Sunday, February 28, 2010

 

Oscar Quiroga - 853


EM NOME DE...


Em nome das futuras gerações todos os males que permitimos acontecer devem ser redimidos através de atitudes firmes e eficientes. Em nome do mundo melhor que fez nosso coração arder um dia o desânimo deve ser exorcizado. Em nome desse ardor devemos atualizar a consciência de que a vida não vale a pena quando não se tem algo ou alguém por que sacrificar tudo. Nossa vida não é o que acontece quando perdemos tempo pagando contas ou adquirindo novos bens ou nos regozijando com fama e sexo. Nossa vida é o que acontece quando seguimos o caminho proposto naqueles momentos inspirados que, apesar de poucos, são os que demonstram haver um plano superior em andamento, e nós fazendo parte do mesmo. Em nome de tudo que é sagrado, é fundamental lutar.

Tome a iniciativa de propagar o bem através de suas mãos e pensamentos, aja com máxima benevolência, o que nos dias atuais significaria tomar atitudes atrevidas e contrárias à onda da normalidade cultural.

Você está no centro do labirinto que seus próprios passos criaram e agora terá de relembrar o caminho que trouxe você até aqui e agora, desamarrando cada nó feito, desfazendo e consertando cada erro cometido.

Quando as pessoas discutem para ver quem tem a razão do seu lado, o relacionamento vai por água abaixo. Relacionar-se é a arte de encontrar o ponto de encontro no qual todos abrem mãos de suas razões particulares.

Dinheiro não protege ninguém, pelo contrário, cria perigos novos. Sua proteção não reside nos objetos que você compre nem no tamanho da conta bancária, mas nos bons relacionamentos dos quais você fizer parte.


Labels:


Saturday, February 27, 2010

 

Oscar Quiroga - 852


OMISSÃO OU COMISSÃO


O mal do mundo não surgiu do nada, é fiel retrato de como a mente humana funciona. Nós somos todos humanos, nós somos todos responsáveis por esse mal que, de tão grande e forte, hoje nos desanima. Por omissão ou por comissão, o mal é nossa responsabilidade, nós elegemos os representantes que tão erradamente se comportaram, nós permitimos que nossos ideais fossem pisoteados, nós, por pura indolência, fomos deixando que o mal se alastrasse e dominasse. Ante a perspectiva atual, pareceria sensato abandonar toda resistência e simplesmente deixar que o jogo continuasse sem nossa interferência. A omissão é ainda pior do que fazer algo e errar novamente. A luta é sagrada e traz em seu ventre a semente do que parecia morto para sempre.

O desconforto experimentado no ambiente familiar e nos lugares onde você passa a maior parte do tempo não é algo que seja negativo, porque promove o devido movimento para que você busque novos horizontes.

A imaginação despertou fortes desejos e agora você terá de fazer o necessário para levá-los à prática, já que não há nada mais incômodo do que arder interiormente por desejos e nada fazer para realizá-los.

Uma alma humana vale o quanto valem seus relacionamentos. Alma que faz muitas exigências e nenhuma concessão, convencendo-se de estar sempre com a razão, é alma que vai ficando isolada ao longo do tempo e perdendo seu valor.

As coincidências não são meras casualidades, é através delas que o Universo se expressa e manda recados. Porém, estamos falando de Universo, o que significa que os recados não são para sua alma exclusivamente.


Labels:


Friday, February 26, 2010

 

Alimentação Física e Mental


Temos um corpo físico para cumprir a nossa "missão de vida". A nossa missão de vida é facilitar a vida de todos os seres vivos que cruzam o nosso caminho, durante a nossa existência encarnada. Para isso, precisamos interagir, de forma amorosa, com todas as pessoas ao nosso redor. Para cumprir adequadamente a nossa missão de vida, precisamos ter um corpo físico em boas condições de saúde. Portanto, uma de nossas obrigações, enquanto encarnados, é manter nosso corpo físico em boas condições operacionais, com saúde. A saúde do corpo físico depende de dois tipos de alimentações: a alimentação bucal e a alimentação mental. A alimentação bucal correta para manter a nossa vida encarnada é uma alimentação viva e, portanto, crua (não industrializada). Como Jesus já dizia: "A vida (e a saúde) só vem da vida, e da morte só vem (doenças e) morte". Comer alimentação morta (cozida) três vezes ao dia (no café da manhã, almoço e janta) é um processo de suicídio, muito comum hoje em dia. A alimentação mental é constituída de pensamentos que cultivamos rotineiramente em nossa cabeça, que geram emoções correspondentes e que, finalmente, somatizam-se no corpo físico. Maus pensamentos (raiva, medo, pessimismo, etc) somatizam-se em doenças do corpo e podem, dessa forma, também levar à morte do corpo físico. Bons pensamentos (de amor, por exemplo) contribuem para manter o corpo físico com saúde. Devemos usar nosso livre arbítrio para selecionar adequadamente os alimentos físicos e mentais para preservar nosso corpo para que possamos cumprir a contento a missão que viemos executar neste mundo tridimensional. Apenas complementando: a nossa principal alimentação viva é gasosa, constituída pelo ar que respiramos através de nossas narinas e por toda a nossa pele.

Labels: , , , , , , , , , , , , , , ,


 

Oscar Quiroga - 851


SEM ENGANO


Salvo os que pretendem enganar a si mesmos, ignorando a força que fizeram e o empenho com que se meteram nos problemas, aqueles humanos que ainda tiverem um mínimo de bom senso reconhecerão seu dom criativo, assumindo que do mesmo surgiram as dificuldades. É apenas o caso de reorientar essa força que, por ser ignorada, produz desânimo, depressão e pede ao Altíssimo o que o mesmo não deve outorgar. O mundo que abominamos e que atenta contra nosso idealismo é fiel reflexo da displicência com que tratamos assuntos de suma importância no passado. Se nos governos do mundo se empossou o crime, isso é nossa responsabilidade e nos desanimar perante a titânica tarefa de reverter o erros seria o mesmo que abster-se de lutar por viver.

As melhores coisas que nossa humanidade inventou foram provocadas por sérias limitações e constrangimentos. A partir desta constatação, veja com novos olhos suas limitações particulares e tente superá-las já.

Poderia ser tudo simples, mas não é. Onde houver humanos haverá complicação também, porque apesar de todo mundo poder entrar em acordo e lutar pela mesma bandeira, há também o egoísmo que mutila a realidade unificada.

Labels:


Thursday, February 25, 2010

 

Religiões, Organizações Terroristas?


A Igreja Católica ficou muito conhecida por suas atividades terroristas conhecidas como Inquisição. O Islamismo ficou muito conhecido por suas atividades terroristas conhecidas como Guerras Santas. Os fundadores do moderno estado de Israel eram todos terroristas e seguidores do Judaísmo. O movimento terrorista chamado Sionismo nasceu dentro do Judaísmo. O livro sagrado de cada uma dessas religiões é sempre o certo e todos os outros livros sagrados, das outras religiões, são errados, daí a falta de tolerância dos fiéis, que leva ao terrorismo explícito. Nunca confundir espiritualidade com religião. São pontos para se refletir...

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 850


NADA DE ÓDIO, SÓ O CORAÇÃO VENCERÁ


O mundo melhor que tanto desejamos desde sempre e que quanto mais ardemos no passado para vê-lo realizado, mais nos desanima atualmente a perspectiva que temos pela frente, esse mundo melhor ainda precisa de nosso sangue, suor e entusiasmo. Por isso há tanto interesse de nos desanimar com a perspectiva de que o crime pode vencer as instituições e de que nada se pode fazer para superar isso. A desunião é a mãe do desânimo, nada mais eficiente nesse sentido do que você estar coberto de dívidas e com o tempo todo tomado para honrar seus compromissos. Parte a coração reconhecer o quanto fomos enganados, o quanto nos deixamos enganar, mas desistir seria entregar o ouro ao inimigo. Nada de ódio, nada de rancor, apenas o ardor do coração vencerá.

Quaisquer talentos que não forem postos em prática se transformarão em entidades indigestas da alma, que consumirão recursos e vitalidade sem dar nada em troca. Todo talento deve ser experimentado.

Cada pessoa ocupa seu lugar no Universo e é útil dentro de certas circunstâncias, enquanto inútil no meio de outras. Busque sua turma, busque rodear-se de circunstâncias onde sua presença seja útil e benéfica.

Nada pior do que viver tendo ótimas idéias, mas nunca atrever-se a experimentá-las! Com certeza, sempre haverá mais idéias do que realizações, mas este desequilíbrio precisa ser balanceado de tempos em tempos.

Pense um pouco, que sabor teria a vitória que não pudesse ser compartilhada com outras pessoas? Com quem você a celebraria? Não há solidão maior ou mais profunda do que a da vitória que não pode ser compartilhada.

Sacrifício é tudo que se faz em nome de uma causa maior, algo que não pode ser explicado, mas no qual a alma aposta todas suas fichas e luta a favor do movimento. Sacrifício é tudo que é pedido de você atualmente.


Labels:


Wednesday, February 24, 2010

 

Os Pontos de Saída


Embora estejamos cheios de amor, júbilo, saúde e otimismo quando compomos o nosso planejamento de vida encarnada no Outro Lado (mundo não-físico, espiritual), temos total consciência de que a existência encarnada que está por vir será no mínimo difícil. Porisso, acrescentamos ao nosso planejamento cinco diferentes pontos de saída da vida física, cinco oportunidades de retornar novamente ao Lar quando sentirmos que já cumprimos praticamente todos os objetivos aos quais nos propusemos antes de aqui chegar. Podemos nos utilizar de qualquer um deles durante a nossa existência - do primeiro, que geralmente acontece quando somos bebês ou crianças bem pequenas, ao quinto, que em geral é planejado para a nossa velhice.

