenas as amem. Quanto mais negativas elas agem, mais amor elas estão pedindo. Nós não precisamos aprovar suas ações para as amar. Mas o que nós fazemos? Nós damos nosso amor para aquelas que se conformam com nossa marca, nossas expectativas, e negamos o amor para aquelas pessoas que não se comportam dessa forma. Como quase ninguém se conforma à nossa marca, nós verdadeiramente não amamos quase ninguém, geralmente ninguém. Como os outros insistem que nós nos conformemos às suas marcas, quase ninguém, geralmente ninguém, verdadeiramente nos ama. Esta é a razão porque o mundo está tão carente de amor. Amor é amar sem condições de qualquer espécie. Amor nunca deve envolver possessão e ser dono da mente, corpo, emoção ou espírito de uma outra pessoa.

"O verdadeiro amor não dá sempre o que o receptor gostaria de receber, mas ele irá sempre dar aquilo que é melhor ao receptor. Portanto agradeça tudo que você receber, goste você disso ou não. Pondere sobre tudo que você não gosta e veja se você vê o porque isso foi necessário. A aceitação então irá se tornar muito mais fácil."

O amor deve se tornar independente emocionalmente da outra pessoa até o ponto onde você pode ajudar as pessoas experimentarem o que elas precisam experimentar para acelerar suas evoluções à Unicidade. O que temos chamado de 'amor' neste mundo tem sido freqüentemente o oposto dessa definição. Ele tem procurado negar experiências, não as encorajando; possuir, e não liberar; esperar, e não respeitar. Uma reavaliação do amor está emergindo para levar embora as limitações e nos lançar para o ilimitado. Afinal de contas, aqueles limites são feitos por nós mesmos. Se nós não os tivéssemos criados, eles não poderiam existir.

Eu acredito que as pessoas podem amar mais de uma pessoa, mesmo fisicamente, em uma dada época e que a energia chamada amor não possui limites. O fluxo de amor nunca se esgota. O amor está disponível sempre que nós escolhermos. É apenas uma escolha.

O abuso e a negação do amor e de sua expressão física tem feito danos sérios à evolução humana. Ele tem suprimido e desequilibrado a kundalini e, fazendo isso, ele tem nos desligado de nosso verdadeiro potencial sexual, intelectual, emocional e espiritual. O desequilíbrio, o poder descontrolado da kundalini, causado por medo, culpa e negação, tem também levado ao abuso sexual, agressão, ódio, suicídio, conflitos internos e guerras globais. É como tentar parar o fluxo da água pressionando seu polegar contra a boca da torneira. A água esparrama-se para todos os lugares, fora de controle. É isto que ocorre, simbolicamente, com a kundalini quando você tenta segurar seu fluxo natural, dado por Deus. Isto tem atrapalhado a psique humana quando, se permitida fluir naturalmente e sem obstáculos emocionais, a kundalini tem o potencial de nos levar para casa, para a Unicidade multidimensional. Relaxe. O que você é e o que você faz não precisa de desculpas. Apenas quando nós crescermos como raça humana, e pararmos de ditar para os outros o que devemos ser, fazer, dizer e experimentar, iremos começar a relaxar entre nós mesmos e teremos a paz interior para permitir à kundalini fazer seu trabalho sem medo das experiências que ela irá trazer.

E nós podemos crescer agora, hoje, neste segundo. Como tudo o mais, é apenas uma escolha.

Rui.

Labels:


Monday, September 26, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.19


Chegamos ao grande destruidor de relacionamentos e o principal criador de sofrimento emocional: as espectativas. Nós passamos nossas vidas pensando que nós estamos vivendo no presente, quando na verdade nós estamos vivendo no passado e no futuro. Existem aqueles que acreditam que o passado, presente e futuro estão acontecendo ao mesmo tempo e eu concordo com isso, mas eles estão acontecendo em vibrações diferentes. Nós precisamos decidir em qual dessas vibrações nós desejamos ocupar. Nós vivemos no passado por causa da culpa e ressentimento em que nos mantemos e nós vivemos no futuro porque temos medo do que está por vir. As espectativas também nos mantém, mentalmente e emocionalmente, no futuro. O tempo todo nós temos espectativas sobre o que vai acontecer, como uma pessoa vai se comportar, o que eles irão fazer e dizer. E então, quando aquela pessoa não reage da forma que nós esperávamos, nós ficamos desapontados. É a pessoa que cria as espectativas que cria o desapontamento subseqüentes. Este desapontamento é causado por alguém não se comportando de acordo com as espectativas criadas por outra pessoa. Se não existissem espectativas, não haveria desapontamentos. E sem espectativas nós acabamos vivendo no presente, não no futuro, e nós gozamos cada momento como ele acontece, sem destruir aquele prazer com o desapontamento das espectativas não realizadas. Espectativas = desapontamento. Não espectativa = viver cada momento naquele momento.

Se você entra em um relacionamento com espectativas, sexuais ou outras, você quase certamente irá ficar desapontado porque as pessoas não são clones de nossas espectativas delas. Por que elas deveriam ser? Que arrogância nós exigirmos que as pessoas sejam o que nós esperamos que elas sejam, ao invés de elas expressarem aquilo que elas realmente são. Se nós amarmos alguém incondicionalmente, sem exigir que elas preencham nossas expectativas, o relacionamento toma uma dimensão totalmente nova e torna-se muito mais estável e permanente. Medo da alternativa é o que mantém a maioria dos relacionamentos entre pessoas. No entanto, o medo irá diminuir ao trilharmos o caminho em direção à integridade e à Unicidade, o que deverá aumentar o número de rompimentos de casamentos.

Um dos grandes obstáculos para nos expressarmos de forma verdadeira é o desejo de não magoar alguém. Nós suprimimos nossos sentimentos porque nós desejamos evitar a ferida emocional que nós sabemos que nossas ações podem causar. Isto é aplicável a relacionamentos de qualquer tipo. Suprimir nossa situação única com uma torrente de regras, regulações e certezas morais absolutas é suposto proteger a sociedade da violência e do crime quando, de fato, isto está causando-os.

Rui.

Labels:


Sunday, September 25, 2005

 

Câncer e o Tratamento de Canal Dentário - 5

Vejamos alguns detalhes da pesquisa efetuada pelo Dr. Weston A. Price, disponível no site http://www.price-pottenger.org/Articles/Rootcanal.html

Apesar dos milhares de experimentos conduzidos em 5.000 animais, e apesar da meticulosidade e excelência da pesquisa efetuada sobre o tratamento de canal, todos os 25 anos dos esforços científicos do Dr. Price foram tão bem escondidos que raramente algum dentista hoje em dia ouviu a respeito de suas descobertas [inclusive os endodontistas, especialistas em tratamento do canal dentário].

O resumo da pesquisa feita é o seguinte: o dente com preenchimento do canal da raiz sempre permanece infectado independente de quão bom ele possa parecer ou quão bom ele seja sentido. O Dr. Price suspeitou que uma infecção bacteriana sempre acompanhava doenças degenerativas. Dr. Price suspeitou que essas infecções surgiam dos dentes. Ele decidiu implantar um dente extraído que tinha sofrido tratamento de canal sob a pele de um animal. Ele descobriu que implantando o dente com canal tratado, a doença do paciente humano era transferida para os animais. Qualquer que fosse a doença que o paciente tinha, o animal com o dente extraído sob sua pele desenvolvia a mesma doença do paciente.

Em outras palavras, se o paciente tinha doença do coração, o animal desenvolvia doença do coração. Se ele tinha problemas nos rins, a doença dos rins era transferida para o animal. Se ele tinha problema nas juntas, as juntas do animal acabava envolvida de forma similar. O princípio se manteve verdadeiro para todo o espectro de doenças humanas. Qualquer que fosse a doença, o animal desenvolvia a mesma do paciente.

Na maioria das vezes o Dr. Price descobriu que a bactéria envolvida era da família streptococcus, mas ele também encontrou staphylococcus, espiroquetas e fungos. Ele descobriu que se um paciente tivesse mais de um dente com canal tratado, ele poderia ter um microorganismo diferente afetando cada um dos dentes tratados. Esta é a razão porque algumas pessoas têm várias doenças vindas de seus dentes, todas ao mesmo tempo. Adicionalmente, canais dentários infectados têm um efeito negativo sobre o sistema imunológico, que pode causar um grande número de doenças diferentes [aids?].

Durante muito tempo, o Dr. Price teve dificuldade em localizar onde a bactéria ficava escondida no dente. Ele acreditava que nos seus tratamentos das infecções nos canais das raízes dentárias com desinfetantes os microorganismos eram eliminados. Milhares de experimentos provaram que esta hipótese está errada.

