Sunday, December 30, 2007

 

A Clonagem Humana - 1


Primeiro de tudo, gostaria de declarar que os clones são coisas reais [1]. Eles têm existido por muito, muito tempo e o fato de você não saber nada sobre eles é devido à falta de verdade dada a você pela mídia, que é majoritariamente controlada por aqueles que possuem suas agendas próprias pessoais, incofessáveis.

Quase tudo já foi clonado neste mundo... pessoas, animais, plantas, insetos, micróbios (como você pensa que são feitas as vacinas?), etc. Isto tem sido mantido como segredo para você. O que caracteriza um clone humano é a ausência de alma nele e, portanto, há uma desconexão do clone com o espírito de Deus. O clone não pode ter alma, a menos que venha uma ordem direta do Deus Criador para isso, algo não muito usual.

Como as criaturas sem alma (desalmadas: o que esta palavra te lembra? Pessoas sem piedade, não é mesmo? Você está certo!) não possuem uma conexão direta com o Deus Criador, sabe-se que os clones, apesar de eles “se parecerem” exatamente com o seu original, eles não o são. Não apenas está faltando a alma, mas também está faltando a capacidade de amar, sentir compaixão e receber intuições do seu eu superior. Um clone está apenas interessado na sua sobrevivência e no cumprimento dos objetivos que foram programados nele. Além disso, os clones não têm a longevidade de vida dos seres com alma.

Por que os clones começaram a ser criados? Uma das razões é que eles ajudam a criar as condições necessárias para o crescimento da alma (daqueles que tem alma). Em outras palavras, sem os clones em posições de poder neste planeta, levaria muito tempo para os seres almados (com alma) criarem desafios para si mesmos para aprenderem as lições necessárias para eles, para descobrirem que eles são realmente um pedaço do Deus Criador, com muitas das habilidades de criar, com a compaixão e o amor que isso implica.

Clones, na realidade, é uma forma de acelerar a biologia, com uma pequena programação colocada neles. Os cientistas já tem conseguido fazer isso, de forma rotineira, por quase cinqüenta anos, desde o início dos anos 1960s. Várias técnicas têm sido utilizadas e aperfeiçoadas.

Você certamente conhece pessoas que são clones, pois existem muitos deles hoje em dia. Você ficaria completamente espantado(a) com as coisas que não falam para você, não apenas dos clones mas sobre muitas outras coisas também. Na maior parte das vezes você está vivendo em um mundo de grande ilusão. A história oficial costuma ser uma “estória da carochinha”, bem elaborada, óbvio. Falo isso para que você acorde e passe a ver as coisas de uma forma mais clara.

Existem muitos clones no governo e nas forças armadas, muitos deles em posição de comando. Talvez alguns de vocês tenham visto a foto do atual presidente Bush (de 2006) no Texas, onde ele aparece com uma caixa preta colocada nas costas, por debaixo da camisa. Esta caixa era parte de um dispositivo de programação porque este era um clone novo acabado de ser colocado em operação. Até agora, o presidente Bush já teve 47 clones substitutos ativados para manter a ilusão de que ele está ainda vivo e funcionando. A alma que habitava o corpo deste presidente, não está mais nesta dimensão da realidade. Alguns dizem que ele está no limbo, enquanto outros afirmam que ele foi para onde todas as almas vão após a morte de seus corpos físicos. De qualquer forma, ele está morto, assim como o seu pai, a sua mãe e a sua esposa.

Você logo irá tomar conhecimento de grandes fraudes bancárias em escala global. A maioria disso foi criada pelos clones programados. A Mãe Terra e seus habitantes chegaram a um ponto em que cada um precisa decidir por si próprio se deseja ascender ou ficar para trás junto com os clones no mundo da terceira dimensão. Na maioria dos casos, vocês já ascenderam, pois a ascensão consiste no aumento de vibrações e não refere-se ao desaparecimento instantâneo da face da Terra.

Quase todas as pessoas mais poderosas no mundo são clones: o presidente e vice-presidente dos EUA, quase todos os senadores e congressistas dos EUA, a maioria dos chefes de governo de um país e mesmo a nível de cidade, especialmente das grandes cidades. A rainha da Inglaterra é um clone, o Papa, os chefes da maioria das religiões e dos movimentos evangélicos, os chefes dos principais bancos, Henry Kissinger, etc. Em outras palavras, se qualquer ser com alma chega a uma posição de poder e se recusa a seguir todas as regras que lhe são dadas pelos verdadeiros controladores deste planeta, ele é assassinado e substituído por um clone dele mesmo [Obs: você notou alguma mudança no Lula, antes e depois da sua primeira eleição presidencial?]

O clone humano age roboticamente e é incapaz de mudar a programação ou pensar "fora da caixa". Ações e trabalhos repetitivos não são problemas. Um clone humano adulto hoje pode ser fabricado a partir de uma única célula em menos de trinta e seis horas. Eu não estou brincando. A Rússia aperfeiçoou a clonagem em meados dos anos 1970 e os Rothschilds chegaram apenas pouco atrás na tecnologia de clonagem [2].

Existe um lado positivo da clonagem (permitido por Deus, óbvio), pois no passado nossos seres com alma estiveram “dormindo no emprego”, por assim dizer. Viemos aqui para aprender, enfrentar adversidades e aprender sobre os lados iluminado e escuro de nós mesmos. Fizemos isso muito bem durante um longo tempo, mas nos últimos 50 a 100 anos, nós ficamos preguiçosos e cansados dos esforços necessários para isso acontecer... e acabamos nos acomodando para descançar.

Nós decidimos, principalmente após a Segunda Guerra Mundial, que estávamos cansados de sempre ter que lutar para ter tudo que desejávamos experimentar e aprender. Criamos, então, uma explosão populacional, obtivemos novos lares, novos carros e inventamos a televisão para nos distrairmos da vida diária.

As trevas viu nós optando pela boa vida e decidiu colocar nossa consciência para dormir ainda mais. Isso é fácil de fazer quando alguém está cansado de lutar o tempo todo. Os humanos são basicamente todo AMOR. Tudo que não é amor é muito difícil de se sustentar... ou pelo menos era no passado. Agora parece que a sociedade tem uma grande tolerância com a crueldade, a dor e o sofrimento. Guerras é um bom exemplo. De qualquer forma, as pessoas começaram a ser realmente manipuladas após 1945. As trevas têm estado ativas por muito, muito mais tempo, mas seus esforços eram bem mais sutis anteriormente.

Desde 1945 as trevas têm avançado no sentido de acalmar o público com um falso senso de segurança, enquanto roba-o em quase todas as frentes, dos bancos às drogas, ao sistema de saúde, na educação, na mídia de informação, nas guerras e nas verdadeiras razões para eles: nas invenções que nos poderia livrar do petróleo e inclusive nos dar energia gratuita, até à descoberta de artefatos históricos importantes que nos iria informar de nosso verdadeiro lugar, não apenas como seres espirituais, mas como irmãos e irmãs de muitas raças galáticas.

Uma outra coisa delicada para os(as) solitários(as) decidir é se eles(as) querem ter um clone como amante ou companheira(o). Esta é a última novidade sobre clone no nosso planeta, que pode levar a aceitar clones como amigos.

Os clones podem ser programados para serem extremamente compatíveis com você e parecem ser um(a) companheiro(a) perfeito(a). No entanto, qualquer filho que saia dessa relação não teria alma e não seria desafiado por uma pessoa com alma e, portanto, você não iria aprender muito sobre você mesmo, o que poderia te ajudar a continuar rapidamente na sua ascensão espiritual.

Quem assistiu a série completa de televisão, chamada "Arquivo X", irá lembrar-se de um episódio no qual existia uma cena em que o agente do FBI Fox Mulder entra em um grande salão onde estavam em crescimento muitos clones humanos em inúmeros recipientes de vidro, cheios de líquido. Foi uma cena de ficção, mas baseada em fatos reais.

[continua]

Referências:

[1] http://fourwinds10.com/siterun_data/spiritual/general_channelings/news.php?q=fe70f36a93c380b43b8509146a61ac85

[2] http://fourwinds10.com/siterun_data/bellringers_corner/hello_central/news.php?q=0d7fe8703e12d81670271f9ea9080f7d

Labels:


 

Oscar Quiroga - 72


CERTEZAS E INCERTEZAS


Enquanto isso, aqui na nave Terra a humanidade é destinada à incerteza, pois se assim não fosse ela não poderia luzir seu intelecto. Porém, de tempos em tempos se pode confiar em algumas certezas, e uma das atuais é que o mundo como a gente o conhece tem pouca sobrevida, o próximo ano é o último da normalidade. Depois, as coisas começarão a decair inexoravelmente até o ponto em que tenham de ser substituídas por novas formas de relacionamento social, cultural e econômico. O que vem depois? É mistério, por enquanto, e é assim porque nós desconhecemos a maior parte do que significa viver. A vida age de acordo com um plano, e por enquanto nós o desconhecemos, mas o intuímos como sendo de grande beleza e inteligência, onde o amor é, definitivamente, o maior tesouro.