Exemplos clássicos de prontos de saída são cirurgias, doenças, acidentes, quedas - qualquer acontecimento que possa significar uma ameaça de vida. Todos já ouvimos falar de pessoas que sobreviveram a um acidente ou a uma doença que pareciam fatais, o que simplesmente significa que elas optaram por não utilizar aquele ponto de saída. Também ouvimos falar de pessoas que não sobreviveram a um acidente mais simples, a uma doença menos grave, a uma cirurgia de menor importância, ou, em outras palavras, pessoas que decidiram fazer valer um dos seus pontos de saída que, aos olhos dos outros, parecia algo banal. Embora nada seja mais devastador do que a perda (por morte) de um filho, podemos encontrar uma minúscula partícula de consolo no reconhecimento de que até mesmo o corpo de um bebê abriga um espírito sem idade, eterno, que compôs um planejamento antes de vir à Terra e que optou pelo primeiro ponto de saída (partida) que ele mesmo projetou.

Alguns pontos de saída são tão sutis que mal os percebemos quando nos deparamos com eles. Por exemplo, podemos perder um avião que irá cair no percurso. Suspiramos aliviados, pensando no que teria acontecido conosco se não tivéssemos ficado presos num engarrafamento de trânsito. Mas raramente pensaremos nos motivos que nos afastaram da morte (com ciência da Equipe de Supervisão). Escapar por pouco ou evitar um ponto de saída significa que você optou por não utilizá-lo. Assim, quando repensar a sua vida e tentar identificar os pontos de saída que se apresentaram até hoje, não conclua que, se não passou por um trauma que quase resultou em morte, você ainda não teve disponível um ponto de saída. A rigor, nunca sabemos com certeza dos perigos que nos ameaçaram.

Por outro lado, não entre em pânico se olhar para trás e perceber que já teve três ou quatro pontos de saída aos quarenta e poucos anos. Já passei dos sessenta e só vou retornar ao Lar depois dos noventa. Quando planejamos os pontos de saída, coordenamos sua ocorrência com o resto do nosso planejamento. Não os determinamos com um mesmo intervalo de tempo e nem os agrupamos segundo algum esquema supostamente lógico da Terra. O momento em que os pontos de saída devem acontecer é decidido em total harmonia com o planejamento do qual eles fazem parte e com o espírito que os criou, ainda que essa perfeição só se torne visível aos nossos olhos quando também retornarmos ao Lar, onde, então, poderemos compreender as causas de tudo.

Há pouco tempo, estive com uma cliente chamada Maria, cujo filho de seis meses morrera da chamada síndrome da morte súbita infantil, no ano anterior. Ela ainda sofria muito com essa perda, o que era totalmente compreensível. Quando lhe expliquei sobre os pontos de saída, ela me respondeu que não conseguia imaginar como um recém-nascido poderia sentir que já havia cumprido os objetivos de seu planejamento. Entretanto, à medida que nossa conversa foi se aprofundando, descobrimos juntas que a morte daquela criança acabara por reacender o profundo amor que existia entre Maria e seu marido, um amor que parecia ter ficado perdido no tempo, trazendo também, pela primeira vez, uma verdadeira aproximação entre minha cliente e a mãe, através do consolo que procuraram dar uma à outra. Tal como o espírito desse bebê, existem espíritos cujos objetivos são desprovidos de qualquer egoísmo, que estão aqui para o benefício de sua família, da sociedade, da comunidade médica, do sistema judiciário, ou como doadores de algum órgão. Depois, fiquei extremamente feliz por ter podido dar a Maria uma notícia maravilhosa: o outro filho que ela e o marido estão planejando virá em breve e será um menino. Irá nascer num casamento repleto de amor e de real dedicação, terá a avó mais apaixonada do mundo e viverá uma vida longa, feliz, com muita saúde.

Há mais um ponto essencial do qual não podemos nos esquecer e que insisto em salientar sempre que esse assunto é abordado: o suicídio (consciente) jamais, em tempo algum, é projetado, muito menos usado, como um ponto de saída. Nenhum planejamento inclui o suicídio e, como nosso planejamento é um contrato com Deus, tirar a própria vida significa quebrar completamente esse contrato.

Referência:
Sylvia Browne, As Bênçãos do Outro Lado, Editora Sextante, 2003.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 849


NOSSOS ERROS, NOSSAS FALHAS


Ainda que com todo sofrimento nos dirijamos ao Altíssimo para que redima nossos erros e falhas, isso não acontecerá, porque seria uma tentativa de enganar quem nos dá a Vida. Essas preces enganosas surgem da vontade de esconder de nós mesmos toda a força que fizemos para nos meter nas enrascadas em que nos metemos. Se assumíssemos a força que fizemos logo perceberíamos que não precisamos do Altíssimo para abrir nossos caminhos, nós mesmos podemos fazê-lo. Aliás, devemos fazê-lo, porque ainda que os Seres Espirituais estejam desejosos de nos ajudar, só podem fazê-lo quando nós mesmos começamos a executar o movimento de redenção. Os anos de crime impune nas instituições só aconteceram por nossa indolência. Mudar isso é urgente!

Quando o conforto se transforma no objetivo principal é quando a decadência se instala também. Como algo criativo e inovador poderia realizar-se se a alma só busca confortar-se e deliciar-se com tudo e com todos?

As idéias são como vento na mente, sopram sem você saber de onde vêm nem para onde vão. Apesar da sutileza das idéias, através da força de vontade você pode domesticá-las e obrigá-las a tornar-se concretas.

Tudo que você planejar em nome do progresso, faça-o também em nome do benefício que puder irradiar a todas as pessoas que participam dessa caminhada. A irradiação de benefícios, descobrirá você, é a verdadeira vitória.

Sem nada pelo que sacrificar a própria vida não haveria tampouco verdadeira razão que faça a vida valer a pena. O sacrifício é uma condição que enaltece a natureza humana, elevando-a a uma esfera divina.

Labels:


Tuesday, February 23, 2010

 

Oscar Quiroga - 848


A LUTA SAGRADA


Em tempos desanimados e desoladores como o atual, no qual o crime parece ter vencido e não haveria mais esperança de nada, o estado depressivo se mistura ao lendário egoísmo, dando cria a atitudes insensatas, quando não néscias mesmo. No ato de desespero se erguem as mãos ao céu clamando por salvação, mas o Altíssimo nunca fará por nós o que nós mesmos somos plenamente capazes de executar. Não nos salvará a palavra de Jesus nem a iluminação de Buda, porque nós estamos no centro do labirinto que nossos próprios passos criaram. Obteremos incentivo e ajuda na mesma medida em que arregacemos as mangas e nos dediquemos à luta sagrada contra o crime que se apossou das instituições, fazendo isso independente de vitória ou derrota.

Adquirir novos objetos significaria ter de gastar mais tempo, no futuro, para sua manutenção. Sua liberdade não valerá o mesmo que esses objetos, é muito mais importante ter tempo livre para fazer o que bem desejar.

A criatividade não existiria se não houvesse diferenças e conflitos, porque se todo mundo vivesse no conforto da mesmice ninguém se atreveria a desejar algo diferente, quanto menos esforçar-se para melhorar o mundo.

Labels:


Monday, February 22, 2010

 

Oscar Quiroga - 847


A ESPERANÇA VENCEU O QUÊ MESMO?


Enquanto isso, aqui na Terra o grande mal de anos de governo viciado em crimes impunes é ter difundido desânimo e desencanto nas pessoas idealistas que com tanto ardor apostaram no último reduto de suas esperanças. A propaganda de que a esperança tinha vencido o medo foi de encontro à realidade em que o crime saiu vitorioso sobre as instituições democráticas. Este não é um fenômeno regional, é toda uma tendência histórica cuja maior ameaça é as pessoas idealistas entregarem de vez suas vidas, desistindo do esforço que continua necessário para que o ponto de mutação se torne concreto. A desistência seria ainda mais nefasta do que tudo que foi testemunhado até aqui, porque disseminaria o mal por várias gerações futuras.

A aquisição de novos objetos sempre é acompanhada pela sedutora idéia de que, através dos mesmos, você ganhará tempo livre. Porém, isso é uma ilusão, porque cada objeto requererá tempo para sua devida manutenção.

Nada acontece por acaso, ou você tem alguma dúvida a este respeito? Nada acontece por acaso mesmo e, por isso, este momento em que os caminhos se fecham se deve à necessidade maior de você sossegar e descansar.

Sua independência não aumentará com o distanciamento das pessoas. Pelo contrário, você aumentará a carga de tarefas e responsabilidades e não terá com quem compartilhar suas dúvidas e dilemas.

A fase de crescimento automático foi encerrada, a partir de agora o progresso continuará propício, mas dependente de seu esforço e empenho. Valerá a pena apostar no esforço, frutos deliciosos serão colhidos depois.

Labels:


Sunday, February 21, 2010

 

Oscar Quiroga - 846


TEMPO


Aqui na Terra Brasilis hoje nos devolvem a hora que foi tirada de nós por decreto em 18 de outubro do ano passado. Porém, esta hora devolvida não vem com juros ou correção biológica e não servirá para equilibrar o que foi perdido. É como hora de sono, a que se perde num dia dificilmente se recupera no seguinte. A presunção dos governos do mundo não tem limites, mexe até com o tempo numa clara confissão de que se importam menos com o bem-estar dos seres humanos do que com as finanças que guiam o decreto do horário de verão. Pode até haver boa intenção por trás do mesmo, mas na prática atropela os ciclos biológicos. Afinal, o tempo não é uma instância governamental, sua dimensão é cósmica, está bem acima da presunção de nossa humanidade.

