Tuesday, August 31, 2010

 

Oscar Quiroga - 1023


FRACASSOS E VITÓRIAS


O fracasso é em muitos casos devido à deficiência das circunstâncias e ao momento ser inoportuno, não servindo para julgar o talento de quem fracassa ou se as técnicas utilizadas tenham sido falhas. Da mesma forma, a vitória nem sempre significa que tenha vencido a alma mais competente nem tampouco que seus métodos sejam excelentes. Transformações lentas estão em gestação no íntimo do Ser e não é admirável que tudo esteja virado do avesso, com os oprimidos transfigurados em opressores e os outrora opressores em franco processo de arrependimento e redenção. Neste angu civilizado existimos todos aqui e agora, tendo apenas o coração para nos guiar e a firme suspeita de que só os laços fraternos nos salvarão do desastre.

Labels:


Sunday, August 29, 2010

 

Oscar Quiroga - 1022


ÉTICA É EQUILÍBRIO


Na essência da ética está o dar e receber, o equilíbrio que concerne aos humanos entre a apropriação e a devolução. Muito receber e pouco dar em troca é falta de ética, porém, o contrário também é o mesmo, muito oferecer sem nada receber em troca tampouco é ética. A essência da ética é a própria busca do equilíbrio, que não é um destino final mediante o qual a alma se dedica depois a descansar. Todo equilíbrio é uma condição trabalhosa, que requer ajuste e compensação constante. A ética, portanto, não se circunscreve ao lado abstrato dos relacionamentos humanos, mas se estende, por exemplo, ao ato de comer, pois, que ética haveria em retirar nutrientes de vegetais e animais o tempo inteiro sem oferecer a esses reinos algo em troca?

Labels:


Saturday, August 28, 2010

 

Oscar Quiroga - 1021


VIVER NO UNIVERSO SEM SER UNIVERSAL


As mentes limitadas por ignorância acidental ou intencional detestam a idéia de que haja o espírito Universal que integra e unifica toda a diversidade, que lhes parece mais atrativa e importante. Porém, o próprio fato de os ingredientes diversos do Universo ser dependentes entre si é prova cabal dessa Unidade que subjaz na aparente discordância da diversidade. Evoluir é aproximar-se conscientemente da Unidade e aplicar esta visão na forma de ética, tratando os odientos com compaixão, porque realmente não sabem o que fazem e quanto mais ignoram, mais violentos se tornam, sem perceber que só fazem mal a si mesmos e aos seus próximos bem queridos. Quem coloca as pessoas umas contra as outras obstaculiza a evolução e paga muito caro por isso, pois, como se poderia viver no Universo tentando não ser Universal?

Labels:


Friday, August 27, 2010

 

Oscar Quiroga - 1020


A DEPENDÊNCIA


A óbvia dependência que há entre todos os seres humanos é a prova cabal da unidade de nossa espécie. A óbvia dependência de nosso reino com outros reinos e com o próprio planeta Terra é outra prova da unidade, assim como a dependência de nosso planeta Terra em relação ao Sol e deste com a Galáxia nos leva a perceber a total unidade do Cosmo inteiro. A discórdia, o pecado, o demérito e a ignorância acidental ou intencional da Unidade, tudo isso também está incluído nessa unidade integrada e coesa que é o Cosmo. Por que nos preocupamos tanto então? Certamente porque em nossas cavilações íntimas percebemos que todos poderíamos fazer muito mais do que fazemos. Abandonar-se à indolência quebra o circuito de constante esforço de integração evolutiva.

Labels:


Thursday, August 26, 2010

 

O Ego


Todos nós nascemos sem um ego. Quando uma criança nasce, ela é apenas consciência: flutuando, fluindo, lúcida, inocente, virgem, sem ego. Aos poucos, o ego é criado pelos outros. O ego é o efeito acumulado das opiniões dos outros sobre você. Um vizinho chega e diz "Que criança bonita!", e olha para a criança com um olhar de apreciação. Então o ego começa a funcionar. Alguém sorri, uma outra pessoa não sorri. Algumas vezes a mãe é muito carinhosa, outras vezes ela está muito zangada. E a criança vai aprendendo que não é aceita como ela é. Seu ser não é aceito de forma incondicional: há condições a serem satisfeitas. Se ela grita e chora e há visitas na casa, sua mãe se zanga. Se ela grita e chora, mas não há visitas na casa, sua mãe não se importa. Se ela não grita, nem chora, sua mãe a recompensa sempre com beijos amorosos e com carinho. Quando há visitas, se a criança sabe ficar quieta, em silêncio, sua mãe fica muito feliz e a recompensa. A criança vai aprendendo as opiniões dos outros sobre si mesma olhando no espelho dos relacionamentos.

Você não pode ver a sua face diretamente. Você tem que olhar em um espelho, e no espelho você pode reconhecer sua face. Esse reflexo se torna sua idéia de sua face, e há milhares de espelhos a seu redor, todos eles refletindo algo de você. Alguém o ama, alguém o odeia, alguém é indiferente. E então, aos poucos, a criança cresce e continua acumulando as opiniões de outras pessoas. A essência total dessas opiniões dos outros constitui o ego. A pessoa começa a olhar para si mesma da forma como os outros a vêem. Começa a se olhar de fora: isso é o ego. Se as pessoas gostam dela e a aplaudem, ela pensa ser bela, estar sendo aceita. Se as pessoas não a aplaudem e não gostam dela, rejeitando-a, ela se sente condenada. Ela está continuamente procurando formas e meios para ser apreciada, para ser repetidamente assegurada de que possui valor, que possui um mérito, um sentido e um significado. Então a pessoa passa a ter medo de ser ela mesma (e, com isso, desagradar os outros). É preciso encaixar-se na opinião dos outros.

Se você deixar de lado o ego, subitamente você se tornará novamente uma criança. Você não estará mais preocupado com o que os outros pensam sobre você, não prestará mais atenção àquilo que os outros dizem de você. Nesse momento, você terá deixado cair o espelho. Ele não tem mais sentido: a face é sua, então por que perguntar ao espelho?

Fonte: Osho, Osho de A a Z: Um dicionário espiritual do aqui e agora, Editora Sextante, 2004.