Labels:


Saturday, December 29, 2007

 

Previsões 2008


Abaixo coloco algumas previsões para 2008 [1]. Mesmo que nenhuma delas se realize, acredito que são tão boas que merecem ser divulgadas, para que tenham maior probabilidade de acontecer:

1. O grupo Bush-Cheney-Clinton será eliminado da vida pública norte-americana;

2. O uso de clones humanos no gerenciamento político-econômico do planeta se tornará de conhecimento público;

3. O Sr. Joseph Ratzinger, o atual Papa, será obrigado a se aposentar;

4. A rainha da Inglaterra, Elizabeth II irá abdicar ou, pelo menos, se retirar da cerimônias públicas de que tem participado;

5. Em todo o mundo, os regimes e líderes nacionais que possuem conexões políticas muito íntimas com o governo norte-americano serão removidos do poder. Candidatos fortes para isso: Paquistão, Reino Unido, Arábia Saudita, França, Alemanha, Israel, Congo, Sudão, Burma;

6. Haverá um rápido, mas decisivo, colapso bancário mundial, começando no Japão. Bancos bastante vulneráveis a isso: Citibank, Morgan Stanley, Credit Suisse, Deutsche Bank, Barclays, Sumitomo Mitsui, Banque Saudi Fransi, etc.;

7. Os programas globais de prosperidade do NESARA [2] [3] - National Economic Security And Reformation Act - serão anunciados e ativados. Um dos fundos de investimento envolvido é o The Saint Germain World Trust, que possui valor acima de um quatrodecilhões (?) de dólares norte-americanos para serem distribuídos para todas as instituições e pessoas do mundo. O valor citado acima é igual ao número um (1) seguido de quarenta zeros! Vai chover dinheiro no bolso de todo mundo...;

Entre outros projetos, este dinheiro será usado para comprar todas as empresas petrolíferas, os bancos e os carteis farmacêuticos. Também irá zerar (cancelar permanentemente) todos os débitos pessoais, corporativos e nacionais em todo o mundo. Portanto, acabará a dívida externa do Brasil...; e nossas dívidas pessoais bancárias e de cartão de crédito...;

O Planeta Terra possui uma grande abundância de tudo. Se todo o dinheiro, lastreado em ouro, fosse distribuído igualmente por toda a população, todos seriam milionários em libras esterlinas;

Com o anúncio do NESARA, todas as ações militares agressivas dos EUA em todo o mundo irão cessar e a paz global será estabelecida (com retorno das tropas do Iraque e do Afeganistão). Cada cidadão norte-americano com idade acima de 21 anos irá receber US$ 100.000,00 por mês durante onze anos, mas as reivindicações dos fazendeiros (que, no final, resultou no NESARA) serão pagas primeiro;


8. Vai acabar a cobrança de imposto de renda (começando nos Estados Unidos); uma taxa única de 14% será cobrada sobre todos os itens novos não-essenciais para gerar receita para o governo do país (iniciando nos Estados Unidos);

9. As tecnologias suprimidas de energia gratuita (free-energy, ZPE) de Tesla serão conhecidas e distribuídas gratuitamente. Não haverá mais necessidade de queimar combustíveis fósseis quando as tecnologias de Tesla forem colocadas nas indústrias, lares e veículos. O meio-ambiente irá agradecer...;

10. Coisas serão vistas nos céus, na superfície da Terra e dentro da Terra que a mídia corporativa oficial e o sistema educacional do ocidente dizem que não existe e que não pode acontecer. Os significados centrais das mitologias antigas será visto que são verdadeiros;

11. A interação sigilosa de vários governos do mundo com grupos extraterrestres negativos será divulgada. O papel dos grupos extraterrestres positivos, que promovem a energização do planeta e a divulgação do NESARA, será explicado. Será revelada a disponibilidade de tecnologias fora do planeta para controle da poluição, transporte humano e de recuperação de informação. Máquinas sônicas de cura serão liberadas para uso livre por todos. O portal (stargate) negativo, um portal interdimensional, localizado no Iraque (no local conhecido por Entemenanki), será fechado;

12. Certos livros serão abertos. A história humana começará a ser corrigida. Muitos registros verídicos da história humana ainda existem, mas foram escondidos e protegidos para ser divulgado neste final dos tempos. Eles serão divulgados e publicados em muitas línguas e mantidos em segurança, não alcançável pela censura da religião dogmática. A visão remota (remote viewing) de textos suprimidos que se encontram em bibliotecas fechadas se tornará comum. Tecnologia extraterrestre de leitura de textos, assim como técnicas de reconstituição e multiplicação, se tornarão disponíveis.

Se tornará evidente que nenhuma história, experiência e troca feita jamais é totalmente destruída. Tudo que já aconteceu ainda existe perfeitamente no seu padrão de energia original (em outras palavras, está tudo gravado no Akasha). Com tecnologias extraterrestre e espiritual, a história passada, em todo lugar e em qualquer época, pode ser compreensivamente restaurada e publicada. Todo evento que já ocorreu pode ser recuperado, reproduzido e reapresentado na forma de som, visual, táctil e com sensações múltiplas. Durante 2008 isto começará a ser compreendido;

13. Durante 2008, mais pessoas, jovens e idosas, dentro e fora dos governos, irão espalhar a verdade com maior energia, mais clareza e menos medo do que em qualquer época na história humana. Suas palavras serão ouvidas e não poderão ser totalmente suprimidas pela mídia oficial. Eles falarão sobre como as condições climáticas estranhas dos EUA e terremotos no Japão têm sido deliberadamente fabricadas artificialmente por agências governamentais secretas. Eles falarão sobre o destino de milhares de crianças desaparecidas em todo o mundo. Eles irão informar que muitas doenças, como Ebola, AIDS, SARS, H5N1 e Morgellons, foram o resultado de bioterrorismo deliberado feito por agências governamentais, visando reduzir a população mundial.

14. Na internet, uma nova enciclopédia social democrática, para substituir a Wikipedia, irá surgir. De forma diferente da Wikipedia, esta será construída de tal forma que os desinformantes zionistas, corporativos e de segurança não conseguirão manipular o seu conteúdo. A verdade irá se tornar clara e gratuita para todos; Obs: Li, há alguns dias, que o Google está preparando algo parecido com isso (nome: knol)...

15. Em 2008 haverá maior abertura sobre a corrupção profissional endêmica nos sistemas de tratamento de saúde do ocidente. A medicina alopática moderna será vista como uma conspiração manipulativa projetada pelos controladores corporativos da indústria farmacêutica para adoecer as pessoas, mantê-las doentes e matá-las prematuramente. As ferramentas para esta manipulação são os venenos sofisticados dissimulados como medicamentos caros. Os medicamentos, na maioria dos casos, são desnecessários, como no caso de cirurgias casuais invasivas que torna necessário o uso de medicamentos ainda mais caros. Siga o dinheiro. Note também as tentativas do sistema oficial em suprimir ou colocar fora da lei os remédios alternativos de ervas, que funcionam melhor e custam menos;

16. Neste clima de abertura, surgirá a maior abertura de todas - a vinda do Professor do Mundo (O Cristo). O Professor do Mundo e seu time de mestres espirituais irão divulgar abertamente as doenças da nossa história passada e a cura disponível no presente. O Professor do Mundo não será uma figura religiosa. Mais informações aqui:
here.

A história do que vai acontecer no mundo em 2008 é a maior história da civilização humana neste planeta. É uma estória grande demais para ser divulgada com fidelidade apenas pelas corporações da mídia oficial. As notícias serão divididas em muitos canais alternativos e na internet. Porém, na maioria dos casos a estória será descoberta via experiências pessoais. Quanto mais pessoas aprenderem os exercícios espirituais da meditação, invocação, afirmação e gerenciamento de sonhos, mais pessoas irão se libertar, ver claramente e falar abertamente do que foi e do que virá.

As trevas estão desmoronando. Treze milênios de desinformação da elite estão chegando ao fim. A abertura é luz, mudança e liberdade.


Referências:
[1] http://alcuinbramerton.blogspot.com/2007/12/2008-agenda-for-disclosure.html
[2] http://www.nesara.us/pages/home.html
[3] http://alcuinbramerton.blogspot.com/2007/07/nesara-announcement-expected-in-run-up.html

Labels:


Friday, December 28, 2007

 

Oscar Quiroga - 71


A ESSÊNCIA NÃO MUDA


Enquanto isso, aqui na nave Terra nossa humanidade tem apenas mais um ano de suposta normalidade, de enganosa normalidade diria Eu, pois é definitivo que as velhas formas de estruturação social e econômica sejam radicalmente banidas. Ninguém ganhou, todos perderam, comunistas, socialistas, capitalistas, ninguém atinou o caminho certo, e a esta altura do campeonato não dá mais para ressuscitar o passado, este precisa ser superado. O que vem por aí? Um mistério! Que é, afinal, como deve ser. Ou por acaso você não sabe que é mais o que desconhecemos da vida do que dela temos ciência? Agora a vida abre passagem para que as formas terrestres se adaptem a uma manifestação mais plena. A essência não muda, pois é a verdade, só mudam as formas.