Você não precisa se arriscar demais, porém, tampouco deve evitar os riscos, porque dessa forma você criaria um ritmo paralisante, ficando no mesmo lugar e tendo grande dificuldade para mudar.

Preste serviço, seja útil aos seus semelhantes. Todo dia é uma oportunidade de você usar sua vida em nome da Vida maior da qual faz parte e, assim, promover a continuidade do plano inefável que faz tudo existir.

Labels:


Saturday, February 20, 2010

 

A Batalha da Lua da Colheita (Battle of the Harvest Moon)

"A história oficial é um conto da carochinha"
"Existem teorias de conspirações que são fatos"
"Forças que não conseguem vencer, também não irão deter", Nathan Twining - General dos EUA
"Quem não conhece o passado não interpreta corretamente o presente"

A partir do início do Século XX, a família Rockefeller passou a ter uma enorme projeção econômica e política, passando a dominar, pelos bastidores (portanto, exercendo um governo oculto), o governo oficial dos Estados Unidos da América. O império Rockefeller começou com John Davison Rockefeller ("Senior") que fundou a companhia de petróleo Standard Oil, hoje conhecida como Exxon (Esso). Em 1910, os Rockefellers se associaram aos Morgans e Rothschilds para planejarem a fundação do Federal Reserve Bank (conhecido pela sigla FED), um consórcio de bancos particulares que iria funcionar como o Banco Central dos EUA, para emissão do dinheiro desse país. Para eliminar a forte oposição a essa idéia, eles assassinaram os principais opositores através do afundamento do navio Titanic, em 1912. Em 1913, esse grupo conseguiu a aprovação do FED pelo congresso norte-americano. Em 1914, com a máquina de fabricar dinheiro na mão, os Rockefellers iniciaram a Primeira Guerra Mundial, para retirar dos britânicos a concessão de exploração dos campos de petróleo da Arábia Saudita, o que conseguiram. Durante a Primeira Guerra Mundial, os Rockefellers passaram a apoiar financeiramente os Bolsheviques (Comunistas/soviéticos/sionistas/satanistas) que, em 1917, venceram o regime czarista da Rússia católica. Com essa vitória, os comunistas soviéticos bolsheviques começaram a assassinar os russos brancos católicos, chegando a matar mais de 20.000.000 deles. Com isso, os Rockefellers passaram a ser aliados dos comunistas e conseguiram a concessão de exploração de ricos campos de petróleo na Rússia.

Após a Primeira Guerra Mundial, os britânicos começaram a atrapalhar os Rockefellers na exploração dos campos petrolíferos da Arábia Saudita. Para resolver isso, os Rockefellers planejaram a Segunda Guerra Mundial, apoiando financeiramente e logisticamente a Adolph Hitler. Os britânicos viram que não podiam vencer Hitler e pediram ajuda norte-americana, que só veio após os britânicos assinarem acordo de não mais atrapalharem a exploração dos Rockefellers na Arábia Saudita, o que se confirmou após a guerra.

Portanto, após a Segunda Guerra Mundial, os Rockefellers eram aliados (secretos) do regime comunista soviético, controlado pelos bolsheviques satânicos do Kremlin. Os russos brancos católicos, que foram depostos do poder em 1917 pelos bolsheviques, passaram a agir na clandestinidade para recuperar o poder, o que vieram a conseguir cerca de 60 anos depois, apenas no final dos anos 1970. Atualmente, a Rússia é um país católico não-comunista, que segue a religião católica ortodoxa, e não é aliada aos Rockefellers. Coordena um grupo de poder chamado de Novo Kremlin.

A batalha mais decisiva do Século XX, conhecida como a Batalha da Lua da Colheita (Battle of the Harvest Moon), ocorreu no dia 27 de setembro de 1977, e você não ficou sabendo de nada disso! Foi uma batalha espacial entre os EUA (controlado pelos quatro irmãos Rockefellers) e a União Soviética (já controlada pela facção católica russa do Kremlin). E a Rússia ganhou e os Rockefellers perderam. Vejamos os antecedentes desta batalha divisora de águas [1].

Em 4 de outubro de 1957, a Era Espacial tem início com o lançamento do satélite espacial Sputnik Um pela União Soviética, com 184 libras de peso. Menos de um mês depois, ela lançou o Sputnik II pesando meia tonelada e levando um cachorro a bordo. A União Soviética continuou um recorde após o outro no espaço, como o primeiro homem no espaço (Yuri Gagarin), a primeira mulher no espaço, o primeiro passeio espacial (fora da cápsula espacial), recordes sucessivos de permanência em órbita da Terra, etc. etc.

Três anos e meio após o lançamento do Sputnik I, em 25 de maio de 1961, o presidente John F. Kennedy anunciou um programa de impacto: os EUA estão lançando um programa para colocar um homen na Lua e retorná-lo são e salvo para a Terra antes do final da década (de 1960).

Desde o início, a corrida espacial dos EUA para colocar um homem na Lua teve um objetivo militar. O ímpeto para essa corrida consistia em um desenvolvimento aparentemente não-relacionado - o LASER (Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation), que tinha sido inventado em 1960. O Laser era uma sequência previsível de uma invenção americana anterior chamada de MASER (Microwave Amplification by Stimulated Emission of Radiation), inventado em 1953. Os lasers extremamente poderosos e destrutivos poderiam também ser projetados para atingir grandes distâncias no espaço para serem utilizados em guerra espacial. Uma arma energeticamente mais poderosa do que o laser é a arma chamada de Feixe de Partículas. Na arma de feixe de partículas, grande quantidade de átomos são desmembrados em pedaços e atirados de um barril para um alvo distante através de um feixe concentrado contínuo que viaja pelo espaço com quase a velocidade da luz. Esse processo requer fantásticas quantidades de energia, e seus efeitos em qualquer alvo são também fantásticos. Os próprios átomos que constituem o alvo são estraçalhados em pedaços pelo feixe, o o alvo explode. Com os lasers e os feixes de partículas como potencialmente novas armas militares, a Lua rapidamente tornou-se um objetivo militar convidativo. A Lua está a cerca de 360.000 km da Terra e uma nave espacial convencional leva vários dias para cobrir esta distância; mas, leva apenas 1,5 segundos para um raio de rádio ou de luz viajar por essa distância. Portanto, uma base na Lua, equipada com armas de feixe de partículas ou lasers de alta potência seria capaz de atingir qualquer lugar visível da Terra dentro de 2 segundos após acionar o gatilho dessa arma; e durante qualquer período de 24 horas, praticamente todas as áreas populadas da Terra podem ser vistas da Lua. As únicas exceções são as regiões do Ártico e Antártica durante partes de cada mês. Como o Feixe de Partículas pode furar através das núvens ou tempestades para atingir algum alvo, a base lunar seria uma arma que poderia ser usada para qualquer condição de clima. Finalmente, uma vez em operação, esta base lunar iria estar virtualmente imune ao ataque por qualquer arma menos sofisticada. Por exemplo, se um foguete fosse lançado da Terra para a Lua com uma ogiva nuclear para destruir a base lunar, isso não teria qualquer utilidade. Muito antes desse foguete chegar à Lua, ele poderia ser destruído por um tiro dado pelo Feixe de Partículas. Quando os Rockefellers souberam deste grande potencial da Lua para propósitos militares, foi tomada a decisão de lançar um programa de impacto (crash program) para sequestrar a Lua para este propósito. Portanto, um projeto militar que suplantava em muito o Projeto Manhattan (da bomba atômica) foi colocado em marcha, à vista de todos, mas com o propósito deste projeto lunar mantido em segredo.

Na época da missão Apollo 17, em dezembro de 1972, o programa espacial tinha se tornado uma rotina para muitos norte-americanos. Neste ponto, as viajens espaciais foram removidas da visão pública (lançamentos de Cabo Canaveral, na Flórida) para um local secreto (ilha) no Oceano Índico chamado Diego Garcia. Enquanto isso, os Rockefellers, através de sua agência controlada chamada CIA (Central Intelligence Agency), trabalhava aceleradamente, em total segredo, para desenvolver as armas de feixe em locais fora dos EUA - como na instação da Espanha para experimentos com lasers (apoiado pela CIA). Em 1972, esses experimentos ainda estavam longe de uma arma adequada para ser instalada na Lua. Mas, devido a certos desenvolvimentos na União Soviética, tomou-se a decisão de acabar prematuramente o Programa Apollo para que a construção da base secreta na Lua pudesse ser apressada.

Por outro lado, começando em 1967, a União Soviética lançou um programa massivo para desenvolver uma arma de feixe de partículas. Isto é no que os russos começaram a se concentrar ao invés de um vôo imediato à Lua no fim dos anos 1960. Então, em 1971, o Programa de Defesa Civil Soviético foi aumentado; e, em 4 de outubro de 1972, a Defesa Civil Soviética foi elevada ao status dos Serviços Armados. Menos de 3 meses mais tarde, em dezembro de 1972, Apollo 17 tornou-se o último vôo americano à Lua a ser reconhecido publicamente. De 1972 a 1977, muito da União Soviética foi literalmente parar de baixo do solo, com muitos silos subterrâneos abastecidos de grãos norte-americanos e milhares de abrigos subterrâneos capazes de suportar ataques bem próximos de mísseis ICBM (InterContinental Ballistic Missel). Centros de comandos estratégicos e redes de comunicações estão agora (1977) no subterrâneo na União Soviética. Isso foi feito não apenas para sobreviver a qualquer ataque de mísseis, mas também para prover alguma proteção contra qualquer possível ataque de feixe de partículas vindos da Lua.

