Sunday, May 31, 2009

 

Amamentar mais Tempo protege Bebê de Obesidade Infantil


Bebês amamentados por mais tempo e que têm alimentação mais saudável no primeiro ano de vida, desenvolvem menor quantidade de gordura corporal na infância, segundo um estudo da Universidade de Southampton, no Reino Unido.

Outras pesquisas já haviam tentado fazer a mesma relação, mas os resultados eram controversos. Intuitivamente já se sabia que o aleitamento estava relacionado à obesidade infantil, mas não havia comprovação científica.

Foram coletadas informações de 536 bebês aos seis e aos 12 meses de idade. Em um segundo momento, foi definida a composição corporal das mesmas crianças aos quatro anos de idade. As crianças que receberam o leite materno por mais tempo tiveram menos gordura corporal aos quatro anos. Entre as 87 crianças obesas ou com sobrepeso, a amamentação durou cerca de dois meses, enquanto que, para as 449 restantes, estendeu-se por pouco mais de quatro.

A pesquisa também indicou que, independentemente do tempo de aleitamento, as crianças que tiveram uma dieta de desmame com frutas, vegetais e carnes cozidas tinham mais massa corporal magra no corpo.

Os resultados podem ajudar a derrubar a crença de que o leite materno pode engordar o bebê. O ganho de peso no início pode ser muito grande, mas depois, aproximadamente aos quatro anos, o corpo da criança regula esse valor.

A alimentação inadequada nos primeiros anos de vida influencia na quantidade de gordura corporal durante a infância, trazendo consequências futuras. É mais provável que um indivíduo obseso ou com sobrepeso nessa idade mantenha essa condição durante o resto da vida.

Isso acontece porque as células de gordura do nosso corpo se formam dos cinco aos sete anos de idade. Esse número, então, permanece o mesmo ao longo da vida, mas a quantidade de gordura dentro dessas células pode variar. Os adultos com maior quantidade de células de gordura estariam mais propensos a acumular massa gorda.

Fonte: Jornal Folha de S. Paulo, Seção Saúde, pg. C7, 30 de maio de 2009.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 581


O CANAL CERTO


Enquanto isso, aqui na Terra a grande confusão de nossos dias não se resolve com dinheiro, mas pelo estabelecimento de bons relacionamentos, privilegiando a cooperação mutua e colaboração. Há mais Vida à disposição, vida mais abundante, mas acontece que esta só se manifesta de forma harmoniosa circulando através de grupos de pessoas e não individualmente. Quanto mais as pessoas se isolam e tentam distinguir-se umas das outras, separando-se e distanciando-se, mais destrutiva seria para elas esta vida mais abundante, mais confusas se tornam suas experiências também. O estabelecimento de laços de cooperação fornece o canal adequado para esta vida mais abundante, expressando-se como bem-estar, felicidade e prosperidade.

Labels:


Saturday, May 30, 2009

 

Vitamina D ajuda a evitar Artrose


Estudo australiano publicado na revista "Arthritis & Rheumatism", aponta que os baixos níveis de vitamina D estão associados à perda da cartilagem nas articulações dos joelhos de pessoas mais idosas (artrose). De acordo com o estudo, pessoas com níveis suficientes de vitamina D perdem 1,5% menos cartilagem por ano do que aquelas com níveis inadequados desta vitamina. Durante três anos, os pesquisadores avaliaram 880 pessoas entre 51 e 79 anos.

O nosso corpo fabrica vitamina D quando o expomos à radiação solar.

Fonte: Jornal Folha de S. Paulo, Seção Saúde, pg. C7, 30 de maio de 2009.

Labels: , , ,


 

Oscar Quiroga - 580


A SOLUÇÃO ESTÁ NA MARGEM CONTRÁRIA


Enquanto isso, aqui na Terra o colapso financeiro mundial poderia ser facilmente revertido se nossa humanidade incorporasse imediatamente tudo o que ainda é tratado como alternativo. Há combustíveis mais eficientes e menos poluentes, há tratamentos para doenças psíquicas que são baratos e que não provocam efeitos colaterais, há sistemas pedagógicos muito mais eficientes e que respeitam as crianças, há formas de organizar o trabalho das empresas sem obrigar os empregados e se tornarem autômatos, há programas de televisão e formas de divertimento que não atentam contra o intelecto humano. Porém, tudo isso e muito mais anda na margem contrária dos grandes conglomerados mundiais, que têm em suas mãos o poder indireto de legislar.

Labels:


Friday, May 29, 2009

 

Levitação: Um Mistério da Física Gravitacional


Deuses da mitologia oriental e ocidental tinham a especial habilidade de voar. Entre os homens, alguns também se tornaram mestres nesta arte, como os Brahmans e iogues indianos que, se não voam de fato, conseguem erguer a si mesmos no ar através da técnica denominada levitação. Nos Vedas - escrituras sagradas e históricas da Índia, existe uma série de instruções sobre como obter o estado físico-psíquico necessário para erguer-se acima do solo, desafiando a lei da gravidade. Infelizmente, o significado de muitas palavras e conceitos do antigo idioma indiano (senzar e sânscrito) perderam-se ao longo dos séculos, tornando impossível a tradução de muitos trechos nos termos das línguas atuais. Entretanto, "levitadores" experientes afirmam que tanto na antiguidade quanto nos dias de hoje, os "Iniciados" foram e são capazes de se erguer do solo até 90 cm. A prática, porém, não se destina a impressionar curiosos; antes, faz parte de rituais religiosos.


A arte da levitação ainda existe e pode ser observada na Índia e no Tibet. Muitos estudantes de tradições orientais mencionam o fenômeno dos "lamas voadores". A pesquisadora francesa Alexandra David-Neel, no início do Século XX, testemunhou o fenômeno da levitação obtida por um monge budista, que ergueu-se a doze metros no ar sobre o platô de Cnan Tang. Além de levitar, o monge movia-se no espaço como uma bola de tênis mantendo os olhos fixos em uma "estrela-guia" que somente ele conseguia ver durante a experiência, e que foi realizada em pleno dia. Também na Europa, a levitação é conhecida há muito tempo embora o método para obtê-la seja diferente dos empreendidos por Brahmans e iogues. Os monges europeus não passam por um treinamento especial para desenvolver esta faculdade, mas conseguem flutuar quando alcançam um estado extremo de êxtase espiritual.


A levitação do médium Colin Evans


SANTA TERESA D'ÁVILA
Segundo registros confiáveis, Santa Teresa, uma freira carmelita nascida na Espanha e que viveu no Século XVI, era capaz de levitar. Seu "vôo" foi testemunhado por 230 padres católicos. Ela escreveu sobre seu dom incomum em uma autobiografia, em 1565. No relato, a freira revela que jamais desejou levitar; o fato simplesmente aconteceu depois de um longo período dedicado a orações, nas quais ela pedia a Deus que a abençoasse com suas graças. Finalmente, aconteceu a levitação, como uma resposta do Todo Poderoso aos rogos da religiosa.

SAN JOSÉ DE CUPERTINO
Um dos mais famosos entre os levitadores ocidentais é Josef Desa ou San José de Cupertino , conhecido com "homem voador". Ele nasceu em uma família muito religiosa, no sul da Itália. Desde garoto, Josef mostrava-se dedicado à religião e praticava o automartírio, as flagelações, como forma de obter o êxtase da alma. Mais tarde, ingressou em uma ordem Franciscana. Ali, ele conseguiu atingir seu objetivo e o resultado do êxtase foi a ocorrência da levitação. O fato repetiu-se algumas vezes e Josef foi levado a Roma para uma audiência pesoal com o Papa Urbano VIII. Ele ficou extrememente excitado e, ao levitar no Vaticano, precisou que o chefe da ordem interviesse para que ele voltasse ao solo. Muitos cientistas observaram e registraram centenas de vezes as levitações de Josef, porém o cristianismo católico ficava extremamente embaraçado em explicar aquele caso que provocava grande comoção popular por seu caráter miraculoso; por isso, o frade foi afastado do monastério em 1653, transferido para um outro local, em Osimo, onde morreu em 1663. Quatro anos depois, Josef Desa foi canonizado.


São José de Cupertino

DOUGLAS HOME
No Século XIX, Daniel Douglas Home ficou famoso por sua capacidade de levitar. O editor de um jornal americano descreveu assim seu testemunho da primeira demonstração pública de Douglas: "Repentinamente, Home começou a elevar-se do solo e todas as pessoas na sala ficaram completamente surpresas. Eu pude ver suas pernas voando, sem contato com o solo. Aparentemente, ele não podia falar sobre o que sentia, se havia dor em sua experiência antes ou depois ou se sua mente estava em um estado especial de consciência. Ele desceu algum tempo depois e posteriormente, elevou-se novamente. Durante a sessão, levitou por três vezes." Home aprendeu a levitar sozinho e demonstrou sua habilidade para centenas de espectadores, incluindo celebridades da época como Mark Twain, Napoleão III e outros, entre políticos, médicos e cientistas. Jamais foi acusado de fraude em suas mil e quinhentas sessões registradas.