Labels:


 

Causas da Nossa Escravidão

"Conheça a verdade e a verdade vos libertará", Jesus.

A frase acima, supostamente dita por Jesus Cristo, pode ser "traduzida" para um português mais explícito e direto, da seguinte forma: "Você é um(a) escravo(a) das mentiras que te contaram (e que você aceitou como verdades) desde o instante do seu nascimento (incluindo, também, todas as suas encarnações anteriores como ser humano)". Como nós chegamos a esta condição de escravos?

A raça humana que habita atualmente o Planeta Terra foi biologicamente manipulada para funcionar especificamente como uma raça escrava, por uma raça de seres extraterrestres chamada Annunaki. Eles tomaram todos os cuidados para garantir que nós, como seres humanos, pudéssemos ser controlados e dirigidos como escravos [1]. Muitos destes detalhes você pode ler nos livros de Zecharia Sitchin, na série batizada com o nome de Crônicas da Terra. Nesses livros, Zecharia Sitchin relata o que ele leu nos registros históricos deixados pelos sumérios (em caracteres cuneiformes), que viveram onde hoje é o Iraque.

A forma de nos transformar em escravos foi a invenção do DINHEIRO. Nos foi dito, e aceitamos, que para poder viver neste planeta nós precisamos de duas coisas indispensáveis: comida para nos alimentar e um local para morar e nos abrigar. Foi estabelecido que para ter acesso a essas duas coisas indispensáveis à nossa vida, nós precisamos pagar com dinheiro. Para ter acesso a esse dinheiro precisamos trabalhar como escravos, para garantir um fluxo constante de dinheiro para os nossos bolsos.

As pessoas que vivem na sociedade humana pode ser dividida em categorias. Existem aquelas pessoas que têm pouco dinheiro (ou estão endividadas), a grande maioria, que se sujeitam ao trabalho escravo para conseguir o dinheiro para pagar as duas necessidades básicas, e vivem com MEDO de perderem o emprego e deixar de receber o dinheiro indispensável para as suas necessidades básicas. Um outro grupo de pessoas tem muito dinheiro, uma pequena minoria, mas vive preocupado e com MEDO de perder o dinheiro que têm, e passarem a fazer parte do primeiro grupo. Poucas pessoas estão isentas de MEDO com relação à falta de dinheiro: geralmente são pessoas afastadas do convívio social.

Vejamos alguns exemplos particulares. Analisando a família dos primatas, da qual fazemos parte, notamos que eles vivem sem o uso de dinheiro: comem os alimentos que a Natureza fornece gratuitamente e respiram o ar que a Natureza também fornece sem exigir pagamento em dinheiro. Moram em suas localidades, sem que a Natureza cobre nada por isso. No caso humano, mesmo as pessoas que se dizem "proprietárias" de imóveis, precisam pagar um "aluguel" eterno para poderem usar esses imóveis: este é um IMPOSTO sobre imóveis urbanos e rurais (chamado IPTU, por exemplo, aqui no Brasil). Se o "proprietário" do imóvel deixar de pagar o imposto, o imóvel lhe é retirado e volta para a posse do legítimo dono, o Governo Escravagista. Portanto, o proprietário (ou o inquilino) de um imóvel precisa ter um fluxo contínuo de dinheiro em direção ao seu bolso para ter um local permanente onde morar. Portanto, a escravidão está garantida, pois é vedada às pessoas fabricar dinheiro!

Quanto à alimentação, o ser humano foi convencido de que é "muito bom" cozinhar (isto é, MATAR) os alimentos antes de ingerí-los (com exceção do ar que respira, que ainda não cozinha, apenas polui, que o mantem vivo por algumas dezenas de anos). É o único ser da Natureza que faz isso, e as conseqüências todos nós sabemos (doenças e mortes prematuras). Pior, para matar os alimentos (e a si mesmo(a), suicidando-se) precisamos de fogo, que também precisa ser comprado usando DINHEIRO. Lembre-se desta frase, também de Jesus: "A vida (e a saúde) só vem da vida, e da morte só vem (doenças e) morte". Faça a sua escolha...

[continua]

Referências:
[1] http://www.desteni-universe.co.za/

Labels:


Thursday, December 27, 2007

 

Oscar Quiroga - 70


NÓS DECIDIMOS QUE ESTE MUNDO NÃO SERVE MAIS


Enquanto isso, aqui na nave Terra é valioso que nossa humanidade imagine o mundo em que deseja viver, pois o atual vai embora. Esta afirmação não precisa se tornar motivo de temor, muito pelo contrário, é hora de celebrar, pois todos nós carregamos em nossas costas um cadáver que nos consome energia constantemente. Substituir as velhas formas sociais e culturais por outras novas há de ser motivo de celebração. É importante ressaltar que só mudam as formas, pois a essência continua a mesma. Qual é a essência? A verdade! A verdade é o mistério que rege a arquitetura do Universo do lado subjetivo, manifestando-se em impulsos e, no caso de nossa humanidade, respeitando as decisões livres sobre o que fazer com estes. Agora nós decidimos que este mundo não nos serve mais.

Labels:


 

O Olho Espiritual

Fonte: Omraam Mikhaël Aïvanhov, Acerca do Invisível, Edições Prosveta, Lisboa, 1988.

Muitas das infelicidades que acontecem aos humanos advêem de o seu olho interior não os ter prevenido dos perigos que corriam tomando esta ou aquela decisão, lançando-se neste ou naquele empreendimento. Eles partiram tranqüilamente, sem nada ver, e lançaram-se nas dificuldades. Se tivessem sabido desenvolver o seu olho interior, este tê-los-ia avisado, pois este olho, a que por vezes se chama terceira visão, é como um radar: envia ondas que, ao regressar, nos previnem dos obstáculos que estão no nosso caminho. Mas muitas vezes esse radar está avariado porque a vida desordenada que se levou opõe-se ao seu bom funcionamento.

É verdade que existem casos em que este olho espiritual, mesmo desenvolvido, não nos previne: é quando certos acontecimentos são determinados antecipadamente pelo carma, pelos 24 Anciãos, e devem realizar-se obrigatoriamente. Então, mesmo que os vejamos ou os sintamos chegar, não poderemos evitá-los. Mas, a não ser nesses casos, se tivermos sabido preparar-lhe as condições, este olho espiritual está lá para nos ajudar, para nos avisar e, sobretudo, para nos guiar. Sim, mas desde que esteja liberto de todas as camadas opacas, de todos os materiais fluídicos que se depositaram sobre ele. Não se trata de elementos físicos, mas de emanações fluídicas formadas pela própria pessoa, pela sua forma de viver, que se acumulam em seu redor e a impedem de ver claro, como se se tratasse de um nevoeiro ou de uma nuvem de poeira.

Só a pureza permite desenvolver a intuição. É porisso que damos tanta importância à pureza: viver uma vida pura, consumir alimentos puros, respirar ar puro, ter pensamentos puros e sentimentos puros. E se nos referimos sempre ao Sol é porque ele é a imagem da pureza. Sobre a Terra não encontrareis a verdadeira pureza, nem mesmo na água das nascentes ou no cristal da rocha. Só a luz do Sol se aproxima da pureza absoluta, se bem que, quando ele chega até nós, após ter atravessado a atmosfera terrestre, também ela já esteja carregada de numerosas influências que alteraram o seu brilho original (Já tomou seu banho de sol hoje?).

A luz divina é comparável a um rio que nasce nas montanhas: na nascente ele é puro, mas à medida que desce para os vales, para as planícies, recebe toda a espécie de sujidades e detritos nele lançados pelos habitantes dessas regiões, e, quando chega ao mar, que diferença em relação à pureza que tinha na origem! Passa-se mais ou menos o mesmo com os raios do sol: o sol é uma fonte, ele faz jorrar a sua luz, mas, ao circular através do espaço para chegar até nós, os seus raios são obrigados a atravessar regiões poluídas; porisso, quando chegam à Terra já não são tão puros como quando foram emitidos pelo sol. A verdadeira pureza só a encontrareis no Alto, na Fonte. Claro que podereis começar por procurá-la na água de um lago, no céu azul, ou nos cristais de neve, que são um reflexo longínquo, muito longínquo, da pureza celeste; mas a verdadeira pureza só a encontrareis se em cada dia vos elevardes (na vertical, não na horizontal) através do pensamento até as regiões da luz divina.