No início de 1973, logo após o suposto fim do programa lunar dos EUA, começou-se a preparar um lugar chamado Diego Garcia, no Oceano Índico. Supostamente, os EUA estavam apenas construindo algumas instalações de comunicações por lá, mas medidas drásticas foram tomadas, como a expulsão de todos os 20.000 moradores nativos desta pequena ilha para outras localidades. Em seguida, começou-se a falar que Deigo Garcia tornou-se uma nova base naval dos EUA. Mas a estória não está completa: Diego Garcia é o novo porto espacial do qual missões secretas para a Lua tem sido lançadas durante o período de construção da base lunar norte-americana. Diego Garcia é praticamente um porto lunar perfeito por ficar quase no equador da Terra.

Durante o ano de 1977, uma corrida mortal e não-visível esteve em desenvolvimento para ver quem conseguiria ter primeiro uma arma operacional de Feixe de Partículas: os Rockefellers (EUA), na sua base secreta lunar; ou a União Soviética, na órbita da Terra. Em 17 de julho de 1977, um grande satélite soviético, chamado Cosmos 929, foi lançado. Ele espantou os observadores de satélites por causa de seu estranho comportamento com sinais de rádio. A maioria dos observadores concluiram que ele era não-tripulado, por não foi detectada qualquer comunicação verbal vinda dele; mas ele era tripulado! Ele era um satélite duplo, consistindo de um módulo de comando e um módulo separado que era uma arma de feixe de partículas. Todas as comunicações entre a tripulação do Cosmos 929 e a rede de rastreamento soviética era feita por feixes modulados de laser, que não podia ser detectado por ninguém que não estivesse diretamente no percurso do feixe óptico. O feixe de partículas é uma arma mais espantosa do que as bombas atômicas e de hidrogênio.

Enquanto isso, os astronautas americanos na Lua trabalhavam em um ritmo acelerado para tentar colocar sua instalação do feixe de partículas no status operacional. No início de setembro de 1977, a primeira unidade de feixe de partículas na Lua estava sendo montada. Alguns dias mais tarde, a tripulação do Cosmos 929 testou sua unidade de feixe de partículas atirando no espaço vazio, para ver se ela funcionava corretamente. E ela funcionou! O passo seguinte foi testar o feixe contra um alvo: o alvo escolhido foi um satélite espião dos EUA, quando ele passava sobre o Observatório Petrozavodsk, ao leste do sul da Finlândia. O Cosmos 929 estava cerca de 1.000 milhas ao sul, próximo ao Mar Negro, no dia 20 de setembro de 1977, e a Lua estava no outro lado da Terra. A equipe americana da base lunar, portanto, não tinham condições de observar este teste. Auxiliado por computadores, o Cosmos 929 mirou e atirou: o satélite americano transformou-se em uma imensa bola de fogo de luz (confundida como um UFO por muitos observadores).

No dia 26 de setembro de 1977, o pessoal americano na base lunar secreta dos Rockefeller, alojada na Cratera Copérnico, estava quase pronto. O Feixe de Partículas deles estava quase operacional - mas eles estavam um pouco atrasados. No final desse dia, a União Soviética começou a bombardear a base lunar com um feixe de partículas de nêutrons. Durante toda a noite, e durante todo o dia seguinte (27 de setembro de 1977) a base lunar foi bombardeada sem piedade com radiação de nêutrons igual àquela produzida por uma bomba de nêutrons; e naquela noite, quando os americanos olhavam para a Lua cheia pacífica no céu, conhecida com a Lua da Colheita (Harvest Moon), os últimos poucos americanos na Lua estavam morrendo pela radiação de nêutrons. Os Estados Unidos da América tinham acabado de perder a Batalha da Lua da Colheita.

Em 1945, os EUA tornaram-se a primeira nação da Terra a usar uma espantosa nova super-arma, a Bomba Atômica; agora (1977), a União Soviética ganhou a corrida para chegar a uma nova super-arma - o Feixe de Partículas, que mostrou-se mais decisiva hoje do que a Bomba Atômica em 1945.

No mesmo dia, terça-feira de 27 de setembro de 1977 (em que os EUA perderam a Batalha da Lua da Colheita), o ministro das Relações Exteriores Soviético Andrei Gromyko deu um ultimato aos EUA em um discurso nas Nações Unidas. Nesse discurso ele exigiu que um novo acordo de limitação de armas nucleares fosse firmado "sem perda de tempo". A maioria das pessoas não reconheceu isso como um velado ultimato, mas os Rockefellers entenderam o recado. Gromiko acrescentou que a União Soviética estava pronta para suspender os testes nucleares subterrâneos por um período, mesmo se outros países não o fizessem. A razão dissa afirmação, que surpreendeu a todos, é que a arma de Feixe de Partículas suplanta todas as armas nucleares na linha de frente dos armamentos soviéticos. Naquela noite, uma reunião noturna não-usual com o presidente Jimmy Carter foi acertada às pressas, na Casa Branca, por exigência de Gromiko. Atendo-se aos pontos essenciais, eis o que Gromiko disse a Carter e ao Secretário de Estado Cyrus Vance na noite da Lua da Colheita - 27 de setembro de 1977: Nós, a União Soviética, destruímos hoje a base lunar americana, que os seus patrocinadores (os Rockefellers) planejavam usar contra nós na guerra que vem. Agora somos nós que estamos no comando; e agora, nós obrigaremos vocês a uma guerra que vocês têm trabalhado duro para fazer acontecer. A guerra agora será travada nas nossas condições, não não suas; e vocês não darão qualquer indício público de nada disso aqui informado. Se vocês não cumprirem isso, eu estou autorizado a informá-los que vocês e seus patrocinadores perderão seus status na América assim como suas vidas.

No dia seguinte (28.09.1977), uma enorme frota de submarinos soviéticos começou a se mover do Mar Barents e do Mar de Okhotsk, para respectivamente as costas leste e oeste dos Estados Unidos (que já possuía centenas de mísseis atômicos posicionados nas costas marítimas dos EUA e inúmeras bombas atômicas e de hidrogênio plantadas junto às barragens de rios e lagos em todos os estados daquele país, facilitado pelos Rockefellers, que até esta data eram aliados dos soviéticos, antes da Batalha da Lua da Colheita).

No dia seguinte (29.09.1977) o programa espacial dos EUA começou a ter problemas: pela segunda vez em duas semanas, após muitos anos de lançamentos impecáveis, um foguete americano abruptamente explodiu durante o lançamento (algo facilmente implementado com uma arma de feixe de partículas). Este foguete, um Atlas Centauro, estava levando um importante satélite de comunicações para ser estacionado sobre o Oceano Índico.

No dia seguinte (30.09.1977), Gromiko volta para Moscou e as atividades do Centro Espacial da NASA em Houston relacionadas com a Base Lunar Americana foram encerradas. Neste dia já estavam em órbita dois satélites matadores soviéticos, da classe Cosmos 929, equipados com feixe de partículas (para eliminar satélites espiões americanos). No dia 29 de outubro de 1977 já eram oito! E a União Soviética está eliminando (em 1977!) um a um todos os satélites estratégicos (espiões) americanos, criando grandes bolas de fogo sobre a Rússia, como comentado anteriormente (com relação ao primeiro satélite espião eliminado com esta arma). O vovô de todas essas bolas de fogo apareceu na noite de 18 de outubro de 1977 sobre os Estados Unidos: era a explosão no ar da Estação Espacial Americana de 85 toneladas conhecida como SKYLAB, lançada 4 anos atrás, que chegou ao fim espetacularmente nas mãos de um Interceptador Soviético da classe Cosmos.

Em 29 de setembro de 1977, apenas dois dias após a Batalha da Lua da Colheita e do ultimato de Gromiko a Jimmy Carter, a União Soviética lançou a Estação Espacial Salyut 6. Este foi o mesmo dia que o foguete Atlas Centauro tornou-se o segundo foguete americano, em duas semanas, a explodir durante o lançamento. A colocação em órbita do Salyut 6 sinalizou o começo da primeira missão tripulada soviética para a Lua.

Em 9 de outubro de 1977, o Soyuz 25 foi lançado com uma tripulação de dois homens para ligar-se com a Salyut 6, para acoplar um propulsor lunar (já disponível na Salyut 6) e seguir viagem para a Lua. No dia 16 de outubro de 1977, após entrar na órbita lunar, a tripulação da Soyuz 25 destacou um pacote de retransmissão de rádio e deixou ele em órbita lunar enquanto eles desceram à superfície lunar. Assim como os americanos chamados Armstrong e Aldrin tornaram-se os primeiros seres humanos a pisarem no lado próximo (o lado visível da Terra) da Lua, dois russos chamados Kovalyonok e Ryumin tornaram-se os primeiros a aterrisarem no lado afastado (o lado invisível da Terra) da Lua, na Cratera Júlio Verne. A União Soviética está agora (1977) trabalhando rapidamente para fazer a mesma coisa que o governo controlado dos Estados Unidos tentou fazer: estabelecer uma base com armas de feixe de partículas na superfície da Lua.

A operação agora (1977) em andamento na Cratera Júlio Verne é estritamente uma etapa intermediária. O lado oculto da Lua está sendo usado puramente como um lugar seguro, já que lá todos os preparativos preliminares podem ser feitos sem nenhuma chance de observação ou retaliação pelos Estados Unidos. O plano é montar tudo que é necessário para uma instalação inicial de um Feixe de Partículas - incluindo equipamento, grupo de astronautas, equipamento de suporte de vida, etc. - em um local seguro no lado oculto. Em seguida, foguetes serão usados para transportar tudo para a localização desejada no lado visível da Terra, rapidamente e tudo de uma vez. No dia 27 de outubro de 1977, cosmonautas russos adicionais se juntaram à tripulação da Soyuz 25, na Cratera Júlio Verne, trazendo componentes da arma de feixe de partículas (Particle Beam).

