Wednesday, July 31, 2013

 

Mensagem de Mãe Maria - 20/2013


Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

A luz se dissemina pelo mundo através do coração dos filhos conscientes do planeta azul.

Cada vez mais se fazem necessários pilares conscientes que atuem, através de suas orações, meditações e exemplos, com o propósito de servir à luz.

Sois seres de luz, criados pelo Pai para manifestarem luz nesse ser vivo a que chamais Mãe Terra, e aceitastes essa missão antes de vossa primeira encarnação.

Longo tempo se passou até que pudesses compreender vossa missão, individual e coletiva, e neste momento de vossa evolução finalmente tendes a oportunidade de concluir vosso propósito divino concluindo mais um ciclo em vossa jornada.

Tempo especial, único, tempo de manifestar luz!

Contudo é mister que possais compreender que a luz necessita de recipientes puros e cristalinos, para ser primeiramente contida e depois manifestada.

Purificastes já vosso recipiente, amados?

Limpastes vossa mente dos pensamentos limitadores que alimentam o julgamento e a separação?

Transformastes os sentimentos mesquinhos e egoístas que se manifestam como atitudes que só geram separação?

Deixastes de alimentar vosso físico com alimentos processados, manipulados, onde inexiste a energia de luz que sustenta a vida?

Respondei com honestidade essas indagações, para que possais corrigir vossa rota e cumprir vosso propósito.

Ainda é tempo de assumirdes o comando de vossa vida, impondo os desejos de vossa alma ao vosso pensar, pondo em prática todos os ensinamentos que trouxeram clareza para vossa mente e tranquilidade para o vosso coração ao longo de vossa jornada, mergulhando no silêncio e centrando vossa atenção no vosso coração, para que emirja do fundo do vosso ser a verdade que precisa ser praticada no vosso dia a dia, verdade que permite o renascer da pureza do que sois - luz - luz que, manifestada, rompe o ciclo da separação e libera a manifestação da unidade.

Todavia, se faz necessário que possais compreender que só o silêncio abre as portas da compreensão que precisais resgatar neste início de um novo ciclo em vossa jornada.

O silêncio vos remete à reflexão, e a reflexão vos devolve a sabedoria necessária para que possais seguir em frente, mergulhando na energia do novo mundo, mundo onde inexiste separação, onde predomina a linguagem da luz, onde tudo é vibração.

É preciso que possais compreender que vossa visão se expande na medida da elevação da vibração de vossos corpos, e atingir esse intento exige o mergulho no silêncio como forma de sairdes do mundo da ilusão, e da poderosa influência da imensa força de vossos egos.

Neutralizar vosso ego se torna impossível enquanto estiverdes totalmente mergulhados na influência do mundo da ilusão, onde a matéria é vista sempre com os olhos da cobiça e se torna a meta da vida de cada ser.

Deixar para trás o mundo da ilusão para enxergar o mundo da luz, eis vosso objetivo!

Essa atitude, contudo exige coragem.

Não é fácil para o ser humano trocar o conhecido pelo desconhecido; não é fácil abrir mão de uma realidade que sempre acreditastes ser verdadeira e única, para aceitar alguma coisa que ainda não consegues conceber.

Como conceber o ilimitado em um mundo limitado?

Como conceber a plenitude em um mundo onde impera a escassez?

Como conceber a fraternidade em um mundo egoísta onde cada ser ignora seu irmão?

Como conceber a unidade em um mundo onde a separação é a realidade que se inicia em vosso lar, e se manifesta integralmente na separação de povos e nações? 

Eu vos respondo, amados!

Pela fé!

A fé é um poderoso instrumento para desencadear em vós a manifestação da vontade de vossas almas.

A fé se revela a cada momento quando reconheceis que vossos objetivos podem ser alcançados se vos empenhardes em sua concretização.

A fé se revela em vossas orações quando deixais de pedir somente para vós para pedir pelo mundo. 

A fé se revela em cada ato consciente de que só o amor e o trabalho constroem um mundo verdadeiro e solidário.

A fé se revela pela expressão da vontade de vossos corações que vos levam a agir com solidariedade e compreensão.

Cultivai a fé em vós, amados!

Fé no vosso poder, fé na luz que vos impulsiona a prosseguir sempre em frente, fé na vida que existe para revelar plenitude e não escassez, amor e não ódio, solidariedade e não egoísmo.

Fé no Pai Criador!