Price descobriu que a dentina, que forma mais de 95% da estrutura do dente, não era uma massa sólida como pedra, mas consistia de tubinhos muito pequenos. Os tubinhos não-danificados da dentina contêm um fluido denso e nutriente que mantém o dente vivo e saudável. Estes nutrientes são supridos diariamente a cada tubinho pela artéria que acompanha o nervo e veia do canal na raiz do dente. A artéria faz isso da mesma forma que outras artérias suprem os nutrientes para cada célula do corpo.

Dr. Price tirou fotografias com microscópio que mostram os tubinhos da dentina cheios de bactérias. Apesar da maioria dos dentistas conhecerem os tubinhos da dentina, apenas nos últimos anos eles escutaram que bactérias podem residir neles.

A maioria dos dentistas não está familiarizada com a presença de bactérias nos tubinhos da dentina e são ignorantes do fato que essas bactérias podem escapar e se espalhar através do corpo, causando um vasto número de doenças degenerativas.

Seu dentista pode pensar que o tratamento de desinfecção que ele usa durante o tratamento do canal da raiz do dente irá causar a morte destas bactérias. O tratamento realmente mata a maioria das bactérias no canal da raiz, mas Price descobriu que nenhum do mais de 100 desinfetantes que ele testou era capaz de penetrar nos tubinhos. O mesmo acontece com os antibióticos de hoje.

Alguns dentistas argumentam que a bactéria acaba morrendo porque o preenchimento do canal da raiz bloqueia sua fonte de nutrientes. Infelizmente, este não é o caso. Na realidade, as bactérias são capazes de sofrer mutação e mudar suas formas. Price descobriu que o desafio da mudança do ambiente na realidade causava que os microorganismos tornavam-se mais virulentos e suas toxinas mais tóxicas.

Todos sabem que as células de câncer podem metastizar e fugir do local principal do câncer e viajar para outra glândula, órgão ou tecido. Similarmente, quando as bactérias chegam no soquete do dente, elas também entram no suprimento de sangue da mandíbula, permitindo a elas metastizarem e viajarem nos vasos sangüíneos até outra glândula, orgão ou tecido e gerar uma infecção totalmente nova. Isto é chamado de infecção focal - causada quando uma infecção em uma parte do corpo viaja para outra parte e estabelece um novo local de infecção.

Pessoas contrárias à idéia de infecção focal argumentam que 25 a 30% das pessoas parecem se dar bem com dentes com tratamento de canal por muitos anos sem qualquer efeito danoso. Dr. Price estudou esses casos e descobriu que essas pessoas que não tinham nenhuma história de doenças degenerativas normalmente possuiam um forte sistema imunológico que era capaz de lidar com as bactérias presentes e evitavam de eles ficarem doentes.

Que dizer das outras 70% das pessoas que têm sistemas imunológicos mais fracos pra começar? Price descobriu - e nós estamos descobrindo hoje - que elas desenvolviam doenças degenerativas muito mais cedo, muitas logo após completar o tratamento do canal na raiz do dente.

Até hoje as pesquisas odontológicas não descobriram como matar as bactérias nos tubinhos da dentina para ter sucesso no tratamento das infecções dentárias. Um certo número de dentistas de mente independente tem usado algumas abordagens diferentes e novas, como: ultrasom, lasers, prata coloidal, alho, nutrição, tratamento frances com óxido de cálcio, orações, etc.

Um abraço, Rui.

Labels: ,


Friday, September 23, 2005

 

Desastres Naturais que são Artificiais !! - 2

Veja, nos dois artigos abaixo, as evidências de que Nova Orleans foi intencionalmente inundada devido ao rompimento intencional dos diques [APÓS a passagem do furacão Katrina], utilizando explosivos [e toda a população ouviu a detonação].
------------------------------------------------------------------------------------------------

Primeiro Artigo:
EXPLOSIVE RESIDUE FOUND ON FAILED LEVEE DEBRIS!
Ruptured New Orleans Levee had help failing

By: Hal Turner September 9, 2005 3:36 PM EDT

NOTE: This story has been UPDATED as of Saturday, September 10, 2005 @ 11:40 PM EDT The updated info is incorporated into the story and appears in bold type

SECOND UPDATE: Monday Sept. 12, 2005 @ 8:23 AM ABC News Video with Ear Witness to Explosions and states emphatically "They blew this levee" Click the link below the story


New Orleans, LA -- Divers inspecting the ruptured levee walls surrounding New Orleans found something that piqued their interest: Burn marks on underwater debris chunks from the broken levee wall!

One diver, a member of the U.S. Army Corps of Engineers, saw the burn marks and knew immediately what caused them. When he surfaced and showed the evidence to his superior, the on-site Coordinator for FEMA stepped-in and said "You are not here to conduct an investigation as to why this rupture occurred, but only to determine how best to close it." The FEMA coordinator then threw the evidence back into the water and said "You will tell no one about this."

At that point, the diver went back down to do more inspection of the levee. On the second dive, he secreted a small
chunk of the debris inside his wet suit and later arranged for it to be sent to trusted military friends at a The U.S. Army Forensic Laboratory at Fort Gillem, Georgia for testing.

According to well placed sources, a military forensic specialist determined the burn marks on the cement chunks did, in fact, come from high explosives. The source, speaking on condition of anonymity said "We found traces of boron-enhanced fluoronitramino explosives as well as PBXN-111 embedded in the debris. This would indicate at least two separate types of explosive devices."

The levee ruptures in New Orleans did not take place during Hurricane Katrina, but rather a day after the hurricane struck. Several residents of New Orleans and many Emergency Workers reported hearing what sounded like large, muffled explosions from the area of the levee, but those were initially discounted as gas explosions from homes with leaking gas lines.

If these allegations prove true, the ruptured levee which flooded New Orleans was a deliberate act of mass destruction perpetrated by someone with access to military-grade UNDERWATER high explosives.

More details as they become available . . . . .

Click Here to Watch the ABC NEWS Video

SPECIAL UPDATE FOR "COUNTER-PUNCH" READERS (September 14, 2005)
Counterpunch writer Manuel Garcia, Jr opines on this story about how a storm surge could be solely responsible for this levee failure, but is factually incorrect in his analysis.

Yes, a storm surge occurs as a hurricane approaches land, bringing water in from the sea. The water builds up on itself and floods land as the hurricane comes ashore. But only as it comes ashore. Once the rear part of the eye wall comes ashore, the winds blow in the OPPOSITE direction, thus sending water away from the land.

Hurricanes swirl counter-clockwise. The top right side of the hurricane is throwing water inward toward land, the left side of the eye is going in the OPPOSITE direction. So for Mr. Garcia to argue that the storm surge was "delayed" (for the 24 hour difference between landfall and levee failure) is simply impossible.

Mr. Garcia then goes on to state "
This pressure would work to both strain the levees -- like a membrane being stretched -- and to infuse water through pores and cracks in the solid (earthen) material.

The portion of the levee that failed was not earthen. It was 40' long steel I-beams, pounded deep into the earth by a pile driver and surrounded at the top by steel reinforced concrete! The portion of levee that failed was steel and concrete, not earth!

I don't know about any of you, but I've never seen steel and concrete stretch "like a membrane." In fact, the ABC New video which is part of this story, shows the steel and concrete. Concrete is twisted, ripped and shattered. Hardly the effect of water.

Had Mr. Garcia talked to me before posting his story on counter-punch, I could have pointed these things out. Now, you'll all just have to watch the video and see it for yourselves. -- Hal Turner 9-14-05 5:40 PM
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Segundo Artigo:

Locals, Officials Suggest Levees were Intentionally Blown
Evidence suggests there were "cracks" in levees that were intentionally ignored, questions over how they failed.

Steve Watson/Prisonplanet | September 9 2005

Could the levees in New Orleans have been INTENTIONALLY blown out in order to provide the justification for total FEMA federal takeover?

The locals certainly seem to think so, yet, as usual, the mainstream media is barely picking up on this wave of opinion, so it is left to us once again to bring the issue into the open.

This website distances itself from claims that the levees were blown to target the lower class areas and save the richer areas. The fact is that the disaster affected everyone, and now that the lower classes have largely been evacuated, the middle class are being targeted by door to door raids. Jack booted thugs are arresting people if they don't leave and confiscating their firearms.

When Katrina hit, it drifted 15 miles to the east of where forecasters said it would strike. Therefore it wasn't quite the monster described. The storm passed through with relatively minor damage, it was the the storm surge from the Gulf that caused Lake Pontchartrain to rise three feet and the subsequent flooding.

Katrina hit early on Monday 29th August, the levees broke in three places - along the Industrial Canal, the 17th Street Canal, and the London Street Canal. (Click here for a Map )

The main storm surge from Hurricane Katrina washed into Lake Pontchartrain at around 7AM on August 29th when the counterclockwise motion of Katrina was pushing water from the Gulf of Mexico into the lake.

