Wednesday, September 30, 2015

 

Oscar Quiroga - 2775

Organização grupal

O poder que buscas com ansiedade para sarar o estado de acuamento em que te encontras não reside nas mesmas fórmulas de outrora, todas dependentes de teus recursos individuais. O poder que buscas com ansiedade para resolver teus problemas é o que desprezaste outrora, fazendo prevalecer tua individualidade sobre a força da união comunitária. Os criminosos sabem disso e se organizam em grupos, são leais entre si e castigam violentamente quem atentar contra a organização, pois isso significa o fim do seu poderio. Enquanto isso, as pessoas de bem, como tu, perdem tempo tentando resolver tudo com seus próprios e individuais recursos, perdendo de vista o poder de organizar-se em grupos. Este é o único poder que resolverá tua ansiedade, organizar-te com teus semelhantes e até com os diferentes.

Labels:


Tuesday, September 29, 2015

 

Oscar Quiroga - 2774

No estado de acuamento

Nesse estado de acuamento que te exila do paraíso que com tanto afinco te consagraste a erguer, mas que agora te é negado por circunstâncias que poderias ter evitado, pois tiveste todos os sinais para isso, porém, para tal efeito precisavas da união e organização da comunidade, e isso não aconteceu, já que todos estavam ocupados no mesmo trabalho de erguer com afinco o próprio paraíso. Nesse estado de acuamento sobrevêm as ideações mais estranhas e assustadoras. Estranhas porque não imaginaste que um dia te atreverias a aceitá-las, e assustadoras porque sentes o poder de teus próprios pensamentos. Está aí o caminho, sempre esteve aí, as circunstâncias que te constrangem só se solidificaram porque não houve organização grupal. O mal que experimentas agora serve para essa luz se fazer presente e ativa.

Labels:


Monday, September 28, 2015

 

Oscar Quiroga - 2773

Tudo podes

Tua alma recua assustada e temerosa diante do poder de teus próprios pensamentos, tempos extremos conduzem a ideações estranhas. Como vieste a pensar o que pensas? De que forma essas ideações furaram a vigilância e bloqueio da intrincada malha moral de tua psique? Como ladrões astutos, essas ideações se apresentam e não tens como lhes negar atenção, mas o que assusta não é a surpresa, o que assusta é que no fundo reconheces certo regozijo com o que pensas, pois te infunde poder, te enleva com a sensação de teres chegado a um ponto crucial e que te tornaste capaz de tudo, pois, diante da perspectiva de não haver mais nada a perder te deparas com a ideação de que tens tudo a ganhar, mesmo com atitudes extremas. Tudo podes, sabes disso, mas é melhor não envolver outrem quando tua alma se inebriar de poder.

Labels:


Sunday, September 27, 2015

 

Oscar Quiroga - 2772

Lutar, continuar lutando

Lutar, buscar e não se render, sabes que precisas continuar, porém, teu coração está enfraquecido porque contempla o mundo e não encontra proteção nele. A fé está abalada, as instituições em que confiavas te oprimem e te pedem sacrifícios enquanto continuam vivendo na opulência que para ti é negada. A realidade é monstruosa e parece acenar para que tu também te transformes em monstro. Sabes, porém, que a fúria, uma vez solta, te afastará daqueles que, depois, em arrependimento, reconhecerás que te são imprescindíveis. Tu és uma pessoa normal submetida a abusos por tempo demais e, por isso, conduzida a se transformar num monstro. Sabes, porém, que há alternativas disponíveis, que não deves te render, mas lutar, continuar lutando.

Labels:


Saturday, September 26, 2015

 

Oscar Quiroga - 2771

Começa governando a ti

Corações desanimados por se verem participando da tragédia de o heroísmo com que sustentaram suas existências normais ter sido abusado, conectados com maior fluxo de Vida Cósmica que acontece todos os meses com a Lua Cheia, transformam-se em veículos de raiva e fúria. É um espetáculo triste de se contemplar, quanto mais de participar. Respira fundo, respira ciente de que ainda vale a pena navegar para além das circunstâncias opressoras, navega mirando com firmeza o além, para que o aquém não alimente tua fúria e que essa não extravase de tal forma que magoes e ofendas aqueles que precisas proteger. O mundo libertário em que os governos sejam obsoletos pela sua própria incompetência ainda está longe de ser conquistado, mas começa contigo, governando tuas emoções e pensamentos.