Ele compartilha com vós a totalidade; é hora, pois, de aceitardes receber e manifestar o ser total que sois, para vos reintegrardes aos vossos iguais e iniciardes, de fato, a nova Idade do Ouro sobre a Terra.

Bem amados, que vossas orações tenham sempre o propósito de levar luz às mentes e corações de todos aqueles que precisam, como vós, Crer, crer na divindade que carregam e crer na força do amor para manifestar essa divindade e ser feliz.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe. 

SP-30/07/2013-Mensagem de Mãe Maria-20-2013 recebida por Jane M. Ribeiro

Labels:


Tuesday, July 30, 2013

 

Oscar Quiroga - 2021

A telepatia


A telepatia é uma função natural da mente, muito simples de se compreender desde que não se pense a mente como um domínio privado, mas como o que é, uma dimensão compartilhada por toda nossa humanidade. Para quem quiser questionar essa misteriosa afirmação, peço apenas para tentar explicar com razões lógicas a experiência comum de se pensar em alguém que não se encontra há muito tempo e no decorrer do dia receber uma mensagem dessa pessoa, ou topar com ela de forma casual. A telepatia é um fato da vida, parte de nosso funcionamento natural, porém, impossível de ser bem compreendida e utilizada sobre a ideologia dominante que faz as pessoas lutarem acirradamente em nome da manutenção de suas privacidades, inclusive porque governos e seus departamentos de inteligência as conduzem a isso através de ameaças e extorsões.

Labels:


Monday, July 29, 2013

 

Oscar Quiroga - 2020

Transparência


Nossa humanidade anda preocupada com sua privacidade, porém, como sempre, esse é um claro sintoma de ela ter voltado seu olhar para o lado oposto da verdade. Nossa humanidade não deveria se preocupar com privacidade, mas com o melhor jeito de se preparar para experimentar a total transparência, que é o verdadeiro sentido para onde aponta a Internet, acompanhando outra experiência mais sublime, a da telepatia. A privacidade é desejável para a mentira, o mascaramento e a simulação. A tendência é haver clareza em tudo, ressaltada pelo desenvolvimento da telepatia, que torna inócuas as tentativas de privatizar segmentos da realidade. Esse panorama é impossível de imaginar com a mesma estrutura mental que se preocupa com o excesso de poder dos governos e seus departamentos de inteligência, mas é um futuro inexorável.

Labels:


Sunday, July 28, 2013

 

Oscar Quiroga - 2019

Transparência


Nossa humanidade anda preocupada com sua privacidade, porém, como sempre, esse é um claro sintoma de ela ter voltado seu olhar para o lado oposto da verdade. Nossa humanidade não deveria se preocupar com privacidade, mas com o melhor jeito de se preparar para experimentar a total transparência, que é o verdadeiro sentido para onde aponta a Internet, acompanhando outra experiência mais sublime, a da telepatia. A privacidade é desejável para a mentira, o mascaramento e a simulação. A tendência é haver clareza em tudo, ressaltada pelo desenvolvimento da telepatia, que torna inócuas as tentativas de privatizar segmentos da realidade. Esse panorama é impossível de imaginar com a mesma estrutura mental que se preocupa com o excesso de poder dos governos e seus departamentos de inteligência, mas é um futuro inexorável.

Labels:


Saturday, July 27, 2013

 

Oscar Quiroga - 2018

Insanidade temporária



E essa vontade insana de chutar o balde e se desvencilhar das pessoas que representam imaginariamente os constrangimentos aos quais você pensa ter se submetido por tempo demais? Como administrar essa insanidade temporária? Como encontrar alívio sem que o dia de amanhã seja de amargo arrependimento? Por favor, quem souber a fórmula que a compartilhe com seus semelhantes, pois até agora ninguém conseguiu navegar na insanidade temporariamente, chutando o pau da barraca, sem no dia de amanhã se atormentar com a culpa de ter exagerado. Um pouco de amor viria a calhar nessa hora, pois essa insanidade temporária é resultado direto de outro exagero, o de nossas almas terem se submetido por tempo demais a condições muito distantes daquelas que sabemos merecer.

Labels:


Friday, July 26, 2013

 

Oscar Quiroga - 2017

Dia da criança



Hoje é dia de brincar, de ressuscitar a criança leve e alegre que a vida adulta colocou de castigo em algum canto escuro da vida interior, obrigando-a a permanecer calada e insatisfeita, por imaginar que a legítima vontade de brincar seria incompatível com as preocupações da vida adulta. Como resultado dessa equivocada imaginação, todos envelhecemos mais rapidamente do que o necessário. Porém, de tempos em tempos, como agora, o céu oferece a oportunidade de tirar essa criança interior do castigo e levá-la a tomar sol, andar pelo parque, puxar conversa com estranhos, fazer perguntas impertinentes, comer um sorvete, se lambuzar com chocolate, convidar outras almas a brincar e, principalmente, estampar esse sorriso despreocupado no rosto e daí não tirá-lo, pois é a única e verdadeira proteção com que se pode contar.