Some are questioning the timeline of the levee failures, suggesting that there was a 21 hour discrepancy between the storm surge and the collapse of the levees . This is not the case. The first levee broke just a few hours after the hurricane hit on the same morning.

This confusion may have arisen due to the fact that Homeland Security Chief Michael Chertoff has said that the levees broke overnight between Monday-Tuesday, and that he was not informed of this til midday Tuesday.

The breach of the 17th Street Canal levee resulted in the failure of a crucial pumping station nearby, according to a statement made by New Orleans Mayor Ray Nagin.

However, it seems that this exact scenario was expected and ignored. In an interview with New Orleans radio station local radio station WWL-AM, Nagin revealed how irate he was that this had been allowed to happen:

Nagin: You know what really upsets me, Garland? We told everybody the importance of the 17th Street Canal issue. We said, "Please, please take care of this. We don't care what you do. Figure it out."
WWL: Who'd you say that to?
Nagin: Everybody: the governor, Homeland Security, FEMA. You name it, we said it. And they allowed that pumping station next to Pumping Station 6 to go under water. Our sewage and water board people ... stayed there and endangered their lives. And what happened when that pumping station went down, the water started flowing again in the city, and it starting getting to levels that probably killed more people. In addition to that, we had water flowing through the pipes in the city. That's a power station over there. So there's no water flowing anywhere on the east bank of Orleans Parish. So our critical water supply was destroyed because of lack of action.


It has emerged though that some kind of work was carried out on the 17th Street Canal levee. Reports have suggested that the funding was not there to complete the job, but some work had been done:

"The Senate was seeking to restore some of the SELA funding cuts for 2006. But now it's too late. One project that a contractor had been racing to finish this summer was a bridge and levee job right at the 17th Street Canal, site of the main breach on Monday."

Of course we know that it was the White House that slashed funding for such projects in order to pump more money into the war in Iraq.

According to the New York Times, Dr. Shea Penland of the Pontchartrain Institute was surprised because the break was "along a section that was just upgraded. It did not have an earthen levee, it had a vertical concrete wall several feet thick."

It also seems that the broken section of the Industrial Canal levee was having "construction" work done on it recently.

New York Times science reporter Dr. Andrew Revkin has stated of the 17th Street Canal that "officials and [Army Corps] engineers said that after they had found the widening gap in the concrete wall on the eastern side of the canal, they had no quick-response plan to repair it."

Lt. Gen. Carl A. Strock, commander of the corps, said "plugging the gap was a lower priority." The corps is directed by FEMA. "It is FEMA who is really calling the shots and setting priorities here,"

Alfred C. Naomi, a senior project manager for the corps, was quoted in the same article as saying "there were still no clear hints why the main breach in the flood barriers occurred along the 17th Street Canal, normally a conduit for vast streams of water pumped out of the perpetually waterlogged city each day and which did not take the main force of the waves roiling the lake. He said that a low spot marked on survey charts of the levees near the spot that ruptured was unrelated and that the depression was where a new bridge crossed the narrow canal near the lakefront."

This would refute the speculation that a dip in the retaining levee or walls might have allowed water to slop over and start the collapse. So we have an unexplained crack in several feet of concrete. FEMA decided not to plug it and let the water flow until a US city was flooded and thousands had drowned.

Dynamite? History repeating itself?

Many locals have come forward to suggest that the levees were breached on purpose by the authorities. Resident Andrea Garland, now re-located to Texas, wrote in her blog:

"Also heard that part of the reason our house flooded is they dynamited part of the levee after the first section broke - they did this to prevent Uptown (the rich part of town) from being flooded. Apparently they used too much dynamite, thus flooding part of the Bywater. So now I know who is responsible for flooding my house - not Katrina, but our government."

This scenario is not so crazy as it sounds, in fact this exact thing has happened before in the same city. In 1927, the Mississippi River broke its banks in 145 places, depositing water at depths of up to 30ft over 27,000 square miles of land.

The disaster changed American society, shifting hundreds of thousands of delta-dwelling blacks into northern cities and cementing the divisions and suspicions that benign neglect has ensured remain today. New Orleans’ (mainly white) business class pressurized the state to dynamite a levee upstream, releasing water into (mainly black) areas of the delta. Black workers were forced to work on flood relief at gunpoint, like slaves.

Two parishes, St. Bernard and Plaquemines, which had a combined population of 10,000, were destroyed. Just before Katrina, these parishes had about 10 times the 1927 population. Both parishes are now under many feet of water.

This information is covered in depth in a book by John M. Barry entitled Rising Tide: The Great Mississippi Flood of 1927 and how it Changed America, 1997 which has incidentally become heavily in demand after Katrina.

Furthermore, levees were also intentionally broke after Hurricane Betsy struck New Orleans in 1965, admittedly with less of an impact. The tactic of breaking the dikes is not uncommon, as this CNN report on China's flood plains highlights.

Engineers have now punched holes in several levees in parts of New Orleans where flood levels were higher than the water in drainage canals leading to Pontchartrain, in order to let water flow out.

Explosions?

There were reports of many explosions heard in New Orleans, officials say they were transformers blowing up. Total Information Analysis has reported a claim by intelligence expert Tom Heneghen that 25 earwitnesses cited explosions immediately before the levee breach.

Similar reports are now appearing in many web blogs:

"He also mentioned that right before the mass flood there was a loud sound like an explosion." - News from St. Bernard

"I'll tell you the worst thing I've heard and I heard it from my mother. She said she heard several blasts - big booms - right before the levees broke. Several blasts and then all the water came pouring in." - aangirfan

Although these are obviously not authoritative sources of information, it is interesting to note how many local people are reporting this. So interesting in fact that the mainstream has picked up on it in places.

The Washington Post reported on the comments of a retired school teacher:

"Mullen has a schoolteacher's kindly demeanor, so it was jarring to hear him say he suspected that the levee breaks had somehow been engineered to keep the wealthy French Quarter and Garden District dry at the expense of poor black neighborhoods like the Lower Ninth Ward -- a suspicion I heard from many other black survivors."

The Globe and Mail is also carrying a similar story.

ABC World News Tonight carried a report which contained an interview with a local, who described how a floating barge had rammed the levee. The man seemed convinced that the levee was purposefully broken. A transcript of which has appeared on the net:

David Muir: “Was it solely the water that broke the levee? Or was it the force of this barge that now sits where homes once did? Joe Edwards says neither. People are so bitter, so disenfranchised in this neighborhood, they actually think the city did it, blowing up the levee to save richer neighborhoods, like the French Quarter.”
Muir to Edwards as they stand on a bridge: “So you're convinced-”
Edwards: “I knows it happened.”
Muir: “-that they broke the levee on purpose?”
Edwards: “They blew it.”
Muir: “New Orleans’ Mayor says there's no credence to this.”
Mayor Ray Nagin: “That storm was so powerful and it pushed so much water -- there's no way anyone could have calculated -- would dynamite the levee to have the kind of impact to save the French Quarter.”
Muir concluded: “An LSU expert who looked at the video today, says that while the barge may have caused it, it was most likely the sheer force of the water that brought the levee, along the lower 9th ward, down.”

The mysterious barge story has also been reported by many other local residents. "The evacuees who witnessed the barge striking the levee also want to know why the major media is not covering this story."

The London Observer carried an intriguing story of a man named Correll Williams, a 19-year-old meat cutter. The article states that:

"Williams only left his apartment after the authorities took the decision to flood his district in an apparent attempt to sluice out some of the water that had submerged a neighbouring district. Like hundreds of others he had heard the news of the decision to flood his district on the radio. The authorities had given people in the district until 5pm on Tuesday to get out - after that they would open the floodgates."

Some final intriguing footage reveals a journalist questioning former President Bill Clinton as to why many locals feel that the levees were purposefully broken.

This was during the press conference with Clinton and George Bush Snr announcing their combined "relief effort" for New Orleans. Ignore the first 15 minutes of sickening joking and backslapping between the two and skip to the last minute of footage. Upon hearing the question Clinton appears to be surprised and then simply walks off.

Click here to view the footage

Click here to listen to an MP3 of the last 30 seconds

We will track this story as it develops and cover any further updates.