Labels:


Friday, September 25, 2015

 

Oscar Quiroga - 2770

Descansa

Teu coração heroico está enfraquecido diante da tragédia de ter sustentado a normalidade e ter sido traído por aqueles que deveriam te proteger. Descansa então, respira fundo para que a monstruosidade, legítimo fruto dessa incongruência, não seja posta em prática e tu te convertas em mais uma das entidades soltas por aí a cometer injustiças. Descansa, respira fundo, observa com calma a realidade para detectar quais são teus verdadeiros inimigos e que isso te sirva para lutar exclusivamente contra esses, continuando a proteger aqueles que tu amas. Descansa, decisões duras terás de tomar, umas que não mereces tomar, mas que as circunstâncias obrigam. Que tudo isso sirva para, no futuro, não te acomodares tanto.

Labels:


Thursday, September 24, 2015

 

Oscar Quiroga - 2769

Ser humano não é monstro

Amar teus inimigos não significa contemporizar com eles, mas aceitar que tua alma está vinculada a esses até que decida erguer-se e fazer tudo que estiver ao alcance para vencê-los. É impossível sustentar uma vida normal e decente ao passo que trabalhas para sustentar governos que fizeram da injustiça seu ritmo cotidiano, é em cenários assim que a vida normal é desintegrada e as pessoas comuns, como tu, que lês estas linhas, abandonam o heroísmo com que sustentam suas existências dentro dos limites da normalidade e se transformam em monstros, comportando-se como nunca imaginaram que o fariam. O ser humano não é monstro naturalmente, sua monstruosidade é fruto de opressão e de injustiças aplicadas sistematicamente até atingir-se o instante em que por não haver mais nada a perder, o monstro é solto.

Labels:


Wednesday, September 23, 2015

 

Oscar Quiroga - 2768

De heróis a monstros

Existimos para continuar velejando além das circunstâncias existenciais, navegar é preciso, disse o poeta. Apesar de nossa força heroica ter sido desprezada, porque nos insultaram ao nos ocuparmos de preservar a decência do dia a dia enquanto nos oprimiam com abusos e corrupção, nós somos o que somos e, mesmo que enfraquecidos pelo tempo e hábitos comodistas de pequenos burgueses, quando submetidos por tempo demais à injustiça nós, humanos, nos transformamos em monstros. De heróis a monstros em um instante apenas, isso é humano também. Não é tarde para reerguer-se e construir um novo mundo, céu e terra conspiram para que a civilização seja dos justos e o crime volte a ser uma eventualidade e que nunca se adentre nas instituições que devem proteger as pessoas contra esse.

Labels:


Tuesday, September 22, 2015

 

Mensagem de Mãe Maria - 18/2015


Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Este é um tempo em que a vida tem cobrado vossas pendências do passado, para que possais iniciar o ciclo que vos leva a um novo patamar de consciência.

Momento único em vossas jornadas, momento de redenção.

Rendei-vos, pois, à voz de vossas almas, centrando vossas atenções no coração, para que possais ser o juiz de vossas próprias decisões, olhando para aquelas que foram equivocadas para trazê-las de volta ao vosso momento e, assim fazendo, transformar seus efeitos e liberando o peso que elas contêm.

Para o Pai não existe certo ou errado, feio ou bonito, claro ou escuro. Existe somente luz, e é essa luz que precisais resgatar para que possais retornar ao Pai, a fonte infinita do prazer e da abundância, da plenitude e do esplendor.

Sem a liberação da densidade que criastes, em decorrência de vossas escolhas equivocadas, impossível manifestardes a luz que jaz presente em vossos corações.