Labels: , ,


 

Oscar Quiroga - 1019


CERTO E ERRADO ABSOLUTO


Todo ser humano que preze sua natureza deve meditar sobre o que é certo e errado a todo momento, pois, o que o diferencia dos animais é o fato de os instintos não informarem como devem ser satisfeitos. Como resultado disso a consciência humana se torna responsável pela forma que dá à sua vida. É possível discutir sobre a relatividade do que é errado e certo, sempre haverá duas formas possíveis de abordagem para cada uma das instâncias. Porém, em nome do vínculo que mantemos com os outros reinos, visíveis e invisíveis, que também evoluem neste planeta, ninguém que esteja em seu são juízo relativizaria a questão de que o mais certo é o que contribui com a evolução e o definitivamente errado é tudo que lhe provoca adversidade.

Labels:


Wednesday, August 25, 2010

 

Oscar Quiroga - 1018


SER E NÃO SER


Se toda questão tem dois lados diferentes para abordá-lo, isso é resultado de o próprio Universo ser e não ser, existir simultaneamente no aspecto unificado e diversificado. Porém, os dois aspectos são um e o mesmo, tudo está ligado, o observador, aquilo que é observado e o próprio ato de observar são feitos da mesma essência. Amante, amado e o amor são o mesmo. Odiento, o odiado e o ato de odiar também são o mesmo. Para que tantas diferenças então? Em nome da experiência e do enriquecimento que esta provoca. Cada peça no Universo cumpre sua função e todas em conjunto acrescentam glória ao que nem precisa dela, mas aproximar-se deste estado de ser é de um prazer inenarrável. Você é o que você busca e o que você busca está em busca de você também.

Labels:


Tuesday, August 24, 2010

 

Meditações do Osho - 9


O homem tem de transcender a sua vontade própria para se tornar parte da vontade divina. Ele tem de abandonar a vontade própria, pois ela é que é o problema. Quando nossa vontade é dissolvida, a existência começa a funcionar através de nós. Então não há mais amargura, não há ansiedade - você se torna totalmente relaxado -, não há mais problemas.

Todos os problemas surgem por causa de sua vontade própria, pois vontade significa lutar contra o todo. É uma luta, e luta só gera tensão. E, dessa forma, você está destinado a fracassar, portanto, por mais que lute, você sabe no fundo do coração que isso é fútil, que você não conseguirá derrotar o todo.

Você só pode se dar bem com o todo, não contra ele. E, no momento em que você abre mão da sua vontade, tudo lhe pertence. De repente, todo o universo abre as portas para você. São revelados a você todos os mistérios, são-lhe entregues todos os segredos, todas as chaves. O paradoxo é que, ao se entregar e abrir mão da vontade própria, você se torna o mestre. E, apegando-se à vontade e lutando por ela, você continua sendo um escravo.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1017


A LUA VAZIA DA DESPREOCUPAÇÃO


Data estelar: Lua será Vazia das 5h31 até 11h12, horário de Brasília.
Minerais, vegetais e animais, e isso só para falar do mundo visível, pois, do lado invisível há elementais e seres ainda mais sofisticados e estranhos para nossos padrões, tudo e todos respondem sem hesitação ao chamado evolutivo. Enquanto isso, nossa humanidade anda empatando esse impulso, em parte com bons motivos, porque por ser humana precisa decidir a evolução, não apenas seguir o impulso. Porém, por outro lado há decisões sinistras e intencionais para deter a evolução. Este é o verdadeiro mal, cuja marca pode ser encontrada em pequenos gestos individuais feitos inadvertidamente até enormes conspirações mundiais. Numa mínima tentativa de contra-arrestar o mal, aproveite a Lua Vazia da manhã e dedique-se a praticar a sagrada arte da despreocupação.

Labels:


Monday, August 23, 2010

 

Meditações do Osho - 8


A existência só pode ser contactada na entrega total. Menos que isso não basta. Assim como a água evapora a uma temperatura de cem graus, a entrega total ocorre quando o ego evapora, quando você é apenas um espaço vazio. Não há nada dentro - há um grande silêncio, infinito, ilimitado, mas ninguém está lá.

Esse é o momento em que todo o céu desce e entra em você, quando a terra e o céu se encontram, quando você é transformado de um ser mortal numa alma imortal.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1016


CERTO E ERRADO


A distinção entre o certo e errado está na própria substância do que nos torna humanos. Como nossos instintos, que nem merecem ser chamados assim, não informam o destino nem como satisfazê-los, entre o impulso desses e sua resolução experimentamos uma espécie de terra de ninguém, a margem de manobra que chamamos de livre arbítrio. Evidentemente, se há o que escolher se impõem as normas de distinção entre o certo e errado. Por isso, nada mais brutal há entre nós do que a tentativa de relativizar até o infinito essa distinção, pois, sem essa retornamos a ser animais, o que seria um insulto à nossa humanidade e aos próprios animais. Meditar constantemente sobre o que é certo e errado é o mínimo que um ser humano deve fazer em nome de sua própria humanidade.

Labels:


Sunday, August 22, 2010

 

Oscar Quiroga - 1015


SINAIS E EXPERIÊNCIAS


O mais claro sinal que temos para nos dar ânimo e motivação e continuarmos o árduo treinamento íntimo que nos conduz à percepção direta e consistente da realidade mais real é observar o quanto as autoridades mundiais não mandam mais nada. Ante a ruptura da linha de comando reagem os aproveitadores de plantão, aqueles que sempre foram oprimidos por essa autoridade, mas que no íntimo a cobiçavam e agora vêem a oportunidade de ocupar esse lugar. Contudo, este ato é como ocupar um castelo em ruínas, cuja opulência é apenas uma sombra, é uma prisão. Reunir-se em pequenos grupos para estudar o divino, orar, compartilhar experiências e buscar iniciar-se no caminho espiritual, nada mais do que isso é necessário para viver bem hoje em dia.

Labels:


Saturday, August 21, 2010

 

Oscar Quiroga - 1014


A RECOMPOSIÇÃO


O excesso de atenção que nossa humanidade dá ao mundo objetivo é a essência do desequilíbrio e, por que não dizê-lo?, do desespero também. Enquanto isso, o vasto infinito de que somos feitos aguarda com sábia paciência que decidamos treinar nossos sentidos subjetivos para ver o que precisa ser visto, o ser que somos. Porém, o excesso de objetividade precisa ser resolvido, já que fomos nós mesmos, pelas decisões tomadas em nosso passado, os que amarramos e aprisionamos o Ser Real em nossos corações. Nós, conscientemente, temos de devolver as prerrogativas reais ao Ser que Somos, e isso requer treino constante. Além do treino, têm as crises sérias de ordem mundial para que recomponhamos a escala de valores com que julgamos tudo.