Related:

FEMA Deliberately Sabotaging Hurricane Relief Efforts

Government Sabotage Of Hurricane Katrina Relief Efforts

Labels: , , ,


Wednesday, September 21, 2005

 

DU: O Urânio Empobrecido - 15


Resumo da notícia enviada abaixo:


Um blackout na grande mídia norte-americana mantem o público ignorante deste fato: Morte por DU ultrapassa 11.ooo soldados. Um relatório especial publicado por eminente cientista identificou o urânio empobrecido como a causa definitiva da 'síndrome da guerra do golfo' [de 1991] o que alimentou o escândalo sobre seu uso nas munições dos militares dos EUA. A doença [proveniente do DU] que afetou milhares de militares norte-americanos e que levou à morte foi finalmente identificada como a causa desta doença, eliminando o "achismo"...Esta terrível verdade está agora sendo revelada. Dos 580.400 soldados da Guerra do Golfo I, 11.000 já estão mortos. No ano 2.000, existiam 325.000 soldados com desabilidade médica permanente. Depois de 10 anos, mais da metade (56 %) daqueles que serviram na Guerra do Golfo I estão com problemas médicos permanentes. A taxa de desabilitação de veteranos das duas guerras mundiais era de 5 %, que subiu para 10 % na guerra do Vietnã. A administração Bush está escondendo estes fatos. O total dos veteranos, de ambas as guerras no Golfo Pérsico, agora desabilitados, totaliza 518.739 pessoas. O efeito a longo prazo do DU [uma arma tóxica terrível] é uma virtual sentença de morte. Um químico nuclear disse que as malignidades novas e rápidas nos soldados desta segunda guerra no golfo são 'espetaculares' - e motivo de preocupação.
----------------------------------------------------------------------------------------------
Artigo original:

DU Death Toll Tops 11,000

Nationwide Media Blackout Keeps U.S. Public Ignorant About This Important Story

By James P. Tucker Jr.

The death toll from the highly toxic weapons component known as depleted
uranium (DU) has reached 11,000 soldiers and the growing scandal may be the reason behind Anthony Principi’s departure as secretary of the Veterans
Affairs Department.

This view was expressed by Arthur Bernklau, executive director of Veterans for Constitutional Law in New York, writing in Preventive Psychiatry E-Newsletter.

“The real reason for Mr. Principi’s departure was really never given,” Bernklau said. “However, a special report published by eminent scientist Leuren Moret naming depleted uranium as the definitive cause of ‘Gulf War Syndrome’ has fed a growing scandal about the continued use of uranium
munitions by the U.S. military.”

The “malady [from DU] that thousands of our military have suffered and died from has finally been identified as the cause of this sickness, eliminating the guessing. . . . The terrible truth is now being revealed,” Bernklau said.

Of the 580,400 soldiers who served in Gulf War I, 11,000 are now dead, he said. By the year 2000, there were 325,000 on permanent medical disability. More than a decade later, more than half (56 percent) who served in Gulf War I have permanent medical problems. The disability rate for veterans of the world wars of the last century was 5 percent, rising to 10 percent in Vietnam.

“The VA secretary was aware of this fact as far back as 2000,” Bernklau said. “He and the Bush administration have been hiding these facts, but now, thanks to Moret’s report, it is far too big to hide or to cover up.”

Terry Johnson, public affairs specialist at the VA, recently reported that veterans of both Persian Gulf wars now on disability total 518,739, Bernklau said.

“The long-term effect of DU is a virtual death sentence,” Bernklau said. “Marion Fulk, a nuclear chemist, who retired from the Lawrence Livermore Nuclear Weapons Lab, and was also involved in the Manhattan Project, interprets the new and rapid malignancies in the soldiers [from the second war] as ‘spectacular’—and a matter of concern.’ ”

While this important story appeared in a Washington newspaper and the wire services, it did not receive national exposure—a compelling sign that the American public is being kept in the dark about the terrible effects of this toxic weapon. (Veterans for Constitutional Law can be reached at (516) 474-4261.)




Not Copyrighted. Readers can reprint and are free to redistribute - as long as full credit is given to American Free Press - 645 Pennsylvania Avenue SE, Suite 100 Washington, D.C. 20003

Labels:


 

Câncer e o Tratamento de Canal Dentário - 4

Vejamos algo das pesquisas do Dr. Weston Price. O Dr. Weston Price, o notável e honrado pesquisador dental do início do século XX, encabeçou uma equipe dos melhores pesquisadores científicos dos EUA, no total de 60 doutores. A pesquisa deles foi conduzida sob os auspícios da Associação Dental Americana (ADA). Dos seus 25 anos de estudo, essa equipe de pesquisa publicou 25 artigos científicos tratando dos efeitos de dentes mortos ou tratados endodonticamente na produção de outras doenças ou desordens em áreas remotas do corpo. A pesquisa não foi apenas aceita pela comunidade científica, mas serviu para formar um importante conceito na medicina que é inclusive ensinado hoje: a teoria focal da infecção. Qualquer pessoa que tem uma substituição de junta prostética ou um prolapso da válvula mitral irá imediatamente entender este conceito, já que eles não podem ter qualquer procedimento dentário sem primeiro ser tratado com certos antibióticos para estancar o espalhamento de bactéria da boca para áreas remotas do corpo que pode produzir uma infecção fatal.

Desde o advento dos antibióticos, os dentistas e médicos foram ensinados que a teoria focal da infecção é errada e não tem base científica. Além disso, eles são ensinados que não existe evidência moderna de que os dentes tratados endodonticamente são fonte de infecções focais. No entanto, lembre novamente que os pacientes com juntas substituídas e com certas condições cardíacas precisam tomar antibióticos antes e após qualquer procedimento dental. Por que? Porque a bactéria que vive na boca entra na corrente sangüínea por causa dos procedimentos dentários e viajam para o coração e para as juntas, onde possivelmente podem causar doenças severas e muitas vezes fatal. Agora, pense sobre o que você acabou de ler: como pode qualquer dentista ou médico afirmar que a teoria focal da infecção não tem validade científica quando os dentistas são obrigados a premedicar seus pacientes para evitar produzir uma infecção distante ou focal?

Posição oficial da ADA:

1. Os preenchimentos dos canais da raiz dos dentes são seguros.
2. A Teoria Focal da Infecção não se aplica aos dentes tratados endodonticamente.
3. Desde 1938, há relatos oficiais de que os dentes tratados endodonticamente não produzem doenças sistêmicas.
4. Microbios permanecem nos tubinhos da dentina dos dentes tratados endodonticamente, mas eles não colocam qualquer perigo para a saúde.
5. Os dentes tratados endodonticamente não contribuem para a formação de cavitações no osso da mandíbula.

Posição dos advogados anti-tratamento de canal:

1. Os preenchimentos dos canais da raiz dos dentes não são seguros.
2. As infecções focais que surgem como resultado de bactéria ainda nos dentes tratados nos canais da raiz podem ser a causa de muitas doenças sistêmicas.
3. O Dr. Weston Price, junto com 60 dos principais cientistas da nação, quando estavam trabalhando para a ADA, ficaram convencidos de que os dentes tratados endodonticamente certamente produz doenças sistêmicas tais como doenças dos rins e do coração, artrites, complicações na gravidez, endocardite e outras doenças sistêmicas.
4. Microbios nos tubinhos da dentina certamente constituem um problema de saúde.
5. A terapia endodôntica pode causar formação de cavidade no osso da mandíbula, que é muitas vezes diagnosticada erroneamente como neuralgia trigeminal.

[aguarde continuação]

Rui

Labels: ,


Tuesday, September 20, 2005

 

Câncer e o Tratamento de Canal Dentário - 3


Obviamente, um dente infectado que já sofreu tratamento de canal pode ser a fonte de inúmeras doenças, além do câncer. Veja o que o Dr. Wesley E. Shankland, Ph.D. , tem a dizer a este respeito [ http://www.drshankland.com/rootcanal.html ].

Nos últimos 50 anos, os dentistas têm salvado milhões de dentes fazendo terapia endodôntica, ou tratamentos de canais na raiz dos dentes. Os estudantes de dentes e residentes em Endodôntica ( a especialidade da odontologia devotada ao diagnóstico e tratamento de doenças dentro do dente) foram ensinados a fazer vários procedimentos para salvar dentes acidentados, mortos e em processo de morte. Esses procedimentos foram ensinados somente para auxiliar o público, sem nenhuma outra razão. O profissional dental teve sucesso no ensino do valor de se salvar os dentes. No entanto, hoje existem pesquisas reveladoras que podem requerer que a profissão dentária reconsidere as idéias convencionais a respeito dos dentes tratados endodonticamente.

Hoje, existem muitos doutores com reputação [dentistas, médicos e Ph.D.s] que estão preocupados com a terapia endodôntica e com os possíveis efeitos sistêmicos em outros órgãos e tecidos do corpo. Pode inclusive assombrar à maioria dos dentistas que os organismos que podem estar presentes em um dente morto podem ser impossíveis de serem erradicados, independente de quão bem o procedimento no canal da raiz tenha sido feito! Esses organismos não estão na realidade no local do canal do dente, mas nos tubinhos microscópicos que formam a dentina (o material no interior do enamel e que é mais orgânico que o enamel) do dente. É aqui que reside a questão científica: é relevante que essses organismos permaneçam capazes de viver após a terapia endodôntica? Pesquisadores de ambos os lados dessa questão acalorada concordam que esses organismos realmente ficam vivos após o tratamento de canal, mas eles não chegam a um consenso se isto é importante ou não.