Douglas Home: levitação, recriada por um pintor


SUBBAYAH PULLAVAR
No Século XX, em 06 de junho de 1936, a revista inglesa London News publicou uma série de fotografias que mostravam as sucessivas etapas de levitação do iogue indiano Subbayah Pullavar, demonstrando que o fenômeno não era uma ilusão hipnótica. A testemunha P.Y. Plunkett escreveu sobre o episódio: "Aconteceu por volta das 12:30 da manhã, com o sol a pino de modo que as sombras não influenciaram o espetáculo. ...A pouca distância, de pé e em silêncio estava o protagonista, Subbayah Pullavar, longos cabelos, bigodes caídos e estranho olhar. Saudou-nos e conversou um pouco conosco. Praticava este tipo de ioga a 20 anos tal como haviam feito seus antepassados. Pedimos permissão para tirar fotos e ele consentiu imediatamente."

Plunkett reuniu 150 testemunhas enquanto o iogue começava seus preparativos rituais. Derramou-se água ao redor de uma tenda armada dentro de um círculo, onde começaria a levitação. Proibiram-se os sapatos com sola de couro dentro do círculo e o levitador entrou sozinho na tenda. Alguns minutos depois, os ajudantes retiraram a cobertura da tenda e ali estava o faquir, flutuando no ar um metro do solo. Plunkett e outra testemunha examinaram o espaço embaixo e em torno de Subbayah e não encontraram cordas ou qualquer outro aparato invisível ou dissimulado. O iogue estava em transe e as fotografias foram feitas de vários ângulos durante os quatro minutos de levitação.

Existe muita controvérsia sobre a natureza física da levitação. Ao que parece, o fervor religioso tem íntima relação com o fenômeno, posto que os relatos envolvem tanto monjes budistas e iogues quanto entre cristãos. Em 1902, o ocultista inglês Aleister Crowley encontrou seu compatriota Alan Bennett, que havia se tornado monje budista em um monastério da Birmânia. Ele aprendera a misteriosa arte de levitar e quando o fazia, o vento podia "arrastá-lo como se fosse uma folha". Alguns pesquisadores dizem que o fenômeno resulta de um campo biogravitacional criado por tipo especial de energia mental emitida pelo cérebro humano. O Dr. Alexander Dubrov é um dos que defendem esta hipótese e acrescenta que o campo biogravitacional é criado deliberadamente pelo levitador que, depois de obter a elevação inical pode controlar o campo movendo-se e mudando de direção durante o vôo.

O iogue indiano Subbayah Pullavar levita diante do público. No final da sessão, os membros do iogue estavam tão rígidos que nem cinco homens conseguiram curvá-los.

Existe também um grande número de relatos de levitação de pessoas e objetos em sessões mediúnicas. Atualmente, um rapaz jovem, chamado Criss Angel, consegue levitar na cidade, no campo e sobre as águas (de uma piscina): veja, por exemplo, os vídeos [1], [2] e [3].

Uma possível explicação: Você tem uma explicação para esse fenômeno? Eu pensei um pouco sobre esse assunto e comecei a "ligar os pontos" correspondentes às informações que recolhi no passado. O primeiro ponto é o seguinte: a grande maioria dos casos de levitação ocorre com pessoas religiosas/espiritualizadas, assim como ocorreu com Jesus (que levitou - "caminhou" - sobre as águas do mar). Pessoas religiosas (ou espiritualizadas) procuram contato com os "deuses" e, possivelmente, conseguem eventualmente esse intento. Os "deuses" passeiam pela nossa atmosfera usando "discos voadores", que costumamos chamar de Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs ou UFOs), que realmente existem e não são estórias da carochinha. Esses discos voadores possuem uma tecnologia muito mais avançada do que a conhecida pela raça humana da superfície da Terra. Aparentemente, os discos voadores fazem uso de uma tecnologia anti-gravitacional de propulsão: já apareceram muitos relatos de pessoas que foram levitadas, quando então foram tiradas do solo terrestre e colocadas no interior dessas naves.

Veja mais alguns indícios sobre essa minha explicação acima: no livro [4], o francês Claude Vorilhon Raël (fundador do movimento religioso "raeliano") nos conta que um "deus" Eloha, que saiu de dentro de um disco voador, lhe contou que Jesus fazia seus milagres porque "recebia ajuda dos criadores (deles), que agiam invisivelmente à curta distância utilizando raios concentrados (laser)"; certamente, a levitação de Jesus sobre as águas do mar foi feita com essa ajuda dos "deuses" extraterrestres.

Em vista desta informação sobre a ajuda de discos voadores a Jesus, eu olhei com muito cuidado o vídeo [2], sobre a levitação de Criss Angel no campo, e consegui identificar o disco voador que, provavelmente, o estava auxiliando na sua levitação, nos seguintes instantes do vídeo: 0:58, 0:59, 1:05, 1:06, 1:07 e de 1:13 até 1:24. Você também consegue ver esse UFO, OVNI ?

Referências:
[1] http://www.youtube.com/watch?v=ZlIwcVAxZsU (retirado)
http://www.youtube.com/watch?v=QtQAIovnMwI (igual ao retirado)

[2] http://www.youtube.com/watch?v=47pRIniVg1Y (retirado)
http://www.youtube.com/watch?v=KIokacVnO7c (parecido com o retirado)

[3] http://www.youtube.com/watch?v=jtLUvBRYZrg
[4] Claude V. Raël, A Mensagem Transmitida pelos Extraterrestres, Editora Imprensa Livre, pg. 58, Porto Alegre-Brasil, 2003.

Labels:


 

Sabedoria da Vida para alcançar a Felicidade

Masaharu Taniguchi [1]

Você é filho(a) de Deus e deve certificar-se de que a Sabedoria, o Amor, a Vida, a Proteção e a Provisão de Deus não somente o(a) rodeiam de todos os lados, como também fluem em seu interior, preenchendo-o(a). Creia firmemente que Deus é Sabedoria absoluta e Amor absoluto, que você é orientado(a) por Deus e, portanto, não surgirá coisa alguma que lhe cause medo, nem ocorrerá carência de coisas necessárias para a sua vida cotidiana e para o seu aprimoramento. A convicção é força concretizadora. À medida que aumentar essa sua convicção, mais feliz você se tornará.

O ser humano é filho de Deus e, por isso, a ele são concedidas todas as coisas boas que Deus possui. Deus não restringe o abastecimento de bens, pensando que o fornecimento excessivo de dádivas acaba prejudicando o ser humano e tornando-o infeliz. Deus é espírito, e a essência deste mundo (criado por Ele) é espiritual. Porisso, as dádivas e as bênçãos provenientes de Deus vêm até nós sob a forma de transmissão de vibrações espirituais. Quando captamos essas "transmissões" por meio da "forma de reconhecer" no âmbito de tempo e espaço, conseguimos senti-las como presença concreta que ocupa um lugar no espaço e que permanece durante algum tempo. Podemos, pois, dizer que as dádivas que assumem forma no plano fenomênico são, na realidade, "vibrações espirituais de bênção" emitidas por Deus. Ao dizer: "Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas as coisas serão acrescentadas", Jesus Cristo objetivou ensinar a Verdade de que "se buscarmos primeiramente o que existe no mundo espiritual, regido por Deus, e sintonizarmos com ele a nossa mente, as dádivas deste mundo virão a nós naturalmente".

Coisas e fatos manifestados à sua volta não têm substância própria, pois não passam de concretizações das vibrações espirituais que você, em conformidade com seu estado mental, captou de alguma "emissora". Eu disse alguma "emissora", porque nem todas as vibrações espirituais são emitidas pelo reino de Deus. Muitas vezes, as pessoas captam vibrações espirituais ou ondas mentais provenientes de "almas errantes" ou de pessoas em estado de ilusão e as concretizam em suas vidas, o que influi no seu destino e no seu ambiente. Por isso ensinamos que "Tanto o estado físico como o ambiente são reflexos da mente". A palavra "reflexo", nessa afirmação, significa "concretização das vibrações captadas". Girando o "capacitor variável" da mente e mudando a sua direção, podem-se captar diferentes transmissões de ondas ou vibrções espirituais. O "reflexo" em si não tem substância, nem constitui a causa primeira.