Buscai, pois, reconhecer tudo em vosso momento que precisa ser corrigido, desde vossos pensamentos que não contém a força do amor, até vossas atitudes desprovidas de compaixão.

A compaixão faz-se necessária em vosso mundo, mas para que ela seja exercida precisais buscar em vossas mentes aqueles preconceitos que limitam vossa visão, e impedem a manifestação da solidariedade e do amor ao vosso redor.

Os preconceitos são um mal que leva à discriminação, em todos os sentidos que essa palavra contém; discriminação de idéias, conceitos, discriminação em decorrência da cor da pele, da origem racial, da religião.

A separação que decorre da discriminação não pode mais ser tolerada nesse vosso estágio de evolução.

Ela só fomenta o ódio, ela só leva à prática da violência, ela só gera egoísmo, e o ódio, a violência, o egoísmo precisam ser combatidos, com muita firmeza e determinação, pelo amor latente em vossos corações, amor que só libera luz, luz em forma de compreensão, luz em forma de solidariedade, luz em forma de atitudes que desarmem vossos irmãos, que transforme campos dizimados pelas guerras em férteis fontes de alimentos, alimentos que possam nutrir os que têm fome, alimentos que devolvam a todos os famintos a dignidade do viver, para que retorne a esperança de um mundo melhor, um mundo de paz.

A paz é essencial para a continuidade de vossas jornadas.

Sem paz permanecereis à mercê da escuridão, sem paz a semente da abundância fenece, sem paz a beleza do sorriso da criança se transforma no choro doído dos filhos da guerra, sem paz inexiste a esperança de dias calmos e tranquilos, sem o profundo estado de paz consolidado no fundo de vossos corações o mundo da ilusão continuará imperando em vossa Mãe Terra.

Deixai, pois, a ilusão para trás, buscando enxergar além do que contém fisicalidade, centrando vossas atenções no que é essencial, no que é verdadeiro, em todas as oportunidades de reunificar o que foi separado, em reestruturar o que foi destruído pela ganância do homem, vossas matas, vossos rios e mares, vossos animais, tudo que contém a memória do tempo, vossos minerais, a terra em que pisais, os monumentos edificados com a consciência de manter vivo no espírito do homem o sentido da eternidade.

Sim amados, a eternidade que emerge através da consolidação de vosso passado, presente e futuro no AGORA, no momento sagrado onde a vida vos oferece a oportunidade de manifestar o que é verdadeiro em vós, vossa estampa divina que trás nela contida a história de vossas jornadas por este planeta, e pelos múltiplos universos sempre em expansão. 
  
Amados, que a grandeza deste momento único prestes a manifestar-se em vosso planeta seja compreendida por todos vós, para que a conclusão de vossas preparações aconteça rapidamente, liberando todos os espaços onde a escuridão se fez presente, para que a luz os preencha, clareando definitivamente vosso lar nesta jornada, vossa amada Mãe Terra que retorna das profundezas da dor, do limite e do sofrimento para brilhar como um imenso sol que trás nele contido a essência de todos vós.

Bem amados, perseverai em vossas orações, gerando através delas o combustível necessário para o despertar de todos os vossos irmãos.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

Labels:


 

Oscar Quiroga - 2767

A gestação do monstro

Não é tarde demais para procurar um novo mundo, o desânimo resultante da opressão da incompetência mascarada de populismo não deve arraigar-se em teu coração. Estamos todos enfraquecidos por termos deixado passar tempo demais sem reagir, ocupados que parecíamos estar em preservar o mínimo de decência para nossos filhos. Contudo, pessoas normais submetidas à opressão e ao abuso se transformam em monstros ao longo do tempo. Sim, está em gestação uma sombra monstruosa do tamanho da opressão, pois o heroísmo de termos sustentado nossas vidas decentes enquanto nos cuspiam acusando-nos de relapsos se transformou, aos poucos, na monstruosidade que comprova que amar os inimigos não significa deixar de exterminá-los.