[Este artigo terá continuação]
Rui
fragassi@terra.com.br

Labels: ,


Sunday, September 18, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.18

Os relacionamentos têm sido réplicas do medo e da insegurança que têm atolado a psiqué humana por milhares da anos. Esta insegurança levou ao casamento prisão e à submissão à vontade do outro por medo de o perder. O casamento e os relacionamentos também se transformaram em Zonas Livre de Embaraço. Nós temos medo de ficarmos sozinhos se nós expressarmos nossa individualidade única porque nos falta auto estima e auto segurança. Nós perdemos nossa "integridade" [wholeness] porque nós desligamos nosso ser multidimensional. Os relacionamentos, como o casamento, têm consistido em duas "partes" que procuram formar um conjunto integral. O macho procura balancear a si em um relacionamento com uma fêmea, ao invés de balancear sua harmonia masculina-feminina acessando o feminino dentro de sua própria psiqué. O homem macho nega sua polaridade feminina e procura por essa polaridade em uma mulher. Isto tem criado relacionamentos que sufocam e aprisionam ao invés de liberar, porque o companheirismo torna-se uma entidade na qual as duas partes batalham pela dominação ou se submetem à dominação. O mesmo se aplica à mulher que procura sua polaridade masculina em um homem, ao invés de dentro de si.

Os relacionamentos irão passar por grandes transformações. Uma vez que tenhamos evoluído para a integridade, equilíbrio e completude, não existe forma de nós aceitarmos a imposição sobre nós da marca do outro. A integridade celebra sua individualidade única e recusa ser um clone de outro.

Eu ouço as pessoas falarem sobre a necessidade do amor incondicional e elas inclusive fazem palestras de como isto é importante. Mas elas não vivem isso em si mesmas. Seu amor pessoal é ainda condicional ao outro se conformar com a sua marca.

Amor incondicional é um estado de ser que irá transformar o mundo. Mas apenas se nós pararmos de apenas falar sobre ele e começarmos a viver o que nós dizemos. Igualmente vital, ele apenas irá acontecer se nós permitirmos todos viverem o amor incondicional, sem moralizações ou procurando apavorar e embaraçá-los para se conformarem ao comportamento de um outro.

Rui.

Labels:


Saturday, September 17, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.17


A Criação consiste de um mar de relacionamentos. A Criação é relacionamentos, relacionamentos entre átomos, elétrons, estados vibracionais, pessoas, comunidades, países, estrelas, planetas, galáxias, etc. Existem também relacionamentos, geralmente esquecidos, entre pessoas e o resto da família terrena, como as árvores, flores, ar, água, animais, insetos e o espírito da Mãe Terra. Muitos desses relacionamentos acabaram ficando baseados na dominação, ao invés do amor. Pode ser um homem dominando sua esposa ou parceira (ou vice-versa), para impor seus pontos de vista e suas crenças no relacionamento, ou a humanidade procurando dominar os animais e o mundo natural; o que vemos é um "lado" de um relacionamento procurando modificar e moldar o outro para se ajustar aos seus pontos de vista de como as coisas devem ser.

Quando paramos de abusar de nós mesmos, nós pararemos de abusar do planeta. O casamento e o companherismo, em geral, acabou tornando-se uma prisão de imposição e de negação. A insegurança de um parceiro, algumas vezes dos dois, leva a desejar preservar seu senso equivocado de segurança, ditando os termos do relacionamento com o outro. Isto leva a um "amor" que diz: Eu amo você se você se ajustar àquilo que eu acredito que você deveria ser. Isto está a anos luz de: Eu amo você independente do que você diz, faz ou pensa.

Amor é desejar o que é melhor para o outro, mesmo que seja algo que não desejamos que aconteça, do nosso próprio ponto de vista. Amor, na sua forma mais pura, pode também consistir no recuo emocional e na permissão de que alguém passe por uma experiência negativa ao invés de protegê-la de uma oportunidade de aprendizagem, que irá acelerar sua compreensão da vida e de si mesma. O maior amor que alguém pode ter por outro é deixá-lo ir embora, se isso é o que é melhor para ele/a, nas suas jornadas de evolução através da experiência. Certamente é permití-las, sem julgamento ou retirada de seu amor, experimentar o que elas precisam experimentar para acelerar suas jornadas para a Unicidade. O amor verdadeiro é amar alguém tão completamente que nada que elas possam fazer poderá destruir a maneira que você sente a respeito delas. Em geral, nós desejamos impor a nossa marca nos outros, e apenas quando as pessoas se ajustam a isso é que nós as amamos, ou melhor, nós pensamos que as amamos.

Rui

Labels:


Thursday, September 15, 2005

 

Câncer e o Tratamento de Canal Dentário - 2

Eis algumas informações fornecidas pelo dentista Eric Davis:
[ http://www.ericdavisdental.com/root_canals.htm

Canais dentários - Os perigos ocultos

A próxima vez que seu dentista sugerir que um tratamento de canal dentário é necessário, não faça uma decisão precipitada. Alguns dos relatórios mais recentes mostram algumas informações alarmantes que estão expondo perigos ocultos...

A controvérsia centra-se em torno da questão de se determinar se ou não TODOS os tratamentos de canal são perigosos para a saúde ou apenas alguns. A maioria dos denstistas irão concordar que, realmente, alguns podem se tornar tóxicos e perigosos... mas se isso leva a um dente com abcesso ou pode causar outras doenças é uma outra história. Pelos artigos e estudos que eu li e investiguei, eu acredito firmemente que os tratamentos de canal dentário são a causa de muitas doenças sérias e que ameaçam a vida. Tratar os canais da raiz do dente não é mais uma opção para mim...eu fiz meu último tratamento em 1990!

Como você pode saber se o seu dente é tóxico?

Na minha clínica nós temos um teste simples disponível chamado de filtragem eletrodérmica. Isso identifica o grau de stress que emana do seu dente tóxico ou área. Isto é então correlacionado com outros testes e informações detalhadas que nós fazemos, com relação ao seu estado atual de saúde, a história de seu dente, e outros fatores. O tratamento é então feito de acordo com essas práticas protocolares.

Rui
fragassi@terra.com.br

Labels: ,


 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.16


Nunca tenha medo de experimentar algo se sua intuição, o fluxo de energia dentro de você, está te encaminhando nessa direção. Nós vivemos para sempre. Somos imortais. Que é uma experiência? Se você não gostar dela e ela não funcionar para você, você irá aprender com a experiência e irá evoluir. Se você gostar dela e ela funcionar para você, você também irá aprender com a experiência e irá evoluir. Novamente, uma experiência não é boa ou má, ela apenas é. Uma coisa é certa, quanto mais você nega a si mesmo as experiências para a qual seu ser interno está te levando, mais tumulto você irá sentir quando o conflito entranha em sua psiqué e mais tempo irá levar para você alcançar os níveis mais altos de compreensão.

Tirando a própria vida, nada é para sempre e nada é para nunca. Tudo está aí para se experimentar no caminho para a Unicidade. Tudo na Criação está em constante movimento, cada expressão da energia está dançando no ritmo impermanente da vida. Se desejarmos permanecer imóveis e tornar nossas vidas e atitudes em padrões concretos de pensamento e previsibilidade rígida, nós estaremos na realidade tentando permanecer parados em um vasto rio que flui e logo isso irá se transformar em uma grande onda, pois as vibrações continuarão a se acelerar. Nós procuramos ser cascas de ovo estáticas enquanto estamos rodeados pro um mar vibracional de movimento e fluxo. Não é de se admirar que a vida seja uma batalha mental, emocional e física nessas circunstâncias. Você está literalmente usando toda sua energia apenas para permanecer parado!! Mas, ou você aceita de bom grado e celebra a experiência, ou você a nega, isso na realidade não importa. De qualquer modo, você sempre irá chegar lá, no final. A negação apenas significa que vai tomar mais tempo e irá causar para você um alto grau de tumulto emocional que você poderia evitar se você permitisse, ao invés de negar, seus sentimentos. O ponto que estou enfatizando é que nós devemos ter o direito, sem pressão, sem ridicularização e sem condenação, de fazer nossas próprias escolhas sobre aquilo que experimentamos sem um moralista que-sabe-tudo ditar aquilo que nós podemos e que não podemos fazer.

Rui.

Labels:


Tuesday, September 13, 2005

 

Sua Mente afeta Sua Saúde

Antigamente se pensava que a mente e o corpo operavam de forma separada. Mas a ciência tem mostrado que não é esse o caso. Existe agora evidência biológica de que o que nós pensamos, sentimos e acreditamos pode ter um efeito direto no modo como os nossos corpos funcionam - e, consequentemente, sobre nosso bem estar.