Inicie o dia sempre com a expectativa de que lhe acontecerão fatos auspiciosos e viva com a mente alegre, repleta de gratidão. Quando você passar a viver desse modo, começarão a ocorrer-lhe fatos felizes e gratificantes, condizentes com essa postura mental. Os semelhantes se atraem. Se você usar óculos de lentes vermelhas, seus olhos só captarão raios vermelhos, e se usar óculos de lentes azuis seus olhos só captarão raios azuis. De modo análogo, se você tiver a mente alegre, atrairá alegrias; se tiver a mente triste, atrairá tristezas; se tiver a mente repleta de gratidão, atrairá fatos gratificantes; se esperar por coisas boas, elas acabarão acontecendo. Assim é a "lei mental".

Nem sempre o êxito depende do grau de capacidade ou de conhecimentos. Mesmo pessoas dotadas de muita capacidade ou de grande inteligência, acabarão atraindo um destino sombrio se tiverem a mente sombria. Existem pessoas que, embora sejam muito inteligentes, não alcançam êxito em nada. Em geral, elas têm personalidade taciturna e possuem o hábito mental negativo de reparar somente nos defeitos dos outros. Pelo fato de elas terem a mente sombria, só conseguem ver o lado negativo das outras pessoas. Se você tiver a mente luminosa e iluminar o mundo à sua volta com uma luz intensa, o aspecto negativo dos outros desaparecerá, do mesmo modo que a treva desaparece assim que a luz se aproxima. Caso você tenha a tendência de reparar no lado negativo - ou seja, nos defeitos - dos outros, faça um exame de si mesmo, reflita se não há aspecto negativo na sua própria mentalidade, esforce-se em ter uma mente alegre e procure observar e elogiar os pontos positivos dos outros.

Referência:
[1] Revista Pomba Branca da Seicho-No-Ie, Ano XXI, No. 241, pp. 4-5, Agosto de 2005.

Labels: , ,


 

Oscar Quiroga - 579


A REINVENÇÃO AVANÇA, APESAR DE TUDO


Enquanto isso, aqui na Terra é sob enorme pressão e com grande dificuldade que avança a reinvenção da civilização, mas não poderia ser diferente, ou por acaso alguém se iludia com a imagem de um mundo decadente abrindo os braços a tudo que vem a destruí-lo? Essa idéia de destruição, apesar de verdadeira, porque há de se demolir a casa velha para construir uma nova e melhor, é explorada pelas instituições atuais para disseminar o medo e provocar resistência ao avanço de tudo que vem a salvar nossa humanidade, conduzindo-a a um patamar mais sofisticado e livre de experiências. Intimamente, todos somos pressionados a nos purificar dos padrões repetidos como tradições, que foram bons outrora, mas que se tornaram contraproducentes.

Labels:


Thursday, May 28, 2009

 

Por que você nasceu?


Foi dado de presente a você um corpo físico, para você fazer alguma coisa com ele. Muitos dizem que essa coisa é a sua "missão de vida". Qual seria, então, a sua missão de vida? Uma possível resposta seria: foi dado a você um corpo físico para você usar ele para pagar toda a sua "dívida cármica", que você acumulou em todas as suas encarnações anteriores, e que você ainda não conseguiu pagar! Como se acumula dívida cármica? Cometendo erros ("pecados") continuamente ao longo da vida. Portanto, de tempos em tempos é importante fazermos uma auto-análise para identificar que aspectos de nossa vida precisam ser aperfeiçoados, para evitar o acúmulo desse carma negativo. A nossa condição atual é um retrato fiel de toda a nossa bagagem cármica acumulada no nosso passado, nesta e em nossas vidas encarnadas anteriores...

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 578


AS NECESSIDADES ATUAIS


Enquanto isso, aqui na Terra quem tiver perdido a capacidade de surpreender-se, porque pensa saber como as pessoas são ou o que esperar da natureza e do Universo, perderá também o bonde da história, porque novos céus e novas terras se encontram em estado avançado de gestação, prestes a nascer. Ainda dá tempo para recuperar o mínimo de pureza original, mas é necessário ir além do olhar preguiçoso, envolvendo-se em atividades. Também é necessário colocar em prática a correção através de todos os relacionamentos, pensando menos em si e mais no todo da civilização e, por último, mas não por isso menos importante, é imprescindível conversar sobre os assuntos do espírito com a mesma desenvoltura com que se falaria sobre sexo ou futebol.

Labels:


Wednesday, May 27, 2009

 

Mensagem de Mãe Maria

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Preparai-vos, amados!

A imortalidade bate mais uma vez às vossas portas.

É preciso, pois, que possais concluir rapidamente vossas preparações para que vossas consciências resgatem o verdadeiro significado da unidade e, na unidade, vislumbrem o viver livres dos limites.

Sem a consciência da unidade, o caminho que vos leva ao ilimitado não poderá ser concluído.

Unidade significa a total integração de vossas mentes, corpos e almas; significa a inexistência de qualquer fissura, de qualquer separação em vós; significa muito mais do que unir corpos, significa a total incorporação do “ser”, para tornar possível a manifestação do verdadeiro “ser” que sois: aquele que “é”, que reconhece sua verdadeira essência, que vê refletida sua estampa divina em tudo e em todos que fazem parte da imensa família dos filhos da Luz.

Urge perceberdes que a purificação a que vos submeteis diuturnamente pela transmutação de vossos sentimentos, pensamentos e ações preconceituosas e egoístas, e que visavam tão somente as vossas necessidades, é apenas um passo a mais rumo à manifestação da unidade divina, e só a concretização da unidade divina em vós possibilitará a abertura das portas que vos levarão a tão almejada ascensão.

Ascender exige de vós ultrapassardes muitas etapas, repletas de desafios, de obstáculos, de medos e incompreensões; significa sempre dar mais um passo, certos do sucesso, no objetivo de alcançardes a felicidade.

Lembrai-vos, pois que para vencerdes não basta apenas vontade, desejo, trabalho; é preciso que esses atributos venham acompanhados de compreensão, disciplina e reconhecimento da ilusão que permeia toda a separação que vivenciais no dia a dia, separação que vos tornam frágeis, inseguros, medrosos, egoístas, separação que faz emergir em vós a eterna guerra do “eu” contra o “outro”.

O outro, lembrai-vos, não é vosso inimigo, mas sim vosso espelho; vosso inimigo jaz dentro de vós; é ele que alimenta vossa falsa ilusão de que a separação é real; é o sentimento de separação que gera guerras de todas as espécies.

É hora de concluirdes todas as vossas guerras, é hora de reunificar todas as mentes e corações, é hora de resgatar a fortaleza que sois em essência, liberando o divino que vos permeia, resgatando vossa unidade e, na unidade, finalizar vosso processo de preparação para vivenciardes o paraíso na Terra agora.

A luz da plenitude mais uma vez se derrama sobre vosso planeta e seus habitantes neste momento, trazendo com ela a essência da vida, a fonte do amor, a vibração da harmonia, o equilíbrio perfeito para todos os seres, a transformação da consciência da fragmentação que envolve ainda, como uma grossa casca, a semente da perfeição que reside m vós.

Amados, a plenitude emerge do vazio; esvaziai, pois, vosso corpo mente e alma; libertai-vos do ódio, do medo, da culpa, da dúvida, da ilusão.

É hora de deixar florescer o “ser pleno” que só o vazio pode fazer emergir; é hora de crescer, dando mais um passo consciente, alimentando a certeza de que sois luz, eis que sois parte do Criador, e que na luz tudo floresce, tudo se expande, tudo se preenche do mais puro amor.

Resgatai, pois vossa plenitude resgatando a unidade em vós, para que, despojados de todos os falsos valores, livres de todos os preconceitos que vos tem mantido acorrentados à matéria densa, possais alçar vôo rumo à imortalidade.

Que vossas orações sejam o bálsamo a envolver a consciência de todos aqueles que ainda precisam despertar para a luz da redenção.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós a minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.”

SP-25-09-2009-Mensagem de Mãe Maria recebida as 26-05-09 por Jane M. Ribeiro.

Labels:


 

Oscar Quiroga - 577


JÚPITER E NETUNO EM CONJUNÇÃO


Enquanto isso, aqui na Terra o véu que separa a realidade física da abstrata, feita da matéria dos sonhos, se rompe velozmente, provocando experiências para lá de exóticas nos humanos medianamente abertos à Vida. Se por um lado tais experiências alimentam a inteligência e confortam o espírito, pelo outro provocam tormentos inusitados, porque as pessoas se sentem, dia a dia, mais e mais desencaixadas nas suas famílias, relacionamentos, trabalhos e afazeres. Formalmente, nada mudou, mas intimamente tudo é diferente. Agora só falta avisar à civilização de que ela precisa ir embora para dar lugar a um outro estado de coisas. Quem esperar que esta transição seja tranquila desconhece, ou finge desconhecer, que os humanos preferem agarrar-se ao mal desconhecido do que a um bem que viriam a conhecer depois.