Todo o destino do homem depende da pureza do seu olho interior. Quando cometeis um erro, quando transgredis as leis divinas, a vossa visão espiritual fica obscurecida, deixais de ser avisados ou guiados, acabais por vos meter em complicações de que não conseguis sair. Tomai consciência, portanto, dessa relação existente entre a vossa conduta quotidiana e a clareza da vossa visão. Aquele que se decide a viver uma vida reta, honesta, nobre, purifica-se; os seus órgãos sutis começam a funcionar, e assim, bem guiado, bem dirigido, ele encontra as fontes, as pradarias, os lagos, as pastagens e as montanhas da sua verdadeira Pátria.

Grandes segredos estão escondidos nesta frase de Jesus: "Se teu olho estiver puro, todo o seu corpo estará puro". Muitos pensaram que se tratava dos olhos do corpo físico, mas do ponto de vista lógico isso é um absurdo: o estado do corpo não depende do estado dos olhos, os olhos físicos não podem purificar nem sujar o corpo, isso não tem sentido; pelo contrário, os olhos é que dependem do estado do corpo e, mais precisamente, da pureza do sangue. Além disso, Jesus não falou dos olhos, mas de um olho: "Se o teu olho estiver puro...". É claro, portanto, que ele não falava dos olhos físicos, mas do olho espiritual que aconselha o homem, que lhe indica por onde passar, a quem se ligar, como agir, como se alimentar no plano físico e sobretudo no plano psíquico, de forma a evitar introduzir no seu sangue, nos seus pensamentos, na sua alma, elementos impuros e nocivos. Esse olho mantém-no num estado de pureza e é nesse sentido que poderemos dizer que o olho age sobre o corpo.

Aquele cujo olho está puro começa verdadeiramente a ver, a sentir, a compreender, e permite que as correntes proveniente do mundo divino entrem no seu corpo e o purifiquem. Quando se tiverem dispersado todas as camadas opacas que podem obscurecê-lo, é este olho que estabelece um contato verdadeiro com o Céu, de forma a deixar passar a luz divina. E como a luz tem sempre um poder purificador, se soubermos verdadeiramente como nos expor aos seus raios, estes serão capazes de expulsar de nós todas as impurezas (Já tomou seu banho de luz hoje?). "Se o teu olho estiver puro, todo o teu corpo estará puro", quer dizer, se o teu olho estiver puro, todo o teu corpo estará na luz.

Portanto, o olho espiritual de que Jesus falava é este órgão ou, se quiserdes, esta faculdade graças à qual podemos ter a visão do Céu e das criaturas que nele habitam. Essas criaturas são como que forjadas de luz, delas emanam perfumes deliciosos, todo o seu ser canta e propaga uma sinfonia indescritível... O segredo para obter esta visão sublime está em trabalhar sem descanso sobre a nossa matéria prima, em nos desembaraçarmos de tudo o que pode obscurecer-nos ou aviltar-nos, em alimentarmos em nós pensamentos puros, sentimentos puros, atividades puras, e um dia teremos a visão clara daquilo que é a vida no Céu e daquilo que ela deve ser sobre a Terra. É através deste olho espiritual, que é o intermediário entre o Céu e nós, que toda essa vida do Céu vem refletir-se na Terra. Pois não é o intelecto, mas sim a contemplação divina, que pode dar solução a todos os problemas que se põem aos humanos. Portanto, é graças à pureza que podemos concretizar a oração de Jesus: "...assim na Terra como no Céu".

Então, se fordes sensatos, razoáveis, se estiverdes atentos, começareis esse trabalho em vós mesmos e cada vez mais a clareza virá, o vosso olho interior se purificará, todas as vendas e impurezas que o envolvem cairão e vós podereis ver, sentir, compreender e contemplar esse mundo divino onde vivemos, de onde viemos e que é a nossa verdadeira pátria; essa pátria de que quase não nos lembramos... Devemos começar desde já a voltar os nossos olhos para esse mundo de esplendor e de perfeição absoluta, devemos desde já comtemplá-lo continuamente para que ele se inscreva, pouco a pouco, nas profundezas do nosso ser e até no nosso corpo físico, a fim de que também este possa vibrar em uníssono com o mundo divino.

Muitas vezes, ouvimos dizer que foi a Igreja que inventou a moral para dominar e explorar o povo crédulo e ignorante. É certo que, em numerosos casos, o clero colocou a religião ao serviço de interesses e de paixões inequivocamente condenáveis. Mas a verdadeira religião e a verdadeira moral não se baseiam no proveito próprio: fundamentam-se numa ciência profunda sobre as causas e as conseqüências de cada pensamento, de cada sentimento, de cada ato. O mal do clero foi não ter procurado explicar as regras que impunha. Dizia-se às pessoas que fizessem isto e aquilo, como se se estivesse a falar para crianças a quem se pede obediência sem nunca se lhes dar explicações. Porisso, à semelhança das crianças, quando puderam elas desobedeceram. Contudo, para bem da sua evolução, essas pessoas deveriam ter sabido que a verdadeira religião, tal como a verdadeira moral, se baseia num conhecimento preciso das grandes leis cósmicas.

De ora em diante, é necessário compreender a importância desta relação entre a vida pura e a clareza da visão espiritual. Quando o vosso olho interior vos dá uma visão correta das coisas, vós sois avisados, protegidos: quando ele sente que correis o risco de vos perder em regiões obscuras, previne-vos de que deveis mudar de direção: sentis uma hesitação, uma inquietação... É a prova de que esse olho vos diz: "Atenção! Vais cair num pântano, não vás mais longe, volta para trás". E, em seguida, quando conseguis regressar ao bom caminho, ele diz-vos: "Agora, sim, estás no bom caminho; segue-o, ele conduzir-te-á ao Templo que brilha no Alto, o templo do Santo-Graal, a Pátria Celeste".

Labels: ,


 

Lições do Bambu - 3


Prazer e felicidade
[1]

O bambu cresce sem desejos e satisfeito com o suficiente. O sábio tem consciência de que precisa de pouco para viver e ser feliz. Devemos saber fazer uma distinção entre prazer e felicidade. O prazer é uma satisfação imediata, momentânea, física, explosiva, intensa. Ter prazer é satisfazer um desejo. Ter prazer é um "ter", e porisso depende da posse de um objeto externo. É algo exterior. A felicidade, não. A felicidade é algo "interior", duradouro, profundo e sereno. Ser feliz é um "ser" e não um "ter". A pessoa "é" feliz, ela não "possui" felicidade. Porisso não se diz "sou prazer", mas sim "tenho prazer". Do mesmo modo, não é usual dizer "tenho felicidade", mas sim "sou feliz".

Quem se contenta com o suficiente é feliz. Não sente necessidade de um prazer atrás do outro. Não é movido por desejos. Está satisfeito. Quem não é feliz sente um vazio interior, é insatisfeito, sente falta de alguma coisa, procura satisfação pelos desejos, pelos prazeres, e nada é suficiente. Procura ter, ter, ter. Ter cada vez mais para tentar preencher o vazio interno. Quem é feliz é feliz, não precisa ser mais nada, não precisa de muito.

O bambu é uma planta muito simples

É impossível não reparar no design do bambu e nas suas características. O bambu chinês tem muita personalidade: é firme sem ser rígido, elegante sem ser chamativo, altivo sem ser arrogante. Mas ele é, acima de tudo, uma planta simples. O bambu é um modelo de simplicidade e porisso ele é tão apreciado pelos orientais. Eles gostam tanto, mas tanto do bambu, que até o comem... Os grandes artistas entendem, assim como os taoístas, que o essencial é simples. Simples como o bambu.

O bambu tem divisões que garantem a resistência

Antes de tratar da resistência do bambu, vamos falar sobre o cordão de varal. Isso vai nos ajudar a entender uma grande lição do bambu.

Se pegarmos meio metro de cordão de náilon e tentar esticar como se fosse um elástico, não vamos conseguir. As linhas entrelaçadas desse cordão são muito resistentes. Mas, se pegarmos um cordão de 30 metros, amarrarmos uma ponta numa pilastra e esticá-lo pela outra ponta, conseguiremos até dar um ou dois passos para trás, após ele estar esticado. Num cordão de 30 metros as fibras são bem compridas e porisso têm mais elasticidade do que num pedaço curto de meio metro. É porisso que o cordão comprido de varal cede com o peso da roupa pendurada.