Dia 9 de outubro de 1977, o ministro britânico das Relações Exteriores David Owen foi de Londres para Moscou para formalizar a capitulação da Grã-Bretanha. No dia 14 de outubro de 1977 foi a vez dos Estados Unidos da América capitularem para a União Soviética (usando canais intermediários).

Referência:
[1] http://www.peterdavidbeter.com/

Labels: , , ,


 

Oscar Quiroga - 845


NADA DETERÁ O AVANÇO


Nada deterá o avanço da verdade que libertará nossa humanidade e descortinará o panorama de beleza que é a Vida. Contudo, é este avanço inexorável o que provoca reações iradas da parte dessa facção de nossa espécie que não quer ver a liberdade reger a civilização e ainda tem força suficiente para provocar problemas e tumultos. Porém, força não é poder e ninguém que esteja lutando a favor do avanço da luz deve fazê-lo com raiva, mas com o coração munido de compaixão, inclusive por aqueles que mereceriam repúdio. Nada deterá o avanço da verdade que liberta, por isso, que razão haveria para usar as mesmas armas raivosas e odientas dos que pretendam deter este avanço? Nenhuma! A divina indiferença desintegrará os autoritários anacrônicos.

A timidez é ambição às avessas, pois de tanto pretender chegar longe e mostrar serviço a alma sente que tudo seria areia demais para seu caminhãozinho e, assim, se retrai e decide ficar aquém do que ela mesma deseja.

Iniciar uma briga é fácil, difícil é concluí-la, inclusive porque raramente alguém é vencedor numa contenda. É isso mesmo, nunca haverá vencedores nem vencidos em nenhuma briga, porque as pessoas ficam no mesmo nível.

Em vez de perder tempo explicando o inexplicável, dedique-se de forma prática a resolver todas as questões que surgirem, sem pedir ajuda nem palpite a ninguém, apenas experimentando o que sua intuição informar.

Labels:


Friday, February 19, 2010

 

Luto e Dor

"Rezar é pedir a Deus, e meditar é ouvir a resposta", Sylvia Browne

O luto é uma dor enorme, um sentimento que entorpece e paralisa. Aprender a sobreviver à dor faz parte dos motivos que nos levaram a escolher uma nova experiência encarnada sobre a Terra, pois todo o sofrimento nos fortalece e nos faz crescer. Não existe luto no Outro Lado (na realidade espiritual, não-física), porisso a Terra é o único lugar onde podemos enfrentá-lo, crescer com ele e, assim, ir aumentando a nossa sabedoria eterna. Lembre-se que o nosso tempo sobre a Terra é uma escola. O luto é o curso mais difícil no qual nos inscrevemos. Para passar nesse curso, temos que sobreviver à dor.

Não anestesie a dor com medicamentos. É preciso viver totalmente a dor no instante em que ela nos atinge, pois uma emoção tão forte, escondida através da negação, ficará alojada em nosso organismo, trazendo consequências desastrosas para nossa saúde física (como o câncer).

Nesta situação, selecione com cuidado as pessoas e os objetos que deseja ter ao seu redor. Evite ao máximo qualquer tipo de negatividade, seja de pessoas, jornal, televisão, rádio ou qualquer outra fonte. Este é o momento de assumir claramente uma posição: "Venha me trazer apoio, caso contrário, mantenha distância".

Apesar de difícil de acreditar, qualquer que seja a causa do seu luto, ela foi planejada por você antes de você chegar na Terra (antes de encarnar). Na vida de qualquer pessoa sempre existiu e existe um sentido e um propósito muito maior para essa perda do que somos capazes de perceber quando estamos imersos na dor. Porisso, aguente firme - é exatamente porque você planejou tudo isso, que existe um resultado mais adiante, que você irá constatar. Ditados do tipo "mais cedo ou mais tarde tudo isso acabará trazendo alguma coisa boa", ou ""seja lá como for, essas coisas sempre devem ser para o nosso bem", são uma outra forma de dizer: "Já que isso faz parte do meu contrato com Deus, existe um bom motivo para o que está acontecendo, e um dia eu saberei qual é".

Fonte:
Sylvia Browne, As Bênçãos do Outro Lado, Editora Sextante, 2003.

Labels: , ,


 

Oscar Quiroga - 844


A FALA E AS CRIANÇAS


Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade fala muito, mas diz pouco. Todos deveríamos questionar seriamente o conteúdo do que falamos para restringir as bobagens feitas palavras que de tanto ser repetidas acabam acontecendo. Para fazer isso poderíamos, por exemplo, nos colocar imaginariamente na frente de uma platéia de crianças e conferir se o que queremos falar seria de algum interesse para elas. Se nossa humanidade adulta não tiver nada de bom para dizer às crianças, melhor seria que fechasse a boca e se abstivesse de falar até o momento em que suas palavras pudessem transmitir algo do interesse delas, que são o futuro. A nós, adultos, nos disseram muita bobagem em tom sério e assim nos foi. Para que repetir o erro?

A grande aventura de nosso tempo é dominar a mente. Pense bem, se uma imagem pode ser perturbadora e mudar seu humor, você também poderia dedicar-se a imaginar o que for de seu agrado para dominar a mente e o humor.

Labels:


Thursday, February 18, 2010

 

Oscar Quiroga - 843


DUAS FACÇÕES E NADA MAIS


O circo da civilização está pegando fogo e isso significa que não há mais distinção entre artistas e platéia, todos fazem parte do espetáculo. No estado calamitoso travestido pela encenação de que está tudo bem, as verdadeiras tendências que guiam as atitudes se mostram claramente e, assim, o mundo humano se divide nas duas facções lendárias, há os que se importam com seus semelhantes e fazem o possível para ajudar e há, também, os que enxergam seus semelhantes como obstáculos que devem ser dominados e escravizados. Não há meio termo na atualidade, ou se luta a favor da real liberdade que extinga a calamidade, ou se faz parte da facção que pretende fazer da calamidade a oportunidade de impor a restrição dos direitos.

Labels:


Wednesday, February 17, 2010

 

Oscar Quiroga - 842


PÉSSIMAS INTENÇÕES


Há uma facção mal intencionada que durante muito tempo se movimentou nos bastidores dos governos do mundo, alimentando as conhecidas teorias de conspiração que foram tidas como exageradas. Porém, o que parecia inverossímil é verdadeiro, esta facção muito mal intencionada existe e se movimenta com firmeza, não mais nos bastidores, porque hoje em dia ocupa o lugar de protagonista da cena mundial, promovendo a onda ditatorial que encontra acolhimento na alma desses personagens que pensam fazer o certo ao alimentar o conflito de classes e a luta entre as pessoas de uma mesma espécie. A péssima intenção dessa facção sempre foi a de manter nossa humanidade dividida, porque assim é fácil dominá-la. Liberdade? Por enquanto apenas uma fantasia!

Labels:


Tuesday, February 16, 2010

 

Oscar Quiroga - 841


ESPETÁCULOS SOBRE ESPETÁCULOS


Espetáculo tão belo quanto a conjunção de Vênus e Júpiter ofuscaria o espetáculo aqui na Terra dos desfiles de Carnaval. Porém, ao mesmo tempo a conjunção estelar ocorre muito próxima do Sol e, por isso, não podemos apreciá-la daqui da Terra, nossa estrela brilha mais e impede a vista. Assim mesmo acontece conosco, tendo luzes maiores e melhores para contemplar e das quais nos alimentar, nossa presunção mesquinha provoca tal deslumbramento sistemático que perdemos de vista o que é essencial, o que nos tornaria realmente grandiosos, tal qual fantasia nossa vaidade. Quem puder enxergar além de seu próprio nariz, esse sim merece todas as honrarias. Paradoxalmente, são essas pessoas as que não buscam honrarias ou recompensas, apenas são o que são.

Valorize as pessoas não apenas mentalmente, mas elogiando-as quando agirem de forma eficiente. Falar bem das pessoas é muito mais importante do que criticá-las, porque as incentiva a continuar melhorando.

A alegria sempre será a prova de que as coisas caminham bem, a despeito de as circunstâncias serem adversas. A alegria é a nota musical do Universo que preserva a Vida na mais elevada sintonia possível.

O que for de seu merecimento será conquistado de forma inevitável, porém, não sem o devido esforço, porque para nossa humanidade nada cai do céu de graça, tudo deve ser obtido na base da luta fervorosa.


Labels:


Monday, February 15, 2010

 

Oscar Quiroga - 840


OBJETIVO E SUBJETIVO


Objetivamente falando, é um milagre que haja vida inteligente neste nosso pequeno, belo e assustado planeta, já que existimos entre lava ardente, equilibrados numa fina crosta de terra aparentemente firme, e o infinito espaço, protegidos por uma ainda mais fina capa atmosférica. Porém, apesar da precariedade que pode transformar-se em cataclismo a qualquer momento, mesmo assim nascemos pretensiosos, atirados e cheios de nós mesmos, como se este milagre cósmico merecesse o pouco valor que lhe damos. Subjetivamente falando, a instabilidade de nossa existência física é uma ilusão, porque as formas vão e vêm enquanto a vida permanece eterna. Esta verdade tampouco merece nossa empáfia. De onde vem, então, tanta ignorância?