Labels:


Thursday, July 25, 2013

 

Oscar Quiroga - 2016

O adulto que você é



O adulto em que você se transformou não é mero resultado do processo biológico corporal, nem da educação que você recebeu, nem tampouco das circunstâncias que rodearam o processo de amadurecimento e as coisas que aconteceram a você. O adulto em que você se transformou não é mero resultado exclusivo de nenhuma dessas causas nem tampouco do somatório dessas, as quais, com certeza, ajudam a moldar sua vida adulta. Porém, se você tenta decifrar o adulto em que você se transformou através dessas causas, você só conseguirá entender sua história psicossocial e nada além. Você é algo mais, é uma ideia abstrata que trouxe você à existência, um sonho que você sonha, uma utopia que almeja conquistar, uma cena em que se imagina protagonista. Essa ideia abstrata é o ardor interior que faz você ser quem você é.

Labels:


Wednesday, July 24, 2013

 

Oscar Quiroga - 2015

Rica subjetividade



Ainda dá tempo de você responder ao apelo subjetivo que sua alma faz para, intencionalmente, você reverter o processo equivocado que faz imaginar que a realidade mais real seja exclusivamente a que impressiona os cinco sentidos físicos, relegando a riqueza da vida subjetiva a uma experiência de categoria inferior. Ainda dá tempo de você reverter o processo equivocado que constrange e sufoca sua rica vida interior. Como fazer isso? Mandando suas queridas preocupações catar coquinhos lá na praia enquanto sua consciência se delicia com as inefáveis visões de um futuro possível, de um mundo melhor, de você sendo partícipe ativo de transformações de magnitude portentosa. A vida subjetiva não é uma viagem na maionese. Mesmo nos arriscando a enfiar os pés pelas mãos, é fundamental fazer contato alegre com a subjetividade.

Labels:


Tuesday, July 23, 2013

 

Mensagem de Mãe Maria - 19/2013


Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

As perturbações, conflitos e incompreensões continuam presentes na vida dos Filhos da Terra.

Não vos desespereis por estardes mergulhados em tantos sentimentos e situações que sabeis já serem desprovidos de sentido, mas que persistem em acompanhar-vos no dia a dia de vossa jornada.

Eles aí estão para vos fazer compreender que ainda estais presos aos eventos do mundo da ilusão, que ainda sois tocados por esses eventos mesmo compreendendo que eles não podem acompanhar-vos nesta nova etapa de vossa jornada.

Eles ai permanecem para mostrar-vos que é tempo de viverdes vossa verdade, manifestando, sentindo e pensando através da Mente de Deus que faz parte indissolúvel do vosso ser.

As contradições que ainda vos acompanham em todas as áreas de vossas vidas precisam ser dissolvidas na luz do amor.

Esta, contudo, não é uma tarefa fácil.

O que é o amor? 

Como expressar o amor? 

Como viver em um “estado de amor”?

Sim, amados, viver mergulhado no “estado de amor” exige de vós compreensão, equilíbrio, verdade e paz, e esses atributos precisam ser conquistados nos desafios do dia-a-dia.

Lembrai-vos, sempre, que cada desafio que se apresenta a vós é mais uma oportunidade para exercitardes os atributos divinos que vos fazem mergulhar permanentemente no “estado de amor”.

Não vos deixeis enganar pela falsa verdade, pela falsa compreensão, pela falsa paz que só se manifestam nos momentos em que inexistem pedras em vosso caminho, mas que vos mergulham no desequilíbrio no primeiro desafio que a vida vos coloca neste grande e final teste que vos levam a exercitar ou não vossa Redenção.

Os atributos divinos se fazem presentes, e se tornam permanentes, só quando exercitados nos momentos de dificuldades, incertezas, confusões.

Crer na Providência Divina para vencer os obstáculos compreendendo, reconhecendo a verdade, exercitando a paz, que vos ajuda a manter o equilíbrio, vos leva não só a superar todas as dificuldades, mas, também a mergulhardes no “estado de amor” infinito que vos abre a visão do todo e vos faz uno com o Criador.