O bambu não é um tubo que vai da raiz até o topo. Não é como uma mangueira de plástico (dessas de regar o jardim) em que o oco vaza de uma extremidade a outra. O bambu tem divisões - os "nós" - e o cuale total é formado por vários segmentos chamados de colmos. Se o talo do bambu não tivesse divisões, as fibras seriam compridas, iriam sem interrupções desde a raiz até o topo. Mas, se as fibras do bambu fossem tão compridas e sem divisões como o cordão do varal, elas iriam esticar demais e o caule poderia se dobrar com qualquer vento. Os nós do bambu têm a função de dividir e de limitar o comprimento das fibras do caule. Observando isso, os antigos chineses perceberam que o que dá resistência ao bambu são as divisões, os limites. Transpondo essa imagem para a realidade humana, os sábios perceberam que são os limites que garantem a integridade da vida. As limitações são necessárias para organizar adequadamente o mundo e para controlar as circunstâncias do cotidiano.

Segundo o I Ching - O livro das mutações, "a Natureza tem limites fixos para o verão e o inverno, para o dia e a noite, e são esses limites que dão sentido ao ano". O dia tem 24 horas, mas é dividido em períodos de claridade e de escuridão. Se houvesse apenas escuridão, os animais não conseguiriam absorver a energia solar necessária para a vida, as plantas não produziriam oxigênio e nós teríamos dificuldade de enxergar. Se tudo fosse claridade, não conseguiríamos repousar, a temperatura do planeta se elevaria demais, as células dos olhos não suportariam o excesso de estímulos luminosos. Se o inverno durasse os 12 meses do ano, a vida no planeta paralisaria, não haveria a renovação que a primavera possibilita a cada ciclo. Todas as estações (finitas) são etapas necessárias.

São os limites que garantem a resistência e a vida de tudo, desde uma simples planta, como o bambu, até a sobrevivência do planeta. Os ecologistas não se cansam de dizer que os recursos naturais não são eternos (são finitos) e que é preciso pôr limites às ações do homem. Se não houver uma preocupação com a vida sustentável, a humanidade chegará ao fim do limite e as conseqüências serão desastrosas.

Nada na vida é inesgotável e a falta de limites, em qualquer área, leva o ser humano à indefinição, à exaustão e, em alguns casos, até à autodestruição. O homem tem livre-arbítrio (limitado!), mas não tem possibilidades ilimitadas (para garantir a segurança do Universo...). Os limites autoimpostos com consciência são a base da ética e da formação do caráter. Segundo o I Ching, "são os limites definidos interiormente que permitem que possamos agir com desinteresse e com lealdade". Sem os limites aceitos por iniciativa própria, não somos capazes de comprometimentos com os nossos ideais, com as nossas relações afetivas, com as pessoas pelas quais somos responsáveis. Um homem que vive uma "síndrome de Don Juan", por exemplo, deseja possuir todas as mulheres do mundo e pode se envolver com várias parceiras ao mesmo tempo. Mas se em dado momento da vida desejar ter uma relação de compromisso verdadeiro com alguma pessoa, com intenção de constituir uma família, então ele precisará estabelecer, por sua própria decisão, limites mais bem definidos na sua vida afetiva. E esses limites devem ser expostos com clareza, devem ser nítidos e visíveis, como os nós do bambu.


[continua]

Referência:
[1] Roberto Otsu, A Sabedoria da Natureza: Taoísmo, I Ching, Zen e os Ensinamentos Essênios, Editora Ágora, 2006.

Labels: ,


Tuesday, December 25, 2007

 

Eu, Robô


Meu corpo físico foi projetado e construído por Deus. Meu corpo físico é mantido em funcionamento correto por Deus, seu criador. Portanto, eu sou um instrumento de Deus, manipulado por Ele nos mínimos detalhes. Eu sou um Robô de Deus. Eu executo todas as atividades que Deus projetou para eu executar, nada mais que isso. Portanto, não preciso me preocupar com nada, pois tudo que faço são ordens que recebo de Deus, que é o responsável por todas as minhas atividades, físicas e mentais. Mas Deus colocou na nossa máquina física uma peça que chamamos de cérebro onde atua a mente, que nos permite pensar e chegar a certas conclusões, umas certas e outras erradas. As conclusões erradas são geradas pela "mente que mente".

Como pensamos, achamos que somos possuidores de "livre arbítrio" total, para fazermos o que quisermos. Não é bem assim. A faixa dos temas que conseguimos imaginar para pensar é limitada e, portanto, não temos um "livre arbítrio" atuando sobre os temas que não conseguimos analisar mentalmente com o nosso cérebro racional. Mas, a maioria das pessoas acha que, com relação aos temas que conseguimos analisar racionalmente, temos o nosso "livre arbítrio" funcionando integralmente. Pode não ser assim!

Será que os pensamentos que são analisados pelos nossos cérebros são gerados no nosso interior ou são captados (induzidos) do exterior de nosso corpo? Eu acredito que a grande maioria de tudo que pensamos nos é induzido pelo meio social, via as diversas mídias, nossos pais, nossos parentes e amigos. Nesse processo, nossos pensamentos ficam polarizados por aquilo com que entramos em contato. E o pior: grande parte daquilo que nos é passado como verdades, são mentiras puras! Como agimos com base naquilo que concluímos racionalmente ser verdade, que na realidade são mentiras, nossas ações podem estar em desacordo com as ações que seriam corretas.

Como existe todo um universo não-físico, "nossos" pensamentos que surgem na nossa cabeça podem estar sendo induzidos em nosso cérebro por entidades não-físicas que habitam esse universo invisível aos nossos olhos. Isso me parece muito provável. Por que Deus iria fabricar um robô - nós (uma célula de Seu corpo) que não executasse exatamente aquilo que Ele quisesse? Por que Ele permitiria uma célula de seu corpo ficar cancerosa (pensando e fazendo coisas erradas)?

O Ego de cada um de nós, com o seu orgulho e vaidade, gosta de pensar que é "o dono da bola", que faz e desfaz tudo o que conjectura, usando seu livre-arbítrio. Não é bem assim, obviamente. Cada um de nós, como células do corpo de Deus (o universo), tem uma missão a cumprir neste "orgão" (Planeta Terra) do organismo divino, que só nós podemos executar. Se não cumprirmos a nossa missão a contento, todo o universo poderá entrar em colapso! Podemos perceber isso através de um exemplo no microcosmo que é o nosso corpo físico: se as células do coração decidirem parar que executar suas funções durante todo o dia de Natal, para um "merecido" descanço ou férias, o coração irá parar de funcionar e morrerá; morrendo o coração, todo o corpo irá morrer! Conosco acontece a mesma coisa: como somos células divinas imortais do corpo de Deus, trabalhando no Seu órgão chamado Planeta Terra, não podemos, por um segundo, deixar de cumprir com as tarefas para as quais fomos feitos; não podemos nos ausentar delas durante um período de férias ou nos feriados e fins-de-semana. Podemos ter essas folgas apenas nas atividades que inventamos no nosso convívio social. Se tentarmos nos livrar de nossas obrigações divinas, o sistema imunológico divino irá nos eliminar deste órgão chamado Planeta Terra.

Por que é importante aceitarmos a condição de robôs divinos? Para eliminarmos todas as nossas preocupações, nossos conflitos e conquistarmos a Paz e vivermos em harmonia, sem atritos. Todas as responsabilidades por minhas ações estão nas mãos de Deus; Ele "que Se vire" para resolver todos os problemas que surgirem na vida do robô, pois foi Ele quem construiu esse robô - nós!

Como robô de Deus (célula do corpo de Deus), foi alocado para mim determinadas funções que devo executar. Geralmente, não tenho consciência de qual é a minha missão aqui neste órgão de Deus chamado Planeta Terra. No entanto, sabemos de duas coisas: a primeira é que o nosso corpo físico atual é um retrato fiel de toda nossa bagagem cármica acumulada de todas as nossas encarnações anteriores. Estamos encarnados agora para, mais uma vez, tentar pagar toda nossa dívida cármica. O segundo ponto é que, para poder pagar nossa dívida cármica, precisamos preservar nosso corpo físico, para poder executar adequadamente a nossa missão de vida. Portanto, podemos dizer que uma parte indispensável de nossa missão de vida é preservar o nosso corpo físico ("o templo vivo de Deus"), que recebemos de presente de Deus (provavelmente, via seus representantes). Portanto, nossa primeira prioridade na vida deveria ser preservar nossa saúde física, para podermos cumprir a contento nossa missão de vida desconhecida, estabelecida por Deus. É este o objetivo deste blog...

Labels: , ,


Sunday, December 23, 2007

 

Vida Saudável, por Anthony (Tony) Robbins - 6


Chave para uma vida saudável - 6
PDF Imprimir E-mail

A quinta chave do programa para viver com saúde é o princípio do consumo. A sexta chave para viver com saúde é o mito da proteína.

Já ouviu dizer que quando se conta uma mentira muito grande, em voz muito alta e muitas vezes, mais cedo ou mais tarde as pessoas acreditarão nela?

Bem-vindos ao maravilhoso mundo da proteína. Nunca foi dita mentira maior do que essa de que o ser humano precisa de uma dieta rica em proteínas para manter uma ótima saúde e bem-estar.