Labels:


Tuesday, May 26, 2009

 

Oscar Quiroga - 576


VELHOS HÁBITOS NÃO MORREM FACILMENTE


Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade acostumou-se a categorizar a realidade e a diferenciar tudo de tudo, mas no fundo sempre teceu ilações intuitivas relacionando corpos e essências numa única Vida de dimensões cósmicas. No momento atual de reinvenção da civilização, tudo que agiu nos bastidores da realidade, tudo que foi relegado ao âmbito desvalorizado da subjetividade, tudo que foi tido como irrelevante, por ser abstrato demais, tudo isso passa, aos poucos, mas com firmeza, a ocupar o lugar de protagonista. Isto representa uma mudança radical de foco de consciência, mas que faz sentido no íntimo de qualquer pessoa medianamente honesta consigo mesma. Porém, velhos hábitos não morrem facilmente, rebelam-se contra seu iminente desaparecimento atormentando o íntimo da humanidade.

Labels:


Monday, May 25, 2009

 

Mensagens Galáticas - 3


Mensagem de SaLuSa, em 8.maio.2009, via Mike Quinsey


Você está percebendo que o tempo está passando mais rápido do que nunca? Isto é uma indicação que nos informa que a Luz está se tornando mais intensa. Você tem um papel na trazida dela para a Terra, e nós e outros das dimensões superiores continuamos a enviar essas energias para vocês. Este é um processo controlado que chega do Universo e além dele. A energia é enviada do Sol Central, e desce através de vários níveis de vibração até que ela pode ser dirigida à Terra sem danificar vocês. Vocês não poderiam sobreviver com uma energia que fosse excessivamente poderosa, e é este fator que garante que vocês podem se mover dentro de uma certa faixa vibratória, que é compatível com você próprio. Existem almas poderosas que estão encarregadas com a responsabilidade de direcionar energias específicas para vocês através deles, e Saint Germain, com o seu raio violeta, é um desses Mestres. Tudo o que você vê e que está em volta de você envolve energia, e longe da sua fisicalidade e nos reinos da Luz você irá aprender muito a respeito deles.

Primeiro de tudo, vocês são Seres de Luz e, portanto, as dimensões da Luz são o seu verdadeiro lar. No momento você está no caminho que leva de volta a elas através do processo chamado de Ascensão. Alguns Seres Queridos estão temerosos com a mudança, sem entender que quando você se elevar você irá aceitar naturalmente a mudança, a paz e a harmonia que existe em todo lugar. A dureza e dificuldades de viver na sua atual dimensão serão apenas memórias que irão gradualmente desaparecer, já que não existe lugar para elas nos níveis superiores de Luz. Você já percebeu que você não é seu corpo físico, e com a Ascensão você irá elevá-lo em vibração, para que ele seja aceito na quinta dimensão, onde a maioria de vocês irá estar. Vocês irão ascensionar de forma totalmente consciente e irão se mover rapidamente de uma dimensão para outra.

No processo de ascensão, quando estivermos com vocês e aqueles das trevas não puderem interferir, o seu progresso será espantoso. A Terra será limpa de toda a sujeira e aquilo que pertence às Eras das Trevas do passado será substituído por tudo que é belo e que se ajusta às dimensões superiores. A maior mudança será na energia que o envolve o tempo todo, e que é pura e enlevadora. Você já ouviu falar sobre algumas almas que tiveram permissão de visitar esses reinos? A experiência que elas acham surpreendente e não desejam deixar para trás é relativo à energia que radia amor e engloba tudo dentro de si. Esta é a energia da Fonte em que tudo vive dentro dela, e isto aplica-se a você neste momento, excepto que você se separou bastante dela. Isto é esperado, já que você tomou a iniciativa de experimentar estas condições como parte da sua evolução. A dualidade na Terra está terminando, e com isso vem a oportunidade de deixá-la completamente para trás.

Se você aceitar a idéia de que o que está acontecendo atualmente é parte da limpeza que já começou, fica bem mais fácil não se envolver nisso e concentrar-se no seu futuro. Existe um caos inevitável quando os velhos sistemas começam a entrar em colapso e você está no meio disto, mas isso não precisa te despedaçar se você mantiver seus olhos firmemente no seu destino. Demora um certo tempo antes que você consiga ver claramente o que vai substituir a situação atual, mas nós temos dado a você uma idéia do que estará vindo e isso irá trazer alegria e felicidade ao seu coração. Nós estamos com vocês o tempo todo, esteja você ciente disto ou não, apesar de muito mais pessoas conseguirem agora ver as nossas espaçonaves e essa é obviamente a nossa intenção. A verdade sobre a nossa presença aqui está cada vez mais difícil de ser escondida ou negada após este longo tempo, já que nossas visitas ao seu planeta estão claramente documentadas, não apenas no último século, mas também nas suas crônicas antigas que regridem até milhares de anos atrás. Será um grande dia de celebração quando a abertura se tornar oficial, o que está se tornando cada vez mais próximo.


Nós bem que poderíamos perguntar aos seres das sombras do que é que eles têm medo, com relação à nossa presença. Nada nos iria agradar mais do que a aceitação deles de que somos seres benignos, que somos realmente, e que eles se voltassem para a Luz e colocassem o passado deles para trás. Não guardamos qualquer sentimento negativo contra eles, já que toda alma que perdeu contato com a Luz é uma que irá retornar em algum momento no futuro. Infelizmente, eles possuem um veio turrão que evita que eles admitam a derrota, e lamentavelmente eles preferem destruir o que eles não conseguem controlar. Não tenha medo meus Queridos, está decretado que um tal fim não será permitido desta vez, de forma distinta dos ciclos anteriores (Lemúria, Atlântida, etc). Você irá ascencionar, se esse for o seu desejo, e você irá em frente com o propósito de atingir o seu objetivo. Tudo está planejado nesse sentido, e portanto você pode esperar por uma conclusão feliz para este ciclo.

Enquanto isso, cuide de suas necessidades diárias e provisione para o seu futuro, como você achar adequado. Nós sabemos que alguns de vocês sentem-se em perigo nos locais em que vocês vivem, e vocês serão sábios se atenderem esses sentimentos. Nós podemos fazer muito para controlar os eventos maiores na Terra, mas alguma limpeza da superfície do seu mundo é essencial no futuro. Nós mantemos muitas áreas em equilíbrio que estão propensas a atividade sísmica, mas nós não podemos sempre intervir quando responsabilidades cármicas estão sendo trabalhadas. Você já pode saber que muitas almas escolhem ir embora através de catástrofes naturais, e fique certo que elas recebem cuidado e nenhum mal é experimentado por elas. Existem o que vocês chamariam de hospitais no “outro lado”, onde voluntários amorosos saúdam os novos ingressantes e garantem o conforto deles e os liberam de qualquer trauma. Na realidade não existem lesões ou algo assemelhado que acontecem nas regiões astrais, e os “pacientes” são rapidamente curados de quaisquer memórias emocionais.

Seus entes queridos que já partiram a um bom tempo da Terra esperam pela oportunidade de se juntar a vocês na Ascensão, já que eles também se preparam para essa ocasião. Aqueles de vocês que têm se perguntado sobre o destino deles devem ficar aliviados ao saber que eles aguardam a reunião deles com vocês. O Criador permitiu a vocês experimentarem a dualidade, mas ao mesmo tempo não os abandonou e planejou a sua libertação, que agora se aproxima. Você tem todo o seu ser imerso naquela grande energia de Amor e Luz, e você nunca se separou dela, apesar de parecer que sim, enquanto você está na Terra.

Eu sou SaLuSa, de Sirius e da Federação Galática, e estou muito contente de fazer contato com vocês. Tudo isso é para fazer estes últimos anos de sua jornada mais fáceis, e vocês serão confortados pela nossa presença. Nós somos a sua garantia de que este ciclo irá terminar como planejado, e, antes disso, nós já teremos vindo à Terra e juntado nossas forças com vocês. Fique sabendo que nosso amor viaja com vocês o tempo todo.

Labels: , ,


 

A Batata Quente

SANDRA SEPULVEDA

sandra.sepulveda@terra.com.br


Muitos de nós têm um péssimo hábito: rever o passado e julgar negativamente os próprios atos concluindo que não fez o melhor que deveria ter feito. Com isso, acaba entrando em culpa e se oprimindo, deturpando a autoimagem.


