Saturday, January 31, 2009

 

Poluição e Longevidade

"Adotar medidas de combate à poluição ambiental é questão de saúde pública" [1]

A respiração é a mais imprescindível das funções fisiológicas. Cinco minutos sem respirar, o cérebro vai para o espaço, e adeus condição humana.

Que a poluição causada por partículas sólidas em suspensão, ozônio, dióxido de enxofre, óxido nitroso e monóxido de carbono, provoca problemas de saúde que vão além de irritação na garganta e ardência nos olhos, ninguém mais contesta.

O impacto a curto prazo da poluição nos índices de mortalidade foi avaliado em 124 cidades grandes da Europa e América do Norte. Aumentos da concentração de partículas sólidas da ordem de dez microgramas (micrograma é a milionésima parte do grama) por metro cúbico de ar fazem com que a mortalidade geral da população cresça de 0,2% a 0,6%.

Os trabalhos sobre os efeitos tardios da exposição ao ar poluído também chegaram a conclusões semelhantes. Os mais importantes foram realizados pela Universidade Harvard, em seis cidades americanas, e pela American Cancer Society, que acompanhou o destino de 1,1 milhão de pessoas a partir dos anos 80.

Inquéritos conduzidos em diversos países industrializados demonstraram que a concentração de poluentes no ar está diretamente associada à diminuição da expectativa de vida: redução média de 13 meses na Holanda, 15 meses na Finlândia e nove meses no Canadá.

A Organização Mundial de Saúde calcula que 1,4% de todas as mortes e 0,8% dos anos de trabalhos perdidos por doenças sejam consequência direta da poluição do ar.

Faltava até hoje, porém, a comprovação do fenômeno oposto, isto é, que a redução da quantidade de poluentes fosse capaz de reverter os malefícios do ar mais poluído.

Uma das revistas científicas de maior prestígio ("The New England Journal of Medicine") publicou nesta semana o primeiro estudo planejado com o objetivo específico de esclarecer essa questão.

Os autores analisaram 51 áreas metropolitanas, ao redor das maiores cidades do território americano. Nelas, levantaram os dados referentes à expectativa de vida, condição socioeconômica dos habitantes, nível educacional, número de fumantes, etnia e demais características demográficas.

Os dados sobre os níveis de poluição foram conseguidos junto às agências oficiais, entre o final dos anos 70 até o início dos anos 2000. Graças ao controle exercido pelos órgãos competentes, a partir dos anos 80 e 90 a concentração de partículas poluentes no ar diminuiu em todas as áreas estudadas.

Os resultados revelaram que programas de combate à poluição, capazes de reduzir dez microgramas de partículas poluentes por metro cúbico de ar, provocam um aumento médio de expectativa de vida da população da ordem de 7,3 meses.

No período de 1980 a 2000, a expectativa média de vida nos EUA aumentou 2,74 anos. A redução dos níveis de poluição ocorrida nesses 20 anos foi responsável por cerca de 18% desse aumento.

A parte do corpo que apresenta maior superfície de contato com o exterior não é a pele, são os pulmões. Se fosse possível esticá-los, eles cobririam uma quadra de tênis.

Para protegê-los, o aparelho respiratório é dotado de pelos no interior do nariz (nas narinas), cílios que revestem as paredes internas dos brônquios e células que produzem muco de consistência viscosa. As partículas grandes suspensas no ar inalado ficam presas nos pelos. As menores, mais finas, acabam atoladas no muco, e são empurradas para fora pelo movimento permanente dos cílios (compara-se ao do vento num canavial).

Apesar da eficiência desses mecanismos, algumas partículas sólidas conseguem chegar nos alvéolos pulmonares, porque são muito finas ou porque os cílios funcionam mal (como os dos fumantes).

Nos alvéolos, a poluição causa um processo inflamatório que dificulta as trocas de oxigênio e gás carbônico, agravando os casos de doença pulmonar obstrutivo-crônicas em pessoas suscetíveis.

Esse processo inflamatório provoca liberação de mediadores que vão agir nas placas de aterosclerose depositadas nas artérias, aumentando o risco de ataques cardíacos, derrames cerebrais e obstruções de artérias periféricas.

Adotar medidas de combate à poluição ambiental não é reivindicação de cidadãos ecointransigentes, é questão de saúde pública que afeta a duração da vida de todos nós. Quanto mais limpo o ar de uma cidade, maior é a longevidade dos que vivem nela.

Referência:
[1] Drauzio Varella, Poluição e longevidade, Jornal Folha de S. Paulo, Caderno Ilustrada, pg. E10, 31 de janeiro de 2009.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 462


O RESTABELECIMENTO DA EVOLUÇÃO


Enquanto isso, aqui na Terra, apesar de haver legitimidade no lamento que decorre de se contemplar os imprestáveis se divertirem no conforto e bem-estar ao passo que os dignos sofrem, deve-se medir a realidade pelas alturas do espírito e não pelas correntes subterrâneas. O excesso de conforto é o cemitério do espírito e apesar de que ninguém em seu são juízo daria a bem-vinda às dificuldades, é na bigorna dos obstáculos que se tempera o poder de reinventar a civilização. Inúmeras pessoas ocultam seus infortúnios sob a máscara de suposto bem-estar e conforto material, nações inteiras fazem isto. Quando se aproveitam as dificuldades em curso, enfrentando-as com ânimo criativo, o ímpeto da evolução é restabelecido.

Labels:


Friday, January 30, 2009

 

O Avião que caiu no Rio Hudson

"A história (versão) oficial é um conto de fadas (cheio de mentiras)", David Icke

A grande mídia dos Estados Unidos da América é totalmente controlada pelos manipuladores mundiais. O povo norte-americano (e, como consequência, a população mundial) é diariamente enganado via meios oficiais de comunicação. Por exemplo, os americanos aceitam como verdade que as torres gêmeas do WTC (e um outro prédio vizinho, o WTC-7) cairam porque foram atingidas por aviões, quando, na verdade, esses três edificios vieram abaixo devido a explosões, foram implodidos. Agora contam uma outra história da carochinha, dizendo que um bando de passarinhos derrubou um avião Boeing de grande porte. A verdade é bem outra, como relatado abaixo. Tratou-se, neste caso, de uma tentativa de assassinato, via queda de avião, que falhou. Algo semelhante ocorreu com o assassinato, neste caso a tentativa foi bem sucedida, de figuras importantes com o afundamento do navio Titanic (veja postagem a esse respeito neste blog, postada em 22 de novembro de 2005).

Para entender a motivação dessa tentativa de assassinato via queda de avião, precisamos voltar na história, para a época da Guerra Civil Norte-Americana, que conhecemos como Guerra de Secessão, que desenvolveu-se entre os anos de 1861 e 1865. Esta foi uma guerra entre os Estados Unidos da América, constituído pelos estados do norte - abolicionistas -, contra os Estados Confederados da América, constituído pelos estados do sul, escravagistas. Ambos os lados do conflito precisaram fazer vultuosos empréstimos para manter a guerra: a União, do norte, tinha como presidente o judeu Abraham (Abraão) Lincoln e recebeu ajuda maciça da Casa dos Rothschild, império bancário de judeus europeus. A Confederação sulista recebeu o apoio do Vaticano, católico. Neste ponto é bom lembrar que o exército secreto do Vaticano se chama Companhia de Jesus, constituído pelos Jesuítas e cujo general-comandante é o Papa Negro. Como todos sabem, na Guerra de Secessão os judeus venceram os católicos (Norte venceu o Sul). Mas essa vitória não foi completa: todos sabem que logo após essa guerra, um jesuíta assassinou a tiro o presidente vitorioso Abraham Lincoln.

As desavenças entre a União nortista e os Confederados sulistas não foram sanadas com o término da Guerra de Secessão, e continuam até os dias de hoje. Apesar da vitória das forças do Norte na guerra civil, que em 1913 entregou toda a economia dos Estados Unidos para um império bancário privado europeu dos Rothschild, rebatizado de The Federal Reserve Bank (Banco da Reserva Federal, o FED, o banco central norte-americano), as grandes reservas de ouro dos Estados Confederados nunca foram recuperadas pelos banqueiros do norte, ou por seus banqueiros aliados europeus [1]. Há rumores de que esse ouro foi direcionado para fazer surgir poderosos bancos em Charlotte, na Carolina do Norte, que surgiram após a guerra e fez surgir no estado deles o maior gigante textil do mundo, a Burlington Industries, e os gigantes internacionais do tabaco sediados em Winston-Salem. Duas informações importantes: a Carolina do Norte foi um dos estados sulistas confederados e a cidade de Charlotte, na Carolina do Norte, é a sede central mundial do Banco da América (Bank of America, BOA), o atual maior banco dos Estados Unidos.

Nos anos de 1960 esta 'guerra civil', praticamente desconhecida do povo norte-americano, irrompeu novamente, com o primeiro ataque sendo desferido contra os estados sulistas, sempre aliados com o Vaticano, quando o presidente católico norte-americano, John F. Kennedy, sendo assassinado a balas imediatamente após ele tomar medidas para destruir o FED e restaurar o direito da nação americana de imprimir seu próprio suprimento de dinheiro (via Tesouro Nacional).