Labels:


Friday, August 20, 2010

 

Meditações do Osho - 7


O bem-estar do homem é com a existência. Se nos tornarmos enraizados na existência, somos seres plenos e saudáveis. Se permanecermos sem a existência, ficamos sem raízes, sem alimento.

A existência é a terra, é nosso alimento, nosso bem-estar. E toda a vida nada mais é que uma exploração - uma exploração da fonte de nosso bem-estar.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1013


PLANOS MAIORES E MENORES


Quando você pensava que já estava tudo certo e combinado, eis que a maré traz novas informações e desbarata os planos tão bem estabelecidos. Cada ser humano, como resultado de seu potencial e atividade criativa, faz e desfaz continuamente enquanto respira entre o céu e a terra. Porém, tudo isso acontece integrado a uma Vida Maior que também faz e desfaz de acordo com Planos Maiores. De tempos em tempos, isso se torna perceptível entre nós como os momentos em que acontecimentos de grande magnitude sobrelevam nossos esforços. Para os cegos de espírito isto é motivo de desespero. Para os que enxergam um pouquinho de espírito, isto é motivo de alento. Para os que vêem o poder de ver é experiência alegre e abundantemente amorosa.

Labels:


Thursday, August 19, 2010

 

Meditações do Osho - 6


Ame sem destinatário certo.

Ame toda a existência. Ela é uma realidade. As árvores e as montanhas e as pessoas, na verdade, não são diferentes. Todos nós participamos juntos, coexistimos em profunda harmonia. Respiramos oxigênio e exalamos dióxido de carbono. As árvores respiram dióxido de carbono e exalam oxigênio. Ora, sem as árvores não poderíamos existir. Estamos todos juntos, nós nos interpenetramos. E é assim que toda a existência é interligada.

Por isso, ame sem destinatário certo: as árvores, as estrelas, as montanhas, as pessoas, os animais. O importante não é quem você ama, o importante é que você ama.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1012


LUA VAZIA


Nesse pequeno, mas crítico período de tempo em que a Lua crescerá Vazia, nossa humanidade pode inadvertidamente enfiar os pés pelas mãos. Isso é resultado de a consciência estar focada quase que exclusivamente na agenda produtiva, na objetivação de interesses práticos. A existência humana não se resume a isso, há também o que é subjetivo, a consciência que navega na direção do Ser. Ideal seria que todos os humanos organizassem o tempo para alternar os estados de consciência entre a objetividade e a subjetividade, mas nosso treino cultural não é este, somos programados para a objetividade. Por isso, em tempos de Lua Vazia, propícios à subjetividade, por pura teimosia e ignorância nossa humanidade tende a cometer muitos desatinos.

Labels:


Wednesday, August 18, 2010

 

Mensagem de Mãe Maria


Amados Filhos,


Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.


Compreensão, o momento por que passais pede compreensão.


Vossos corpos físicos ainda estão muito densos para absorver o enorme acumulo de energia que flui para vosso planeta.


As últimas configurações planetárias, ocorridas em vossos céus, geraram forte pressão sobre vossas vidas.


Concluir vossos processos de purificação é tarefa indispensável se quereis verdadeiramente seguir em frente no caminho da ascensão.

Esse caminho não comporta mais conflitos, emoções contraditórias, julgamentos; a ele só tem acesso aqueles que já abriram seus corações e reaprenderam a exercitar a compaixão.


Compaixão, amados nada mais é do que a manifestação da compreensão em relação a tudo e a todos que vos cercam.


Se quiserdes alcançar vosso objetivo maior, que nada mais é do que o resgate da plenitude em vossas vidas faz-se mister substituir rapidamente o julgamento pela compaixão.


O julgamento só gera limite, enquanto a compaixão tem o poder de expandir a luz em vossas vidas.


Sabeis já que onde existe luz existe alegria, felicidade, paz e todos os atributos que devolvem ao homem a felicidade.


Atentai, pois, para cada pensamento, sentimento ou ação que praticais na energia de julgamento e tentai, tentai com toda força de vosso ser, excluir o julgamento de vossas vidas.


Quem julga não é merecedor da misericórdia divina.


Não importa quão injusto, quão agressivo, quão contundente possa ser a manifestação daqueles que vos rodeiam. Deixai o julgamento de lado, para que possais vos despojar do limite e da densidade que ele contém, e olhai para além do horizonte, para que vossa visão se expanda e com ela a vossa sensibilidade. Assim podereis verdadeiramente compreender, assim podereis exercitar o perdão, assim não mais criareis amarras em vossas vidas, assim podereis cada vez mais vos aproximar da tão esperada liberdade.


Liberdade de pensar, liberdade de sentir, liberdade de agir. Só é livre aquele que exercita a compreensão e, sem mágoas, segue em frente, mais leve, mais equilibrado, mais feliz.


Lembrai-vos que no novo tempo do novo mundo que buscais com tanto afinco só existe luz, e a luz não comporta julgamento, a luz não comporta qualquer amarra ou limite, a luz só é plena de uma única energia, o amor.


Amai, pois, com o pensamento livre e o coração leve, amai sem restrições, amai incondicionalmente, tudo e todos; essa é a missão de um Filho da Luz.


Bem amados, longa ainda é a jornada! Não desanimeis, não vos entregueis ao desespero ou ao desanimo; não mergulheis na inércia; perseverai, perseverai sempre, não importando quão grande é o obstáculo, não importando quão difícil possam parecer as provas que se apresentam no vosso dia a dia.


O caminho será sempre e mais suave, a cada obstáculo vencido, a cada prova ganha. Acreditai!


Orai, pois, orai sempre e mais para que vossas orações possam alimentar os alicerces do novo mundo, do mundo destinado a todos os Filhos da Luz.


Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos, e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.


SP-17/08/2010-Mensagem de Mãe Maria-23-2010 recebida por Jane M. Ribeiro.

Labels:


Tuesday, August 17, 2010

 

Meditações do Osho - 5


Um homem de amor sabe viver plenamente, porque vive totalmente. Seu corpo está cheio de amor; as células de seu corpo dançam no amor; sua mente está cheia de amor - não cheia de lógica, mas de amor. Seu coração está cheio de amor. Ele não é apenas um sistema para purificar o sangue, nem um instrumento respiratório; ele inspira amor e expira amor. Sua própria alma nada mais é que puro amor, um oceano de amor.