As pessoas incentivam as outras com muita facilidade, porque não se colocam no lugar delas. De certa forma esse incentivo é bem-vindo, porque positivo, mas não é forte o suficiente para livrar você do trabalho posterior.

Ser coadjuvante não é inferior a ser protagonista. Porém, todo mundo quer estar no centro do palco, atraindo toda a atenção. Assim acontece o de sempre, por todos lados há excesso de caciques e nenhum índio para trabalhar.

A sabedoria se demonstra através da economia, não necessariamente a dos recursos materiais, mas principalmente através de atitudes comedidas, porém, eficientes. Usar pouco e fazer muito, isto é sabedoria.

Muito se diz por aí, mas pouco se faz. Por isso mesmo é melhor continuar agindo sem grande alarde, porque a vantagem conferida pela prática será sempre insuperável. Trate com indiferença as bravatas e exageros.

Labels:


Sunday, February 14, 2010

 

A Escola chamada Terra

"O que você realmente aprendeu quando as coisas iam bem?"

Temos uma alma divina e eterna. Esta alma está em constante evolução e, para isso, se reveste de corpos distintos para adquirir experiências com essas diversas vestimentas. Somos, portanto, seres imortais e não devemos ter medo da morte, pois a morte não existe. O que chamamos de nascimento e morte são apenas mecanismos através dos quais entramos e saímos dos corpos físicos que escolhemos ocupar enquanto estamos encarnados nesta realidade tridimensional. Portanto, são meios pelos quais os nossos espíritos viajam de uma dimensão para outra. Atravessamos todas essas vidas (nas formas encarnadas e desencarnadas), mas continuamos a ser sempre aquele mesmo espírito que Deus criou, que segue acumulando sabedoria ao longo do tempo. Cada passo que damos nessa jornada eterna é afetado por cada passo anterior, certo ou errado, que já demos para chegar até aqui.

Podemos fazer uma comparação bem simples. Pense em nossa existência encarnada na Terra como um ano escolar e considere o Outro Lado (vivenciado na condição desencarnada) como as férias de verão. Depois dessas férias, retornamos para mais um ano na escola (da vida) levando conosco o benefício de todas as lições e experiências que tivermos aprendido nos anos anteriores - seja na escola ou seja durante as férias. Nunca somos obrigados a recomeçar do zero a cada volta à escola.

Portanto, somos o mesmo espírito, único e singular, por toda a eternidade, abrindo nossos caminhos com o que aprendemos nessa dura escola da Terra e na educação sagrada dos ensinamentos que recebemos no nosso Lar (no Outro Lado, sem o corpo físico). Embora não possamos perceber conscientemente, as nossas vidas passadas exercem, todos os dias, um grande impacto em nossa vida presente. Somos, atualmente, um retrato fiel de nossa bagagem cármica acumulada ao longo de nossa existência.

Antes de encarnar (quando ainda estamos no nosso Lar, no Outro Lado), planejamos os erros que iremos cometer para podermos aprender com eles. Lembre-se: a dor, as feridas, o ressentimento, os maus tratos, as críticas, as preocupações, os medos e todas as formas de negatividade são realidades terrenas (tridimensionais), obras do ser humano e não de Deus. Nada disso existe no Outro Lado, e é exatamente este o motivo que nos faz vir aqui de tempos em tempos - a Terra é o único lugar onde nossos espíritos podem passar pela experiência de aprender a crescer com as dificuldades que enfrenta. Quando fazemos a transição daqui para lá, somos abençoados com a recordação total de cada momento de cada existência que vivemos, no Lar e na Terra, e de cada lição que aprendemos.

Um trem só vai para frente quando existe um atrito (uma resistência) entre suas rodas e os trilhos. Da mesma forma, você só vai para frente quando existe alguma dificuldade para você superar. O objetivo de nossos erros é aprender com eles. Não podemos aprender com nossos erros se nos recusarmos a assumir responsabilidade por eles. Quando colocamos nos outros a culpa por nossos erros, privamos a nós mesmos do conhecimento, o que é uma forma garantida de nos desviarmos dos caminhos que planejamos no nosso Lar.

Pense nos seus erros e lembre-se que você os incluiu em seu planejamento para que eles lhe ensinasse alguma coisa. A melhor maneira de saber se você realmente aprendeu com seus erros é observar, com toda a honestidade possível, se você os está repetindo. Saiba que, se você estiver insistindo em cometer os mesmos erros, você está fora do caminho inicialmente proposto. Não se lastime pelo que não fez, faça-o agora. Nunca é tarde para você começar a fazer a coisa certa, pois sua vida é infinita e ela irá acumulando os seus acertos, resultando em sua evolução espiritual.

Expressar a nossa divindade interior significa dedicar tempo e energia a algum ato de generosidade, alguma causa, algum objetivo, que sejam maiores e melhores do que nós, que elevem esta Terra e a tornem um lugar melhor para a nossa estada (esta é a nossa missão de vida). A melhor forma de atingir nosso objetivo como seres espirituais é louvar a Deus através de cada gesto, palavra ou ação de amor, compaixão e generosidade por todos os seres vivos que nos rodeiam.

Como cada planejamento feito é criado de maneira a expressar a profunda consciência de nossa sagrada divindade interior, nenhum deles jamais inclui cometermos o suicídio, o autoflagelo ou a falta de respeito por si mesmo.

O planejamento que fazemos (no nosso Lar, para a próxima existência encarnada) envolve um nível imenso de detalhes. Decidimos sobre nossos pais, dia e local de nascimento, raça, preferência sexual, forças e fraquezas físicas e psicológicas, irmãos e irmãs, filhos, amigos, inimigos, bons e maus relacionamentos amorosos, situação financeira, interesses, desinteresses, capacidade mental, vantagens, obstáculos, cada aspecto de nossa existência tridimensional é escolhido de maneira específica, de acordo com o que já experimentamos em vidas anteriores, com o que aprendemos no intervalo (entre encarnações) que passamos no Outro Lado e com o que decidimos alcançar nesta vida atual.

Também planejamos os problemas cruciais que iremos enfrentar. Compreendê-los nos fará entender que as forças e conflitos que enfrentamos não são, de maneira alguma, casuais. Nós os projetamos para garantir que nosso tempo aqui não seja desperdiçado e que essa escola tão dura que todos nós frequentamos seja a melhor oportunidade possível de aprendizagem e crescimento, na eterna viagem de nossa alma. Logo, nunca invente um "bode expiatório" para os seus problemas físicos e mentais...

Bibliografia consultada:
Sylvia Browne, As Bênçãos do Outro Lado, Editora Sextante, 2003.

Labels: , , , , , , , , , , , ,


 

Oscar Quiroga - 839


A FICHA CAIRÁ


É propício mudar o foco da consciência, o que requer esforço e persistência. No começo isso dói bastante, é como o que ocorre com os olhos que se adaptaram à escuridão e repentinamente têm contato com a luz. Porém, esta dor é incidental, não é a protagonista da história, porque a glória de ver a luz e de participar de tudo com maior lucidez sobreleva o sacrifício. É propício mudar o foco da consciência porque a vida de nossas vidas é próxima o suficiente para que o façamos não mais individualmente, mas de forma coletiva, com o próprio planeta Terra participando do evento. A ficha cairá e perceberemos que o que nos parecia real era ilusão, assim como também o que temíamos como desgraça nada mais era do que maior graça se aproximando.

A desconfiança é o inimigo absoluto dos bons relacionamentos. Como poderiam as pessoas trocarem informações preciosas entre si com suas almas tomadas pela desconfiança? Simplesmente, não poderiam.

O conforto não é um objetivo em si, mas um meio através do qual você tenha uma margem de manobra ampla para avançar nos empreendimentos que tenha em mente. Se conforto é o objetivo principal, algo está errado.

Os empreendimentos de hoje em dia, que produzem entusiasmo, serão os esforços futuros para preservar o que se iniciou com ardor. Os inícios sempre são divertidos, mas a preservação desses é que é imprescindível.

Fazer planos é bom, mas praticá-los é muito melhor. Nesse sentido, vale mais a pena frustrar-se por tentar e não dar certo do que por nunca ter se atrevido a colocar em prática seus mirabolantes planos.

Fazer é necessário, porém mais importante do que fazer é o fato de ser imprescindível fazer junto com alguém, porque na reunião de forças reside toda a riqueza que sua alma está procurando. Riqueza é relacionamento.

Fazer sacrifícios em nome de boas causas vale a pena. Porém, sacrificar-se por motivos banais é um desperdiço que sua alma nunca deveria cometer. Agora é tempo de sacrifícios, só falta ver em nome de que causa fazê-los.

Labels:


Saturday, February 13, 2010

 

Vinagre e Verruga


Esta técnica caseira, e bem natural, funcionou comigo: para remover verrugas, umedeça um pequeno chumaço de algodão com vinagre de maçã e o coloque sobre a verruga, afixando-o com um esparadrapo. Refaça essa aplicação todos os dias. Dessa forma, após três semanas, consegui me livrar de uma verruga grande que eu tinha na perna direita, que eu não tinha tido sucesso em sua remoção utilizando outras técnicas. É um processo lento e pouco agressivo à pele. Para quem não tem pressa, vale a pena tentar...

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 838


O QUE ACONTECE?


A inexorável aproximação da fonte original da vida de nossas vidas é perturbadora, do ponto de vista do mundo diametralmente oposto que nos acostumamos a chamar de realidade. Contudo, a perturbação é incidental, passa longe de ser a protagonista da história. Porém, a teimosia em recusar-nos a enxergar a realidade como ela é, proveniente do interior, da subjetividade que nos anima, é a decisão que tomamos constantemente e que nos faz achar que a graça seja uma desgraça. Quando libertamos, através de meditação e esforço subjetivo, a vida que nos anima no centro abstrato do coração, nosso corpo range e se queixa, porque está habituado ao confinamento. Assim mesmo está acontecendo com o planeta Terra nos dias atuais.