Desde o assassinato do presidente Kennedy em 1963, os ataques dos estados do norte e de seus banqueiros aliados europeus sobre os estados do sul continuaram sem restrição e manteve-se sempre contínuos, tendo como alvos as áreas sulistas de texteis e tabaco, 'as máquinas de fazer dinheiro' sulista. A indústria de tabaco, por exemplo, foi transferida pelos banqueiros europeus do sul dos Estados Unidos para a Ásia, tendo isso custado 15 milhões de empregos norte-americanos, sendo essa indústria acusada rudemente de ser a 'principal causa' de cânceres e doenças do coração inflingido no povo norte-americano (que gerou pagamentos de vultuosas indenizações), que são envenenados insidiosamente pelo fluor em suas águas e por pesticidas em seus alimentos.

O que toda essa história tem a ver com a queda de um avião no Rio Hudson? Foi mais um golpe do Norte contra o Sul...

O que aconteceu na queda do boeing da US Airways que levantava vôo de New York foi o seguinte [1]: o avião foi atingido por um míssil portátil Igla-S, de fabricação russa, disparado do solo. Esse míssil de defesa aérea foi fabricado na fábrica Degtyarev, na cidade russa de Kovrov, e foi identificado por sua 'assinatura única em frequência' registrada por dispositivos de escuta localizados nos escritórios da missão da Rússia na ONU, em New York, e por seus satélites em órbita. A CIA (Central Intelligence Agency) possui 50 Igla-S roubados da Rússia via serviço secreto britânico MI6. O míssil atingiu a asa esquerda e arrancou a turbina dessa asa.

Eis algumas declarações de passageiros do avião atacado: Jeff Kolodjay disse "Eu escutei um grande explosão no lado esquerdo do avião e o cheiro de gas era forte"; Dave Sanderson declarou "Eu ouvi uma explosão e vi algumas chamas saindo da asa esquerda".

Por que forças internas norte-americanas (nortistas) desejaram derrubar esse avião? Porque nesse avião estava toda a cúpula da maior companhia financeira do mundo, o Bank of America (dos confederados sulistas, que estavam voltando para sua sede na Carolina do Norte), que tinha ido negociar, com sucesso, um empréstimo de ajuda de 138 bilhões de dólares com o governo norte-americano. A tentativa de assassinato via queda de avião falhou quando o piloto reagiu rapidamente com seu avião avariado e queimando e pousou no rio Hudson, extinguindo as chamas que se alastravam e salvando as vidas de todos a bordo. Uma outra fonte espiritual (Matthew) informou que todos a bordo não tinham bagagem cármica para morrer em queda de avião e, portanto, foram salvos por forças espirituais superiores.

Por que matar os dirigentes do Bank of America? Para apressar o colapso total e final da economia dos Estados Unidos, atacando sua principal instituição financeira. Esse assassinato iria fazer cair drasticamente as ações do BOA, levando ao aprofundamento maior do caos financeiro.

Por que os mais poderosos banqueiros americanos teriam permissão de voar em aviões normais usado pelo público em geral? Porque o congresso norte-americano tinha pressionado anteriormente que todos os seus representantes oficiais de topo das indústrias e dos bancos deveriam parar de usar suas frotas de jatos privados enquanto enquanto estivessem aceitando bilhões de dólares dos pagadores de taxas americanos através dos fundo de ajuda. Isto, na realidade, é uma insanidade pois além de expor esses dirigentes a assassinatos, acaba aumentando o perigo a que ficam expostas as pessoas ordinárias que estão ao seu redor quando os ataques ocorrerem. O BOA, diferentemente dos outros bancos, não apenas sobreviveu à carnificina contra o sistema financeiro dos Estados Unidos, como tem se expandido incorporando as partes mais lucrativas do que restou dos escombros dos bancos de New York. Daí a 'necessidade' de prejudicá-lo de alguma forma... Tudo isso ocorreu pouco antes da posse de Obama...

Referência:
[1] http://www.whatdoesitmean.com/index1195.htm

Labels: , ,


 

Oscar Quiroga - 461


DA TEORIA À PRÁTICA


Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade foi impregnada de conhecimento e no transcurso das décadas anteriores se interessou em desenvolver a sabedoria interior. Todo mundo, agora, é informado a respeito da riqueza disponível na mente e o passo seguinte é o de colocar em prática tudo que foi aprendido, porque os ensinamentos oferecidos não guiarão se não forem praticados. Agora é quando o conhecimento deve abandonar a teoria, atitude esta alimentada pelo indômito espírito aventureiro de nossa humanidade. Durante a experimentação há de acontecer hostilidade, mas deve-se lembrar de que as pessoas hostis não devem ser enfrentadas, mas evitadas e, também, que esta hostilidade servirá para acelerar as mudanças.

Labels:


Thursday, January 29, 2009

 

Banana e Verruga


Durante uma semana eu tentei remover uma verruga no braço usando a técnica de ácido acetilsalicílico (aspirina) misturado com óleo de rícino (de mamona), sem grandes progressos. Resolvi, então, mudar de tática e passei a usar a sugestão postada anteriormente neste blog (postagem de 16 de fevereiro de 2006): usar casca de banana em cima da verruga. Raspei um pouco da casca interna da banana (aquela parte de cor branca) e coloquei sobre a verruga, fixando com um esparadrapo. Em três dias a verruga foi embora! Conclusão: casca de banana realmente elimina verrugas...

Para saber mais:
1. http://alfamacho.wordpress.com/2009/12/21/remova-verrugas/

Labels: , , ,


 

Oscar Quiroga - 460


A APOSTASIA


Enquanto isso, aqui na Terra todos os erros e pecados podem ser redimidos e cancelados, desde que nossa humanidade renove seus votos de fidelidade e lealdade para com a Vida suprema que a anima e que anseia guiar seus passos, de modo que o plano prossiga de acordo com a excelência original. Nossa humanidade é novamente convocada a cooperar com este plano, mas é a sua própria apostasia o mais terrível obstáculo, porque é pelo abandono da fé e das crenças religiosas, situação que na sua maior parte se deve às próprias religiões doutrinárias, que se disseminam os prejuízos e a miséria. Neste momento, os apóstatas não prejudicam apenas a si mesmos, mas obstruem a reinvenção da civilização através da indiferença.

Labels:


Wednesday, January 28, 2009

 

O Retorno do Planeta X - 38


Vídeos relacionados a esse tema [Planeta X = Nibiru]:


1. http://br.youtube.com/watch?v=Iempod2GaAg
2. http://br.youtube.com/watch?v=ZlcPWa6SomE
3. http://vodpod.com/watch/1173007-carta-alerta-de-um-l%C3%ADder-noruegu%C3%AAs-sobre-nibiru-e-2012
4. http://vodpod.com/watch/1115394-aldomon-ferreira-opera%C3%A7%C3%A3o-sobreviv%C3%AAncia-a-nibiru-18-10-08

Labels:


 

O Êxodo Bíblico Existiu?


Não existiu como relatado na Bíblia.

Antes de detalhar isso, convém dar uma informação inicial. Antigamente, os extraterrestres nibiruanos que vieram para nosso planeta, chamados de anunnaki pelos sumérios, costumavam esporadicamente engravidar mulheres humanas, para gerar seres humanos excepcionais que pudesses avançar mais rapidamente a civilização humana da época. Isto está registrado na Bíblia, nesta passagem do Gênesis [6:4]:

Naquele tempo viviam gigantes na terra, como também daí por diante, quando os filhos de Deus (os anunnaki) se uniam às filhas dos homens (mulheres humanas) e elas geravam filhos. Estes são os heróis, tão afamados nos tempos antigos.

Como regra geral, as mulheres engravidadas pelos anunnaki costumavam ter um marido mais velho e compreensível, que cuidava dela e da criança híbrida. Gravidez desse tipo gerou, por exemplo, Isaac (filho da estéril Sarai, posteriormente Sara, esposa do idoso Abrão, posteriormente Abraão), que deu origem ao povo israelita, Moisés (que comentaremos abaixo), Sansão (de cabelos compridos, filho de uma mulher estéril), Jesus (de cabelos compridos, filho de Maria, que tinha um esposo mais velho chamado José) e João Batista (de cabelos compridos, filho da estéril e idosa - 60 anos -Elisabete, que tinha um esposo mais velho chamado Zacharias). A gravidez gerada pela técnica científica dos anunnaki (que curava até mulheres estéreis, como exemplificado acima) era considerada imaculada.

Inicialmente, convém esclarecer que os israelitas que habitavam o antigo Egito nunca foram escravos dos egípcios. Eles foram sempre muito estimados pelos egípcios. A própria Bíblia demonstra isso: Abraão foi muito bem recebido na corte do Faraó e recebeu muito suporte desse faraó para o seu exército; José, filho de Jacó e vindo de Canaã, chegou a ser o homem mais importante do Egito (primeiro ministro), depois do Faraó. Nenhum outro documento, além da Bíblia, fala que os israelitas foram escravos no Egito. E não foram! Das doze tribos israelitas, a dos levitas (aqueles com sobrenome Levy) eram a mais valorizada pelos egípcios, pois os levitas eram constituídos de professores, intelectuais, filósofos, acadêmicos, etc. [1]

A egípcia Batya, irmã de um jovem Faraó, foi engravidada por um anunnaki e teve um filho homem (híbrido egípcio-anunnaki), que chamou de Moisés (que nada tinha de israelita!). Ele teve uma carreira ilustre como general do exército do Faraó e nunca participou do chamado Êxodo bíblico, que teria envolvido o deslocamento de milhares de israelitas que teriam se envolvido em inúmeras batalhas até chegar na terra prometida de Canaã (de onde tinha vindo José, como comentado acima). Tudo mentira, estórias da carochinha!