Uma pessoa assim com certeza encontra a existência. Onde a existência poderia se esconder de tal pessoa? Na verdade, a pessoa não precisa ir atrás da existência; a existência é que vem atrás dela. E aí é que está a beleza: quando a existência vem procurar você.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1011


VOCÊ


Você vê e se inebria com o poder de ver, você cria e goza com as obras consumadas, você se movimenta e alegra-se com o complexo labirinto que seus passos desenham. Então, você se identifica com o poder de seus sentidos e se convence de ser a mais importante existência no Universo, a peça especial sem a qual tudo se desintegraria. É neste momento em que você começa a perder de vista sua alma e mergulhar no limitado mundo da personalidade. O poder que vê é sua alma, o poder de ver é sua personalidade. Eis uma sutil diferença que, na prática, é a que estabelece se você enxerga claramente o infinito de que é feito ou se vagueia pelo mundo da necessidade se achando o máximo por ter adquirido destreza para sobreviver entre o prazer e a dor.

Labels:


Monday, August 16, 2010

 

Meditações do Osho - 4


No momento em que você diz "Deus", ele parece uma coisa muito distante. É isto que eles vêm dizendo há séculos: que Deus está em algum lugar lá em cima - no céu, muito, muito longe. Mas, quando você diz "amor", ele está muito próximo do coração.

Os sacerdotes são astutos e ardilosos. Eles tentam provar que Deus está longe, porque, se estiver, então só assim eles poderão ser os representantes de Deus, os mediadores, os agentes.

No momento em que você usa a palavra "Deus", ela dá o sentido de uma pessoa. Deus se torna limitado, definido. Mas o amor não é uma pessoa - é uma qualidade, uma presença, uma fragrância -, não é uma flor - é mais ilimitado, mais solto, mais infinito. No entanto, ao dizer "Deus", você se sente impotente: "O que fazer?" Se o amor, porém, está presente, você pode fazer alguma coisa. Sua natureza mais íntima é ser amoroso; por isso, todo meu ensinamento gira em torno da palavra "amor".

Jesus diz: "Deus é amor".

Eu digo: "O amor é Deus".

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1010


O INFINITO


Tudo que nossa humanidade faz acontecer objetivamente, seja pela palavra, pelo pensamento ou pela ação propriamente dita, é uma amarra que terá de desamarrar em algum momento, ainda que isso demore uma aparente eternidade para acontecer. Enquanto este tempo durar, limitações circularão através de gerações inteiras de famílias e de países também. Criar é amarrar um pouco da luz do espírito na matéria, limitar o infinito para que uma forma surja das trevas aparentes. Quem cria é responsável pelo que amarra e o que é amarrado fica no seu encalço até que a libertação seja concluída, porque aquele que amarra, o que é amarrado e o ato de amarrar, é tudo um só Ser, o infinito. E vai começar a semana útil com um pensamento desses!

Labels:


Sunday, August 15, 2010

 

Meditações do Osho - 3


Minha sugestão é: comece procurando o amor, não um Deus diretamente, pois, se você buscar um Deus diretamente, seu Deus será apenas sua imaginação. Será um Deus hindu, um Deus maometano, ou um Deus cristão... não será um Deus verdadeiro.

Procure por meio do amor, porque há uma coisa linda no amor que não existe num Deus: o amor não é cristão, nem hindu, nem maometano... O amor é simplesmente amor, sem adjetivos.

Isso é algo tremendamente bonito no amor. Se a humanidade começar a procurar o amor em vez de um Deus, poderemos facilmente criar uma grande irmandade humana.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1009


UNIDADE NA DIVERSIDADE


O prazer, a dor, o dever, a transgressão, o lucro, as perdas, tendo nossa humanidade conhecido as experiências que fazem parte do processo mundial, tendo se diversificado, distraído, dispersado e dilapidado recursos e vitalidade, precisa agora reconhecer a Unidade que conecta e relaciona todas as aparentes diferenças, fazendo com que constituam uma unidade orgânica do tamanho do próprio Universo, infinito. Este é o assunto central das religiões e ciências, conferir a unidade na diversidade, sintetizar os detalhes em leis. Este é o momento histórico em que pela primeira vez esta sagrada tendência pode desenvolver-se a nível coletivo, pois, até agora esta descoberta era feita apenas por pessoas especiais. Isto é digno de celebração!

Labels:


Saturday, August 14, 2010

 

Meditações do Osho - 2


É só com grandes desafios que um indivíduo se torna integrado, que suas energias vitais se cristalizam. Lembre-se disso. Nunca associe a religião ao medo, associe-a à intrepidez, à coragem - uma coragem capaz de ajudar você a adentrar terrenos inexplorados.

É como viajar pelo oceano turbulento sem mapa e num barco pequeno, sem saber coisa alguma sobre a outra costa. É uma viagem como a de Cristovão Colombo, baseada meramente na suposição de que a Terra é redonda, na esperança de que se chegará a algum lugar. Você tem de ser um Colombo da consciência.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1008


A NATUREZA DO AMOR


Toda coalescência é uma negação das diferenças. Por isso, o ódio que adere os inimigos, a raiva que faz os adversários e competidores se relacionarem, tudo isso é uma declaração de amor, o elemento cósmico que promulga o reconhecimento da Unidade Infinita na qual todas as diferenças navegam, se movimentam e experimentam ser. É proverbial, o ódio faz as almas grudarem, porque não importa se elas se detestam ou apreciam, a força que as repele ou atrai é uma só, o Amor. Então, pergunta a alma curiosa, por que tantas diferenças? Porque esta é a essência da manifestação, o propósito inicial que ainda está em marcha é a Unidade onisciente ser muitos e cada uma das partes enriquecer-se com a experiência. Que graça divina é a experiência!

Labels:


Friday, August 13, 2010

 

Meditações do Osho - 1


Somos tão próximos da existência, mas, como duas linhas paralelas, seguimos em frente e nunca nos encontramos. Quando paramos de ir ao passado e ao futuro, essas linhas paralelas começam a se aproximar cada vez mais. Um dia, de súbito, só existirá uma linha: as duas linhas desapareceram. Esse é um momento de grande júbilo, de grande bênção. É isso que todo mundo procura e deseja. E, como as pessoas geralmente não encontram, elas tornam-se amarguradas.

Esteja pronto. E o único modo de estar pronto é viver sempre no presente, então você se tornará um belo lar para a existência. Essa é a realização da vida.

Fonte: Osho, Meditações para a Noite, Verus Editora, Campinas-SP, 2006.