Apesar da natureza holística de muitas medicinas complemantares estarem centradas na ligação mente/corpo, a medicina ortodoxa está apenas engatinhando nesta área e reconhecendo o papel que a atitude, pensamento e emoção têm na saúde, particularmente na habilidade da pessoa para combater doenças.

Esta conexão entre o cérebro e o sistema imune está sendo explorado pela ciência relativamente nova chamada de psiconeuroimunologia. Ela começou nos anos 1970, com algumas experiências com ratos.

Desde então, a pesquisa tem descoberto meios de como o cérebro se conecta e se comunica com o sistema imune e com outros sistemas do corpo. Os processos que atuam na ligação mente/corpo são altamente complexos. Neurotransmissores no cérebro podem ser afetados por emoções e, por sua vez, acionar reações físicas em outras partes do corpo, inclusive nos sistemas que combatem as doenças. E doenças, obviamente, afetam as emoções e o comportamento.

Existe uma ligação clara e estabelecida entre como nós nos sentimos e a saúde de nossos corpos. Lembre-se como um embaraço momentâneo pode fazer você corar. Agora imagine o que os sentimentos internos fortes e persistentes pode causar.

A hostilidade contribui para doenças futuras do coração, mais do que colesterol alto, fumar ou índice corpo-massa desfavorável. A falta de esperança também atua nesse sentido. Os otimistas, em média, vivem nove anos a mais que os pessimistas. Cada pensamento e sentimento tem que se refletir e se expressar através do corpo.

Rui.
fragassi@terra.com.br

Monday, September 12, 2005

 

DU: O Urânio Empobrecido - 14


Aviões Civis usam lastro de DU !! [veja artigo abaixo] No entanto, outras fontes informam que a maioria dos aviões boeing deixaram de usar lastros de DU no final dos anos 1980 [substituindo-os por tungstênio].

"DU is in ammunition, and in armour as in Leopard II tanks, but also in the ballast of cruise missiles, flying bombs and military and civilian aircraft. Apache AH-64 (two crashed in Poland during exercises in October 2001) has 100 kg of DU in its rotor blades. It is not clear yet how much DU was in the planes that rammed into WTC and Pentagon. The "WTC cough" might be a symptom of DU dust inhalation.

The public must take a vigorous stand to protect present and future generations from DU. Propaganda is a weak point of the military-government-industry complex. However, the public does not question mainstream media and does not have capacity to seek and understand information about DU, so alternative information is generally rejected. Biased messages from the government-military-industry information warriors undermine freedom of opinion and the right to know the truth. Covering up information regarding DU crimes against humanity are crimes themselves. The public's self-preservation instinct emerged during successful protests against nuclear mania, and gives hope for countering DU propaganda and cover-ups."

Labels:


 

DU: O Urânio Empobrecido - 13

Notem, no artigo abaixo, a destruição proposital dos locais de tratamento de água do Iraque, com o propósito de matar a população civil via doenças. E outras atitudes nojentas !!!

Clinton And The Two Bushes: The War Crimes Left Behind

by Heather Wokusch

Given repercussions over Abu Ghraib, it isn't surprising that Washington recently asked the UN Security Council for another one-year extension on its war crimes exemption for peace-keepers. The prison abuse scandal is just the iceberg's tip of Geneva Convention violations by the United States, and closer inspection could send Bush Jr., Bush Sr., not to mention Bill Clinton, straight to the courtroom docks.

Back in the heady days of 1991's Persian Gulf War, Commander in Chief Bush Sr. was widely praised for the invasion's rapid end, but the true battle had only begun for many on the ground: the United States had dumped 375 tons of depleted uranium (DU) weaponry on Iraq during the war, despite foreknowledge its radioactivity would make food and water in the bombed regions unsafe for consumption on an indefinite basis (DU remains radioactive for 4.5 billion years). And according to the Geneva Conventions, that's a war crime.

DU is a highly radioactive nuclear waste product valued by the US military for its ability to penetrate tank armor, but it's also a remorseless enemy. A region's food chain is devastated by the trails of carcinogenic dust left in a DU bomb's wake, and of course, humans inhale and absorb the dust as well; even nine years after the war, veterans afflicted with Gulf War Syndrome ailments still had DU traces in their urine. Depleted uranium is also suspected in dramatically elevated levels of birth defects and cancer cases among those in bombed areas, as well as in a wide litany of Gulf War vet health complaints.

But the use of DU weaponry wasn't Bush Sr.s only transgression in Iraq. US forces also bombed electrical grids that powered 1,410 water-treatment plants for Iraq's 22 million people, even though the Geneva Conventions clearly state that destroying or rendering useless items essential to the survival of civilian populations is illegal under international law and a war crime. An excerpt from "Strategic Attack." a 1998 US Air Force document, explains: "The electrical attacks proved extremely effective ... The loss of electricity shut down the capital's water treatment plants and led to a public health crisis from raw sewage dumped in the Tigris River." A second US Defense Intelligence Agency document, 1991's "Iraq Water Treatment Vulnerabilities," predicted how sanctions would then be used to prevent Iraq from getting the equipment and chemicals necessary for water purification, which would result in "a shortage of pure drinking water for much of the population" leading to "increased incidences, if not epidemics, of disease."

That's where Bill Clinton came in. Far from heeding the dangers of radioactive weaponry, he contributed to the estimated 11 tons of DU weaponry used by NATO forces in the 1999 Balkan conflict. Clinton also strongly supported the devastating sanctions against Iraq that led to the deaths of hundreds of thousands of Iraqis. Notoriously, in 1996 when his Secretary of State Madeleine Albright was asked about the estimated over half a million Iraqi children who were thought to have died as a result of the sanctions, her response was "I think this is a very hard choice, but the price--we think the price is worth it."

Fast forward to 2001, when Bush Jr. used DU weaponry in the invasion of Afghanistan. Cities subjected to allied bombing were later reported to have uranium concentrations at 400% to 2000% above normal, with birth defects sharply on the rise. Then during the 2003 invasion of Iraq, US and British forces deployed an estimated 1,100-2,200 tons of depleted uranium weaponry, with untold future health implications for both Iraqis and coalition service members.

It's worth considering the future of warfare Bush-style, as can be gleaned by his administration's funding of weaponry. Despite the Cold War's end, the Bush administration is spending 12 times more on developing nuclear weapons than on securing/reducing existing stockpiles or on non-proliferation efforts. The administration has also repealed the ban on low-yield nuclear weapons, dismissed international non-proliferation agreements, and pushed development of the so-called "bunker buster" which in fact is a nuclear weapon. It is safe to say the Bush administration wonêt be backing off nuclear or radioactive weaponry anytime soon.

In testimony on the Abu Ghraib crisis, Defense Secretary Rumsfeld recently told the Senate Armed Services Committee, "It is the photographs that give one the vivid realization of what actually took place. Words don't do it." So if our leaders really can't grasp pain and suffering without Polaroids, then bring out the cameras. Bring out pictures of populations devastated by WMD such as radioactive weaponry, tainted water supplies and the starvation wrought by sanctions. Splash those images across the media along with photos from Abu Ghraib.

Because if as a nation we can bring ourselves to face the horrors inside one prison far away, then the scope can be widened to consider other war crimes. And when that happens, Bush Sr., Clinton and Bush Jr. will have some explaining to do. --posted 06.06.04

Originally published in The Baltimore Chronicle, June 4, 2004

Labels: ,


Sunday, September 11, 2005

 

Câncer e o Tratamento de Canal Dentário - 1


Eis aqui um tema que você não verá comentado por seu médico [principalmente o oncologista] nem pelo seu dentista [principalmente pelo seu endodontista]. O problema é que eles não trocam informações a respeito de tratamento do canal da raiz do dente.

Eis algumas informações fornecidas no "Cancer-free Newsletter", de Bill Henderson: Minha esposa fez quatro canais de raiz de dente. Após o primeiro, ela começou a ter uma série de dores mal definidas. Suas dores de cabeça ficaram tão intensas que seu médico ordenou fazer uma MRI de seu cérebro, o que não detectou nada de anormal. Ela nunca suspeitou dos canais da raiz do dente (nem seu médico) e ela continuou e fez os outros três canais. As dores misteriosas no seu quadril, nos ombros e nas costas continuaram. Em 1997, eu li um artigo do Dr. David Williams onde ele descrevia todas as doenças degenerativas causadas pelos tratamentos do canal da raiz do dente e detalhava a história de sua "negação" pela "indústria" dentária. Ele observou que existem 24 milhões de tratamentos de canal nos EUA a cada ano. É um negócio de 2 bilhões de dólares. Isto não te lembra a "indústria do câncer"? No ano seguinte, minha mulher extraiu seus 4 dentes tratados de canal e fez a cavitação de sua mandíbula por um cirurgião especializado nisso. Ela também removeu suas obturações de amálgama de mercúrio por um dentista "holístico" . Seus problemas sumiram. Nos últimos dois meses eu conversei com duas de minhas clientes. Ambas tinham tido câncer de mama que estava difícil de tratar com uma combinação de tratamentos convencional e alternativo. Em ambos os casos, descobrimos que elas tinham um ou mais dentes com tratamento de canal no mesmo meridiano do tumor de seio original. Uma delas já tinha removido o dente com tratamento de canal e o tumor do seio e sua metástase sumiu imediatamente. A outra senhora irá fazer este mesmo procedimento em futuro próximo. Isto simplesmente confirma os 25 anos de pesquisa sobre dentes com tratamento do canal da raiz feita pelo Dr. Weston Price, de 1900 até 1925.