O que ocorreu foi o seguinte: como os egípcios presavam muito os levitas, Batya empregou uma mulher jovem levita, de nome Miriam, para cuidar, como enfermeira e governanta, de seu filho recém-nascido Moisés. Moisés era uma criança excepcional, por ser um filho de um anunnaki. Isso aconteceu frequentemente na casa real egípcia, pois os egípcios consideravam os anunnaki como deuses e era uma honra uma filha de Faraó gerar uma criança pelo método distante do sexo normal, que eles consideravam como uma concepção imaculada. Miriam ficou com o jovem Moisés até ele ir para a escola militar, aos sete anos de idade, e então voltou para a casa de seus pais.

A Bíblia é um documento orientado para os homens, escrita e editada (modificada) para contribuir para uma sociedade patriarcal. Mas isso não era o caso com os anunnaki. Para os anunnaki, as mulheres eram os únicos seres associados com a procriação e não eram tratadas como iguais aos homens, mas como superiores aos homens. Por razões genéticas, os anunnaki desejavam que um grupo de israelitas que estavam vivendo no Egito voltasse para Canaã, para se misturar geneticamente com a população local. Mas isso era uma missão difícil, pois os israelitas estavam com uma vida muito confortável no Egito. Então, os anunnaki bolaram um plano: um anunnaki contactou Miriam (que já tinha deixado de pagear Moisés), e não Moisés, e falou para ela ir ao deserto e visitar o Monte Sinai. Esta montanha não ficava muito longe, e era um local muito conveniente para os anunnaki pousarem sua nave espacial, pois aí ela não iria perturbar as pessoas e nem estragar seus campos, construções e gado. A montanha tinha um plateau plano no topo, rodeado por escarpas, um espaçoporto natural. Miriam imediatamente se dirigiu ao Monte Sinai. Nessa montanha, ela foi convidada a entrar na nave espacial e foi informada pelo comandante anunnaki, que era seu contato, que seus serviços estavam sendo requisitados para o padrão bem conhecido da concepção imaculada, impregnação pelo sistema anunnaki.

Tendo feito isso, ela recebeu, para guardar, um par de pequenas tabuletas de pedra, onde estava gravado os Dez Mandamentos, um resumo de um conjunto muito maior de leis que estava gravado em um dos mais importantes templos egípcios. Sua missão, agora, que durou alguns anos, era persuadir um grupo de israelitas a deixar o Egito e se deslocar para Canaã. Apesar de a maioria relutar em fazer isso, os anunnaki esperavam que algumas almas mais aventureiras fossem tentadas devido às oportunidades oferecidas no novo país. Isso não era completamente desconhecido para eles, já que seus ancestrais vieram ao Egito desse mesmo lugar, iniciado pelo patriarca Jacó, cujo filho José foi um oficial proeminente de um faraó anterior.

O filho híbrido de Miriam era um menino, a quem ela deu o nome de Aarão. Como esperado, ele desenvolveu habilidades supernaturais, comum aos híbridos anunnaki. Por exemplo, ele podia fazer truques com pedaços de madeira seca, fazendo-os florescer com flores rosas e ele também tinha a habilidade de transformar bastões de madeira em cobras, entre outras habilidades "mágicas". Quando ele tinha cerca de dez anos, os anunnaki contactaram Miriam novamente e disseram a ela que tinha chegado a hora para se deslocar para Canaã. Miriam, nesta ocasião, estava casada com um homem chamado Jethro.

Como sempre acontece com os personagens envolvidos em concepção imaculada, um marido típico precisava ser escolhido: um pouco mais velho, bondoso e compreensivo, e desejando bastante dar assistência à sua esposa e ao filho híbrido dela. José de Nazaré, o homem que casou com a Maria mãe de Jesus, era exatamente desse tipo.

Para surpresa de Miriam, a resposta à sua sugestão de imigração não foi muito ruim. A maioria que a seguiu era constituída de levitas, mas membros das outras tribos israelitas, menos educados que os levitas, ficaram muito impressionados com os "milagres" do pequeno Aarão e acabaram gostando da idéia das riquezas que eles poderiam encontrar em Canaã. As tabuletas de pedra, gravadas pelos "deuses", como eles consideravam os anunnaki, também foi algo que ajudou muito. Então um bom grupo foi criado, não os milhares descrito na Bíblia, mas algumas centenas de pessoas, e elas se encaminharam para o deserto sem demora.

O Faraó nunca se opôs a isso, não houve nenhuma das pragas relatadas na Bíblia ou qualquer outro problema, e Moisés praticamente não tomou conhecimento dessa expedição, pois a maior parte de seu tempo era usado para lutar por seu Faraó, com grande distinção.

Nesta época, Jeová era um deus menor (adorado mais pelos levitas), já que os israelitas adoravam um grande panteão de deuses, incluindo:

- O Grande Leão de Judá
- Nechushtan, a Serpente, um deus que mudava de forma e que tinha grandes chifres e podia se transformar em um veado quando queria
- E o grande Ashera, que tinha muitos outros nomes

Os israelitas, liderados por Miriam, não se dirigiram diretamente para Canaã, mas ficaram alguns anos no deserto, quando adquiriram o nome de "Habiru", que significa "Aqueles que cruzam". O motivo deste atraso na viagem era para sincronizar a invasão deles com aquela de um jovem comandante fenício chamado Joshua, filho de Nun (Joshua, portanto, não era assistente de Moisés e nunca ouviu falar de Moisés na sua vida). Ele tinha ligação com os anunnaki, que queriam que as duas imigrações ocorressem simultaneamente a partir do norte e do sul, caso os habitantes de Canaã tivessem alguma objeção. Os fenícios tinham o mesmo padrão genético dos israelitas, pois no passado distante eles viveram na mesma área. Os habitantes de Canaã não puseram objeção à imigração, e se misturaram com os israelitas e fenícios através de muitos casamentos, gerando uma mistura genética altamente aprovada pelos anunnaki.

Centenas de anos depois disso, os "editores" da Bíblia ainda sabiam tudo sobre essa história, quando eles se preparavam para escrever o texto. Eles tiveram que fazer muitas mudanças, pois permitir que uma mulher comandasse o Êxodo não iria ficar bem para uma sociedade patriarcal. Portanto, eles trocaram a liderança para Moisés, cujo nome era bem conhecido até naquela época, e fizeram com que Miriam e Aarão se tornassem seus irmãos. Fizeram Jethro virar pai da esposa mitológica de Moisés e deram um toque dramático e de heroismo ao Êxodo, o que todo mundo gostou, incluindo pragas, fogos, rios de sangue, cidades desabando ao som de tombetas, mar se abrindo, dez mandamentos, luzes no céu (discos voadores), etc.

Referência:
[1]Maximillien de Lafayette, What Extraterrestrials and Anunnaki Want You to Know, Publicado e distribuído pela Companhia Amazon.com, março de 2008.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 459


AS CRIANÇAS DE FOGO


Enquanto isso, aqui na Terra a consciência humana é pressionada para compreender todo o trabalho que tem pela frente, tomando atitudes afirmativas que corroborem o entendimento. Desafortunadamente, a maioria ainda existe fazendo de conta que tudo é o mesmo de sempre e que, por isso, sobra tempo para a satisfação de projetos mesquinhos ou para a indiferença. Nada disso, criou-se um ponto de ruptura da ordem planetária e, por isso, é necessário o envolvimento direto e participativo de todos os seres humanos. Já não houve, por acaso, todos os sinais esperados? Porém, muitos são os que ainda não querem saber de presságios. Assim, não se insistirá mais em sinais, porque no meio dos cegos e surdos que não querem ver nem ouvir estão as crianças de fogo, que compreendem e aceitam o trabalho em andamento.

Labels:


Tuesday, January 27, 2009

 

Mensagem de Mãe Maria

“Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Torna-se cada vez mais urgente que possais dar um basta ao vosso ego para que possais transpor o limite, para que possais ir além do que vossos sentidos físicos revelam, para que a dualidade ilusória do mundo que habitais possa ser ultrapassada cedendo lugar à unidade que impera em todas as esferas em que a Luz predomina sobre a escuridão.

A ilusão da separação não pode mais ser alimentada em vosso momentum, amados, momentum em que as cortinas que fizeram a humanidade acreditar na separação se dissolvem, uma a uma, deixando à mostra toda a plenitude do Pai Criador disponível para os Filhos da Terra.

Refleti sobre isso, amados; refleti em como se torna cada vez mais difícil para vós crer que sois separados, crer que sois mortais, crer que a doença e a velhice fazem parte da vossa jornada, crer que o sofrimento faz parte da vida.

Vossos olhos podem se deparar ainda com cenas que refletem essas crenças, mas vossas almas cada vez mais dizem não, não, não, o não que se reflete no sentir de vossos corações.

Eles vos revelam que não existem limites no universo assim como não existem limites para as vossas conquistas.

Tudo está disponível para todos, eis que todos são iguais frente ao Criador, e a busca pela plenitude passa necessariamente por uma transformação de vossas crenças.

É hora de deixar de crer na separação para crer no vosso sentir que transmite, através de vossos corações, a verdade de que todos sois partes de um mesmo recipiente, e como partes iguais desse único recipiente tendes, igualmente, os mesmos direitos e as mesmas obrigações, direitos e obrigações que se resumem no direito de resgatardes vossa plenitude desde que possais reaprender a exercitar o amor incondicional, amando a tudo e a todos incondicionalmente.

Vossa felicidade, amados, está diretamente atrelada ao vosso trabalho consciente de amar ao próximo.