O Criador espera, pacientemente, a manifestação de seus atributos em vós, para que seja possível a ascensão de vosso planeta e de todos que nele habitam.

Sois todos partes do Criador, todos Filhos da Luz e a luz precisa ser manifestada no vosso mundo, tornando esse “todo” a que chamais Terra um Ser coeso, que supre as deficiências de seus integrantes tornando possível a manifestação permanente da frequência cristalina do “estado de amor” em todos que a compõe.

Cuidai, pois, de vossos corpos, mentes e corações, para que eles possam refletir o que verdadeiramente sois.

Deixai para trás toda a densidade que ainda permeia vossas vidas, densidade que se reflete em vossos pensamentos, sentimentos e ações, densidade que é alimentada por vossas escolhas; sim, vossas escolhas vos mergulham na luz ou na escuridão.

É hora de compreender que as escolhas que vos dão satisfação imediata nem sempre são aquelas que vos levam à proximidade com Deus.
 
Discernimento! Discernir a vontade de vossas almas é o passo fundamental que vos leva trilhar o caminho da luz, caminho que exige leveza.

Leveza de vossos corpos físico, emocional e mental.

Vosso físico precisa elevar sua vibração para que se torne o veículo perfeito de vossa alma.

Deixai, pois, de alimentá-lo com energias densas representadas por toda a superficialidade do mundo industrializado, onde os conservantes contaminam vosso corpo, recipiente de vossa alma, impedindo-o de conservar a luz.

Sois luz e precisais conservar a luz que torna possível a manifestação de vossa divindade. 

É hora de suprir, pois, vossos corpos somente com luz, a luz refletida nos alimentos saudáveis que vossa mãe Terra vos doa de suas entranhas com tanto amor.

Vosso emocional e mental também precisam ser purificados, para se reintegrarem novamente ao vosso físico manifestando, assim o ser uno que sois.

Deixai ir pensamentos e sentimentos que não tragam alegria, serenidade, leveza e paz em vossos corações.

É preciso trazer vosso corpo, mente, coração em unidade perfeita, manifestando o Ser Crístico que se reintegra à Família Cósmica onde a vida se revela pelo “estado de amor”, onde todos vibram, onde todos são, onde todos vivenciam paz, felicidade, perfeição.

Bem amados, trabalhai arduamente para revelar vosso “estado de amor”, para que possais reescrever vossa história, corrigindo vossa rota, praticando a vossa verdade, alimentando vossa compreensão, sendo o Filho da Luz revelado no mundo da ação.

Que vossas orações alimentem vossa vontade, para que possais praticar vossa verdade, aceitando os desafios como oportunidades, reconhecendo vossa responsabilidade e seguindo em frente amparados pela força de vossas preces e pelo poder de vossas ações. 

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

SP-23/07/2013-Mensagem de Mãe Maria-19-2013 recebida por Jane M. Ribeiro.

Labels:


 

Oscar Quiroga - 2014

Objetivo e subjetivo



Somos quem somos na mesma medida em que o ardor interior seja nosso guia e orientador. Enquanto isso, o ser que somos intimamente permanece sufocado e constrangido porque apesar de identificá-lo não o tratamos como uma realidade tão sólida e verdadeira quanto a que nos impressiona através dos cinco sentidos físicos. Fomos treinados a imaginar que a realidade real seria essa, a que impressiona os sentidos físicos, e tratamos o mundo da Alma, a dimensão subjetiva, como algo vago demais para considerar real. Em todo período de Lua Vazia experimentamos a oportunidade de reverter o processo, percebendo que o mundo da Alma não é apenas tão real quanto o objetivo, mas que é o princípio em que toda realidade objetiva se nutre e encontra sua razão de ser.

Labels:


Monday, July 22, 2013

 

Oscar Quiroga - 2013

A vida de tua vida


Em teu puro coração reside a Vida de tua vida, que não é tua apenas, é a dimensão em que tua presença comunga com o colossal corpo cósmico em que tudo e todos nos movimentamos e somos. A Vida de tua vida, a glória de tua alma é um fio luminoso que alinhava toda a aparente diversidade, outorgando-lhe sentido e funções específicas, que aguardam ser despertadas e utilizadas conscientemente. Enquanto isso não for assim, e como apesar da rica experiência da vida interior consideramos a Alma uma ideia vaga demais para ser considerada real, a Personalidade, dona e senhora da dimensão objetiva sufoca e constrange a razão de todos termos nascido. Seremos vitoriosos quando nossas Almas detiverem as rédeas da Personalidade e a conduzam ao destino pretendido.