Labels:


Monday, September 21, 2015

 

Oscar Quiroga - 2766

É tudo temporário

Cuida para que o desânimo não crie raízes em tua consciência, já foste deus e deusa de teu mundo, sentes-te a glória por razões banais e verdadeiras, porque pudeste comprar o que querias ou porque num momento enlevado compreendeste algum mistério da vida. Hoje, porém, da antiga força divina que movia céu e terra só resta a reminiscência. Contudo, ainda que muito esteja perdido e que daqueles que deveriam te proteger só venham sinais de abuso, corrupção e inépcia, pensa bem, mesmo assim te resta muito, respiras entre o céu e a terra. Tu és o que és, um ser humano complexo e com plena capacidade de criar. Teu coração está enfraquecido pela opressão de governos injustos, mas tudo isso passará, é tudo temporário.

Labels:


Sunday, September 20, 2015

 

Oscar Quiroga - 2765

Desorganiza-te!

Luta para vencer e ir além das marcas que já tenhas conquistado! Nada deve tolher tua liberdade, luta contra tuas limitações, teus constrangimentos, que tua alma seja vencedora dos medos que te atormentam. Essa contenda te desorganiza e tira do eixo, isso é necessário, porque a energia que utilizas para preservar tua ordem cotidiana também preserva os cantos obscuros de tua alma numa zona de conforto mediante a qual preferes o mal conhecido a te atrever a ir além desse, na direção de um bem que pressentes, mas que para conquistá-lo precisas te desorganizar aqui e agora. Quando entras na cama à noite essa está arrumada, mas quando despertas ela deve estar completamente desorganizada, fruto de tua movimentação no mundo dos sonhos. Na tua vigília tem de acontecer o mesmo.

Labels:


Saturday, September 19, 2015

 

A Menstruação: Causas e Cura


A menstruação é um processo patológico e, como as demais doenças, pode ser evitada e curada, se já estiver presente. A menstruação tem causas físicas e psicológicas.

As causas psicológicas principais têm sido sustentadas por duas instituições: a religião e a medicina. A Bíblia Sagrada é um trabalho de homens e não de mulheres; em suas páginas fica muito claro um esquema engenhoso para escravizar as mulheres. O falso ensinamento religioso feito pelos sacerdotes (padres, pastores, papas, etc) baseado neste documento declara que a mulher fica "impura" (durante a menstruação, Levítico 15:19) e que um "sangue impuro" é eliminado pela "mulher pecadora" (amaldiçoada pelo "pecado original", Gênese 3:6) uma vez por mês, e se esse sangue não for eliminado dessa forma, o "fígado iria explodir". Que grande besteira! Um Deus que é Amor, e não é sádico, nunca iria amaldiçoar eternamente uma de suas principais criações (a mulher) com uma doença periódica que causa tanto sofrimento.

Se nos voltarmos ao mundo médico (que ainda vive na Era das Trevas), somos confrontados com a afirmação enganosa de que "a menstruação é uma função normal". Por mais estranho que isso possa parecer, as mulheres acreditam no que os médicos e sacerdotes dizem sobre sua condição humilhante de "impureza", ao invés de jogar fora essa antiga superstição, descobrir a verdade e se livrarem dessa chamada maldição. Convém lembrar que algo "normal", não é, necessariamente, "correto". Por exemplo: é normal para a maioria das pessoas comer cadáveres de animais (bovino, suíno, frango, peixe, etc), mas, apesar disso, isso não é correto (salutar) para a fisiologia humana.

Devido a esse ensinamento antigo e estúpido, as mulheres foram enganadas para acreditar que seu sexo desafortunado, em algum tempo antigo, cometeu um "pecado básico" (Gen. 3:6) que as levou a sofrer eternamente, sendo escravas dos homens (Gen. 3:16). Um mundo médico estúpido, ainda vinculado a superstições, vê essa função feminina como "normal", quando ela é acompanhada de sintomas penosos de doença como dor intensa, angústia mental e perda de uma grande quantidade de fluido vital.