Amar ao próximo é o requisito básico e único para que possais ser merecedor, novamente, da abundância de tudo que necessitais em vossa jornada.

Não há falta para os Filhos da Terra que resgatam essa verdade e se empenham em reaprender a exercitar só o amor.

Não há falta para aqueles de vós que utilizam a linguagem do amor para transformar guerras em paz, tristezas em alegria, doenças em saúde, escassez em prosperidade.

Não há falta para aqueles de vós que conscientemente dizem não ao egoísmo, à raiva, ao ódio, à descrença, à dor e ao sofrimento.

Não há falta para aqueles de vós que sempre estendem a mão, não importando se o outro é aparentemente amigo ou inimigo.

Não há falta para aqueles de vós que já transformaram o julgamento em compreensão.

Não há falta no mundo, amados, e se ainda vivenciais faltas, se ainda reconheceis faltas em vós e no mundo é porque ainda viveis a ilusão da separação.

Olhai à vossa volta e constatai que tudo chega ao fim somente para aquela parcela de vós que ainda se recusa a admitir a unidade de todas as formas de vida, que se recusa a reconhecer a igualdade de todos os seres e se recusa a alimentar a fraternidade, a justiça e o amor, que só aceita como verdade a separação e o julgamento.

É a separação que alimenta o julgamento, amados; naquele que julga tudo se resume a sim ou não, e é sempre baseado no julgamento dual e ilusório que exercitam suas escolhas, também ilusórias, porque limitadas pelo julgamento.

Parti, pois para o exercício do amor na certeza que através dele, e só dele, podereis superar o vosso ego e com ele todo o limite e julgamento que só trazem infelicidade para os Filhos da Terra.

Bem amados, o amor é parte intrínseca do ser de luz que sois, e é preciso que possais permitir que ele venha à tona para que a felicidade volte a imperar em vossa Mãe Terra.

Que vossas orações possam sempre fluir na freqüência cristalina do amor incondicional, para que o amor possa tocar todas as mentes e corações, permitindo que cada vez mais os Filhos da Terra se unam para por um fim ao mundo da ilusão, dissolvendo preconceitos, ódios e todas as barreiras construídas ao longo de todos os tempos.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.”

Mensagem de Mãe Maria-03-2009 canalizada por Jane M. Ribeiro aos 26 de janeiro de 2009.

Labels:


 

Memória e Vitamina D


A informação abaixo foi retirada da Referência [1].


Falta de vitamina D eleva risco de falha de memória

Deficiência do nutriente em idosos causa o dobro de chances de danos cognitivos.
Carência da substância, cuja principal fonte é o sol, também está relacionada a risco aumentado de quedas e fraturas na terceira idade

A falta de vitamina D, cuja principal fonte é o sol, eleva o risco de déficit cognitivo em idosos, revela um estudo das universidades de Cambridge e de Michigan com 2.000 pessoas com 65 anos ou mais. É a primeira vez que essa ligação é demonstrada em uma pesquisa científica de larga escala.

O déficit cognitivo, caracterizado por falhas de memória e de processamento das informações, é um dos principais fatores de risco para a demência.

Durante o estudo, publicado ontem no Journal of Geriatric Psychology and Neurology, foram medidos os níveis de vitaminas e das funções cognitivas.

Os pesquisadores verificaram que, quanto menores os níveis de vitamina D, maiores são as taxas de déficit cognitivo. Os idosos que tinham deficiência de vitamina D, quando comparados com aqueles que apresentavam bons níveis desse nutriente, apresentaram o dobro de chances de danos cognitivos.

Historicamente, a deficiência de vitamina D em idosos tem sido relacionada a risco aumentado de quedas e fraturas ósseas. Esse nutriente, que já existe no organismo e é "acordado" pela ação do sol, é responsável pela absorção de cálcio, essencial para o desenvolvimento dos ossos.

"Nós não sabemos exatamente como a vitamina D afeta o sistema cognitivo, mas outros estudos menores já sugeriram uma relação entre a função mental e a vitamina D. Também sabemos que ela atua na regulação do metabolismo e na proteção do sistema autoimune. Então, é possível que ela tenha um efeito neuroprotetor e que, inclusive, exerça um papel reparador do cérebro", disse Iain Lang, professor da Peninsula Medical School e um dos autores do estudo.

Lang explica que a maioria das pessoas consegue obter vitamina D suficiente por meio do sol, mas que em idosos e negros a absorção desse micronutriente é menor. "Isso pode acontecer inclusive no Brasil, um país bem mais ensolarado do que a Inglaterra", comenta o pesquisador, citando dados de um estudo brasileiro.

A pesquisa mencionada por Lang foi desenvolvida pela UFRS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), em 2005, com 102 idosos de duas clínicas geriátricas de Porto Alegre. O trabalho constatou que 85% deles tinham deficiência de vitamina D.

Lang defende que os médicos estejam atentos para a necessidade de suplementação do nutriente, por meio de alimentos (como gema de ovo) ou de compostos vitamínicos.

"Pessoas com maior dano cognitivo têm mais chances de desenvolver demência. Identificar caminhos que nos levem a diminuir os níveis de demência é a chave para os serviços de saúde de todo o mundo".

O geriatra Eduardo Ferrioli, da USP de Ribeirão Preto, explica que os neurônios do sistema nervoso central possuem receptores para a vitamina D. Alguns pequenos estudos anteriores, segundo ele, já sugeriram que maiores níveis de vitamina D poderiam exercer um efeito neuroprotetor, melhorando os níveis de cognição.

"O mecanismo dessa proteção pode ser múltiplo, incluindo o estímulo à produção de neurotrofinas, modulação da produção de óxido nítrico ou mesmo redução da produção de citocinas inflamatórias, que parecem estar relacionadas à doença de Alzheimer".

O problema, segundo ele, é que nesse tipo de estudo (sem acompanhamento a longo prazo), não é possível estabelecer a relação de causa e efeito. "Os fatos estão relacionados, mas será que pessoas com pior cognição acabam com menores níveis de vitamina D ou pessoas com menores níveis de vitamina D desenvolvem déficits de cognição?", questiona ele.

Ferrioli continua: "Pode ser, por exemplo, que pessoas com menores níveis de cognição se exponham menos ao sol ou comam menos alimentos ricos em vitamina D e acumulem menores níveis dessa vitamina, sem que haja uma relação causal com o déficit cognitivo".

Para a neuropsicóloga Jaqueline Abrisqueta-Gomes, pesquisadora da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), o estudo inglês é importante porque pode representar uma peça a mais no entendimento dos perfis neuropsicológicos que levam ao déficit cognitivo. "Até pouco tempo atrás, não sabíamos, por exemplo, que o diabetes interfere na cognição. Agora, sabemos que o paciente diabético tem baixo nível de memória".

O psiquiatra Cassio Bottino, coordenador do Proter (Projeto Terceira Idade) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, afirma que o déficit de vitamina D na população idosa está normalmente associado a problemas ósseos, causados pela má absorção de cálcio, e que desconhece outros estudos que associem essa deficiência a problemas de cognição.

"É realmente algo novo, que merece ser mais bem investigado e replicado em outras populações para saber se a mesma relação existe".

Segundo ele, fatores genéticos, baixa escolaridade e doenças como hipertensão e diabetes (que podem causar lesões vasculares no cérebro), além do próprio processo de envelhecimento, aumentam o risco de déficit cognitivo dos idosos.

"Muitas vezes, intervenções muito baratas (gratuitas!), como orientar os idosos para uma vida mais saudável (mudança de hábito, como se expor mais aos raios solares), têm demonstrado efeitos muito benéficos".

Algumas sugestões dadas no artigo acima, para evitar os citados problemas:

1. Dormir bem e manter uma boa rede social
2. Alimentar-se de forma saudável
3. Fazer atividades físicas moderadas regularmente
4. Recordar o nome das pessoas olhando um álbum de fotografias
5. Ler e discutir com um amigo uma notícia de jornal
6. Fazer atividades que utilizem o raciocínio (dominó, xadrez, palavras cruzadas, sudoku)
7. Agendar suas atividades e no final do dia procurar recordá-las
8. Fazer a lista de supermercado e procurar fazer as compras sem olhá-la por um tempo
9. Fazer os cálculos do dia-a-dia de cabeça
10. Desenvolver algum talento artístico (tocar instrumento, dançar, pintar)

Já tomou seu banho de sol hoje??

Referência:
[1] Cláudia Collucci, Falta de vitamina D eleva risco de falha de memória, Jornal Folha de S. Paulo, Seção Saúde, pg. C7, 27 de janeiro de 2009.

Labels: , ,


 

Deus é Perfeito?


Os nibiruanos (habitantes do planeta Nibiru, também conhecido como Planeta X, Hercólubus, Astro Intruso, etc) que vieram para o nosso planeta, chamados de anunnaki (que significa "aqueles que vieram do céu para a terra") pelos antigos sumérios, disseminaram entre os seres humanos deste planeta a noção de que o Deus (Criador e Único) que criou todas as coisas (visíveis e invisíveis) do Universo é um ser perfeito. Esta noção de um Deus perfeito tem criado muitos problemas para os pesquisadores verdadeiros [1]. Na realidade Deus é Amor, e, como consequência, tudo que é criação própria Dele é algo bom. A palavra "perfeição" e "amor" não são sinônimos!