O fato é que muitas situações em nossa vida são como batatas quentes nas mãos. Incomodam, machucam e, naquele momento, não podem ser transferidas a outro lugar ou a alguém.


A batata quente nos obriga a tomar decisões e a fazer escolhas sob grande pressão. Não há muito tempo para pensar e a possibilidade dela queimar e a dor aumentar, implica em uma ação rápida.


Essa situação absorve tanta atenção que diminui o grau de nossa percepção interna e externa, como também de suas variáveis e, consequentemente, diminui o grau de nossa consciência para fazer a escolha.


Então, tomar uma decisão com uma batata quente nas mãos não é tarefa fácil. Torna-se mais complicado ainda quando, ao rever e julgar nossas atitudes passadas, não levamos em conta nada disso.


Ignorando a batata quente que tínhamos nas mãos, analisamos as escolhas passadas sobre pontos de vistas e graus de consciência completamente diferentes e nos julgamos duramente, chegando a uma série de conclusões negativas a nosso próprio respeito. E, por uma tendência da mente às generalizações, estas conclusões negativas tornam-se rótulos, como por exemplo: “Sou um burro”, “Não sei me defender”, “Só escolho o pior”, etc.


Esses rótulos negativos ficam impregnados na autoimagem tornando-se verdades absolutas que enfraquecem a autoestima e servem de referencial para decisões futuras.


Portanto, quando buscar rever uma escolha passada, lembre-se de levar em conta a existência da batata quente e tenha presente que você fez o melhor que podia dentre as limitações que existiam naquela ocasião.


Um ótimo maio para você!


Referência: http://www.jornalzen.com.br/

Labels: , ,


 

Oscar Quiroga - 575


O QUE NÃO PODE MAIS SER DETIDO


Enquanto isso, aqui na Terra a transformação da civilização humana em algo maior e melhor já não pode mais ser detida, mas de puro tolos que são, os seres humanos ainda resistem insistindo na manutenção de padrões morais, conceitos e tradições. Porém, em vez dessas práticas trazerem benefícios provocam dor e sofrimento, porque não servem mais. Os argumentos a favor da preservação das tradições são aparentemente nobres e dignos, mas representam um atraso. Neste momento nossa humanidade deve olhar para o futuro e não para o passado em busca de orientação e significado. Continuar resistindo significará aumentar a dose de tormento que a esta altura do campeonato beira o insuportável. Conversar de assuntos espirituais sem pudor ajuda muito, nesses casos.

Labels:


Sunday, May 24, 2009

 

Oscar Quiroga - 574


A ARTE DA PUREZA


Enquanto isso, aqui na Terra a pureza é uma arte sofisticada. Purificar-se diariamente na verdade, no esforço da correção e nas atitudes mansas, isto sim é arte, o resto é palavrório. Evidentemente, desempenhar a arte da purificação é sacrificado, porque tudo é adverso à sua prática. Ser do bem não tem cabimento nesta civilização que se gaba de moderna e sofisticada, mas que é dominada pelas mesmas forças que agitavam a Babilônia, Roma, Constantinopla, as civilizações da América antiga e do extremo Oriente também. Nada de novo há em nossa civilização moderna. Novidade é apenas que o número de humanos que se desvinculou desta antiguidade recalcitrante aumenta em progressão geométrica, provocando o advento de algo novo, realmente novo.

Labels:


Saturday, May 23, 2009

 

Oscar Quiroga - 573


O PONTO DE RUPTURA


Enquanto isso, aqui na Terra a única verdade é a que reside no centro do coração espiritual, acessível a todo ser humano de boa vontade que tenha coragem de ver além do véu de ilusão. Verdade é Vida, o resto é sistema de dominação. Até aqui fomos exilados de nossa natureza, mas este tempo acabou. A partir de agora, quando o ponto de ruptura atingir seu clímax, teremos à nossa disposição amor suficiente para que as leis mundanas não sejam mais necessárias. Com mais amor prescindiremos da moral, porque seremos livres. Com mais liberdade se tornará inútil a disciplina, porque o espírito nos informará e teremos olhos e ouvidos para ver e ouvir a verdade. O declínio da civilização atual responde a este momentoso ponto de ruptura.

Labels:


Friday, May 22, 2009

 

Como Manobram o Ouro? Para Que?

Por Mário Sanchez

A TERRA, O HOMEM, HERMES E ZEUS

RESUMO - As fábulas contam até o segredo das sombras.

Diz Esopo nesta fábula que "Zeus colocou no mundo o primeiro casal de homens e mandou Hermes, o deus dos conhecimentos, que lhes ensinasse a cavar uma gruta para se abrigarem. Eles tentaram arrancar a terra para cumprir a tarefa, mas houve muita dificuldade. Pediram a Hermes e este recorreu a Zeus que repreendeu a terra e pediu explicações sobre a dificuldade.

Ela reagiu:

- Está bem! Eles podem tirar quanta terra quiserem! Pois no fim vão devolvê-la com lamentos, e muito sofrimento!"

Os diversos comentadores não perguntam a respeito de que situação Esopo estaria criticando. Porém, é evidente que se referia aos bens materiais, terrenos, que tomamos emprestados da natureza e devolveremos após ter muito sofrimento com eles. Isso já era contado lá pelos anos 700 antes de Cristo! Imaginem o que diriam hoje!

Os Mestres em geral comentam a mesma coisa sobre os bens e o apego aos mesmos, em todas as épocas. Jesus Cristo informa que o Mal manda nos bens materiais deste mundo. Alguns tradutores mais recentes supõem que Esopo estava falando daqueles que emprestam dinheiro e depois cobram desmedidamente de seus devedores. Nem pensaram no que iríamos passar em nosso tempo! Alguns tentaram explicar o valor do ouro para a saúde e desenvolvimento interior do homem, como se manobra o acúmulo e o modo de cobrar em excesso, mas são lendas, fábulas, né? As sombras escondem o ouro e a informação.

A História se repete na Suméria, na Babilônia, no Egito... Esse costume de cobrar em excesso foi dando ouro escondido em grutas... Que era o imenso tesouro de Tutankamon? Quantos morreram ou sofreram para aquela riqueza chegar até lá?

Sabem hoje como está funcionando? Vou contar só um pedacinho da História:

Em 1917 ao acabar a primeira Grande Guerra, os donos do ouro emprestaram a Lênin para ir matar o czar que não havia dado bastante ouro por armas na primeira guerra. Lênin tomou o poder e não devolveu o ouro, embora tenha matado muitos judeus e outros fugiram levando o ouro aos bancos dos donos do ouro. Stálin matou Lênin e ocupou seu lugar no governo e na dívida...

Aí os donos do ouro armaram Hitler para ir atacar a URSS. Financiaram (em papel a ser pago em ouro) França, Inglaterra, EEUU, para comprar as armas cujas fábricas haviam financiado antes (só em papel, pois o ouro estava bem guardado em grutas... a terra cobrou bem caro para ser extraído o ouro e a seguir para guardá-lo...)

Os exércitos e os povos queimaram essas armas ao combater o Eixo. Por fim financiaram a URSS também e esta deu muito ouro por armas. E assumiu outro tanto de dívidas (em ouro)...

As armas foram todas gastas... Mas as dívidas continuaram a ser pagas (em ouro, é claro!) com impostos, Claro!

Leiam mais detalhes no site e no blog. Essas dívidas continuaram sendo cobradas dos vencidos e também dos vencedores! Como tudo havia sido quebrado na Europa, financiaram a reconstrução (Plano Marshal) e nem perguntem quanto a mais foi devolvido sobre esse plano... (em ouro!).

Foi muito ouro sendo acumulado. Hoje sobram alguns quatrilhões de dólares em ouro para financiar a próxima matança e o cirquinho já está bem montado com terroristas, exércitos e armas sempre renovadas à medida em que se gastam.

Financiar alegria e justiça, saúde e paz não dá lucro porque não destrói nada, né? E isso não traz lamentos e sofrimento, como a fábula diz que será cobrado. Impostos e taxas de juros, trazem.

Temos solução?

O mais terrível é que existe solução matemática, mecânica, com lucro para todos, calculada minuciosamente, com a cabeça fria conforme tenho mostrado neste BLOG. Porém, esquecemos que a Terra está invadida pelos "maus espíritos" de outros mundos que hipnotizaram os seres bonzinhos para serem escravos e estão na última cartada para matar 6 bilhões de "inconvenientes" a título de raças inferiores e assumir o domínio da Terra para sempre.