Para mais informações:
1. Visite a página http://www.financiallyfree.com.au/chris-aug05.htm
2. Leia o livro "Root Canal Cover-Up", de George Meinig [disponível na amazon.com]
3. http://www.notdoctors.com/crci3.html

Voltarei novamente a este assunto futuramente.

Abraço, Rui [ fragassi@terra.com.br ]

Labels: ,


Saturday, September 10, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.15

Voltemos novamente às Zonas Livres de Controvérsia. Quem são os moralistas que nos dizem o que podemos e não podemos experimentar? Das minhas observações, eles são pessoas com graves problemas emocionais e, ironicamente, desajustados nos tópicos em que pregam sua moralidade. Quando você suprime algo, isso passa a ter uma importância muito maior. Quando você deseja perder peso, a comida fica na sua cabeça muito mais tempo do que quando você está comendo as coisas que você escolhe. A negação sempre estimula uma obsessão com aquilo que você está negando. Ao invés da energia fluir através de você de uma forma natural e harmônica, como quando você permite a você mesmo ir nesse fluxo, ela se recicla e acaba ficando no centro de seus pensamentos. Se você procurar negar seus sentimentos sexuais, você irá ficar pensando em sexo muito mais tempo do que se você deixasse fluir seus sentimentos. Os moralistas que procuram suprimir seus próprios sentimentos sexuais, por causa do medo e da culpa, acabam tornando-se obsecados com a atividade sexual dos outros. São aqueles que dizem: "Este filme de sexo é um ultraje moral e eu sei do que falo: eu já vi esse filme cinco vezes". A negação de suas próprias sexualidades os fazem obsecados por sexo. Estes são os guardiões da moral de nossa sociedade, que nos dizem o que pensar e procuram ditar o que nós podemos e não podemos fazer, ver e dizer.

Rui.

Thursday, September 08, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.14

A moralidade sempre está relacionada a limitação e hipocrisia. Moralmente você não pode. Ela nega um direito humano básico - o direito de experimentar e ser quem e o que nós unicamente somos. A moralidade estabelece o ponto de vista de outra pessoa como deve ser o ser humano perfeito e exige que todos se conforme a isso. Como ninguém se encaixa nessas condições deste humano "perfeito" (inclusive, quase sempre especificamente, o moralista que especificou as condições), todos acabam ficando negando seus sentimentos verdadeiros e se sentindo culpados por não ficarem em conformidade com as regras morais. Como a sociedade condena qualquer um que fique abaixo dos padrões estabelecidos pelos moralistas, as pessoas acabam colocando máscaras e tentando fingir que elas estão vivendo vidas "morais", mesmo quando elas não estão. Este é um mundo de negação, medo, mentiras, hipocrisias e segredos. E não precisa ser assim. Isto apenas acontece porque nós tememos o que as outras pessoas pensam de nós e o que as outras pessoas pensam de nós está condicionado por uns poucos que decidem os chamados "padrões de conduta".

Rui.

Tuesday, September 06, 2005

 

Desastres Naturais que são ARTIFICIAIS !!

Os grandes desastres naturais hoje em dia [o furacão Katrina, o tsunami na Ásia, etc] podem ser todos gerados artificialmente via ondas eletromagnéticas. O Katrina atual, por exemplo, foi arquitetado para desviar a atenção do público norte-americano dos furtos eleitorais praticados pelo Bush nas últimas eleições, segundo o artigo enviado abaixo. Nosso VLS poderia ter sido explodido simplesmente usando esta tecnologia de controle/manipulação do clima, também conhecido como "guerra climática". Esta tecnologia foi, inicialmente, desenvolvida por um cientista chamado Nikola Tesla [inventor, por exemplo, da transmissão de energia elétrica na forma alternada, usada em todo o mundo hoje em dia], na primeira metade do século XX, quando foi chamada de "raio da morte". Atualmente, um aperfeiçoamento dessa tecnologia responde pela sigla HAARP [pesquise esta palavra na internet]. O teste inicial com o raio da morte resultou na explosão de Tunguska, a maior explosão conhecida que já ocorreu no Planeta Terra [maior que todas as bombas atômicas e de hidrogênio já detonadas]. Segue abaixo um trecho sobre este assunto, retirado da internet.

Abs, Rui.
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Teste do raio da morte, de Tesla

"...Tesla ligou o equipamento. De início, era difícil dizer que ele estava funcionando. Sua extremidade emitiu uma luz pálida, dificilmente notável. Então, uma coruja voou de seu ninho no topo da torre, na direção do raio, e foi desintegrada instantaneamente.

Isso concluiu o teste. Tesla observou os jornais e enviou telegramas para Peary na esperança de confirmar a efetividade do raio da morte. Nada apareceu. Tesla estava pronto para admitir derrota quando recebeu notícias de um estranho evento ocorrido na Sibéria.

Em 30 de junho, uma enorme explosão havia devastado Tunguska, uma área remota na floresta da Sibéria. Quinhentos mil acres quadrados de terra foram instantaneamente destruídos, o equivalente a quinze metanos de TNT. O incidente de Tunguska é a mais poderosa explosão ocorrida na história, nem mesmo subsequentes explosões termonucleares ultrapassaram sua força. A explosão foi audível a 930 quilômetros de distância, aproximadamente. Os cientistas crêem que ela foi causada por um meteorito ou fragmento de um cometa, embora nenhum impacto evidente ou restos minerais de tal objeto jamais tenham sido encontrados.

Nikola Tesla tinha uma explicação diferente. Era claro para ele que seu raio da morte tinha ultrapassado seu alvo calculado e atingido Tunguska. Ele ficou extremamente grato que a explosão, miraculosamente, não matou ninguém. Tesla desmontou o raio da morte imediatamente, crendo-o muito perigoso para continuar existindo.

Seis anos mais tarde, o fim da primeira guerra mundial fez com que Tesla reconsiderasse. Ele escreveu ao presidente Wilson, revelando o segredo do teste do raio da morte, oferecendo-se para reconstruí-lo para o departamento de Guerra. A mera ameaça de tamanha força destrutiva faria com que as nações em guerra concordassem em estabelecer-se a paz imediatamente..."

------------------------------------------------------------------------------------------
Katrina gerado por Controle Climático [Guerra Climática]:

www.cloakanddagger.de

Scalar Weather Wars:

Hurricane Katrina and the Rape of New Orleans

by: Stefan Grossmann, www.gallerize.com

Monday, 8-29-5

1. The Bush Jr. regime is a hair’s breadth away from collapsing in chaos, infamy and insanity as the Cloakanddagger.de truth radio is about to break the story how G. W. Bush fraud bribed his way into the White House in late 2000. See separate news coverage coming soon.

What happens in such situations is: News diversions are orchestrated in order to take away the public’s attention from the homespun disasters. Such as, a whale strands in the arctic and all the oil-soaked spy-riddled mainstream media babble about stranded whales for days or even weeks until the news about the actual catastrophe at home is forgotten and, for practical purposes, suppressed.

This well-known routine is happening again. As the to-be-covered-up news event (Bush bribed his way into the White House) is so huge, the cover-up ploy is also huge: A scalar-engineered hurricane named Katrina. The shadow government has decided to sacrifice an entire city, New Orleans, to cover up the coming news of bribery and in order to further rig the price of oil.

2. Weather engineering includes the blow-up of small hurricanes into large ones. The technology is zealously denied by so-called meterologists and physicists, but it exists anyhow. It has been described, for example, by veteran Pentagon scientist and scalar researcher Col. Tom Bearden at his huge web site, www.cheniere.org. Here are some quotes (in finer print):

Soviet Weather Engineering over North America


This taped presentation, which was made in 1985, is included for historical reference purposes only. Since then, the technology has been developed into more rigorous longitudinal EM wave interferometry, which is the exact nature of those earlier weather engineering weapons. The foundations of scalar electro-magnetics are well explained in this presentation.

U.S. Defence Secretary Cohen expresses concern about eco-terrorism using scalar electromagnetic weapons.