Se Deus fosse perfeito, como poderia existir o problema do mal? O problema do mal tem deixado muitos pesquisadores sinceros perplexos. A base do problema é que se Deus é perfeito, como poderia existir tanto sofrimento, decadência, injustiça e, finalmente, como poderia existir morte? Alguns acreditam que todo o mal aparente origina-se da vontade humana (via livre arbítrio). Para esses, nada pode existir além de Deus e do que Ele criou. Portanto, eles argumentam que existe apenas um princípio, e que esse princípio é Deus e todas as coisas são criadas por Ele. Um corolário disso é que nós deveríamos aceitar o mal da mesma forma que aceitamos o bem, mas isso se torna algo sem sentido.

O problema do mal fica exacerbado pela crença que Deus é bom, e que todas a coisas são criadas por Deus. Por esse raciocínio, tudo que existe precisa ser bom, já que tudo que existe tem a virtude de ter sido criado por um deus bom. Tal argumento mostra uma conexão necessária entre ser e bondade. Este é outro exemplo do problema do mal, quando tomamos por base a noção de que Deus é perfeito.

Na realidade, o Deus Verdadeiro NÃO É perfeito no sentido da noção anunnaki da perfeição. Deus é Amor e o que Deus cria é criado com Amor. Se algo vai pelo caminho errado no processo de criação, Deus pode corrigir isso. Isto é considerado uma imperfeição de acordo com a noção humana da perfeição de Deus. É importante perceber que bom não é sinônimo de perfeição. "Perfeito" é um adjetivo para caracterizar uma palavra, e ele não significa necessariamente que "perfeito" é "bom". Nos Salmos (139:22) fala-se em "ódio perfeito".

O argumento contra a perfeição está bem diante de nós no mundo físico. Se Deus fosse "perfeito" e criasse apenas coisas "perfeitas", por que Deus iria criar corpos biológicos que entram em decadência e morrem?

A resposta fica clara quando aceitamos que ou Deus é imperfeito (uma aparente impossibilidade), ou que Deus não criou os corpos biológicos. Se Deus não criou os corpos biológicos, então quem ou o que os criou? A resposta é que vários demiurgos criaram a matéria, a vida biológica e, muito importante, a morte. Os demiurgos são responsáveis por todas as mortes. Na Criação Verdadeira, não existe morte ou decadência. Os demiurgos selecionaram certas raças como suas escolhidas; essas são criações especiais com consciências diferenciadas. As três raças terrenas mais recentes escolhidas pelos demiurgos são:

1. Os antigos Chineses Verdadeiros de certas raças chinesas
2. Os antigos Judeus Verdadeiros
3. Os antigos Japoneses Verdadeiros

As consciências dos escolhidos estão agora em vários corpos de várias raças. A consciência dos Verdadeiros Judeus pode estar em corpos judeus, italianos, espanhóis, chineses ou outros. As consciências dos Verdadeiros Chineses pode estar em chineses, alemães, indianos, russos, japoneses, árabes e em outros corpos. As consciências dos Judeus Verdadeiros e dos Chineses Verdadeiros foram escolhidas pelo mesmo demiurgo, enquanto que a dos Japoneses Verdadeiros foi escolhida por um demiurgo diferente.

Referência:
[1]Maximillien de Lafayette, What Extraterrestrials and Anunnaki Want You to Know, Publicado e distribuído pela Companhia Amazon.com, março de 2008.

Labels: , , , ,


 

Oscar Quiroga - 458


CONHECENDO O MAL


Enquanto isso, aqui na Terra é propício compreender o mal, porque lhe resistir é necessário neste tempo da grande obra, que é a reinvenção da civilização. Como resistir ao mal sem conhecê-lo? O mal é destruição. Porém, a derrubada de uma casa velha para trocá-la por uma nova não é destruição, mas reaproveitamento do espaço. A destruição que o mal promove é o apodrecimento do espírito, através da apatia, indiferença e egoísmo, pois estas atitudes destroem o elã, que é o entusiasmo criador. Por isso, seja a televisão, a publicidade, as drogas, o comodismo ou a excessiva busca de conforto, tudo que resista à participação nesta grande obra, que é a reinvenção da civilização, deve ser considerado obra do mal e combatido com firmeza.

Labels:


Monday, January 26, 2009

 

Pensamento do Dia


"Naqueles momentos em que você se dedica a dar o seu melhor, é quando acontece o mistério do amor, pois quanto mais você oferecer, maiores recompensas acontecerão. Só quem se atreve a agir assim consegue experimentar a magia do amor"

Oscar Quiroga

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 457


O MENOR SE SACRIFICA PELO SUPERIOR


Enquanto isso, aqui na Terra prossegue a grande obra de nossa humanidade, a reinvenção da civilização. Num tempo assim, não há lugar para projetos egoístas ou para a indiferença, estas atitudes são inadmissíveis, são atos de traição. Como nossa humanidade poderia abster-se de participar da Vida? Quando o espírito está pleno de aspiração, por ter compreendido o chamado, não há lugar para a indiferença. Quando o espírito percebe o tamanho da obra em andamento, não há lugar para os projetos mesquinhos. Como poderia ser bem sucedida esta obra com as pessoas colocando a si mesmas em primeiro lugar? Antes há de vir o conjunto da espécie, para só depois se pensar em satisfazer os desejos menores. O menor se sacrifica pelo superior.

Labels:


Sunday, January 25, 2009

 

Mensagem de Matthew - 3


O atual sistema econômico está desmoronando para acabar com a longa ditadura dos illuminati sobre todos os aspectos do comércio, da cobrança de impostos e taxas, dos investimentos e de muitas outras áreas, e para que um novo alicerce baseado na luz possa surgir dessas cinzas. O aumento da luz no seu mundo, vinda de fora do planeta, está lançando a Terra para seu destino na quinta dimensão; você já sabe sobre a lei universal da atração e do advento da assistência prestada neste planeta pelas mesmas civilizações extraterrestres avançadas que teem ajudado o planeta há mais de 60 anos. Vivendo em consonância com esta percepção, a luz associada ao seu otimismo e à sua confiança tem elevado as vibrações presentes na consciência coletiva. Portanto, a sua contribuição para a ascenção tem sido fenomenal!

Labels:


 

Oscar Quiroga - 456


A MELHOR MANEIRA DE SERVIR


Enquanto isso, aqui na Terra é propício que cada alma humana pondere com sinceridade a melhor maneira de servir ao desígnio que sustenta toda a existência. Certamente, nenhum de nós conhece este desígnio, mas a mera suspeita de sua verdade é motivo suficiente para não se poupar de agir de acordo com esta elevação. Por isso, é propício ponderar a melhor maneira de servir ao plano diretor, eliminando todas as evidências de egoísmo, depreciação, leviandade e também quaisquer vestígios das fórmulas sacramentadas pela padronização das massas, porque em nome da elevação não é a quantidade a que deve reger, mas a qualidade. Nestes tempos democráticos, nossa humanidade deveria cooperar mais com a mínima qualidade necessária para sua elevação.

Labels:


Saturday, January 24, 2009

 

A Doutrina Mortalista

"Conheça a verdade e ela te libertará", Jesus Cristo (também conhecido como Esu Emanuel Sananda)

Desde que nascemos somos doutrinados para aceitar, como verdade, que um dia teremos que mudar de residência, sair da nossa residência e ser enterrado(a) no cemitério. Em outras palavras, nascemos para morrer. Quando a pessoa aceita isso como verdade, a sua morte estará garantida, pois tudo que circula continuamente em nossa mente (consciente ou inconscientemente) torna-se realidade, com certeza absoluta (100% de probabilidade de acontecer). Isto ocorre porque nós somos seres divinos que, como Deus, construímos toda nossa realidade com o pensamento, inclusive a morte. Existe um fato bastante didático a este respeito: nos Estados Unidos existia um condenado à morte pela cadeira elétrica. Psicólogos resolveram fazer uma experiência: propuseram ao condenado morrer tomando um veneno fortíssimo, ao invés de ser eletrocutado. Ele aceitou a oferta e caiu morto após tomar um copo de água pura! Eis o poder da mente (dos pensamentos).

Você pode ter um corpo jovem e atraente independente do número (de anos) que associam a você, como 88, 41, 16, 157, 23, 867, 33, 1276, etc. Não existe tal coisa chamada idade, mas os mortais dão poder a essa palavra e, por causa disso, ela passa a ter poder.

A doutrinação da mortalidade costuma ter alguns aspectos sutis. Por exemplo, preste atenção ao que os meios de comunicação fazem: eles colocam a idade ao lado do nome de todas as celebridades, figuras políticas, criminosos condenados, qualquer pessoa que passa a ser notícia. O sistema social é cuidadosamente projetado para relembrar constantemente às pessoa de quanto "velhas" elas são. Em inglês, quando se pergunta a idade para uma pessoa, diz-se literalmente "Quão velha é você?" (How old are you?). A resposta pode ser, por exemplo, "Eu sou uma velha de 18 anos". Além disso, a mídia sempre apresenta como notícia mais importante do dia a morte da pessoa supostamente mais velha do mundo. Isso costuma acontecer várias vezes durante o ano. Quando uma pessoa famosa morre, eles também sempre relatam a idade de tal pessoa. Essas coisas todas são projetadas para fazer uma lavagem cerebral em você, para fazer você acreditar que qualquer ser humano deve morrer dentro de uma certa faixa de tempo após o nascimento.

Observe também, por exemplo, os seus dias de aniversário de nascimento. O hábito (presente em quase todas as culturas humanas) de celebrar o dia de nascimento é também parte do projeto para manter os seres humanos na condição de mortais. Uma pessoa mortal típica, que comemora sempre seu dia de aniversário, está praticamente contando os dias para a sua morte.