Desconfie dos pensamentos que coloquem a conquista de maior conforto como objetivo principal. O conforto funciona bem quando é apenas um meio de ir mais longe e não quando provoca estagnação e excesso de preguiça.

Os bens que não circulam perdem seu valor e mofam em algum canto obscuro. Quando você compartilha seus bens, faz com que suas riquezas inerentes brilhem e se multipliquem. Porém, pouca gente compreende isso.

Labels:


Friday, February 12, 2010

 

Oscar Quiroga - 837


CONFLITO DE INTERESSES


Enquanto isso, aqui na Terra tudo pressiona na direção de decisões criativas, o que provoca conflito de interesses, porque de um lado há os visionários, ardorosos seguidores dos ideais avançados, e do outro lado há os favoráveis a deixar tudo como está, porque em time que está ganhando não se mexe, argumentam. Quem tem razão maior? Dessa vez o lado dos visionários entende melhor a situação, ainda que por pura intuição, pois a estabilidade atual do mundo é uma ilusão, a tendência é o declínio sistemático e inexorável do que hoje parece tão sólido e estável. Por isso a pressão, que vem de dentro, para que os humanos empossados em lugares chaves dos governos mundiais tomem decisões criativas e inovadoras, com olhos no futuro e não no presente.

Labels:


Thursday, February 11, 2010

 

Bases Militares Subterrâneas Profundas (D.U.M.B.)


Nos Estados Unidos (e em outros países, como a Noruega) existem bases militares subterrâneas construídas a grande profundidade, chamadas por eles de DUMB (Deep Underground Military Bases). Por que elas foram construídas? Certamente para abrigar pessoas da Elite Mundial; é muito provável que você não tenha um cartão (ou chip implantado) que dê acesso a essas instalações, não é mesmo? Para a população em geral, os Estados Unidos construíram centenas de grandes Campos de Concentração (de extermínio, estilo nazista), gerenciados pela FEMA (Federal Emergency Management Agency), que já comprou milhões de grandes caixões de plástico para enterrar os cadáveres (existe vídeo no YouTube mostrando parte destes enormes estoques de caixões, como os da Georgia; procure que você irá encontrar). Certamente, os governos envolvidos na construção dessas grandes bases subterrâneas (tema associado à Alternativa 2) estão esperando grandes calamidades na superfície de nosso planeta (talvez um evento cósmico catastrófico/apocalíptico, como a aproximação de Nibiru/Planeta X/Absinto/Destruidor/Chupão/Higienizador/Hercóbulus?), que poderá dizimar boa parte da população presente na superfície externa da Terra. Essas bases subterrâneas são ligadas entre si por túneis, pelos quais circulam trens que se deslocam velozmente, acima de Mach 1.0 (acima da velocidade do som). No vídeo abaixo mostra-se a grandiosidade dessas construções e a preocupação em se abastecer de alimentos esses lugares (mostra-se, inclusive, um local em que se cultiva arroz nessas bases profundas):

http://www.youtube.com/watch?v=uEDAE_9v4h0

Dados adicionais podem ser vistos aqui:

1. http://www.youtube.com/watch?v=xbJ421c_OmA
2. http://www.youtube.com/watch?v=eSjtyAIAy2c
3. http://www.youtube.com/watch?v=fCG-iomEGfg
4. http://www.youtube.com/watch?v=JdMyxAchRnQ
5. http://www.youtube.com/watch?v=GL-_MwkdPdU
6. http://www.youtube.com/watch?v=rW7OURIY1uA
7. http://www.youtube.com/watch?v=lQPGJSIq3ys

Labels: , , , , ,


 

Mensagem de Mãe Maria


Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.


Este é um momento de ação, de por em prática tudo que vos foi ensinado, tudo que foi resgatado de vossos passados, lembranças, lições, todo o aprendizado que vos forneceu a bagagem para que pudesses atingir um novo patamar de consciência e, assim, tornar possível a vós o acesso ao mundo da unidade, da abundância e do bem-estar infinito.


Agir, amados, compatibilizando vossas ações com a vossa verdade, restabelecendo a harmonia em vossas vidas, demonstrando que é possível sim viver em comunhão com todos os reinos, que é possível sim compartilhar tudo que adquiristes para que possais receber tudo ainda que vos falta para concluir vossa jornada no mundo da ação.


Dar e receber, compreender e ser compreendido, amar e ser amado, essa é a tônica daqueles que anseiam atravessar o portal do mundo da dualidade para o mundo da comunhão com Deus.


Lembrai-vos que vossos corpos precisam ser harmonizados; vosso físico precisa ser cuidado com esmero, vosso emocional precisa ser despojado de todas as emoções acumuladas por conta da vossa separação de Deus, vosso mental precisa romper a barreira do limite, despojando-se de todos os preconceitos para reconhecer o propósito maior de vossas passagens pelo mundo da ação.


É hora de resgatar a disciplina, para tornar vossos corpos físicos os receptáculos ideais de vossas almas.


Deixai, pois, rapidamente para traz toda espécie de alimento alterado em sua natureza; desprezai alimentos artificiais, eis que eles só trazem prejuízo para vossos corpos.


É hora de resgatar a simplicidade ao comer, é tempo de voltar vossas atenções para tudo que vem da natureza, eis que a natureza fornece todos os nutrientes necessários para vossos corpos.


É tempo também de nutrir vossos corpos com a água benfazeja que conduz luz às vossas células.


É hora, ainda, de exercitar vossos corpos, para que eles se mantenham saudáveis e, saudáveis suportem as transformações que rapidamente se introduzem em vossa Mãe Terra.


Sem esses cuidados vossos corpos não readquirirão a leveza necessária para conter as novas freqüências e as novas vibrações que chegam ao vosso planeta.


Cuidai também de vossas emoções.


Sabeis já que emoções originadas nas atribulações de vossos dia a dia vos tornam vulneráveis, levando-vos a absorver toda sorte de negatividade que a humanidade alimenta através do inconsciente coletivo, negatividade que se entranha em vossos corpos toda vez que a frequência da alegria e do amor se ausentam das vossas vidas.


Buscai cultivar a alegria, buscai compreender vossos sentimentos - por mais contraditórios que eles vos pareçam -, buscai dar um fim aos mal-entendidos, buscai vos aproximar novamente daqueles que vos magoaram, para que possais colocar um ponto final nas pendências que carregais ao longo da jornada e que só fazem vos manter atados ao mundo da ilusão.


Correi atrás da liberdade, amados!


Mergulhai em vosso corpo mental buscando o silêncio como forma de deixar vir à tona todos os preconceitos que ainda fazem de vós um ser limitado.

Sabeis já que o limite é fruto de vossos pensamentos, e de todas as assertivas que aceitastes como verdade ao longo de vossa existência.


Resgatar vossa verdade se faz urgente neste tempo, pois sem ela não há como transpor o último obstáculo que vos leva a ascensão.


A vossa verdade, e só ela, aquela que emerge de vossos corações é quem norteará vossos passos neste período de transição rumo à comunhão com Deus.


Sem reconhecê-la não há como reencontrar o caminho. Lembrai-vos do exemplo e das palavras de vosso Mestre e Irmão: “Eu Sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim”; cultivai essa verdade no vosso dia a dia!


Bem amados, é hora, pois, de atuar conscientemente em busca de resgatar vossa unidade; é através da unificação de vossos corpos que vossos horizontes deixarão de ser limitados; é através da manifestação do ser uno que sois em essência que o mundo da ação deixará de refletir o caos, a dor e o limite, para se transformar no mundo da paz e da alegria onde o amor impera soberano, onde todos os reinos convivem em total harmonia, onde o equilíbrio é restaurado em todos os planos, onde guerras, doenças, escassez serão nada mais que uma vaga lembrança de um longo caminho percorrido e que neste tempo chega ao fim.


Determinação, fé e disciplina; abraçai esses atributos do divino para que possais continuar sempre em frente, sem esmorecer, alimentando a certeza de que a luz se revela cada vez mais intensa na medida em que ousais assumir a responsabilidade por todos os vossos atos, para corrigir todos os passos que não foram dados em sintonia com a divindade que existe em cada um de vós.


Bem amados, que vossas orações alimentem mais e mais a vossa fé, que a fé no vosso poder crístico vos ajude a reencontrar vossa verdade, que a determinação seja a alavanca para que possais reunificar vossos corpos, e que o amor faça resplandecer a divina face de cada Filho da Terra, para que juntos possais iluminar o caminho que vos introduz em uma nova dimensão de realidade onde Ser é a meta final.


Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.


Mensagem de Mãe Maria-03-2010 canalizada por Jane M. Ribeiro aos 07/02/2010.

Labels:


 

Oscar Quiroga - 836


DOENÇA E GLÓRIA


No exato momento em que um ser humano decide abrir seu coração e permite que os melhores sentimentos e potencialidades se tornem práticas cotidianas, o corpo físico range como porta velha que não é aberta há muitos anos, manifestando sintomas que parecem doença. Porém, doença era o estado anterior, no qual a luz central do coração, a vida da vida, a glória de nossa alma estava confinada sem meio de expressão. A aparente doença provocada pela sua libertação é apenas uma purificação. O que ocorre com cada ser individual também acontece com nosso planeta belo e assustado, a libertação da vida confinada em seu centro é um tumulto semelhante ao Apocalipse, mas esta ocorrência é insignificante perante a glória que é revelar a Vida.