Labels:


Sunday, July 21, 2013

 

Oscar Quiroga - 2012

Muito ou nada?


É propício levar a sério essa sensação de ter muito para fazer apesar de ser domingo e, na prática, não ter nada para fazer. Essa sensação é um bom sinal de que sua alma está sintonizada com um movimento histórico de transformação, que, por enquanto, coloca nossa humanidade entre a espada e a parede, já que se tornou possível reconhecer a dimensão das transformações necessárias, mas ao mesmo tempo se verificou que essas não aconteceriam automaticamente, mas como resultado de empenho e esforço. Daí a sensação de ter muito para fazer sem, no entanto, ter a certeza do que isso seria. Não importa! A única coisa importante, por enquanto, é você ir diminuindo o tempo em que normalmente ficaria no sofá sem fazer nada, substituindo esse tempo por outro, de atividade desenvolvida em nome do bem comum.

Labels:


Friday, July 19, 2013

 

Oscar Quiroga - 2011

A timidez


A timidez não é o que parece, não é recato, não é humildade, a timidez é uma ambição às avessas que, imaginando não ser capaz de atingir seu propósito adota ar de falsa modéstia. A timidez é um pouco como a atitude do lobo da fábula de Esopo diante das uvas que não foi capaz de agarrar e, por isso, formula para si a ideia de que, afinal, não as desejava. Nossa humanidade anda correndo o risco de ser tímida diante do cenário de complexas transformações que se desenvolve, pois suas atitudes ainda não revelam verdadeira disposição de quebrar as amarras que a vinculam ao passado, atrevendo-se ir na direção do futuro, que precisa ser completamente diferente, absolutamente renovado. É difícil? Muito! Porém, tentar maquiar as coisas e atuar com recato que não é prudência, mas covardia, só vai complicar ainda mais esse cenário.

Labels:


Thursday, July 18, 2013

 

Oscar Quiroga - 2010

Descanso ou complicação


Diante de cenários tão complexos como os atuais, cada momento de descanso precisa ser desfrutado com a sabedoria que torna consciente a necessidade de alternar o frenesi da mente, que tenta resolver as fórmulas complicadas da vida, com o despojamento da despreocupação, a despeito de lá fora soprarem ventos assustadores. Sustentar a tensão sem descanso é a melhor forma de se estressar e, assim, perder de vista a eficiência. Cada período de Lua Vazia oferece a nossa humanidade descanso, uma licença superior às regras do mundo, que protege e incentiva a despreocupação. Esse período acontece hoje num momento em que supostamente nossa humanidade não deveria descansar, porém, insistindo em se orientar por uma agenda artificial, o que nossa humanidade consegue é complicar ainda mais um cenário já complicado.

Labels:


Wednesday, July 17, 2013

 

Oscar Quiroga - 2009

A transformação



O momento é perfeito, as condições são propícias, o cenário não poderia ser mais auspicioso nem o nível de compreensão de nossa humanidade a respeito da necessidade de uma transformação política poderia ser mais evidente. Nada, porém, garante transformação. Em primeiro lugar porque a inércia é muito grande, essa faz com que as coisas continuem se repetindo no mesmo padrão, a despeito de tudo. Em segundo lugar porque a regra do jogo se chama livre arbítrio, nenhuma transformação acontece de forma automática, precisa ser escolhida e, através da opção e mediante empenho, superar a inércia da repetição e se submeter a um período de turbulência em que o antigo resiste a ser transformado enquanto o novo ainda não mostrou a que veio.

Labels:


Tuesday, July 16, 2013

 

Oscar Quiroga - 2008

Tornando-se adulto



Sem culpa e sem remorso, sem se atormentar com a sensação de que abandona assuntos importantes sucumbindo à preguiça, no período da manhã de hoje você tem licença para se despreocupar, pois essa seria a melhor atitude que poderia tomar. Depois do período de Lua Vazia terminar, aí sim você pode se agarrar novamente às suas preocupações, mediante as quais dá a impressão de que você seja uma pessoa séria, envolvida em assuntos importantes. Nunca será assim, na prática as preocupações só servem para você envelhecer com mais rapidez do que a necessária. Ser uma pessoa adulta não é o mesmo que sucumbir às preocupações, mas transformar-se em alguém cuja influência promova melhorias ao bem comum, transformar-se numa pessoa que pensa menos em si e mais em seus semelhantes, irradiando continuamente sua melhor influência.