Convém também lembrar que a maioria das grandes religiões também segue uma doutrina mortalista: prometem para você o céu após a sua morte, se você se comportar bem agora...

Labels: , ,


 

Oscar Quiroga - 455


O ATO DE TRAIÇÃO


Enquanto isso, aqui na Terra a atitude negligente de nossa humanidade em relação aos abusos, guerras e injustiças é um ato de traição contra ela mesma. Porém, ainda assim nossa humanidade posa de neutra, como se o que acontecesse na Faixa de Gaza, na África, no Afeganistão ou no Sri Lanka não lhe dissesse respeito. Enquanto um mínimo pensamento abusado, torturador ou injusto soprar na mente individual de um ser humano, ele ou ela não poderá declarar-se neutro, terá íntima responsabilidade com toda e qualquer situação que for a prática do que foi pensado. Não há nada de inofensivo em sentar-se na frente da televisão a assistir filmes violentos. Não há nada de inofensivo em permitir que uns massacrem outros em nome de uma superioridade irreal.

Labels:


Friday, January 23, 2009

 

Tornando-se como Deus - 11


Sabendo disso, nós temos o mandato para fazer essas coisas acontecerem. Existem pessoas que têm o poder de mandar embora o anjo da morte com um simples ato de vontade. Portanto, porque nós convidamos a morte para vir ao nosso quarto de dormir de forma tão amigável? Por que a inevitabilidade da morte está fora da mesa de debate, marcada com o aviso de FORA DE DISCUSSÃO? Simplesmente porque tem sido sempre assim? Apenas porque estamos dirigindo através da história com os nossos olhos fixos no espelho retrovisor de nosso carro, ao invés de olharmos para a estrada à frente?

A vida deveria vir com o mesmo aviso legal usado nas propagandas financeiras: o desempenho do passado não é uma garantia dos resultados futuros. Os pontos de verdadeira mudança na história humana são apenas o registro de hipóteses que foram jogadas fora: um diário das impossibilidades e daqueles que decidiram torná-las realidade. Teve uma época em que um-terço da humanidade morreu em consequência de vírus e bactérias. Hoje, a peste bubônica é apenas um nome de uma banda de rock. No passado, quando as lâmpadas a óleo ainda eram usadas, os especialistas da época declararam que tudo que poderia ser inventado já tinha sido inventado. Hoje, nós tiramos fotografias digitais e as enviamos pelos nossos telefones celulares.

A história não é bondosa com as impossibilidades. Por mais impossível que a imortalidade física possa parecer, a evolução irá varrer para longe essa noção.

A imortalidade não irá simplesmente acontecer porque nós contruímos uma máquina do tempo, desenvolvemos antibióticos mais potentes ou descarregamos nosso DNA (ADN) em discos rígidos de computadores. A imortalidade irá acontecer por causa de nosso trabalho em nos tornarmos como Deus e porque nós já somos imortais neste exato momento. Em nossas almas, nós já somos como Deus, mas por causa de nossa separação da natureza de compartilhamento de Deus, nós acabamos sofrendo e morrendo. Quando nos tornamos como Deus, nós apagamos nossas próprias doenças, transformamos as chateações diárias em oportunidades para nos tornarmos livres, nos desligamos dos pensamentos que causam depressão, vivemos um propósito mais grandioso do que apenas sobreviver à prisão por mais um dia e tornamo-nos a causa de todas as nossas experiências. Nós inclusive poremos um aviso de NÃO ATRAVESSAR para o anjo da morte, para que de agora até a eternidade, a morte não tenha mais domínio.

Labels: ,


 

O Encontro


Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha. Cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra. Cada pessoa que passa em nossa vida não nos deixa só porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós. Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso. Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontra todos os segredos, inclusive o da felicidade.

Labels:


 

Oscar Quiroga - 454


ELEVAR-SE PARA PROTEGER


Enquanto isso, aqui na Terra a força que nossa humanidade dirige ao bem comum é multiplicada no éter misterioso do Universo, resultando num elo com dimensões superiores e mais abrangente de realidade. Porém, aquela força dirigida ao mal, alimentada por projetos egoístas, pela tentativa de dominar ou de acumular indevidamente os recursos, essa se transforma em bumerangue. Pensamentos são flechas que a mente lança ao futuro. Cada pensamento luminoso deixa atrás de si radiância, beleza e glória, mas as flechas infectas se cravam na nuca de quem as enviou, nossa própria humanidade. Agora é quando nosso pequeno e assustado planeta deve ser protegido contra a infecção, para o qual cada pessoa deve manter seus pensamentos na maior elevação possível.

Labels:


Thursday, January 22, 2009

 

Tornando-se como Deus - 10


... e a morte não terá domínio


Ela é o tabu final. O impensável e inegável. O solvente universal. A morte.

A Cabala nos convida para uma nova coragem: não a coragem de morrer, a medida tradicional de bravura, mas ao invés disso, a coragem de não morrer. A coragem de confrontar a imortalidade física.

Com que base nós desafiamos a verdade indiscutível de que nascemos para morrer?

"Ele irá engolir a morte para sempre e Deus irá limpar as lágrimas de todas as faces", diz a Bíblia. Não é possível ler esta declaração e permanecer calmo. A Bíblia promete a morte da morte!

Quando Enoque foi embora, a Bíblia diz que ele não morreu. Ao invés disso, Enoque "não estava mais lá porque Deus o levou", que para a Cabala significa que ele realmente deixou a terra com o seu corpo físico, não não morreu.

A Bíblia também diz que Elias não morreu, mas ao invés disso foi elevado aos mundos superiores com o seu corpo físico, elevando-se ao céu em uma charrete de fogo (disco voador - UFO, na terminologia atual).

Nós desafiamos a hegemonia da morte tomando como base tais declarações na Bíblia e outras verdades reveladas no Zohar. O Zohar nos diz que existem dois polos, Luz e Escuridão. A Luz é Deus, vida eterna e total preenchimento, e a Escuridão é o ego, ou desejo de apenas receber para si próprio, e é a força da morte. Quando escolhemos nos conectar à escuridão, nós nos movemos para mais próximo da morte. Quando escolhemos nos conectar à Luz, por outro lado, nós puxamos para nós mais e mais a força da vida. Nossa tarefa é caminhar em direção à Luz. E quando nós a alcançarmos completamente, quando nós nos tornamos como Deus, a morte não terá mais domínio sobre nós.

Este é o fim da morte, não com base em crença ou fé religiosa ou no apocalipse. Nós precisamos fazer isso acontecer por nós mesmos. A sabedoria do Zohar está aqui não para aumentar um dado sistema de crença, mas para nos inspirar a aventurarmos além da crença, para o reino da ação, onde a esperança humana mais profunda viaja da realidade do mito para a realidade da vida diária.

A imortalidade física é possível porque nós temos o poder de a criar.

[continua]

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 453


PENSAMENTO E CRIATIVIDADE


Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade reconhece que o pensamento é a base da criatividade, ela vive de acordo com isso, mas também finge que não é assim, para acalentar monstros e infâmia em sua mente, como se pudesse ignorar o que já sabe. Por que nossa humanidade, ciente de sua criatividade, não interrompe os pensamentos nefastos que acalenta? Esta é a culpa que todos carregamos, a que nos torna responsáveis pelas guerras, massacres e abusos perpetrados cotidianamente em qualquer canto do planeta. O processo atual de reinvenção da civilização passa por um domínio maior da mente. Aproveite hoje o período de Lua Vazia para descansar.

Labels:


Wednesday, January 21, 2009

 

Mensagem de Mãe Maria

Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

A força da esperança paira sobre vosso planeta e seus filhos.

Esperança de dias melhores esperança de um mundo melhor; a humanidade se dá conta que é chegado o momento de experenciar grandes transformações, transformações que levarão todos a vivenciar a felicidade.

O medo cede lugar para a expectativa ansiosa de que é chegada a hora de trazer à tona os verdadeiros valores pelos quais aceitastes encarnar nesse vosso planeta.

Muitas são as indagações que emergem em vossas mentes neste momento decisivo da jornada; vossos corações pulsam e vibram em uma nova sintonia, a sintonia da unidade que revela finalmente que sois sim todos irmãos, e que o planeta que habitais pertence igualmente a todos vós.

É tempo de esperança, é tempo de por em prática novas idéias, aquelas que sabeis ser parte de vossa herança divina, aquelas que ficaram adormecidas por tanto tempo, as novas idéias que revelam vossos verdadeiros ideais.

Engrossai, pois a caravana dos esperançosos que se lançam de corpo e alma na construção do mundo ideal, o mundo dos justos, o mundo da igualdade, o mundo onde todos são impulsionados pela força do amor, que só constrói, e não mais pela competição egoísta que separa, limita, destrói.

A vida vos oferece uma grande oportunidade de dar um basta ao limite, à dor, às guerras, ao sofrimento, e só exige de vós coragem, fé, determinação e muito amor e compreensão; compreensão que torna claro que o objetivo de toda a humanidade é único: crescer em verdade e em espírito e que crescer exige mudanças.

Mudanças, amados, mudança de conceitos, de atitudes, de crenças; lembrai-vos, porém, que a mudança só é possível quando o amor se faz presente impulsionando a força de vontade para exercitar a árdua tarefa que vos trouxe ao mundo da 3ª dimensão.

Lembrai-vos, ainda, que nada podeis fazer sozinho, isolado do todo, eis que sois partes de um corpo maior que abriga todos os vossos irmãos, além de vós, e onde também tem morada todas as formas de vida que compartilham esse vosso planeta.