A grande sabedoria das sombras é insinuarem que elas não existem e somos nós induzidos que estamos pensando e decidndo o que elas querem.

Mas todos esquecem que há Alguém que já veio avisar que vai intervir, lá do Alto e é muito mais poderoso do que eles.

Continuem lendo. Acharão.

As fábulas contam até o segredo das sombras.

Visite: http://www.mariosanchez.com.br

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 572


AS DUAS TURMAS


Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade sabe que a verdade reside no íntimo do ser, no centro do coração, não o físico, mas o espiritual. Nossa humanidade sabe também que este centro crítico do Ser enviou recentemente informações claras e contundentes. Ninguém poderá dizer, depois, que não sabia de nada. Mudam apenas as reações, há a turma dos que se sentem incentivados a aprimorar-se na purificação, dizendo a verdade, praticando a correção e agindo de forma mansa. A outra turma, que recebe as mesmas informações do fundo do coração, acirra sua participação na mentira, se torna diariamente mais incorreta e violenta. Faz isso porque se acostumou a olhar para o lado oposto da verdade espiritual e dissemina a ignorância.

Labels:


Thursday, May 21, 2009

 

O Último Suspiro - 2


Um outro conjunto de dados que não tem um significado relevante, como indicador de tendências, quando observado em apenas um mês isolado, são as ocorrências diárias das idades máxima e mínima das pessoas que falecem em um dado dia. Aqui, no entanto, como já analisei um bom conjunto de meses (22), pude identificar uma tendência quase unânime (apenas com exceção em um mês): as idades diárias máximas são lideradas pelas mulheres em todos os meses; já as idades diárias mínimas são sempre lideradas pelas pessoas do sexo masculino. Para o mês de abril de 2009 temos os seguintes dados:

Idades máximas: 19f [ 81 <----> 103 ; média = 90,8 anos ] e 13m [ 79 <----> 98 ; 89,5 anos ] [Significado: em 19 dias do mês as mulheres tiveram a idade máxima de falecimento, variando entre 81 e 103 anos, com uma média de idade de 90,8 anos; em 13 dias do mês, os homens tiveram a idade mais elevada, variando entre 79 e 98 anos, com média de 89,5 anos]; média total (sem distinção de sexo) = 90,3 anos. Para registro: houve o falecimento de apenas uma pessoa centenária, do sexo feminino, no mês de abril de 2009, com a idade de 103 anos.

Idades mínimas: 10f [ 3 dias <----> 44; média = 20,1 ] e 21m [ 00 <----> 64 ; 19,6; 00 = natimortos, que ocorreram dois neste mês de abril/2009]; média total = 18,9 anos.

Vamos, agora, tentar identificar a influência das variáveis climáticas nos falecimentos diários das pessoas. Conseguimos colher quatro tipos de parâmetros climáticos diários para cruzarmos com os falecimentos diários: temperatura máxima (ou mínima), precipitação pluviométrica, pressão barométrica e poluição atmosférica. Precisamos, inicialmente, identificar quais as tendências dessas variáveis na mortandade das pessoas.

Temperatura máxima diária: Em um país tropical (quente), como o Brasil, um aumento adicional na temperatura ambiente coloca uma tensão adicional no corpo das pessoas, o que deve contribuir para uma maior mortandade humana. A região mais quente do Brasil (Nordeste) é onde existe a menor expectativa de vida, em média, ... A África, o continente mais quente do planeta, é onde existe a menor expectativa de vida...

Precipitação pluviométrica: Só existe vida onde há a presença de água. Quando ocorre chuva, há uma maior densidade de moléculas de água (H2O) no ar ambiente, o que funciona a favor da vida. Portanto, o aumento da precipitação pluviométrica deve contribuir para diminuir o número de mortes das pessoas. Em vista disto, pense um pouco sobre os possíveis efeitos de umidificadores e de aparelhos de ar condicionado na sua vida...

Pressão barométrica: A maior densidade de pessoas centenárias ocorre em regiões montanhosas elevadas, onde a pressão barométrica do ambiente é baixa. A pressão ambiente é máxima ao nível dos oceanos. Portanto, a queda da pressão atmosférica diminui a tensão exercida sobre o corpo, o que deve contribuir para preservá-lo.

Poluição atmosférica: Aqui não há qualquer dúvida: quanto maior a poluição atmosférica, maior a agressão exercida sobre o corpo, contribuindo para matá-lo.

Minhas fontes de dados para esses quatro parâmetros ambientais foram o endereço eletrônico do Agritempo [1], do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do governo federal, de onde foram colhidos os dados sobre temperatura máxima (em graus Celsius) e grau de precipitação pluviométrica (em milímetros), colhidos na estação do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (CEPAGRI/Unicamp) [2] , localizada no câmpus da Unicamp, em Campinas. Os dados diários da pressão barométrica também foram obtidos de [2]. Os dados sobre a poluição atmosférica de Campinas foram obtidos do endereço eletrônico da CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), do governo do Estado de São Paulo [3].

Convém notar que cada pessoa possui uma sensitividade diferente com relação a cada um dos quatro parâmetros selecionados para acompanhamento. Em particular, parece que o sexo feminino e o masculino possuem esta diferença de sensibilidade. Por que digo isso? Porque nos gráficos de falecimentos mensais é comum que as variações de falecimentos masculino e feminino, no mesmo intervalo temporal de dias sucessivos, não ocorram no mesmo sentido (permaneçam estáveis, subam ou caiam). Existem, também, uma certa imprecisão na aplicação dos dados utilizados: muitos desses dados ambientais são fornecidos para muitos horários ao longo do dia, mas nós arbitramos escolher o dado utilisado referente a um horário fixo, já que os falecimentos não são informados com o horário de sua ocorrência. Por exemplo, os dados de pressão atmosférica são disponibilizados ao longo de todo o dia, mas arbitramos usar apenas o valor referente ao meio-dia (12:00 hs).

Vejamos o que ocorreu no mês de abril de 2009, quando cruzamos os dados meteorológicos diários com os falecimentos diários desse mês.

O mês de abril possui 30 dias e, portanto, 29 possíveis variações temporais entre seus dias consecutivos. São as 29 variações consecutivas de falecimentos (masculinos, femininos e total) que iremos confrontar com as 29 possíveis variações consecutivas dos quatro parâmetros climáticos selecionados para análise.

Das 29 variações mensais possíveis, o sexo feminino teve 12 quedas (do número de falecimentos), 15 subidas e 2 ocasiões de estabilidade (de não-variação do número de mortes); para o sexo masculino tivemos 15 quedas, 11 aumentos e 3 estabilidades; no total, sem distinção de sexo, tivemos 13 quedas, 15 subidas e uma estabilidade. Em todo o mês, apenas em 8 ocasiões as três variações (F, M, T) ocorreram no mesmo sentido, correspondendo a 8/29 = 27,6% das situações. Dessas 8 ocasiões, 3 corresponderam a subidas e 5 a quedas no número de falecimentos. Nos 3 casos de subidas, a poluição foi o fator justificante nas 3 ocasiões, a pressão atmosférica justificou 2 dessas 3 variações e a temperatura máxima ambiente justificou a subida em uma ocasião. Nas 5 quedas as justificativas envolveram 2 temperaturas, 2 pressões atmosféricas, 2 precipitações pluviométricas e 1 poluição atmosférica.

No mês inteiro de abril/2009, a temperatura, como fator causal de falecimento, esteve envolvida em 11 ocasiões (37,9%), para o sexo feminino, 15 vezes (51,7%) para o sexo masculino e 18 vezes (62,1%) no total (sem considerar distinção de sexo) na justificativa da variação dos falecimentos do mês. Abaixo apresentamos a coleção completa dos 4 parâmetros utilizados na justificação dos falecimentos, com seus números de vezes que foram usados nessa justificação:

Feminino/Masculino/Total

Temperatura máxima: 11(37,9%) 15(51,7%) 18(62,1%)
Poluição atmosférica: 10(34,5%) 17(58,6%) 14(48,3%)
Pressão barométrica: 15(51,7%) 9(31,0%) 10(34,5%)
Precipitação de chuva: 4(44,4%) 4(44,4%) 5(55,5%)

Vale o seguinte comentário sobre a precipitação pluviométrica: durante o mês de abril de 2009 houve apenas 6 ocasiões com precipitações não-nulas; nos demais 24 dias do mês houve precipitação nula em Campinas. Portanto, houve apenas 9 variações de precipitações pluviométricas no mês, o que justifica os valores mostrados acima [ 4/9 = 44,4% e 5/9 = 55,5%].