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1007


SUCESSÃO E SIMULTANEIDADE


Para as almas humanas afastadas da unidade que coloca o Universo inteiro em comunhão, a existência é uma infinita sucessão de conjunções, disjunções, digressões, congressos e transgressões, raras vezes encontrando um fio condutor que una os acontecimentos. A limitação do entendimento provoca esta ilusória aparência de rotação e de eterno retorno que parece tão natural, porque o limitado entendimento provoca a necessidade de umas coisas se sucederem às outras. Nos raros instantes de epifania as almas experimentam o Universo em constante simultaneidade, tudo acontecendo ao mesmo tempo sem umas coisas atrapalharem as outras. Borges descreveu isso no conto “O Aleph” e Santa Rosa de Lima o experimentava todos os dias.

Labels:


Thursday, August 12, 2010

 

Oscar Quiroga - 1006


RESPEITE A LUA VAZIA


Tempo, números e cálculos, assim a mente civilizada pretende conquistar o Universo. Há certa dignidade nessa pretensão, mas que se perdeu no mesmo instante em que se considerou que pelos cálculos e o domínio dos números, feitos dinheiro, o tempo poderia ser conquistado. O melhor que nós, humanos, podemos fazer com o tempo é nos tornar úteis a este, prestando o devido serviço. Porém, quem não aceita a idéia da comunhão e se deleita na separatividade acha este conceito uma balela e assim começa pretensão de ser maior do que o tempo. Partir do princípio de nosso real lugar e condição é a atitude que descortina a visão dos tesouros disponíveis e atingíveis. Respeitar a Lua Vazia é um bom início nesse sentido.

Labels:


Wednesday, August 11, 2010

 

Oscar Quiroga - 1005


UMA CIVILIZAÇÃO DE MENTIRA


Ninguém é dono da verdade, porque seu campo de ação é a comunhão, a verdade é de todos e de ninguém ao mesmo tempo. Porém, a mentira é posse exclusiva da boca que a profere e, também, do ouvido que lhe dá acolhimento. O argumento de desconhecer o que é verdade e mentira ou o de tentar relativizar tudo ao ponto de parecer impossível a distinção são estratégias das mentes preguiçosas, na melhor das hipóteses, ou de pessoas sinistras que pretendem dominar outras, na pior dessas. Verdade é que no centro do coração reside a vida de nossas vidas e que nessa dimensão estamos todos em comunhão. Tudo que servir para nos afastar desta realidade única que fornece a trama dos relacionamentos e da comunicação é mentira. Existimos numa civilização de mentira.

Labels:


Tuesday, August 10, 2010

 

Mensagem de Mãe Maria

Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Ouvi vossa Mãe e exercitai, urgentemente, o perdão, eis que ele vos purifica, vos liberta de vínculos passados – que não mais condizem com vossa realidade - e vos devolve a liberdade.

Este é um tempo em que a conquista da liberdade se faz necessária, para aqueles que anseiam transpor as portas do mundo da dualidade rumo à realidade da perfeição.

Não há, contudo, como sair do mundo da ilusão sem antes concluirdes todas as pendências que deixastes suspensas ao logo do caminho.

Vossas jornadas exigem de vós continuardes sempre em frente, e não há como seguir em frente se os fantasmas do vosso passado ainda assombram vosso caminho, ainda impedem que possais vivenciar novas experiências, e que possais aceitar novos desafios.

Amargastes já, por longo tempo, a dor das relações mal resolvidas, a dor das situações não esclarecidas, a dor das injustiças e das rejeições.

É hora de por um fim a esse enorme peso que carregais em vossos corpos, mentes e corações.

É hora de vos despojardes da ilusão de que um dia o passado voltará, permitindo-vos dar outros passos e tomar outras decisões.

É hora de reconhecer que os eventos passados não podem vos trazer, no presente, a felicidade e a completude que não vos ofereceram no tempo de suas realizações.

É tempo de buscardes esses eventos, para por neles um fim, e esse fim só acontece verdadeiramente se exercitado através do perdão.

Ousai, pois irdes de encontro ao vosso passado, para compreender os acontecimentos que deram origem a tanto peso em vossos corações.

Lembrai-vos que hoje sois detentores de um novo entendimento, duramente conquistado ao longo do aprendizado a que vos submetestes no mundo da ilusão.

Hoje é possível a todos vós compreender e perdoar.

Hoje é possível sim estender a mão aos que vos magoaram, para reintegrá-los em vossas vidas como mais um de vossos irmãos, irmãos que vos ajudaram – pelo amor ou pela dor – a vivenciar as experiências que se faziam necessárias, para que pudesses hoje, neste tempo, vos render ao divino do que sois, para abençoar todos aqueles que, de algum modo e em algum momento, fizeram ou ainda fazem parte de vossos processos de transformação.

Hoje sois o ser de luz que reconhece sua origem divina, e, também, reconhece a divindade existente em cada ser.

Então, amados, é tempo de dissolver a escuridão que causou tanta separação, tanta dor entre seres iguais que se imaginavam opostos e, como opostos, mergulharam em uma guerra insana onde cada um queria ser o dominador do outro para seu próprio proveito.

Não existem dominadores ou dominados no mundo que almejais adentrar neste tempo.

Assim sendo, faz-se necessário dissolver todas as pendências, para que vós - e aqueles que fazem ou fizeram parte de vossas vidas - se vejam e se reconheçam finalmente, pela força do perdão, como IGUAIS.

Só então podereis seguir em frente, só então sentireis a essência da liberdade de ser; ser um com tudo e com todos, tudo compartilhando, imbuídos do mesmo sentimento de paz, fraternidade e amor.

Bem amados, mergulhai nas águas do perdão para tudo purificar; pensamentos, sentimentos e ações puras é que vos conduzirão pela estreita senda da ascensão, onde só os justos de mente e coração têm permissão para percorrer.

Bem amados, que vossas orações sejam o firme alicerce da nova rota disponível para vós e para todos os vossos irmãos.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

SP-10/08/2010- Mensagem de Mãe Maria-22-2010 recebida por Jane M. Ribeiro.

Labels:


 

Oscar Quiroga - 1004


DISCIPLINA E EFICIÊNCIA


Os humanos que rejeitam a disciplina não reconhecem a perspectiva de assegurar meios eficientes para que o melhor de suas almas tenha a garantia de manifestar-se. A vida de nossas vidas, a glória de nossas almas está presa no calabouço de nosso coração, o melhor de nós é prisioneiro de nossos vícios e desejos banais. Somos disciplinados e eficientes para garantir a satisfação e a dor, enquanto nos comportamos com desleixo e preguiça quando chega a hora de fazer o necessário para que a correção, a justiça e o ato amoroso se transformem na tônica que regula a vida cotidiana. Uma disciplina deve substituir a outra e nada nem ninguém pode obrigar outrem a isso. Esta é uma decisão pessoal que precisa transformar-se em ação eficiente.

