Friday, October 08, 2010

 

Meditações do Osho - 34


Tudo é uma dádiva da existência. Não merecemos nada disso, não somos dignos de nada. A existência nos dá a vida, a capacidade de amar, de sentir a beleza, de encontrar a verdade - não porque somos dignos disso, não porque merecemos, mas porque ela as tem em abundância.

É como uma nuvem cheia de chuva: precisa chover. E é dessa abundância que recebemos. É como uma flor que tem um perfume inexaurível: ele está fadado a ser levado pelos ventos. É como a luz - sem começo e sem fim. Tem de ser compartilhada; do contrário, torna-se um fardo.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.



Labels: ,


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?