Para que sua alma não se acomode ou se deixe levar pela preguiça, acontecem situações tensas que mostram a proximidade de riscos sérios. Assim sua alma fica alerta e concentrada em tudo que precisa ser feito.

Labels:


Wednesday, February 10, 2010

 

Oscar Quiroga - 835


OS MILITANTES DA ILUSÃO


Aqui na Terra tudo é o contrário do que parece, as notícias divulgadas não refletem a realidade das tendências, servem apenas aos interesses da ilusão, que tem um exército de mentirosos e mentirosas militando em seu favor. Porém, não se deve julgar com severidade os militantes da ilusão, porque eles e elas estão tão cobertos de engano que acreditam nessa ilusão. É que tudo, aqui na Terra civilizada, é o avesso do real, ricos não são os que acumularam muitos bens materiais, porque eles e elas se tornaram escravos de suas conquistas, comprometeram todo o tempo para administrá-las. Enquanto isso, os ricos verdadeiros são os que se contentam com pouco, porque os tesouros da vida subjetiva fluem através de suas presenças de forma inesgotável.

Quando tudo parece que está dando certo, lá vem mais uma onda de contrariedades. Difícil aceitá-las como bons sinais, mas é isso que elas são, porque deixam sua alma em estado de atenção e mais concentrada no que faz.

Ninguém está acima do bem e do mal, todos os humanos nos encontramos mergulhados na dualidade de tudo e, por isso, não temos como deixar de encontrar cara a cara o resultado de qualquer injustiça que cometamos.

É inevitável julgar as pessoas, porque a mente funciona assim mesmo, julgando. Então, já que é para julgar, sugiro que você use mais o que as pessoas fazem do que o que elas falam para julgá-las com sabedoria.

Labels:


Tuesday, February 09, 2010

 

Refrigerantes e Câncer

"Repense tudo que você faz rotineiramente"

Refrigerantes açucarados são muito apreciados por crianças e adultos, sendo considerados uma bebida de pouca periculosidade para a saúde das pessoas. O artigo abaixo [1] sugere que repensemos esse falso conceito. Na minha opinião, os refrigerantes sem açucar (light ou diet), mas contendo adoçantes artificiais como o aspartame, são muito piores do que os refrigerantes comuns açucarados, tratados abaixo. Prefira beber água ou um suco natural de frutas. Seu corpo vai agradecer.


Refrigerante é associado a risco de câncer de pâncreas

Tomar duas ou mais latas de refrigerante com açucar por semana aumenta em 87% o risco de câncer no pâncreas, sugere estudo científico feito com mais de 60 mil pessoas, em Cingapura, e publicado na revista científica "Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention".

Os pesquisadores acompanharam esse grupo durante 14 anos. Nesse período, 140 voluntários desenvolveram câncer de pâncreas. O estudo não aponta, entretanto, a relação causal exata entre o consumo dessas bebidas e o aparecimento do câncer.

De acordo com Mark Pereira, coordenador do estudo, da Universidade de Minnesota, uma das hipóteses é que a quantidade de açucar dessas bebidas aumenta os níveis de insulina no sangue e poderia contribuir para o crescimento das células cancerosas no pâncreas.

Segundo o cirurgião oncológico Felipe José Coimbra, do Hospital A.C. Camargo, as causas mais conhecidas de câncer no pâncreas são o histórico familiar da doença, casos de pancreatite hereditária, tabagismo e diabetes. A obesidade parece também ter influência, mas ainda não há nada comprovado.

"Por enquanto, não há nenhum alimento que comprovadamente cause o câncer no pâncreas. O estudo poderá servir de orientação, especialmente para pessoas em grupos de risco", diz.

Coimbra pondera, porém, que o estudo não é conclusivo e não dá para fazer especulações sobre qual o mecanismo de ação (só dá para concluir que refrigerantes açucarados contribuem para o surgimento de câncer no pâncreas!). "Não sabemos se a doença surgiu por causa do açucar das bebidas, por causa de algum corante ou conservante específico. Mas é um primeiro passo", afirma.

O câncer de pâncreas é considerado um dos mais agressivos do sistema digestivo. O diagnóstico geralmente é tardio e a taxa de sobrevida de cinco anos, para os pacientes, é de apenas 5%.

Em [2] temos as seguintes informações adicionais, relacionadas a este assunto. Note que os sucos de frutas açucarados (industrializados) também ficam na categoria de "vilões", nesse texto.

Fonte: comunidade Santo Daime
autoria do texto Alexandre Azevedo.
O autor agradece toda crítica e sugestão sobre o tema abordado.

OS REFRIGERANTES são uma mistura horrível de ácido fosfórico, ácido málico, ácido carbônico e ácido eritórbico, entre outras coisas. Há vários outros componentes prejudiciais nestas bebidas não-alcoólicas, além de açúcar refinado. A diferença entre os refrigerantes comuns e os dietéticos é que nestes se usa um substituto para o açúcar, tão nocivo que nos Estados Unidos, cada recipiente precisa ter um aviso no rótulo (como os cigarros), alguns desses aditivos derivam do alcatrão de hulha, outro carcinógeno. Nos refrigerantes pretos (colas), além de tudo isso, há a adição da cafeína. Há somente uma razão para se colocar cafeína em uma bebida não-alcoólica: criar dependência. É criminoso que uma bebida tão letal seja dada, rotineiramente, às nossas crianças.

A quantidade diária de açúcar refinado suportável para o nosso organismo é de meio grama (0,5 grama), por adulto com peso de 60 kg em média. Deve-se diminuir mais ainda esta proporção para crianças. Um único refrigerante contém cerca de 25 gramas de açúcar; uma xícara de café uns 10 a 15 gramas.

Numa pesquisa com ratos, em que injetaram l5 cc de Coca-Cola na cavidade abdominal, todos morreram. Quando se injetou l cc diário, a longo prazo, os ratos sofreram paralisia vertebral e perderam os pêlos após um mês; todas as cobaias também morreram. Os homens não sofrem tantas desgraças em tão pouco tempo, mas o uso prolongado desta bebida causa diabetes, arteriosclerose, problemas cardíacos e prisão de ventre. Comportamento impaciente, miopia, dentes estragados e ossos fracos têm muito a ver com tal bebida.

A boa saúde do nosso organismo também depende do equilíbrio entre o cálcio e o fósforo. Assim, o hábito de beber refrigerantes rouba o cálcio de nosso corpo, pois ele será extraído dos nossos dentes e ossos para a corrente sangüínea a fim de ajudar a controlar o ácido fosfórico, o qual quando é excretado carrega com ele o cálcio solto levando o corpo a uma condição conhecida como osteoporose.

“Cientistas da Universidade de Harvard descobriram que refrigerantes, diet ou não, dificultam o aproveitamento de cálcio pelo organismo. Os ossos ficam mais sujeitos à osteoporose e mais fáceis de quebrar. Os riscos aumentam se a preferência for pelos refrigerantes à base de cola (pretos)”. Fonte: revista Boa Forma, maio de 2001, ano 16, nº 5, edição 167, pág. 115, Editora Abril.

Só o fato de existir açúcar refinado nos refrigerantes já é razão de sobra para não consumir tais bebidas.

“Açúcar e sal. O Consumo deve ser evitado. São substâncias nocivas ao funcionamento do cérebro. Segundo Jean Carper, a dieta ideal para acender a mente é próxima àquela que moldou o cérebro da espécie: a dieta dos homens primitivos... Ela privilegia as pesquisas de Boyd Eaton, evolucionista nutricional da Emory University, de Atlanta, e co-autor do livro ‘The paleolithic prescription’. As pesquisas de evolucionismo nutricional mostram que os homens primitivos ingeriam cinco vezes mais vitaminas e sais minerais do que ingerimos hoje...” Fonte: Jornal do Commercio, edição de 31/12/2000, domingo.

No organismo, 68% do alimento se transforma em açúcar e, a seguir, em glicose. O açúcar contido nos alimentos que ingerimos participa do processo digestivo, enquanto o açúcar refinado das balas, chocolate, refrigerantes, etc. vai diretamente para o sangue. Por exemplo: enquanto o amido do arroz integral participa do processo digestivo, o açúcar refinado vai direto para a corrente sangüínea, que sobrecarregada com ele, levará o fígado e o pâncreas a trabalharem em demasia, ocasionando desequilíbrio no organismo e provocando as tão conhecidas doenças modernas.

O açúcar pode estimular propriedades inflamatórias do colesterol LDL... De acordo com as novas pesquisas, tais inflamações podem levar à ruptura de placas de gordura, levando a complicações ligadas à arteriosclerose, como os ataques cardíacos e derrames.

É curioso saber que uma pessoa não necessita de nenhum açúcar branco, pois a alimentação comum fornece toda a glicose necessária às necessidades orgânicas, seja de um sedentário ou de um desportista. Todo o açúcar extra, ingerido por meio das miríades de guloseimas hoje disponíveis, sejam sorvetes, refrigerantes etc, representa uma tremenda sobrecarga que o organismo tem que suportar. O diabetes, por exemplo, pode ser entendido como o resultado do cansaço do organismo por ter de lidar com tanto açúcar.

Além de roubar o cálcio e o magnésio dos ossos e dentes, o açúcar refinado rouba o complexo B do sistema nervoso, resultando em “nervos à flor da pele”.

Referências:
[1] Fernanda Bassette, Jornal Folha de S. Paulo, Seção Saúde, pg. C7, 9 de fevereiro de 2010.
[2] http://reflexo-natural.blogspot.com/2010/01/refrigerantes-05-de-17.html

Labels: , , , ,


This page is powered by Blogger. Isn't yours?