Monday, October 04, 2010

 

Meditações do Osho - 32


Vida é sinônimo de Deus. Deus não é o criador da vida, mas a própria vida; ele não é separado dela. A própria idéia de um criador é falsa. Ele não é como um pintor, porque o pintor é separado da sua pintura. Deus é mais como um dançarino, que se torna um com a dança.

Por isso, para venerar Deus, você não precisa ir a um templo, uma mesquita, uma sinagoga. A vida é mais que suficiente. Toda esta terra, toda esta existência está plena de Deus, transbordando de Deus. Ele é o verde e o vermelho e o dourado das árvores. Ele está em todo lugar, você não pode evitá-lo. Colidimos com ele a todo instante.

É justamente porque temos certa idéia de Deus que nos esquecemos dele. Temos a idéia de que ele está num lugar lá longe, no céu, por isso nos esquecemos dele. Abandone essa idéia estúpida e você o encontrará em todos os lugares. Ele está muito próximo.

Certa vez, perguntaram a Ramakrishna: "Onde está Deus?", e ele respondeu: "Diga-me você onde ele não está. Tenho procurado um lugar em que ele não esteja, mas não encontro. Ainda não encontrei um lugar em que ele não esteja".

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: , ,


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?