Labels:


Sunday, July 14, 2013

 

Oscar Quiroga - 2007

A história de nossa humanidade


O dia que conseguires enxergar teus inimigos e amigos como partes integrantes de tua experiência de ser, conseguirás também entender todos os complexos meandros da história, a forma misteriosa, porém, clara e contundente, mediante a qual o princípio da realidade se manifesta através da espécie humana. Quem afirma que tudo continua igual do que outrora, ou de que as coisas pioraram, francamente, não sabe o que diz. A vida humana vale muito mais do que meros cem anos atrás, o respeito à diversidade está sendo conquistado e não é de agora, vale tudo o que vem acontecendo há milênios. Por isso a afirmação inicial, de que só quando se verifica a realidade de todos, amigos e inimigos, serem partes da própria experiência de ser, se consegue entender a verdadeira história de nossa humanidade.

Labels:


Saturday, July 13, 2013

 

Oscar Quiroga - 2006

Cobiça



Incentivar a cobiça é uma forma de domínio, tanto de indivíduos, através de mimos e recompensas, quanto de massas inteiras de povos, através de ideologias. Essa manobra não é exclusiva do capitalismo, mesmo as ideologias de esquerda a utilizam, promovendo o ódio contra os que parecem os únicos cobiçosos, o que na prática incentiva violentá-los para ficar com o butim, fechando o ciclo da cobiça, mesmo virada às avessas e maquiada com legitimidade. A cobiça é do mal porque desconsidera os humanos, tratando-os como objetos, não mais como os sujeitos que são, com seus dramas, com suas ricas vidas interiores, com seus acertos e desacertos. A cobiça, em toda sua gama, reduz o ser humano a um móvel que pode ou não atrapalhar o caminho.

Labels:


Friday, July 12, 2013

 

Oscar Quiroga - 2005

As necessidades



O destino é filho da necessidade, que o nutre e coloca em movimento até que seja saciada. É de necessidades que se fazem os inventos, é de necessidades que se fazem as verdadeiras revoluções. Cientes disso, não foram poucos os humanos ao longo do tempo que tentaram inventar necessidades artificiais para fornecer soluções irrelevantes. É bastante fácil confundir a mente humana até se tornar complicado discernir entre uma necessidade real e outra artificial, nem sequer as necessidades básicas garantem facilidade nesse sentido. Comer, por exemplo, vai muito além dos nutrientes básicos, o ato pode ser conduzido ao labirinto dos prazeres e por aí se perderem até os nutrientes ser substituídos por alimentos tóxicos, com cara de imprescindíveis, porém. Conhecer as reais necessidades e guiar os passos por essas é a orientação básica.

Labels:


Tuesday, July 09, 2013

 

Mensagem de Mãe Maria


Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Escolhas! Este é o momento de escolhas!

As energias e bênçãos da nova era inundam vosso planeta e a todos vós.

É preciso, pois, que possais mergulhar nessas energias, e para que isso aconteça necessitais decidir o rumo que quereis dar às vossas vidas, escolhendo qual a realidade que quereis compartilhar neste novo momentum.

A escolha da luz vos exigirá novos esforços, novas mudanças, para que possais alterar vossas perspectivas, vendo o mundo de maneira global, reconhecendo que em vosso mundo todos fazem parte da mesma essência, e, assim, precisam compartilhar uns com os outros.

A opção pelo mundo limitado vos remeterá mais e mais à vida limitada, onde a alegria é escassa, a doença é presente, a plenitude é só um sonho e a morte é certa.

Escolher com consciência e responsabilidade e assumir as consequências de vossa escolha, esta é a verdade que precisais encarar neste tempo de tantas mudanças.

O fluxo natural da vida de cada um de vós precisa ser retomado, para que possais sair do olho do furacão que assola vosso planeta e todos os seus habitantes.

Necessitais retornar vosso contato com a Mãe Natureza, comungando com todos os seres que convosco evoluem, ajudando no resgate da misericórdia divina em todas as águas, compartilhando do solo sagrado que habitais com responsabilidade, resgatando a historia que se acha gravada em cada pedra, em cada árvore, em cada pedaço de terra de vosso planeta, a história comum a todos e que relembrada vos auxiliará no retorno a Casa do Pai. 

A Mãe Terra passa pelo processo final de expurgo da densidade que foi a ela impingida pelo ser humano, e isso tem causado muita devastação em vosso planeta.

É tempo de perceber que esse expurgo também acontece em cada um de vós.

Vossos corpos físico, emocional e mental se preparam para a reunificação necessária que vos permitirá a manifestação do Corpo de Luz. 