É bem provável que você esteja muito consciente sobre quanto ingere de proteínas. Por que isso? Algumas pessoas estão tentando um aumento do nível de energia. Algumas pensam que precisam de proteína para aumentar a resistência. Algumas comem-na para ter ossos fortes. Mas, em cada um desses casos, o excesso de proteína produz efeito exatamente oposto.

Procuremos um modelo de quanta proteína você deve realmente precisar. Quando é que você imagina que as pessoas precisam mais de proteínas? Provavelmente quando são crianças pequenas. A Mãe Natureza providenciou um alimento, o leite materno, que fornece à criança tudo que ela precisa.

Adivinhe quanta proteína tem o leite materno - 50 por cento, 25 por cento, 10 por cento? Menos! O leite materno tem 2,38% de proteína logo após o parto, que se reduz para 1,2; 1,6%, em seis meses. Isso é tudo.

Então, de onde tiramos a idéia de que os seres humanos precisam de doses maciças de proteínas?

Ninguém realmente tem qualquer idéia de quanta proteína precisamos. Após dez anos estudando as necessidades humanas de ingestão de proteínas, o dr. Mark Hegstead, antigo professor de nutrição da Harvard Medical School, confirmou o fato de que a maioria dos seres humanos parece adaptar-se a qualquer quantidade de proteína que esteja disponível para eles.

Além do mais, mesmo pessoas como Frances Lappé, que escreveu Diet for a Small Planet, e que por quase uma década promoveu o conceito de combinar vegetais para conseguir todos os aminoácidos essenciais, dizem que estavam erradas, que as pessoas não têm de combinar suas proteínas, que se você fizer uma dieta vegetariana convenientemente balanceada, conseguirá toda a proteína de que necessita.

A National Academy of Sciences diz que o norte-americano adulto precisa de 56 gramas de proteína por dia. Num relatório do International Union of Nutritional Sciences, descobrimos que cada país tem diferentes exigências de proteínas diárias para o adulto, que variam de 39 a 110 gramas por dia.


Assim, quem realmente tem alguma idéia? Por que você precisaria de toda essa proteína? Presume-se que seja para repor o que perdeu. Mas você perde só uma pequena quantidade por dia, através da excreção e respiração! Então, onde eles conseguiram essas cifras?!


Procuramos a National Academy of Sciences e perguntamos como chegaram à cifra de 56 gramas. De fato, os relatórios deles diziam que só precisamos de 30, mas recomendavam 56. Mas eles também afirmam que o excesso de proteína ingerida sobrecarrega o trato urinário e causa fadiga. Por que, então, recomendam até mais do que dizem que precisamos? Ainda estamos aguardando uma boa resposta.

Disseram-nos simplesmente que costumavam recomendar 80 gramas, mas, quando decidiram baixar, depararam com um grande protesto público. De quem? Você ou eu fomos reclamar? Não é provável. O grito de protesto veio dos interesses de industriais que ganham seu sustento com a venda de alimentos e produtos altamente proteicos.


Qual é o maior plano de comercialização na terra? É fazer as pessoas pensarem que morrerão, a menos que usem certo produto. E foi isso o que aconteceu com as proteínas.

Analisemos o fato corretamente. O que você acha da idéia de que precisa de proteínas, como energia? O que é que seu corpo usa como energia?

Primeiro, ele usa glicose das frutas, vegetais e brotos.


Depois usa amido, depois usa gordura. E a última coisa que chega a usar é proteína. Basta, quanto ao mito. E sobre a idéia de que as proteínas ajudam a aumentar resistência? Errado. Proteína em excesso dá ao corpo nitrogênio em excesso, que causa fadiga.

Gente com corpo modelado, todo estufado de proteínas, não é conhecida por sua habilidade de correr maratonas. Ficam muito cansados. Bem, e quanto à questão das proteínas fazerem ossos fortes? Errado outra vez. É o contrário. Muita proteína tem estado ligada sempre à osteoporose, degeneração e enfraquecimento dos ossos.
Os ossos mais fortes do planeta pertencem aos vegetarianos.

Eu poderia lhe dar uma centena de razões pelas quais comer carne devido às proteínas é uma das piores coisas que pode fazer. Um dos produtos derivados do metabolismo da proteína é a amônia, por exemplo. Deixem-me mencionar dois pontos em particular.

Primeiro, a carne contém altos níveis de ácido úrico, que é um dos resíduos ou produtos excretórios resultantes do trabalho das células vivas. Os rins extraem ácido úrico da corrente sangüínea e enviam-no para a bexiga para ser passado com a uréia, como urina.

Se o ácido úrico não for pronta e seguramente removido do sangue, o excesso se acumula nos tecidos do corpo, para mais tarde provocar gota ou pedra na bexiga, sem mencionar o que ele faz para seus rins.

Descobriu-se que as pessoas com leucemia, em geral, têm níveis muito altos de ácido úrico na corrente sangüínea. Um pedaço médio de carne tem 907,2 mg de ácido úrico.

Seu corpo pode eliminar só 518,4 mg de ácido úrico por dia. De mais a mais, você sabe o que dá à carne seu sabor? Ácido úrico do animal, que agora está morto, e que você está consumindo. Se duvidar disso, tente comer carne à moda Kosher (ortodoxa judaica), antes de ser temperada. O sangue é drenado e, assim, a maior parte do ácido úrico.

Carne sem ácido úrico não tem sabor.
É isso que você quer pôr em seu corpo, o ácido normalmente eliminado na urina de um animal ?!

A carne está fervilhante de bactérias de putrefação. Se você não sabe o que são bactérias de putrefação, elas são germes do cólon.

Como explicou o dr. Milton Hoffman em seu livro The Missing Link in the Medical Curriculum Which is Food Chemistry in Its Relationship to Body Chemistry; página 135:
"Quando o animal está vivo, o processo osmótico no cólon evita que as bactérias da putrefação passem para o animal. Quando o animal está morto, o processo osmótico pára e as bactérias da putrefação atravessam as paredes do cólon e entram na carne. Elas amaciam a carne".

Você sabe que a carne tem de envelhecer. O que envelhece ou amacia a carne são as bactérias de putrefação.

Segundo técnicos abalizados, as bactérias nas carnes são idênticas àquelas do esterco e mais numerosas em algumas carnes do que no esterco. Todas as carnes tornam-se infectadas com germes de esterco no processo de matança, e o número aumenta quanto mais tempo a carne for mantida armazenada.

É isso que você queria comer?

Se você precisa mesmo comer carne, então proceda assim: primeiro, consiga-a de uma fonte que garanta que o pasto é natural, isto é, uma fonte que garanta que não tiveram hormônios de crescimento ou DES. Segundo, corte drasticamente o seu consumo. Faça seu novo programa: usar carne só numa refeição por dia.

Não estou dizendo que simplesmente deixando de comer carne você ficará saudável, nem estou dizendo que se comer carne não poderá ser saudável.

Nenhuma dessas duas declarações seria verdadeira. Muitos comedores de carne são mais saudáveis do que vegetarianos, simplesmente porque alguns vegetarianos têm a tendência de acreditar que, se não comem carne, podem comer qualquer outra coisa.

Eu certamente não estou advogando isso.

Mas você deve saber que pode ser mais saudável e mais feliz do que agora, decidindo que não quer mais comer a carne e a pele de outros seres vivos.

Você sabe o que Pitágoras, Sócrates, Platão, Aristóteles, Leonardo da Vinci, Isaac Newton, Voltaire, Henry David Thoreau, George Bernard Shaw, Benjamin Franklin, Thomas Edison, o dr. Albert Schweitzer, Mahatma Gandhi, tinham em comum?

Todos eles eram vegetarianos. Um grupo nada mau para ser modelado, não acham?... .

São os latícínios melhores? De algumas formas, são até piores. Todo animal tem leite com o equilíbrio certo de elementos para esse animal. Muitos problemas podem surgir de bebermos leite de outros animais, incluindo o de vaca.

Por exemplo: os fortes hormônios de crescimento, no leite das vacas, destinam-se a fazer um bezerro crescer de 40 quilos ao nascer até quase 450 quilos na maturidade física, dois anos mais tarde.

Em comparação, uma criança humana nasce com cerca de 2.800-3.500 gramas e atinge a maturidade física de 46 a 90 quilos, 21 anos mais tarde.

Há uma grande controvérsia sobre o efeito que isso tem em nossa população. O dr. William Ellis, grande autoridade em produtos laticínios e como eles afetam a corrente sangüínea humana, declara que se você quiser alergias, beba leite.

Se quiser um sistema "entupido", beba leite. A razão, declara ele, é que poucos adultos podem metabolizar adequadamente a proteína do leite da vaca.

A principal proteína no leite de vaca é a caseína, que é o que o metabolismo da vaca precisa para uma boa saúde.