„Others [terrorists] are engaging even in an eco-type of terrorism whereby they can alter the climate, set off earthquakes, volcanoes remotely through the use of electromagnetic waves... So there are plenty of ingenious minds out there that are at work finding ways in which they can wreak terror upon other nations...It's real, and that's the reason why we have to intensify our [counterterrorism] efforts.“

Secretary of Defense William Cohen at an April 1997 counterterrorism conference sponsored by former Senator Sam Nunn.
---------------------------------------------------------------------------------------------
Sites relacionados:

http://www.angelfire.com/al3/libertieswatch2000/WeatherModification.html
http://educate-yourself.org/nwo/nwopopcontrol.shtml ["controle da população mundial"]
http://educate-yourself.org/zsl/neworleansslaughter02sep05.shtml

Um pequeno detalhe: há informações de que o "olho" do Katrina passou a dezenas de quilômetro longe da cidade de Nova Orleans [desviado devido a orações de certos grupos], não causando muitos estragos na cidade. No entanto, a maioria das agências de notícias informaram que APÓS a passagem do Katrina, todos ouviram uma enorme explosão! Ficou-se de averiguar o que causou essa grande explosão, mas até hoje nada foi esclarecido a respeito [e acho que nunca vão falar a esse respeito]. Tenho minha teoria a respeito desta explosão: seria a explosão de uma bomba de urânio empobrecido e radioativo [DU] que teria arrebentado o dique de contenção das águas do rio/lago que banha a cidade, que, desta forma, alagaram toda a cidade de Nova Orleans com poluição radioativa. Toda a população da cidade está sendo retirada, sob mira de fuzis, devido à contaminação geral da cidade [inclusive radioativa]. Pelo exposto, seria realmente melhor que todos abandonassem a cidade... Nada diferente do que ocorreu nas explosões [com bombas de DU, marca registrada do governo norte-americano e, não, de Bin Laden] que derrubaram as torres gêmeas no dia 11 de setembro de 2001...

Monday, September 05, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.13

A razão para a evolução espiritual da humanidade acontecer muito mais lentamente do que ela poderia ser, é que nós negamos a nós mesmos e aos outros o direito de experimentar. O caminho da evolução é muito simples: experimentação, aprendizado, evolução. As regras e regulamentos, os pode e não pode, deve e não deve, impostos por séculos pelas religiões e outros controladores do pensamento, estreitou enormemente a profundidade da experiência que somos permitidos ter antes de encontrar a resistência do ridículo e da condenação. Acabamos nos atendo a modos de vida e atitudes que não nos trazem novas experiências porque nós fomos condicionados a ter medo de experimentar. A vida torna-se uma série de repetições tediosas e é esta mesma repetição de pensamento e de comportamento que nos faz tão fácil de sermos controlados. A visão da sociedade ocidental sobre o sexo é o mais potente exemplo disto. Uma vez que você obtém um certificado de casamento, você supostamente não poderá ter qualquer experiência sexual com qualquer pessoa, a não ser seu/sua parceiro(a) oficial.

É bom lembrar que tudo é um e um é tudo. Quando fazemos amor com um outro ser humano nós estamos, na realidade, fazendo amor com uma parte de nós mesmos. Quando atingimos o estágio de orgasmo multichacra cósmico, nós estamos fazendo amor com o universo, com a Criação, com tudo que existe, e nós estaremos disponibilizando mais energia criativa para todos usarem e se beneficiarem.

Rui.

Sunday, September 04, 2005

 

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre - 9.12

Para alcançar estes níveis cósmicos do sexo, nós precisamos parar de tentar com empenho excessivo. O sexo, como tudo, se tornou uma competição, um concurso, um símbolo de nossa feminilidade e masculinidade. Isto trouxe mais medo à experiência sexual porque cada parceiro fica tentando "desempenhar-se" para o outro. O correto não é fazer algo, mas ser algo. Se você relaxar e apenas ser você, sem tentar fazer ou conseguir nada, você começa a deixar ir embora as respostas programadas do que é o sexo ou do que não é. Se você não focar sua mente no objetivo final [ejaculação e orgasmo], você entra em estados relaxados atemporais de alta consciência por períodos mais longos. Você pode apenas desfrutar cada momento do seu maior potencial se você tirar sua cabeça do passado e do futuro. Ejaculação e orgasmo estão no futuro e se isso está na sua cabeça desde o início, você acaba perdendo o poder de cada momento. O sexo não deve ser um show em um palco, ele é uma experiência única cada vez que é praticado, se você permiti-lo ao invés de atuar na forma do roteiro fornecido pela religião, pelos tablóides sensacionalistas e pelos rapazes do bar.

As tentativas de diminuir nossa sexualidade incluem inclusive o mito e a manipulação chamada de Aids. As histórias aterrorizantes sobre a Aids criaram medos tremendos sobre o sexo. Nos é contado que o vírus HIV causa a destruição do sistema imune, conhecido como Aids, e que o HIV é transmitido sexualmente. Ambas as afirmações são falsas. O HIV é um vírus fraco e a última coisa que ele faz é destruir um sistema imunológico. Milhares de pessoas morrem de "Aids" não sendo HIV-positivo e milhões que são HIV-positivos por 10 anos estão ainda com saúde perfeita. Os números associados à Aids tem sido manipulados! Se você morre, digamos, de tuberculose e você é HIV-positivo, dizem que você morreu de Aids. Se você morre de tuberculose e você não é HIV-positivo, e dito que você morreu de tuberculose. Os mitos e as mentiras são construídos já na fase de diagnóstico.

O Dr. Robert Gallo, o homem que disse que HIV causa Aids, já foi acusado de má conduta científica e dois de seus assistentes foram acusados de ofensas criminais. Gallo patenteou o teste de anticorpos do HIV e ele obtém um royalty por cada teste feito. E esse é um outro ponto. Eles não testam para achar o vírus HIV, apenas para achar os anticorpos que o sistema imune produz para combater o vírus! A Aids possui muitas causas, mas o HIV não é nenhuma delas. Qualquer coisa que arrebenta o sistema imune causa Aids e isso inclui drogas recreacionais e os remédios, como o AZT, usados para "combater" o HIV, um vírus que não causa Aids! É tudo uma trapaça que tornou-se um bomba temporal para nossa atitude sobre a sexualidade.

Rui.

 

Os Discos Voadores - 3

Análisis confirman autenticidad
EXTRAORDINARIAS IMáGENES DE OVNIS EN BAJA CALIFORNIA


Fotografías tomadas en una central de energía muestran claramente tres objetos muy similares a los prototipos Ovnis alemanes (TERRA.cl)



  • FOTOS: OVNIS CAUSAN IMPACTO EN MEXICO


  • BAJA CALIFORNIA; Septiembre 01, 2005.- Las fotografías se lograron en Baja California Sur, en la población Guerrero Negro, donde se encuentra la Central de Combustión Interna Guerrero Negro II, conocida también como Vizcaíno y que es una planta generadora de energía dependiente de la Comisión Federal de Electricidad.

    Las imágenes le llegaron a la investigadora Ana Luisa Cid a través del abogado Jorge Martínez Montes de Oca de la Ciudad de México y de un ingeniero de Baja California que prefirió el anonimato.

    “La forma y detalles de los objetos fotografiados corresponde a lo que han descrito otras personas y que manera común conocemos como platillos voladores y centrando la atención en las fotografías, encuentro similitud con el material presentado por George Adamski en los años 50, siendo de los llamados “ovni campana”, señaló en su sitio web la investigadora.


     

    O Código da Bíblia

    A Universidade Hebraica colocou os nomes de mais de 60
    rabinos conhecidos no programa de computador. Esses rabinos tinham
    morrido, e sabia-se muito sobre suas vidas. Em cada caso o Tora
    revelou seus nomes exatos, a data e local de nascimento, data e
    local de sua morte e dados pertinentes sobre as principais
    realizações de suas vidas. Além disso, eles pesquisaram muitos,
    muitos outros assuntos com o software do Código da Bíblia, tais como
    acontecimentos conhecidos do passado. Descobriram que todas as
    coisas imagináveis tinham sido escritas nos primeiros cinco livros
    da Bíblia [Pentateuco, supostamente escrito por Moises]. Começou a dar a impressão de que o futuro é totalmente conhecido na Bíblia, tendo sido escrito no Livro Sagrado mesmo antes de acontecer.

    Parece haver certeza agora de que cada pessoa do mundo
    tem seu nome escrito no Tora, juntamente com a data e local de
    nascimento e morte. O que significa isto? Em primeiro lugar, indica
    que estamos atingindo ou atingimos um ponto especial chamado "o final
    dos tempos"; caso contrário não poderíamos ter desvendado o código,
    de acordo com o próprio Tora. O livro secreto [escondido dentro da Bíblia] indica que o que todos os profetas têm sugerido acerca desta época em que todos vivemos é
    provavelmente verdade.

    This page is powered by Blogger. Isn't yours?