Tudo que é velho necessita ser transformado.

Velhos pensamentos, sentimentos e ações que só reforçaram o limite em vossas vidas precisam ser eliminados, definitivamente de vossas realidades.

Deixai ir, amados! Deixai ir pessoas, situações e coisas e com elas o apego que vos torna vulnerável e vos mantém na energia densa da terceira dimensão.

Deixai ir preconceitos e condicionamentos que limitam vossas relações com outros seres, outros povos e outras religiões.

Deixai ir a visão limitada e destorcida que vosso ego vos impõe há tantas vidas, olhando o mundo com os olhos do coração, permitindo-vos questionar todas as “certezas” que até hoje imperaram em vossas vidas, para que possais separar o joio do trigo, o que vem da luz do que é resultado do mundo da escuridão.

Sois capazes já de realizardes escolhas conscientes, compreendendo que elas exigem de vós determinação e disciplina, coragem e fé, exigem o esforço concentrado daquele que sabe que as mudanças são imprescindíveis e que mudar exige desapegar-se do passado, de tudo que foi e não foi, para concentrar esforços no momento presente, momento que requer o árduo trabalho de manifestar a divindade que existe em vós, respondendo ao compromisso selado com vossas almas antes de vossas encarnações no mundo da ilusão. 

O aprendizado final das lições necessárias para revelardes o verdadeiro ser de luz que sois só acontece se mergulhardes no silêncio, expandindo vossas consciências, reconhecendo a vontade de vossas almas, e manifestando tudo aquilo que for necessário para concretizardes o propósito que vos levou ao mundo da ilusão.

Cada um de vós tem lições a revelar e mudanças a concretizar; cada um de vós tem apegos e mágoas a dissolver, cada um de vós tem débitos a saldar e perdão a expressar, cada um de vós precisa revelar a compreensão que dissolve dores e manifesta a misericórdia.

Cada um de vós tem amor a expressar, e o amor só se revela em um ser que já se despojou de toda a ilusão existente no mundo da terceira dimensão.

Atentai, pois, para todo trabalho que ainda está por realizar, atentai para as correções que precisais exercitar em vossas vidas, mudando, transformando, desapegando-vos da enorme bagagem que neste tempo não é mais necessária, e nem pode acompanhar-vos na nova realidade que está prestes a ser vivenciada por todos vós.

Bem amados, que vossas orações intensifiquem vossas intenções de sair do casulo que vos limita, para a vida onde o ilimitado se faz presente na luz de Deus-Pai-Mãe.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

SP-09/07/2013-Mensagem de Mãe Maria-18-2013 recebida por Jane M. Ribeiro

Labels:


 

Oscar Quiroga - 2004

O princípio da decadência


Nada é o que parece, quantas vezes a frase terá de ser repetida até cair a ficha? Quantos caminhos um ser humano precisa percorrer, diz a música, até conseguir que seus semelhantes o considerem humano? Na ânsia pelo poder, motivados por pura vaidade intelectual, que os faz considerar que suas teorias, apesar de refutadas pela prática, são melhores e maiores do que todas as outras, certos humanos não veem obstáculo moral em tratar as pessoas como objetos, como massa de manobra, chamando-as de classe média, ou pobres, ou ricos, ou tais e tais e tais. Os humanos podem até parecer objetos de vez em quando, mas não são. Todos os humanos, sem distinção, comungam nos mesmos problemas e nos mesmos dramas; a paixão da Cleópatra e da Benedita é a mesma, a tragédia de Hamlet e a de João também. Achar-se no topo do mundo é o princípio da decadência.

Labels:


Sunday, July 07, 2013

 

Oscar Quiroga - 2003

O destino da mentira


A mentira é necessária como resultado de retorcidos malabarismos mentais que só nossa humanidade consegue fazer, esse é um sucesso do qual poderia se gabar, mas não o faz, porque é inconfessável. Ninguém mente por necessidade, há os que mentem por conveniência, há os que o fazem com muita imaginação e ainda há os que praticam a mentira por puro prazer. Dizem que de tanto repetir a mentira essa se transforma em verdade, mas isso só acontece com os mentirosos, que embaralham de tal forma seus pensamentos que acabam perdendo a capacidade de discernir entre a realidade e a fantasia. Ainda que isso aconteça em número suficiente para criar cultura, toda distorção tem prazo de validade e, um dia, de forma aparentemente surpreendente, mas completamente natural, desaba como castelo de cartas.