No entanto, caseína não é o que os humanos precisam. De acordo com os estudos do dr. Ellis, tanto as crianças como os adultos têm grande dificuldade em digerir a caseína. Seus estudos agora mostram que, pelo menos em crianças, 50 por cento ou mais da caseína não é digerida.

Essas proteínas parcialmente digeridas com freqüência entram na corrente sangüínea e irritam os tecidos, criando susceptibilidade às alergias. Por fim o fígado tem de remover todas essas proteínas de vaca parcialmente digeridas, e isso - em compensação - coloca uma desnecessária carga no sistema excretório interno e no fígado em particular.

Em contraste, a lactoalbumina, a proteína básica no leite humano, é fácil para os seres humanos digerirem.

Quanto a beber leite pelo cálcio, Ellis declara que, após fazer testes de sangue em cerca de 25.000 pessoas, descobriu que aqueles que tomam três, quatro ou cinco copos de leite por dia, têm o mais baixo nível de cálcio no sangue.

Ainda de acordo com Ellis, se você estiver preocupado em obter cálcio suficiente, simplesmente coma muitos vegetais verdes, manteiga de gergelim, ou nozes - todos são muito ricos em cálcio e de fácil digestão.

Também é importante notar que se você consome cálcio em excesso, ele pode acumular-se em seus rins e formar pedras. Assim, para manter suas concentrações no sangue relativamente baixas, seu corpo rejeita cerca de 80 por cento do cálcio que você consome.

No entanto, se você estiver interessado, há outras fontes além do leite. Por exemplo, os nabos verdes, peso por peso, contêm duas vezes mais cálcio do que o leite.

De acordo com muitos técnicos, os interesses da maioria das pessoas sobre o cálcio são de qualquer forma injustificados.

Qual é o principal efeito do leite no corpo? Torna-se uma massa destruidora, formada de muco que endurece, obstrui e gruda em qualquer coisa dentro do intestino delgado, tornando o trabalho do corpo muito mais difícil.

E sobre queijos? É só leite concentrado. Lembre-se, são precisos 4 ou 5 galões de leite para fazer meio quilo de queijo.

O conteúdo de gordura sozinho já é razão suficiente para limitar seu consumo. Se você deseja mesmo queijo, corte uma pequena quantidade numa grande salada. Dessa forma, você tem muitos alimentos ricos de água para contrabalançar alguns de seus efeitos obstruidores.

Para alguns, desistir de queijo parece horrível. Sei que gosta de sua pizza e queijo branco.

Iogurte? Também é mau. Sorvete? Não é alguma coisa que o sustentará para ficar em ótima forma. Mas você não precisa desistir daquele gosto ou textura maravilhosa. Ponha bananas geladas em uma centrífuga para criar alguma coisa que parece e tem gosto de sorvete, mas é um ótimo alimento para seu corpo.

E sobre requeijão? Você sabe com que um grande número de leitarias costumam engrossar seus requeijões e fazer com que se agregue? Gesso-de-paris (sulfato de cálcio).

Não estou brincando. É permitido dentro de regulamentos federais, se bem que seu uso seja contra a lei na Califórnia. (No entanto, se o requeijão é feito num Estado onde é permitido, ele pode ser despachado para a Califórnia e vendido lá).

Você pode se imaginar tentando criar uma corrente sangüínea limpa e livre - e então enchê-la de gesso-de-paris?

Por que não ouvimos essas coisas sobre os laticínios antes? Por muitas razões, algumas tendo a ver com condicionamentos passados e sistemas de crenças. Outra razão pode ter alguma coisa com o fato de que o governo federal gasta cerca de 2,5 bilhões de dólares por ano para negociar os excedentes de laticínios.

De fato, de acordo com o New York Times (18/11/83), a mais nova estratégia é uma propaganda do governo para incentivar o consumo adicional dos produtos de leite, apesar dessas tais medidas se chocarem diretamente com outras campanhas que alertam quanto aos perigos de consumir gordura em excesso.

Os depósitos do governo norte-americano estão agora repletos com 650 milhões de quilos de leite em pó, 194 milhões de quilos de manteiga e 450 milhões de quilos de queijo. A propósito, isto não é para ser um ataque à indústria de laticínios. Considero os fazendeiros leiteiros como alguns dos indivíduos que trabalham mais arduamente em nossa cultura. Mas isso não significa que continuarei a usar seus produtos se descobrir que não fazem com que me sinta melhor fisicamente.

Eu costumava ser como você deve ser agora. Pizza era minha comida favorita. Não pensava que poderia desistir dela. Mas, desde que consegui, me sinto tão melhor que não há um chance, nem em um milhão de anos, de que eu volte atrás. Tentar descrever a diferença é como tentar descrever o perfume de uma rosa para alguém que nunca cheirou uma.

Talvez você devesse tentar cheirar aquela rosa antes de fazer um julgamento sobre ela. Tente eliminar leite e limitar o consumo de outros laticínios durante trinta dias, julgue pelos resultados que sentir em seu corpo.

A finalidade deste livro todo é dar-Ihes informações, e que você decida o que acha útil e jogue fora o que acha que não funciona. No entanto, por que não testar todos os princípios antes de julgá-los? Tente os seis princípios do sistema de viver com saúde.

Tente nos próximos dez a trinta dias - ou durante toda a sua vida - e julgue, por si, se eles produzem mais altos níveis de energia e uma sensação de vibração, que o apoiará em tudo que fizer.

Deixe-me fazer-lhe uma pequena advertência. Se começar a respirar efetivamente, de uma forma que estimule o sistema linfático, se começar a combinar seus alimentos corretamente e comer 70 por cento de alimentos que contêm água, o que irá acontecer?

Lembra-se do que o dr. Bryce afirmou sobre o poder da água? Você já viu um incêndio começar num edifício com somente umas poucas saídas? Todos se dirigem para as mesmas saídas - nosso corpo trabalha da mesma forma.

Começará a limpar o lixo que está sendo ajuntado em seus sistemas durante anos, e ele pode usar essa recém-encontrada energia para fazer isso o mais rápido que puder. Assim, você de repente começa a espirrar e expelir o muco em excesso.

Significa que pegou um resfriado? Não, você comeu um "resfriado". Você criou um "resfriado" durante anos de péssimos hábitos alimentares. Seu corpo pode agora ter energia para usar seus órgãos de excreção para se livrar do excesso de resíduos anteriormente acumulados nos tecidos e corrente sangüínea.

Um pequeno número de pessoas pode liberar venenos suficientes de seus tecidos, para a corrente sangüínea, para produzir uma leve dor de cabeça. Devem elas tomar um analgésico?
Não! Onde você quer esses venenos, fora ou dentro? Onde você quer o excesso de muco, em seus lenços ou em seus pulmões?

É um preço pequeno a pagar pela limpeza de anos de péssimos hábitos de saúde. A maioria das pessoas, porém, não terá nenhuma reação negativa, mas se sentirá com um alto senso de energia e bem-estar.

É claro que o espaço neste livro para discutir dieta é limitado; muitos assuntos (como gorduras e óleos, açúcar, cigarros e outros) foram deixados de lado. Assim, espero que este capítulo o incentive a pesquisar sobre sua própria saúde pessoal.

Lembre-se: a qualidade de nossa fisiologia afeta nossas percepções e comportamentos. A cada dia temos mais provas de que a dieta norte-americana de comidas salgadas, comidas rápidas e aditivos químicos está causando "armadilhas" de perdas no corpo, e essas perdas alteram o nível de oxigenação e energia do corpo, contribuindo para tudo - do câncer ao crime.

Uma das mais terríveis coisas que já li foi a dieta de um delinqüente juvenil crônico, recontada por Alexander Schauss, em seu Diet, Crime and Delinquency.

No café da manhã, o rapaz ingeria cinco xícaras de Sugar Smacks, com mais meia colher de chá de açúcar, um doughnut açucarado e dois copos de leite. Ele lanchava uma "corda" de 30 cm de alcaçuz e 3 tiras de 15 cm de carne-seca. Para o almoço, comia dois hambúrgueres, batatas fritas, mais alcaçuz, um pouco de feijões verdes, e pouca ou nenhuma salada.

Lanchava pão branco e leite achocolatado, antes do jantar. Comia um sanduíche de creme de amendoim e geléia em pão branco, uma lata de sopa de tomate e um copo de 280 ml de Kool-Aid adoçado. Mais tarde, tomava uma taça de sorvete, uma barra de Marathon e um pequeno copo de água.

Quanto mais açúcar um corpo poderia aceitar depois de tudo isso? Qual a porcentagem dos alimentos que comeu que eram ricos em água? Estavam combinados com acerto?

Uma sociedade que cria seus jovens com uma dieta que, mesmo de longe, se pareça com essa está pedindo problemas. Você acha que esses "alimentos" afetam a fisiologia dele e, assim, seu estado e comportamento? Pode apostar.