É tempo, pois de voltardes vossos olhares para um mesmo ponto, o ponto onde se revela a verdade de que existe um só caminho a percorrer neste tempo, e que esse imenso rebanho que compõe a humanidade precisa caminhar em uma mesma direção, para que o caos ceda lugar à ordem, a ordem que é única em todo o Universo, a ordem que resulta das leis espirituais que mantém a perfeição e o equilíbrio de todas as formas de vida.

Levantai, pois vossos olhares amados, para enxergar a perfeição, enxergar a beleza da vida, enxergar como o Criador vos oferta tudo o que necessitais, a cada instante, enxergar a verdade que a abundância, a alegria, a saúde, a paz aí está e é para todos que verdadeiramente ousem se juntar, aceitando a interdependência de todas as formas de vida.

Este é um grande momento para ser experenciado por todos vós: o momento da união, da compreensão, do amor e da alegria que atrai milhões de almas encarnadas que, finalmente, redescobrem a luz no final do túnel, a luz que atrai os Filhos da Terra para uma mesma direção.

Bem amados, que possais reconhecer a grandiosidade deste momento e que vossas mentes e corações possam se unir, finalmente, para mudar esse planeta, para que o sonho da paz e da plenitude seja uma realidade na vida de todos vós.

Bem amados, intensificai, pois, vossas orações com o propósito de gerar mais e mais luz, para que a luz ilumine este momento e a todos os vossos irmãos, para que todos se unam ao propósito maior de varrer desse planeta a separação e o limite, devolvendo aos Filhos da Terra o verdadeiro sentido da palavra IRMÃOS.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

Mensagem de Mãe Maria-02-09 canalizada por Jane M. Ribeiro aos 20/01/09

Labels:


 

Oscar Quiroga - 452


OUTRO CAPÍTULO


Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade precisa fazer o esforço mental e emocional de pensar o futuro da civilização desprovida de preconceitos e doutrinas, partindo do fato de que somos iguais em espírito, mas diferentes na prática, sem que esta verdade legitime a perversa intenção de que alguns se pensem superiores a outros. As diferenças legítimas de nossa humanidade devem, e o farão, se compor num multicolorido panorama existencial através de relacionamentos de mútua vantagem. O capítulo da dominação e da competição está sendo encerrado e muito sofrerá a parte de nossa humanidade que ainda insista em preservar tal estado de coisas. O capítulo da cooperação mútua, inédito, está no prelo, exigindo muito de cada um de nós.

Labels:


Tuesday, January 20, 2009

 

Tornando-se como Deus - 9


Bemvindo ao estado de amnésia


Você tem vagado em um deserto. Anos se passaram e o seu corpo está cozido com a poeira quente e seca. Você sonha com fruta e água fresca, mas dia após dia você sobrevive apenas com cacto. Cacto pela manhã e cacto à noite. Então um dia alguém chega com uma mensagem espantosa: vinte quilômetros dali existe um oasis, com águas cristalinas, palmeiras e tâmaras.

Qual é sua reação?

Existe apenas uma resposta sensata: você joga tudo imediatamente no chão e corre loucamente na direção do oasis. Nada te detém, nada o distrai, nada preenche sua mente excepto as imagens de água fresca agradável e sombra deliciosa.

Com estas postagens, uma pessoa está trazendo a você notícias de um oasis. Não apenas ele oferece tâmaras e palmeiras, ele lhe dá alegria eterna e preenchimento. Qual é sua resposta?

Alguns dirão que a pessoa está enganada, ela provavelmente viu apenas uma miragem. Outros ficarão inspirados, vão em direção ao oasis, e após poucos quilômetros chegam a uma magra palmeira, sob a qual eles ficam sentados por anos, insistindo que ela é o oasis. Outros irão se reunir e conversar indefinidamente sobre o oasis tomando um belo copo de cacto. Outros irão afirmar que os cactos são as plantas mais maravilhosas do mundo, e portanto quem precisa de um oasis? A maioria irá logo esquecer que a palavra oasis tenha sido algum dia pronunciada.

Que está acontecendo? O estado do ego é um estado de amnésia. Nós não nos lembramos do que nós viemos fazer aqui, que é manifestar nossa verdadeira natureza e nos tornarmos como Deus.

Portanto, nós lemos algo inspirador e somos tocados por isso. Anos depois, nós tropeçamos nisso por acidente e constatamos que nós esquecemos totalmente desse assunto. Nós oramos, meditamos e temos experiências transformadoras de nossa vida. Nós nos sentimos diferentes. Em seguida não sentimos mais. Que ocorre? Num momento temos uma experiência transformadora e no instante seguinte amaldiçoamos a pessoa que trombou conosco na rua! Por que?

Nós esquecemos porque é de nossa natureza esquecer. Os anos que vivemos com a consciência desconectada de Deus foram se acumulando e nos cobriram como uma concha, ao ponto que nossa natureza divina agora é apenas uma chama piloto piscando na vasta escuridão do nosso comportamento mecânico e egoista.

Nós precisamos de um plano para seguir a cada momento de nossas vidas - agora mesmo, neste instante, porque no próximo instante nós o esqueceremos, e posteriormente nós nos lembraremos novamente. A Fórmula de Deus não pode se transformar em apenas outra coisa que conhecemos. Ela precisa ser lembrada constantemente com claridade. O assalto ao ego e o processo de compartilhamento transformador precisa tornar-se nosso sistema operacional: SO DEUS. Uma gota de ser vale um quilograma de conhecer. Ser é o verdadeiro conhecimento, porque conhecimento sem ação tem valor limitado. Nós começamos a agir; quando o ego surge, nós o destruímos. Quando não estamos dispostos a compartilhar, nós compartilhamos. Cada ação nos leva um pouco mais perto da Luz, um pouco mais perto de nos tornarmos como Deus, um pouco mais distante da morte.

E a verdade mais importante de todas é o fato de que tornar-se como Deus é possível. Nós podemos fazer isso. Esta é a verdade mais simples e extraordinária. Já foi constatado que nós usamos apenas 4 porcento de nosso cérebro (nos bons dias). Quem sabe quanto nós usamos de nosso coração e de nossa alma?

Existe um oasis não muito distante. Não se esqueça disso! Esta mensagem é um barbante amarrado no seu dedo; não se esqueça! E cada vez que você não se esquece, fica mais fácil de se lembrar disso.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 451


LUA VAZIA DAS TRAPALHADAS


Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade suspeita que por trás das órbitas físicas dos astros há um desígnio superior, um plano diretor que arquiteta a realidade. Porém, ainda existimos por aqui numa civilização que se finge de neutra, indiferente à maravilha que é ser parte integrante de um Universo amoroso e inteligente. Por isso, nossos calendários, que deveriam cumprir a função de sincronizar os eventos celestes e terrestres, deixaram de servir a este propósito. Assim andam tropeçando as pessoas diariamente, tentando continuar seus afazeres como se elas fossem máquinas que ligam e desligam em horários pré-fixados, desvinculados do céu. O período de Lua Vazia de hoje demonstrará, através das trapalhadas, o que aqui escrito está.

Labels:


Monday, January 19, 2009

 

Otimismo e Pessimismo

"Crise é ocasião de oportunidade", ditado chinês.
"Há males que vêm para bem", ditado popular

O pessimismo não contribui para trazer nada de bom. Muito pelo contrário, contribui para trazer doenças para o nosso corpo. Qualquer acontecimento que ocorre ao nosso redor pode ser visto como uma moeda: possui duas faces, uma que consideramos boa e a outra que consideramos má. Podemos usar nosso livre arbítrio para escolher que face do acontecimento queremos nos focar, na boa ou na má. Se nos focarmos na parte boa das situações nas quais nos envolvemos, acabaremos nos tornaremos em pessoas otimistas e, dessa forma, iremos contribuir para manter ou recuperar a saúde de nosso corpo.

Por exemplo: morreu minha mãe. Posso encarar isso como um fato negativo, lamentar essa perda e ficar triste durante muito tempo. No entanto, como sempre existe um lado positivo de qualquer situação, a perda do apoio materno pode ser usado para contribuir para a minha própria evolução independente. O Universo está me empurrando nessa direção, para o meu próprio bem. Perdi o emprego! Que tem de positivo nisso? Neste caso, a existência está empurrando você para que você exerça uma outra atividade mais afinada com a sua missão de vida, que você, por acomodação, nunca iria procurar se mantivesse esse "bom" emprego atual...

Pessoa otimista está sempre sorrindo quando fala com outras pessoas e, desta forma, está contribuindo com a sua própria saúde, já que sorrir é o melhor remédio...

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 450


A IMPRESCINDÍVEL LUTA PELA LIBERDADE


Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade poderia aplicar toda a força sagrada do coração e tornar-se cooperadora dos desígnios cósmicos. Sabe muito bem que isto é assim e por isso se maravilha quando aparecem literaturas superficiais que a lembram do fato. Porém, ao passo que seus atos não demonstrem a ousadia de funcionar o tempo inteiro de acordo com esta visão, a consciência não poderá crescer o quanto está escrito no ventre de sua natureza. Porém, estamos à beira de um salto evolutivo e, por isso também, à beira de um precipício. Algumas pessoas se atiram neste, outras lutam tenazmente para se aprimorar, mas há o terceiro grupo que se finge de neutro. Está em andamento a imprescindível luta pela liberdade.