Alguns comentários sobre os números acima: a temperatura máxima diária é o fator que mais justificou os falecimentos (62,1% das ocasiões) deste mês de abril, quando não fazemos distinção entre os sexos. O sexo masculino foi mais sensível (morreu mais devido) à poluição atmosférica (58,6%) e o sexo feminino à pressão barométrica ambiente (51,7%). A precipitação de chuva tem uma boa porcentagem de acerto na justificativa dos falecimentos diários (55,5%). Fazendo a combinação de todos os quatro fatores climáticos mencionados acima, é possível justificar 26 variações de falecimentos femininos (de um total de 29 possibilidades no mês, correspondendo a 26/29 = 89,6% de previsões corretas), 27 variações dos falecimentos masculinos (93,1%) e 26 das variações dos falecimentos totais (89,6%), quando não se faz distinção de sexo.

[continua]

Referências:
[1] http://www.agritempo.gov.br/
[2] http://www.cpa.unicamp.br/
[3] http://www.cetesb.sp.gov.br/Ar/ar_boletim_mensal.asp

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 571


VEM AÍ O DIA...


Enquanto isso, aqui na Terra, ainda que pareça diferente, aproxima-se o dia em que a observância da lei será substituída pelo amor. Então, nossa humanidade não precisará de disciplina, porque será livre. Tampouco precisará de moral, porque o espírito será o canal de comunicação. Tão próxima se encontra esta data que o poder que nos governou por milênios está desesperado. Nesse estado de coisas dissemina terror, como sempre o fez, mas com uma brutalidade que destoa da compreensão que nossa humanidade atingiu. Claro está que também há a legião de ignorantes espirituais que pelo mero pretexto de ter assunto de conversa não se dá ao mínimo trabalho de discernir a verdade da mentira nas notícias que são publicadas diariamente.

Labels:


Wednesday, May 20, 2009

 

Oscar Quiroga - 570


ONDE FOI PARAR A VERDADE DO CORAÇÃO?


Enquanto isso, aqui na Terra o problema da mentira publicada não reside tanto na mão perniciosa que a escreve ou na boca que a profere, mas na legião de humanos que a reproduz porque carece de boa vontade para usar sua capacidade mental. O inferno não existiria se não houvesse uma longa fila de candidatos a entrar lá, todos iludidos com a perspectiva de ganhar charme e poder. Tanto palavrório inútil é, hoje em dia, amplificado porque nossa humanidade tem aparelhos que ela quer usar: celulares, emails, chats, videoconferências, etc. Como tudo isso seria perfeito se houvesse assunto para se transmitir! Porém, na falta de assunto, nossa humanidade se agarra às opiniões publicadas e as reproduz sem discernimento. E a verdade do coração? Onde foi parar?

Labels:


Tuesday, May 19, 2009

 

O Último Suspiro -1

"Nada ocorre por mero acaso"

Depois de uma vida inteira praticando atos danosos ao nosso corpo, o último empurrão, que nos joga para dentro do túmulo (nos mata), é dado pelas condições do meio ambiente em que se vive. Para tentar identificar quais são essas variáveis ambientais e sua importância relativa, procurei inicialmente os dados de falecimentos oficiais diários ocorridos na cidade de Campinas-SP (Brasil). Esses dados estão disponíveis na internet [1], fornecidos pela Prefeitura Municipal de Campinas, através do órgão chamado Serviços Técnicos Gerais (SETEC).

Inicialmente, levantei os dados diários de falecimentos do sexo masculino e feminino, para vários meses (indicados abaixo). Uma constatação imediata: em todos os meses, sem exceção, morrem mais homens que mulheres em Campinas. Portanto, Campinas está ficando uma cidade mais feminina, com o passar do tempo (não acredito que haja um excesso de nascimentos masculinos que compense este efeito, já que também há uma maior número de falecimentos de crianças do sexo masculino, como veremos posteriormente). Acredito que isto seja uma tendência global, que os leitores deste blog podem levantar e constatar em seu município. Eis os meses em que eu compilei, até o momento, esses números sobre falecimentos:


Feminino/Masculino/Total/+Masculino/Temp.Máx.Média/(Dif.Temp)*/Poluição**/Chuva***