Num questionário para relacionar fatos de comportamentos nutricionistas, esse jovem de 14 anos apresentou os seguintes sintomas: "após dormir, eu acordo e não consigo voltar a dormir. Tenho dores de cabeça; tenho coceiras e sensações de formigamento na pele; meu estômago ou intestinos estão atrapalhados; me machuco ou fico com manchas roxas com facilidade; tenho pesadelos ou sonhos ruins; tenho desmaios, tonturas, suores frios ou períodos de fraqueza; fico faminto ou sinto-me desmaiar se não comer com freqüência.

Sempre esqueço as coisas; acrescento açúcar em quase tudo que como ou bebo; sou muito inquieto; não posso trabalhar sob pressão. Sou difícil de decidir coisas; sinto-me deprimido; freqüentemente me preocupo com coisas. Fico confuso. Fico deprimido, ou me sinto triste por qualquer coisa. Aumento as pequenas coisas, e facilmente perco o controle. Fico com medo. Sinto-me muito nervoso. Sou bastante emotivo. Choro sem motivo aparente".

Você se admira que, a partir desse estado, esse jovem criasse comportamentos delinqüentes? Felizmente, ele e muitos outros como ele estão agora fazendo mudanças radicais em seus comportamentos, não por estarem sendo punidos com longas sentenças na prisão, mas porque a maior fonte de seus comportamentos, seus estados bioquímicos, está sendo mudada através de dieta.

O comportamento criminoso não está só "na mente". Variações bioquímicas influenciam o estado e, assim, o comportamento. Em 1952, James Simmons, o deão da Harward School of Public Health declarou: "Há uma necessidade especial de uma abordagem nova para a investigação de doenças mentais... É possível que estejamos hoje gastando muito tempo, energia e dinheiro para limparmos os poços da mente, mas poderíamos, com mais sucesso, tentar descobrir e remover as causas específicas biológicas das doenças mentais". *

Sua dieta pode não ter feito de você um criminoso, mas por que não desenvolver um estilo de vida que o apoie totalmente para ficar em sua fisiologia com mais recursos, a maior parte do tempo?


Tenho aproveitado um estilo de vida livre de doenças, durante muitos anos. No entanto, meu irmão mais jovem sempre tem estado cansado e doente durante esse mesmo espaço de tempo. Falei com ele sobre isso em diversas ocasiões, e tendo visto as mudanças em minha saúde nos últimos sete anos, estava querendo fazer uma mudança nele.

Mas o inevitável desafio ocorreu quando tentou mudar os padrões de sua dieta. Ele aumentou seus desejos por alimentos menos do que desejáveis.


Pare e pense. Como você adquire um desejo? Bem, primeiro imaginemos que você não tem um desejo: você o cria pela maneira como representa coisas para si. Por certo, muito disso é, em geral, inconsciente.

No entanto, para você entrar no estado de sentir um intenso desejo por algum tipo de comida, você tem de criar uma espécie específica de representação interior. Lembre-se, as coisas não acontecem simplesmente. Para cada efeito, há uma causa.

O desejo de meu irmão - ou fetiche, se preferir - era pelo Kentucky Fried Chicken. Ele passaria perto de uma lanchonete dessa rede, e isso logo acionaria a lembrança de quando tinha comido daquele frango. Ele imaginaria a sensação crocante em sua boca, e pensaria na quentura e na textura da comida enquanto descia pela sua garganta.

Bem, depois de poucos minutos disso, a salada estava mesmo fora de cogitação, e o frango frito dentro! Um dia, logo depois de eu ter descoberto como usar as submodalidades para criar mudanças, ele, por fim, pediu-me que o ajudasse a controlar essa necessidade, que estava sabotando sua dieta e metas de saúde.

Pedi-lhe que formasse uma representação interior de comer a especialidade da Kentucky Fried Chicken. Dali a pouco, estava salivando. Então, fiz com que ele descrevesse as submodalidades visual, auditiva, cinestésica e gustativa de sua representação interna, com detalhes.

A imagem estava acima, à direita. Tamanho normal, um filme, focado e colorido. Ele podia ouvir-se dizendo: "Hum, isto é tão bom..." enquanto comia.

Ele adorava a sensação crocante e quente. Fiz, então, com que representasse a comida que mais odiava, alguma coisa que o punha doente do estômago, só de pensar - cenouras. (Eu sabia disso antes porque cada vez que tomava suco de cenoura ele ficava enjoado.)

Fiz com que descrevesse com detalhes as submodalidades das cenouras. Ele não queria nem pensar nelas. Começou a sentir-se nauseado. Afirmou que as cenouras estavam embaixo e à esquerda. Eram escuras, um pouco menores do que as reais, moldura parada e sensação fria.

Sua representação auditiva era: "Essas coisas são revoltantes. Não quero ter de comê-Ias. Eu as detesto!". Suas submodalidades cinestésicas e gustativas eram uma sensação de flacidez (em geral muito cozidas), morna, pastosa, gosto de estragado.

Disse-lhe que comesse algumas, mentalmente. Começou a se sentir realmente mal, dizendo que não podia. Perguntei: "Se tivesse, como seria senti-Ias descendo pela sua garganta?" Ele disse que estaria pronto para vomitar.

Tendo eliciado, com cuidado, as diferenças entre como ele representava o frango frito e as cenouras, perguntei-lhe se gostaria de trocar as sensações sobre os dois, a fim de apoiar sua alimentação de uma forma que produzisse resultados saudáveis.

Ele disse que estava certo, com o tom mais pessimista que ouvira em muitos dias.

Assim, fiz com que trocasse todas as submodalidades. Fiz com que tirasse a imagem da galinha e movesse-a para baixo e para o lado esquerdo. Imediatamente houve uma reação de náusea em seu rosto.

Fiz com que tornasse a imagem escura e menor do que o tamanho real, pondo-a numa moldura parada, dizendo para si mesmo: "Isso é repugnante. Não quero ter de comê-Ia.

"Odeio isso" , na tonalidade que antes usara para as cenouras. Fiz com que pegasse a galinha, mentalmente, sentisse como era flácida, provasse a gordura morna, com gosto de podre, pastosa, de dentro dela. Começou a ficar enjoado outra vez.

Disse-lhe que comesse um pedaço, e ele disse não. Por quê? Porque agora o pedaço de frango estava enviando a seu cérebro os mesmos sinais que as cenouras costumavam, então ele se sentia do mesmo jeito. Por fim, fiz com que mentalmente pegasse um pedaço de frango, e ele disse: "Penso que vou vomitar".

Peguei então sua representação das cenouras e fiz o contrário. Fiz com que pusesse no alto, do lado direito, fizesse-as do tamanho normal, de cor brilhante, e dizesse para si: "Hum, isto é tão bom" , enquanto as comia, sentindo o calor, a textura crocante.

Agora, ele adora cenouras. Naquela noite, fomos jantar, e pela primeira vez na sua vida de adulto, pediu cenouras. Não só as apreciou, mas passamos pela lanchonete em questão para chegar lá. Desde então, ele tem mantido essa preferência na dieta.


Em cinco minutos, fui capaz de fazer algo similar com minha esposa, Becky. Fiz com que trocasse suas submodalidades de chocolate - rico, doce, cremoso - com as de uma comida que a fazia sentir-se enjoada - rastejantes, escorregadias, malcheirosas... Nunca mais tocou em chocolate.


As seis chaves deste capítulo podem ser suas para criar a experiência de saúde que deseja. Durante um momento imagine-se daqui a um mês, tendo seguido os princípios e conceitos dos quais falamos. Veja a pessoa que será após ter mudado sua bioquímica pela alimentação e respiração efetivas.

Que tal começar seu dia fazendo dez respirações profundas, limpas, poderosas que fortalecerão todo seu sistema? E começar cada dia sentindo-se alerta e alegre no controle de seu corpo?

E começar comendo, saudavelmente, alimentos limpadores que contêm água e parar de comer carne e laticínios, que estão cansando e obstruindo seu sistema?

E começar a combinar os alimentos adequadamente, de forma que sua energia fique disponível para as coisas que realmente importam?

E ir para a cama todas as noites sentindo que experimentou uma vibração total que lhe permitiu ser tudo que podia?

E sentir que está vivendo com saúde - que tem energia como nunca sonhou que fosse possível?

Se você olhar para essa pessoa e gostar do que viu, então tudo que estou lhe oferecendo está facilmente a seu alcance!

Só é preciso um pouco de disciplina - não muita, pois uma vez que quebre seus velhos hábitos, nunca voltará atrás. Para cada esforço disciplinado há múltiplas recompensas.

Portanto, se gosta do que viu, faça-o.

Comece hoje e mudará sua vida para sempre.

Tony Robbins

Fonte:
http://www.vegetarianismo.com.br/sitio/index.php?option=com_content&task=view&id=580&Itemid=117

Labels:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?