Labels:


Sunday, January 18, 2009

 

Oscar Quiroga - 449


ESPÍRITO, ALEGRIA E LIBERDADE


Enquanto isso, aqui na Terra a recuperação da alegria deve ser o empreendimento mais importante de nossa humanidade, pois é neste estado gracioso de ânimo que o terror perpetrado pelas forças materialistas se torna nulo e declina até desaparecer. Alegria é espírito, espírito é liberdade, liberdade é aquilo que faz valer todas as lutas em que nossa humanidade se mete. Espírito, alegria e liberdade, o que haveria de mais precioso para a alma humana? Intimamente, todos somos muito bem informados a este respeito, mas, por que será então que insistimos em olhar para outro lado? Ou fazemos isto porque somos tolos ou porque somos masoquistas mesmo! De uma ou de outra forma, logo não haverá mais espaço para esta atitude.

Labels:


Saturday, January 17, 2009

 

O Retorno do Planeta X - 37


Zibia Gasparetto acaba de lançar um novo livro no mercado [1]. Dele extraímos a seguinte passagem:


Poucos na Terra percebem a transformação rápida e positiva que está acontecendo. As agremiações das trevas, que se instalaram nas proximidades da crosta, precisam ser transformadas. Muitos dos que viviam nelas estão reencarnados como última chance de melhorar.

É o fim de um ciclo. Para desmantelar essas dimensões pesadas que eles criaram e que torna muito densa a atmosfera terrestre, foi preciso fazê-los reencarnar. Essa é a causa da onda de violência que assola o mundo. Entretanto, os que não aproveitarem a oportunidade e persistirem na maldade, ao desencarnarem, serão atraídos para um planeta (Planeta X) que foi preparado para eles e que, por suas condições primitivas de vida, vai lhes ensinar o que precisam aprender.

Não sabemos quanto tempo isso vai demorar ainda. Mas é irreversível. Quem não conquistar determinado índice energético, não reencarnará mais na Terra. As pessoas não sabem, mas depois que esse processo de violência esgotar-se e todos esses espíritos forem para longe, a atmosfera da Terra vai se tornar muito mais leve, as pessoas mais saudáveis e a natureza muito mais bela.

Todos desejamos um mundo mais feliz. Esse dia chegará para a alegria de todos os que estão trabalhando para isso...

Referência:
[1] Zibia Gasparetto (Ditado por Lucius), Vencendo o Passado, Centro de Estudos Vida & Consciência Editora, novembro 2008.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 448


LOGO, LOGO...


Enquanto isso, aqui na Terra o verdadeiro amor dança perdido entre lamentos e sorrisos de nossa humanidade, que insiste em olhar alhures em busca do que ela mesma deve fazer. Amar não é uma recompensa aqui na Terra, mas uma tarefa, a de distribuir graciosamente a Vida recebida, repassando-a aos semelhantes e a toda a natureza. Porém, enquanto isso, nossa humanidade se confina em projetos egoístas que sequer lhe trazem benefícios, apenas dor e desilusão. Logo não haverá mais como fingir que o problema do mundo é dos outros, porque todos estaremos contaminados e envolvidos diretamente com todos os problemas, guerras e injustiças. Logo todos teremos de tomar partido e, com isso, o grupo dos indecisos não mais existirá.

Labels:


Friday, January 16, 2009

 

O Descrédito


A nossa civilização atual foi construída usando a atividade de Crédito. Após a falência de uma instituição de crédito norte-americana (com fortes vínculos com o setor imobiliário), veio aos olhos da população uma faceta perversa dessa atividade econômica: uma grande parcela da movimentação econômica nada tem a ver com atividades produtivas, são pura especulação financeira, constituindo uma economia podre. Começou a ficar mais claro para a população que todas as instituições financeiras (principalmente os bancos) trabalham majoritariamente com dinheiro virtual: nos bancos, dos 100% do dinheiro que eles dizem ter, cerca de 90% desse dinheiro é virtual (escritural) e apenas 10% é dinheiro físico. Portanto, qualquer banco do mundo quebra se seus correntistas forem sacar seus dinheiros em um mesmo instante. Por causa disso, o crédito que reinava se transformou em Descrédito: uma instituição financeira já não acredita na solidez financeira de outra instituição (com razão!), e como consequência o público fica sujeito a uma quantidade menor de crédito financeiro para suas atividades na sociedade.

Os manipuladores mundiais estão se aproveitando desta situação para efetuar uma concentração financeira ainda maior do mercado, para aumentar seu poder de controle sobre a população mundial: bancos estão comprando bancos, por exemplo (gerando monopólios). A tática de concentração de poder já vem sendo implementada há muito tempo, como na instituição da União Européia, Organização das Nações Unidas, etc. O caminho correto é exatamente o oposto: o da descentralização, com a distribuição de poder (e liberdade) para toda a população. Temos um exemplo muito didático dos benefícios desta descentralização de poder: antigamente os computadores eram caros e concentrados em apenas alguns pontos, com acesso restrito do público; posteriormente, o processo computacional foi distribuído por toda a população, gerando a internet que todos nós temos acesso (que nos permite acesso a informações impossíveis pelo processo antigo). A mesma distribuição pode ser feita com a energia elétrica (extraída do vácuo), tendo sua geração não-poluente feita na casa de cada pessoa. Os manipuladores mundiais odeiam esta distribuição de poder, obviamente, e tudo fazem para impedir sua disseminação.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 447


O GRUPO DOS INDIFERENTES


Enquanto isso, aqui na Terra a indiferença dos milhares de humanos provoca um obstáculo terrível ao processo de transformação de nossa civilização. Este grupo é formado em parte por incontáveis pessoas acuadas pelo medo que sentem a respeito do poder que foi posto em movimento, não havendo como criticá-las com severidade, mas a outra parte deste mesmo grupo de indiferentes é formada por pessoas em condições de fazer alguma coisa para mudar o rumo do mundo, mas que se abstêm de levar suas responsabilidades à sério argumentando que nada do que acontece é problema delas. Ora, o estado do mundo atual não é político, econômico, científico ou religioso, tudo é um problema humano, precisando da comunhão de todas as pessoas para solucioná-lo.

Labels:


Thursday, January 15, 2009

 

Oscar Quiroga - 446


ASSUMINDO POSTURAS


Enquanto isso, aqui na Terra alguns humanos riem, outros choram e há ainda os indiferentes, que posam de neutros, ao passo que o amor, a excelente função distribuidora de Vida, dança perdido no meio de tudo isso. Enquanto os humanos olham para outro lado, com suas percepções tomadas por projetos egoístas, cujos resultados não beneficiam sequer a eles mesmos, o Universo gracioso e maravilhoso aguarda pela sagrada decisão de toda nossa humanidade superar sua tolice auto-infligida, assumindo uma participação ativa no processo cósmico de distribuição de Vida. Muito recebe nossa humanidade, mas pouco faz com o que recebe. A luta de ajuste desta corrupção está em andamento e não há como deixar de assumir uma postura perante a própria.

Labels:


 

Tornando-se como Deus - 8


O verdadeiro egoísmo


Os cabalistas ensinam que o mundo foi criado com um único propósito: prover o Criador com uma oportunidade para compartilhar Sua abundância com Suas criações. Com esse propósito em mente, o Criador moldou vasos para receber essa abundância. Esses vasos às vezes recebem o nome de "seres humanos".

Nós fomos projetados para nos tornar um com o Criador. Fomos construídos para termos uma carga infinita de saúde, alegria e vida. Ao invés disso, nós abrigamos um pouco de saúde, algumas gotas infinitesimais de alegria e cerca de 75 anos de dor e sofrimento. Ao invés de sermos infinitos, somos pequenos recipientes no vasto oceano da vida. O que aconteceu?

Nós, os vasos, fomos construídos com um material defeituoso chamado Desejo de Apenas Receber para Si. Quando a pessoa (self) está preocupada com seus próprios desejos, obcecada com sua própria sobrevivência e levada pela fome da gratificação imediata, a pessoa torna-se opaca à Luz do Criador. Os vasos falham, não porque desejamos receber, mas porque nós desejamos receber muito pouco. Não existe nada errado no desejo em si. O problema é que o vaso que usamos para receber nossos desejos é muito limitado. Consumido pelo ego, nossos desejos não são apenas limitados. Eles são prejudiciais.

Transformar o desejo de apenas receber para si no desejo de compartilhar é, na realidade, um ato supremo de auto-interesse. A pessoa que se torna um com Deus, permite que Sua Luz brilhe sem obstrução para sempre, porque quando você é um com Deus, você é como Deus, com todos os direitos e privilégios de Deus: os direitos de vida eterna; o privilégio de alegria ilimitada; o poder de curar, de abençoar e de fazer a ressureição dos mortos.

Dentro do tecido do universo, existe abundância. Em cada átomo e em cada célula de vida, existe suficiência. Não existe nada errado, imoral ou não-sagrado com relação ao auto-interesse. Na realidade, a tentativa de eliminar o auto-interesse é simplesmente mais um truque do ego. A razão básica de nós tentarmos conseguir o compartilhamento transformativo é para receber. A palavra Kabbalah, a fonte desta sabedoria, significa "receber". Nós conectamos nossa natureza divina para transformar nosso vaso é um copo sem fundo, pois dessa forma nós podemos receber sem cessar.

Você deseja saber onde está a Luz de Deus? A Luz de Deus está onde você deixa Ele entrar. Não precisamos rezar para Deus ou pedir para Deus por sua Luz. Nós apenas precisamos remover as paredes que nós construímos.

[continua]

Labels: ,


This page is powered by Blogger. Isn't yours?