Labels:


Monday, August 09, 2010

 

Rússia em Chamas, China Inundada


Quem tem os equipamentos para mudar o clima (e fazer pirotecnia nos céus, como na Noruega) e gerar terremotos (como os do Haiti e do Chile, recentemente) podendo desencadear uma guerra climática em segredo (sem a população mundial perceber)? Os Estados Unidos tem essa tecnologia, que possui o nome de HAARP. Com isso, esse país pode ser o responsável por criar os incêndios que estão acontecendo na Rússia e as enchentes que estão acontecendo na China, Paquistão e Índia, tudo na Eurásia. Qual poderia ser o interesse norte-americano nisso? Fazer com que as colheitas fiquem reduzidas em todos os países afetados e que os preços das comodidades agrícolas subam, para que as correspondentes exportações norte-americanas aumentem de valor para tentar compensar o desmoronamento das suas finanças [1].

Referência:
[1] http://www.whatdoesitmean.com/index1394.htm

Labels: , , ,


 

Oscar Quiroga - 1003


HERANÇAS VIRTUOSAS E VICIADAS


A herança virtuosa dos governantes consiste no exemplo libertador de injustiças e ilegalidades, nada melhor do que isto pode fazer aquele que considere a si líder de um povo. Como raramente é isto que se destila do exemplo dos governantes, temos diversas correntes de heranças viciadas se disseminando ao longo de gerações. O exemplo dos governantes é a realidade que será multiplicada através de cada uma e de todas as pessoas do povo, pois, ainda que se viva hoje em dia a democracia, este é o espírito da realeza, quem ocupa o lugar mais elevado e destacado assume o compromisso cósmico de criar realidade através do seu exemplo e, evidentemente, sua alma será cobrada por isto no além, no aquém e de todas as formas disponíveis.

Labels:


Sunday, August 08, 2010

 

Pensamento do Dia


"A colheita espiritual depende da sementeira terrena"


Portanto, avalie constantemente o valor espiritual de seus atos. Podemos fazer uma analogia: seu corpo é uma gaiola e sua alma é um pássaro dentro dessa gaiola. Quando a gaiola se quebra (morte), sua alma fica livre para voar. Voará mais alto quanto mais forte forem suas asas. Com sua vida atual, você está fortalecendo ou enfraquecendo as suas asas para esse vôo?

Labels:


 

Oscar Quiroga - 1002


LUA VAZIA E COMPLEXIDADE


Neste tempo de complexa natureza onde o destino da civilização está sendo decidido a cada solitário instante, nada deve ser feito de forma inadvertida, porque tudo contribui, positiva ou negativamente, ao processo. As pessoas viciosas não sabem como comportar-se em benefício da civilização e realmente não compreendem a extensão do mal quando se comportam com orgulho, arrogância, vaidade, crueldade e presunção, mas o desconhecimento não as exime de ter de compensar os erros que propagam. Tudo é perdoado, mas tudo deve ser compensado também, esta é a lei cósmica, o que for semeado, deve ser colhido também. As pessoas virtuosas semeiam liberdade e conhecimento da Vida, para que todos se beneficiem com conhecimento e possam fazer parte da graça universal.

Labels:


Friday, August 06, 2010

 

A Terra Oca - 32


Estes vídeos mostram possíveis entradas para o interior da Terra oca existentes no Polo Sul (Antártica), aparentemente retirado do Google Earth:

http://www.youtube.com/watch?v=eS4hFe31wVk
http://www.youtube.com/watch?v=DirMYyERmVI&feature=related

Outro vídeo sobre estas mesmas aberturas, indicando as coordenadas geográficas correspondentes:

http://www.youtube.com/watch?v=DP98GhB-hsM&feature=related

E uma possível grande abertura no Polo Norte:

http://www.youtube.com/watch?v=z22RqApTcXo&NR=1
http://www.youtube.com/watch?v=JoKWxrtSdXA&feature=related

Um depoimento sobre a entrada para o interior da Terra oca via Polo Norte:

http://www.youtube.com/watch?v=fCk3Mz7o9Ks&feature=related

E outros indícios:

http://www.youtube.com/watch?v=sTli7AnRZSk&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=Oc129vRagiM&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=zYVYvMN95Qs&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=0EVjXFzu_uA&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=aho-gAWDGtY&feature=related

Labels: ,


 

Oscar Quiroga - 1001


BREVE VISÃO CÓSMICA


A manifestação do Universo resulta da interação entre o espírito e a matéria, ambas as instâncias de igual hierarquia e valor. Esta interação produz energia inesgotável, disponível para qualquer pessoa. Porém, carecendo desta visão cósmica e focalizando apenas uma ou outra dessas instâncias, uma sucessão de erros e desorientações se coloca em marcha. O excesso de materialismo produz a perversão e o egoísmo, o excesso de espiritualismo resulta em superstições e falsos conceitos. A personalidade humana está em concordância com sua natureza material, toda pessoa possui ardor e será ela mesma na medida em que colocar este ardor em movimento. O que é certo, o que é errado? Tudo em sua justa medida e harmoniosamente, para o bem de toda a espécie humana.

Labels:


Thursday, August 05, 2010

 

Oscar Quiroga - 1000


AS TRÊS PORTAS DO DESESPERO


Três portas conduzem ao desespero: Paixão, ira e cobiça. Paixão é o limitado entendimento de que a infinita Vida começa e termina com a própria presença e como resultado da visão estreita as pessoas se entregam a desejos perversos, confiando cegamente na própria presunção. A ira é a justa medida da estreiteza, porque a alma não aceita a infâmia de permanecer aquém do que merece e, revoltada, mas sem noção de sua revolta, destrói a si mesma na tentativa de destruir o mundo. A cobiça é inevitável perante as duas primeiras, porque com limitado entendimento, mas plena de Vida, a alma dedica seu tempo a assegurar-se o máximo possível de bens materiais. Tudo muito forte, tudo muito intenso, mas cujo resultado é infalivelmente o desespero.

A competição deve ser substituída pela cooperação, não deve haver mais sombra de dúvida a este respeito. Agora, como é que se opera esta transformação é um enigma que ainda poucas pessoas sabem resolver.