Labels:


Friday, July 05, 2013

 

Oscar Quiroga - 2002

Governo excelente



A certeza de que deve haver uma forma justa e excelente de governo decorre do conhecimento de termos experimentado todas as formas erradas e, mesmo cansados, não desistimos do ideal de um governo justo e perfeito, que forneça o substrato para todas as pessoas serem livres e prosperarem de acordo com suas inclinações, coibindo excessos e promovendo tolerância e compreensão mútua. Haverá um dia em que não precisaremos de leis que reprimam, sendo felizes porque nada melhor haveria? O ser humano é bom por natureza, ou precisa de repressão, porque se deixado ao natural seria brutal? Nunca haverá acordo a este respeito, melhor deixar a dúvida no ar e continuarmos lutando pelo estabelecimento de um governo justo e excelente, pois mesmo que esse dure pouco, o pouco que durar compensará a luta.

Labels:


Thursday, July 04, 2013

 

Oscar Quiroga - 2001

Humanidade


As flores desabrocham com serenidade, pois não pensam no que fazem, apenas o fazem. O taoismo sugere que nossa humanidade faça o mesmo, mas como poderia uma entidade habilitada a refletir deixar de fazê-lo? Seria o mesmo que pedir à flor que continue desabrochando com serenidade, mas ciente do que está fazendo. As coisas são como são, e se nossa humanidade é tensa porque se esforça demais para fazer o que faz, não é isso que lhe impede dar seu melhor, é nessa tensão que encontrará o método adequado para se libertar e vir a ser maior do que a naturalidade brindaria. O que é verdadeiro não se preocupa em ser verdadeiro, apenas é, porém, não se pode esquecer que o verdadeiro um dia se preocupou em sê-lo, quando não o era, e que seu esforço consciente conduziu até a verdade, se identificando com ela para sempre.

Labels:


Wednesday, July 03, 2013

 

Oscar Quiroga - 2000

Subvertendo a sensatez


É real que o Sol e as estrelas se movimentem sobre nossas cabeças de leste a oeste. É realidade que o planeta em que habitamos gire sobre seu eixo e, por isso, pareça real que o Sol e as estrelas se movimentem sobre nossas cabeças. É real que o chão pareça sólido sob nossos pés, porém, é realidade que existamos levitando num oceano infinito de Vida. Por isso, nem sempre será útil e eficiente considerar o chão firme para contar o tempo e mediante esse organizarmos nossos afazeres, porque o tempo do oceano infinito de Vida frequentemente entra em cena, desbaratando os planos sustentados sobre o chão supostamente firme. Nos tempos de Lua Vazia é mais propício abrir a mente e se dispor a subverter o que pareceria imediatamente sensato fazer.

Labels:


Tuesday, July 02, 2013

 

Oscar Quiroga - 1999

O tapa



O exercício da fantasia é, constante e mentalmente, fazer a relação das coisas que poderiam ter sido, não fosse que não aconteceram. Há um prazer envolvido nesse exercício, pois de outra forma nossa humanidade não se concentraria nesse com tanto afinco. Porém, há prazeres imediatos que produzem dores posteriores. Ingerir açúcar, por exemplo, há algo de muito bom em se refestelar com doces, que levante a mão quem não tenha caído na tentação de comer muitos doces de uma vez só! Todos os que levantaram a mão conhecem, também, o mal-estar provocado por essa satisfação impulsiva. Com o exercício da fantasia acontece o mesmo, quando o tempo gasto nessa é exagerado, logo vem a mão da realidade a dar um tapa nada prazeroso para que a mente se recomponha. A gente não gosta, mas sem isso perderíamos o contato com a realidade.

Labels:


Monday, July 01, 2013

 

Oscar Quiroga - 1998

O pessimismo hesita



A tua certeza do nada, do pessimismo que enxerga tudo degringolar de mal a pior, todos teus sentimentos depressivos e desanimados foram esparramados por uma clara hesitação que viu a beleza do céu, que sentiu o frescor da brisa matinal ou se enlevou com as brincadeiras dos animais e do incessante trabalho dos insetos. O ensimesmamento de tua mente foi subvertido pelo avassalador peso da realidade maior. Por isso o provérbio bem afirma, não há mal que dure cem anos, porque todos os males pela humanidade são produzidos, são artificiais, nascem de uma criatividade retorcida e, porque nascem, também morrem. Como há coisas mais importantes do que isso acontecendo, os males andam durando décadas apenas, e em alguns casos só poucos anos.

Labels:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?