Abril 2010 182 235 417 53 29,18 (0,30)* 33,59** 1,93***
Março 2010 202 214 416 12 31,39 (-0,05) 28,82 5,43
Fevereiro 2010 210 203 413 -7 33,06 (+1,96) 25,27 2,23
Janeiro 2010 198 243 441 45 31,22 (+1,72) 22,44 9,02
--------------------------------------------------------------------
Dezembro 2009 202 239 441 37 30,54 (-0,26) --- 11,14
Novembro 2009 211 268 479 57 31,98 (+2,12) --- 11,14
Outubro 2009 212 238 450 26 29,44 (-0,30) 29,71 3,03
Setembro 2009 192 235 427 43 27,94 (+1,04) 31,9 4,76
Agosto 2009 241 257 498 16 26,49 (-0,33) 30,8 2,56
Julho 2009 234 288 522 54 23,67 (-2,07) 30,4 3,13
Junho 2009 225 270 495 45 22,86 (-1,44) 33,0 2,72
Maio 2009 229 263 492 34 27,92 (+4,16) 34,9 2,18
Abril 2009
193 251 444 58 28,88 (+2,10) 30,4 1,10
Março 2009 213 251 464 38 31,44 (+3,16) 31,0 3,83
Fevereiro 2009 209 247 456 38 31,10 (+2,02) 29,5 11,20
Janeiro 2009 199 236 435 37 29,50 (+1,24) 24,2 12,83
-------------------------------------------------------------
Dezembro 2008 194 262 456 68 30,80 (+1,08) 28,35 9,01
Novembro 2008 206 250 456 44 29,86 (+2,14) 28,00 3,83
Outubro 2008 206 282 488 76 29,74 (-0,91) 34,59 3,80
Setembro 2008 189 253 442 64 26,90 (-2,49) 35,83 1,60
Agosto 2008 240 254 494 14 26,82 (-1,36) 40,69 2,31
Julho 2008 (Aprox.) 200 234 434 34 25,74 (+2,25) 47,70 0,00
Junho 2008 160 214 374 54 24,30 (-1,34) 39,73 2,85
Maio 2008 214 302 516 88 23,76 (-0,65) 40,10 1,81
Abril 2008 190 252 442 62 26,78 (-1,70) 30,80 5,34
Março 2008 203 221 424 18 28,28 (-2,42) 29,90 6,22
Fevereiro 2008 165 215 380 50 29,08 (-1,35) 29,00 10,20
Janeiro 2008 177 251 428 74 28,26 (+0,45) 28,90 9,13
-------------------------------------------------------------
Dezembro 2007 213 257 470 44 29,72 (+0,15) 30,30 4,37
Novembro 2007 165 242 407 77 27,72 (-1,18) 33,60 7,00
Outubro 2007 201 231 432 30 30,65 (+1,85) 46,80 3,62
Setembro 2007 176 236 412 60 29,39 (+2,15) 52,30 0,13
Agosto 2007 189 260 449 71 27,18 (-0,31) 46,60 0,00
Julho 2007 208 271 479 63 23,49 (-2,55) 36,20 7,34
Junho 2007 186 235 421 49 25,64 (+0,32) 42,80 1,27
Maio 2007 213 261 474 48 24,41 (-0,43) 34,00 2,43
Abril 2007
164 209 373 45 28,48 (+0,37) 33,00 3,14
Março 2007
170 247 417 77 30,70 (+0,03) 32,70 5,48
Fevereiro 2007
165 218 383 53 30,43 (-0,19) 28,50 7,18
Janeiro 2007 190 205 395 15 27,81 (-3,70) 24,80 15,35
-------------------------------------------------------------
Dezembro 2006 170 200 370 30 29,57 (+0,03) 26,80 6,40
Novembro 2006 183 248 431 65 28,80 (-0,71) 33,90 9,61
Outubro 2006 158 200 358 42 28,80 (-1,70) 36,60 3,40
Setembro 2006 182 237 419 55 27,24 (+0,25) 42,50 3,40
Agosto 2006 164 212 376 48 27,49 (-1,49) 46,20 0,40
Julho 2006 234 262 496 28 26,04 (+1,18) 46,40 1,57
Junho 2006 205 262 467 57 25,32 (-1,24) 44,80 0,76
Maio 2006 200 257 457 57 24,84 (-2,74) 42,80 0,13
Abril 2006 157 209 366 52 28,11 (-1,96) 34,90 0,86
Março 2006 122 167 289 45 30,67 (+0,36) 32,60 8,92
Fevereiro 2006 134 197 331 63 30,62 (-0,84) 21,50 9,35
Janeiro 2006 140 186 326 46 31,51 (+2,61) 23,10 9,21
-------------------------------------------------------------
Dezembro 2005 79 106 185 27 29,54 (-0,02) 22,23 5,39
Novembro 2005 125 166 291 41 29,51 (+0,48) 23,77 1,33
Outubro 2005 204 246 450 42 30,50 (+3,43) 29,06 6,78
Setembro 2005 150 215 365 65 26,99 (-5,10) 31,62 1,72
Agosto 2005 195 258 453 63 28,98 (+1,79) 40,35 0,31
Julho 2005 229 305 534 76 24,86 (+1,29) 29,61 0,15
Junho 2005 193 282 475 89 26,56 (+2,09) 29,38 1,60
Maio 2005 207 267 474 60 27,58 (+3,81) 31,34 6,19
Abril 2005 168 239 407 71 30,07 (+1,28) 30,97 1,41
Março 2005 194 301 495 107 30,31 (+1,07) 27,94 11,20
Fevereiro 2005 184 229 413 45 31,46 (+2,03) 26,20 2,09
Janeiro 2005 171 231 402 60 28,90 (-0,13) 21,77 13,70
--------------------------------------------------------------
Dezembro 2004 151 253 404 102 29,56 (-0,83) 26,58 7,87
Novembro 2004 162 214 376 52 29,03 (-0,08) 27,17 5,17
Outubro 2004 160 218 378 58 27,07 (-2,68) 30,58 7,53
Setembro 2004 157 189 346 32 32,09 (+3,28) 38,32 0,55
Agosto 2004 200 206 406 06 27,19 (+1,55) 45,97 0,00
Julho 2004 212 241 453 29 23,57 (-2,71) 32,42 3,57
Junho 2004 213 269 482 56 24,47 (-2,84) 33,20 2,71
Maio 2004 202 288 490 86 23,77 (-1,66) 28,13 2,89
Abril 2004 153 212 365 59 28,79 (+0,20) 30,33 2,75
Março 2004 193 239 432 46 29,24 (-0,54) 32,65 2,18
Fevereiro 2004 156 196 352 40 29,43 (-2,81) 29,48 7,11
Janeiro 2004 171 210 381 39 29,03 (-0,41) 30,84 7,70
---------------------------------------------------------------
Dezembro 2003 147 225 372 78 30,39 (-0,64) 27,23 7,75
Novembro 2003 153 208 361 55 29,11 (-0,45) 34,40 5,31
Outubro 2003 153 226 379 73 29,75 (-2,69) 21,40 2,91
Setembro 2003 156 212 368 56 28,81 (+1,73) 32,28 0,62
Agosto 2003 170 211 381 41 25,64 (-2,96) 41,30 0,55
Julho 2003 209 226 435 17 26,28 (+1,14) 54,00 0,48
Junho 2003 168 259 427 91 27,31 (-0,20) 48,22 0,71
Maio 2003 185 261 446 76 25,43 (-0,88) 34,57 1,37
Abril 2003 137 201 338 64 28,59 (-3,09) 40,60 1,61
Março 2003 132 173 305 41 29,78 (-1,54) 33,94 3,01
Fevereiro 2003 177 274 451 97 32,24 (+3,67) 38,65 6,83
Janeiro 2003 158 248 406 90 29,44 (-0,27) 31,19 8,06
---------------------------------------------------------------
Dezembro 2002 151 259 410 108 31,03 (+2,11) -- 5,77
Novembro 2002 163 218 381 55 29,56 (-0,68) -- 6,14
Outubro 2002 201 250 451 49 32,44 (+3,46) -- 0,19
Setembro 2002 177 260 437 83 27,08 (-0,60) -- 1,63
Agosto 2002 165 239 404 74 28,60 (+0,98) -- 2,29
Julho 2002 186 266 452 80 25,14 (-0,40) -- 0,22
Junho 2002 179 239 418 60 27,51 (+1,82) -- 0,00
Maio 2002 132 224 356 92 26,31 (+0,41) -- 2,38
Abril 2002 140 213 353 73 31,68 (-) -- 0,97
Março 2002 164 216 380 52 31,32 (-) -- 4,93
Fevereiro 2002 127 176 303 49 28,57 (-) -- 5,84
Janeiro 2002 151 157 308 06 29,71 (-) -- 10,08
----------------------------------------------------------------
Dezembro 2001 117 181 298 64 28,92 (-) -- 5,00
Novembro 2001 120 161 281 41 30,24 (-) -- 3,66
Outubro 2001 87 106 193 19 28,98 (-) -- 6,81
Setembro 2001 110 174 284 64 27,68 (-) -- 2,33
Agosto 2001 136 216 352 80 27,62 (-) -- 0,84
Julho 2001 142 201 343 59 25,54 (-) -- 0,73
Junho 2001 129 153 282 24 25,69 (-) -- 1,27
Maio 2001 141 198 339 57 25,90 (-) -- 2,65
-----------------------------------------------------------------
Observação: A convenção de cores usada acima é:

verde claro = mínimo do ano
verde escuro = mínimo global (de todos os anos analisados e aqui apresentados)
vermelho claro = máximo do ano
vermelho escuro = máximo global
-----------------------------------------------------------------

*Número entre parênteses é a diferença, em graus Celsius, entre a média das temperaturas máximas dos dias do mês e o valor correspondente do ano anterior. Percebe-se claramente um aumento dessa temperatura média em 2009, quando comparada com 2008.

**Índice médio de poluição atmosférica, medido pela CETESB no centro da cidade de Campinas. De 0 a 50 a qualidade do ar é considerada "boa" e de 51 a 100 é considerada "regular".

***Taxa média de precipitação pluviométrica (chuva) do mês, em milímetros.

(Obs: O editor do Google formata do jeito que ele quer, e não do jeito que eu quero, que eu digito; os números ao lado do mês, separados por espaços em branco, seguem a ordem do título mostrado em marrom, onde Temp.Máx.Média refere-se ao valor médio das temperaturas máximas diárias do referido mês, em graus Celsius)

O próximo passo foi colocar em um gráfico os falecimentos diários de cada mês, para poder cruzar facilmente as variações dos falecimentos diários com as variações dos dados climáticos/ambientais diários. No gráfico abaixo estão colocados os falecimentos diários total (linha preta) e femininos (linha verde) referentes ao mês de abril de 2009, na cidade de Campinas.





(Duplo clique no gráfico amplia a sua apresentação)

Como a Lua é responsável pelas marés oceânicas (maré alta e maré baixa), começei a investigar se haveria alguma influência da fase da Lua nas mortes de pessoas. Aqui surge um problema: não existe um número fixo (7) de dias entre os picos das fases lunares. Portanto, o número total de mortes por fase da Lua ocorrem, em geral, em número distintos de dias. Para amenizar este problema, dividi o número total de mortes em cada fase lunar pelo número de dias da respectiva fase, obtendo um número médio de mortes por dia daquela fase lunar. Para o mês de abril/2009 obteve-se os seguintes resultados:

Fase: Quarto Crescente ----> 15,57/dia
Fase: Cheia ----> 13,71/dia (mín)
Fase: Minguante ----> 13,75/dia
Fase: Nova ----> 16,12/dia (máx)

Portanto, no mês de abril de 2009, o máximo de falecimentos, aqui em Campinas, ocorreu na Lua Nova (16,12 falecimentos por dia, em média) e o mínimo na Lua Cheia. Tomados isoladamente, para um dado mês, esses números nada significam. Para identificar se existe uma correlação entre fases da Lua com os falecimentos, precisamos ter esses resultados para um grande número de meses, o que faremos com o passar do tempo.

Assim como esses números associados às fases da Lua, um outro conjunto de números que não possuem grande significado para um mês isolado em particular, são as mortes que ocorrem, em média, em cada dia da semana. Para o mês de abril de 2009 temos os seguintes resultados:

Domingo ----> 50/4 = 12,5 [50 mortes nos 4 domingos do mês, dando uma média de 12,5 mortes por domingo do mês de abril/2009] (mín)
Segunda-feira ----> 15,5
Terça-feira ----> 13,25
Quarta-feira ----> 14,6
Quinta-feira ----> 12,8
Sexta-feira ----> 16,0
Sábado ----> 19,5 (máx)

Portanto, o máximo de mortes, em abril, ocorreu aos sábados (média de 19,5 mortes por sábado) e o mínimo ocorreu aos domingos (12,5). Somente analisando um grande número de meses podemos identificar alguma tendência mais consistente desses números.

[continua]

Referências:
[1] http://antigo.campinas.sp.gov.br/setec/falecimentos.php

Labels: , , , ,


This page is powered by Blogger. Isn't yours?