Labels:


Wednesday, August 04, 2010

 

A Insônia


Alguém perguntou ao Osho: "Não durmo bem e sempre acordo entre 3 e 4 horas da manhã"

E o Osho respondeu:

Você sempre acorda entre 3 e 4 horas da manhã? Ora, então aproveite esse tempo para meditar. Sempre aproveite as oportunidades para fazer alguma coisa. Seja criativo com relação a tudo. Se não conseguir dormir, não há razão para se forçar a dormir. O sono é uma dessas energias que não podem ser controladas. Se tentar controlá-lo, você ficará agitado. Se fizer alguma coisa para conseguir dormir, isso se tornará um empecilho, porque o sono é contra o fazer; ele é um estado de não-fazer. Por isso, se você fizer algum esforço como, por exemplo, contar carneirinhos, repetir um mantra, virar-se de um lado para o outro, começar a chamar por Deus e a rezar, isso tudo só vai mantê-lo mais acordado. Isso não ajuda em nada, mas é o que as pessoas normalmente fazem. O meu ponto de vista é totalmente diferente. Para começar, se você perdeu o sono, isso significa que o seu corpo está perfeitamente descansado.

"Mas eu me sinto exausto!"

Essa é uma informação dada por sua mente, não tem nada a ver com o seu corpo. Só a idéia de que não dormiu direito já o deixa cansado, mas não é falta de sono. O mecanismo do corpo, o seu organismo, tem sua própria sabedoria. Por exemplo, se você está comendo e o seu corpo diz "Chega!" mas você responde "Estou magro e fraco, tenho de comer mais", isso está errado. Você pode comer, pode forçar-se a comer um pouco mais, pode se empanturrar, mas o seu organismo não está preparado para isso e irá rejeitar a comida.

Se o corpo não tem vontade de comer, é melhor ouvi-lo; ele sabe mais do que você. Ele tem o conhecimento instintivo de que, se você comer no momento, será perigoso. Pode ser que algo esteja acontecendo nos intestinos e o corpo queira se desintoxicar antes de receber mais comida. Talvez você tenha comido algo estragado. Você já se alimentou o suficiente e seu corpo ainda não teve tempo de digerir tudo. Ele não precisa da mais trabalho nesse momento; se ele tiver de se esforçar mais, talvez o mecanismo todo entre em colapso e não consiga dar conta do recado. Por isso, ele diz: "Nada de comida, não tenho apetite!" Mas você se enche de comida mesmo sem apetite, porque acha que precisa comer. Coloca mais tempero para tornar o alimento mais saboroso ou vai a algum bom restaurante. Você está tentando enganar o seu corpo, e isso é burrice! O mesmo acontece com o sono.

Se você dorme e às 3 ou 4 horas da manhã acorda, isso significa apenas que o seu corpo já está descansado. O sono do corpo acabou; agora, é a mente que está criando dificuldade para você. Então, aproveite esse horário. Fique deitado em silêncio; desfrute do silêncio da noite! Em vez de ficar preocupado porque perdeu o sono, aproveite esse momento para meditar. Você não precisa se levantar; descanse, mas ouça... os sons da noite estão ali, além do silêncio da noite. O barulho do tráfego está ali, mas as pessoas não; todo mundo está dormindo. Isso é maravilhoso! Você está sozinho - é como se você estivesse nas montanhas - com a escuridão e sua atmosfera suave. Desfrute isso e relaxe nesse sentimento.

Se você proceder de outra forma, ficará infeliz - mais uma vez terá perdido o sono; mais uma vez ficará cansado no dia seguinte e preocupado, com tensão, angústia e ansiedade. Essas coisas não deixarão que você durma mais uma vez.

Quando você estiver totalmente concentrado nos sons da noite, lentamente cairá no sono outra vez, não porque é a sua vontade, não porque quer. Não estou dizendo que você tem de meditar para conseguir dormir, não é isso. Não existe essa coisa de "faça isso para que aconteça aquilo". Estou dizendo para aproveitar a situação! E, de repente, você descobrirá que o sono veio. O fato de vir ou não vir, contudo, é irrelevante. Faça isso durante três semanas apenas e todo o cansaço desaparecerá. Isso é uma coisa mental. Desde o período da manhã, você está cultivando essa idéia de que está cansado. Claro, ficará mais e mais cansado. Terá receio de tudo, de se envolver em qualquer coisa. Já está cansado; então, se fizer algo mais, ficará ainda mais cansado. Você está criando neurose à sua volta.

As pessoas têm necessidades diferentes com respeito ao sono e à comida. O meu pai mesmo não conseguia dormir depois das 3 horas. Ele se deitava por volta das 11 da noite e dormia três, quatro horas no máximo. Minha mãe ficava preocupada, mas eu disse a meu pai para se sentar e meditar. Então, ele ficava sentado depois das 3 horas da manhã e essa tornou-se a sua porta para o divino. Durante anos, ele meditou das 3 às 7 horas - ficava quase como uma estátua, esquecido do corpo.

Com o tempo essa se tornou a maior experiência de sua vida: nem mesmo o sono poderia proporcioná-la. Ele se sentia extremamente disposto às 3 horas, era assim que seu mecanismo trabalhava. Esse período da noite tornou-se o mais precioso de todos. Ele usou esse tempo de maneira certa.

Fonte: Osho, Corpo e mente em equilíbrio, Editora Sextante, 2008.

Labels: , , ,


 

Oscar Quiroga - 999


CUIDADO COM A LUA VAZIA


É propício tomar cuidado com o período de Lua Vazia desta manhã, porque do jeito que andam as coisas no mundo e sendo o mundo constituído por pessoas que acertam ou se desorientam, a melhor e mais útil contribuição que os seres humanos de boa vontade poderiam fazer ao mundo é praticar a sagrada arte da despreocupação. Almas leves e despreocupadas irradiam influência benéfica e contribuem para que tudo seja mais interessante e bem-aventurado, não apenas para si como também para todos aqueles que ingressam em seus círculos de influência. Tratando da influência e do círculo invisível desta que cada humana estipula, será propício também afastar-se das más influências, fáceis de reconhecer pelo exacerbado egoísmo.

Labels:


Tuesday, August 03, 2010

 

Mensagem de Mãe Maria


Amados Filhos,


Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.


Longo tem sido o caminho rumo ao novo tempo, ao novo mundo.


Atravessastes já grande parte do tortuoso percurso que, passo a passo, vos permitiu emergir da ilusão para a verdade.


Todavia, para muitos de vós a verdade tem se revelado assustadora, difícil de ser encarada, difícil de ser vivenciada, difícil de ser ancorada em um mundo que ainda está longe de refletir essa virtude do Pai Criador.


É preciso, contudo, superar vosso medo de expressar a verdade frente a um mundo onde a mentira impera quase soberana.


É a vossa verdade – somada a de tantos irmãos que como vós chegaram a este nível de percepção – que será o farol para que outros – que ainda se acham mergulhados na escuridão que permeia o mundo ilusório – encontrem o caminho da luz.


O medo nada mais é do que a ausência de luz, e no mundo da verdade – onde a luz impera soberana - só existe paz.


Buscai, pois, reencontrar a paz em vossos corações. Ela é a força que hoje, neste tempo, impulsiona os Filhos da Luz para a conclusão da trajetória de autotransformação a que estiveram sujeitos por suas próprias escolhas, para tornar possível a implantação na Mãe Terra de um novo ciclo, a era da Luz, onde a tônica é o amor e a liberdade.


Amor e liberdade são o que o novo tempo vos promete, amados!


Correi atrás dessa dádiva que a vida vos oferece concluindo essa longa viagem solitária pelos espaços escuros do mundo da ilusão, onde enxergar o verdadeiro caminho sempre foi um exercício de fé, fé que nem sempre foi suficiente em vós para evitar vossa paralisia frente aos desafios, e para dissolver vossas crenças limitadoras para que pudesses acreditar em vosso poder divino e, assim, seguir de encontro à luz.


Vossas crenças limitadoras sempre vos repetiam a cada desafio, a cada passo, que viestes ao mundo para sofrer, e esse era o preço a pagar para ser merecedor da felicidade que os céus poderiam vos ofertar em um futuro distante; foi essa repetição continuada que calou fundo em vosso ser, substituindo a verdade de que viestes para ser feliz.


Eu vos asseguro que o céu, amados, sempre esteve ao vosso alcance, permeando vossos pés; o céu é esse planeta paraíso que habitais, e que o homem quase destruiu para atender seu desejo insano de poder.


Vivenciar esse céu, onde a regra é ser feliz, é vossa escolha, lembrai-vos desta verdade!


Por que é tão difícil a vós, humanos, acreditar em vosso poder de ser feliz?


Por que é tão difícil, a vós humanos, cultivar a fé e a determinação em manter vosso poder como instrumento norteador de vossas escolhas?


Por que é tão difícil ainda, a vós humanos, acreditar que sois filhos de Deus, todos vós, todos iguais, todos com os mesmos dons, todos com o mesmo propósito, todos com as mesmas oportunidades de atingir esse propósito maior?


Crer, amados, é preciso crer, urgentemente é preciso crer!


Sem a crença do que sois, em verdade e em espírito, impossível alcançar o mundo novo, o mundo do amor e da liberdade, o mundo onde o estado de ser é a paz infinita.


Parai, pois de alimentar o caos e a ilusão, e buscai mergulhar em vós na busca do reconhecimento de vossas crenças.


É hora de responder a pergunta:- Em que eu acredito? Quem eu sou?


É hora de vos questionar, profundamente, para que possam cair por terra todas às barreiras invisíveis que criastes ao longo da jornada, e que ainda vedam vosso acesso a vossa verdadeira essência, ao vosso verdadeiro “Eu Sou”.


Aceitai esse confronto com vós mesmos, para que vossa verdade não seja mais assustadora, mas sim a impulsionadora de vossa metamorfose final, para que a borboleta que sois saia finalmente do casulo e possa experienciar a beleza da vida e toda a perfeição que o Pai ofertou à sua Criação.


Criador e Criatura necessitam se unir novamente.


Esse é o tempo, esse é o propósito maior, e esse é o passo final que encerra o capítulo da vossa ascensão.


Bem amados, que vossas orações se intensifiquem e sejam direcionadas para alimentar vossos irmãos que, famintos, já não encontram forças para concluir o caminho que os leva à Redenção.


Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos, e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.


SP-02/08/2010 – Mensagem de Mãe Maria-21-2010 recebida por Jane M. Ribeiro.

Labels:


 

Oscar Quiroga - 998


OS VICIOSOS PROBLEMÁTICOS


Neste mundo terrestre há dois tipos de humanos, os viciosos e os virtuosos e são os primeiros o grande problema atual, que atravanca o salto qualitativo que nossa civilização poderia dar. Os viciosos consideram o mundo falso e ilusório, sem fundamento nem arquitetura divina, convencidos de que este se mantém em movimento não por efeito da mutua interação entre o espírito e a matéria, mas apenas pelas paixões humanas, colocadas eternamente no centro de todas as decisões. Assim, os viciosos, de violento, mas politicamente correto proceder, atrasam o desenvolvimento evolutivo de nossa civilização, pois, dominados pelo orgulho, a vaidade e a insolência, se dedicam a propósitos incorretos e se entregam a desordenados desígnios.

Labels:


Monday, August 02, 2010

 

Oscar Quiroga - 997


COMO SE TRANSFORMA O ERRO EM REGRA


Na justa equação democrática o problema é a quantidade avassaladora de humanos enganados por noções pervertidas e, por isso, presos no labirinto dos erros. Para evitar assumir sua triste condição eles e elas se refestelam em prazeres sensoriais elogiando-se mutuamente e a si mesmos, mas como são de escasso entendimento da Vida só confiam na presunção e se inclinam à arrogância. Passionais, irritáveis e sempre invejosos, eles e elas envilecem a Vida que os faz viver e ser. Na justa equação democrática isso é um problema, pois, se são maioria o resultado é que então o erro se converte na regra. Porém, nem isso deve ser considerado obstáculo insuperável, porque de alguma forma misteriosa a própria Vida ajustará e compensará a situação.

Labels:


Sunday, August 01, 2010

 

Oscar Quiroga - 996


SER PERTENCENTE


Enquanto o ardor interno de todo humano promova dignidade e bem-estar, nada deve ser reprovado, cada pessoa, através da legítima criatividade, inventará seu caminho. Porém, o que fazer com os humanos que promovem sonolência, presunção, cobiça, ódio e perversões de todos os tipos? Encerrá-los em prisões? Isso não seria necessário, já são presos em seus vícios e, também, cumprem a importante função cósmica de produzirem adversidades para que o processo de aprimoramento continue em andamento. Nada nem ninguém deve ser humilhado, é necessário lembrar que o espírito não rejeita nem prefere, a tudo e todos vivifica. Só há o leve detalhe de certas correntes ser pertencentes ou não a nosso belo planeta azul. Só isso muda tudo.

A boa vontade é uma questão de dinâmica grupal, porque se torna necessária justamente quando há conflito de interesses. A boa vontade é o divino esforço de compreender o que antes disso era inaceitável.

Labels:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?