As conclusões de quem estudou seriamente esse assunto é que, primária e fundamentalmente, a menstruação é uma hemorragia. Nenhuma autoridade da Terra pode manter a posição de que uma hemorragia é natural e normal, independente da parte do corpo em que ela ocorre.

Hemorragia não é uma condição de saúde. Portanto, ela é uma condição de doença. É um estado patológico e é sempre prejudicial e, muitas vezes, perigoso. Hemorragia no útero (menstruação) não é mais normal do que uma hemorragia no cérebro (AVC) ou nos pulmões. Ela é menos perigosa apenas porque o útero é menos vital para o bem estar imediato do corpo do que o cérebro e os pulmões.

A velha teoria de que a menstruação é um processo de limpeza, que livra o corpo feminino de materiais ruins e venenosos, levou alguns a acreditar que a amenorréia (ausência de menstruação) permite a retenção de tais produtos no corpo, e que a amenorréia é portanto prejudicial à saúde da mulher. Nenhuma evidência científica foi colhida para sustentar essa falsa crença e, ao contrário, a evidência clínica é exatamente oposta a isso [1].

Autoridades no assunto afirmam que o sangue menstrual é tão puro quanto o sangue nas outras partes da mulher menstruada. Se o sangue em todo o corpo dessa mulher estivesse em um estado saudável, a condição de saúde iria prevalecer, e não ocorreria a menstruação. É um fluxo de sangue poluído que envenena o corpo até o ponto em que a menstruação aparece, não como uma função normal, mas como um estado doentio; e o sangue menstrual é tão puro, ou tão poluído, quanto o sangue em qualquer parte do corpo. E perder sangue não irá melhorar a saúde da mulher, muito pelo contrário.

A mulher foi enganada (mentiram para ela) durante tanto tempo, que ela pensa que ela está normal quando ela está sofrendo dor, e que ela está saudável quando seu fluido vital está saindo de seu corpo. Esta atitude mental equivocada da mulher é, em parte, a causadora da menstruação. Muitas mulheres que acreditam que estão grávidas, mas na realidade não estão, param de menstruar sem qualquer efeito nocivo para a saúde.

A perda de sangue por qualquer parte do corpo prejudica a saúde de qualquer pessoa, e é um impedimento para as funções naturais e para o metabolismo. Nada, excepto a superstição, poderia ter mantido a mulher longe de fazer um estudo aprofundado dessa questão e de descobrir que o sangue não foi feito para ser perdido pela mulher e nem pelo homem. Nenhuma hemorragia é salutar.

Normalmente, o período menstrual é constituído de duas fases: a primeira fase é a saída de uma substância mucosa da vagina, vinda do útero, de cor clara ou branca, chamada de corrimento vaginal ou leucorréia. Com o passar do tempo, esse corrimento vaginal começa a receber uma coloração vermelha e transforma-se na segunda fase de pura hemorragia, chamada de menstruação. Tanto a menstruação como a leucorréia são condições patológicas e que, tendo um modo de vida apropriado, podem desaparecer permanentemente. Se a leucorréia desaparecer (primeira fase), a menstruação (segunda fase) automaticamente cessa.

Os fluidos perdidos na leucorréia são compostos de substâncias vitais importantes para o corpo. Essas substâncias são valiosas e necessárias para a nutrição do cérebro e dos nervos. Por esta razão, as descargas leucorréicas são desvitalizadoras ao cérebro e nervos. A perda desses fluidos é a causa principal das desordens nervosas e mentais, tão comum nas mulheres que menstruam.

Os corpúsculos mucosos presentes na excreção leucorréica são na realidade corpúsculos de sangue no processo de formação. Isso explica porque a mulher que sofre de leucorréia é frequentemente anêmica.

Várias autoridades afirmam que a condição de leucorréia está vinculada a uma dieta errada. O Dr. Ehret afirma que a leucorréia resulta da ingestão de alimentos que formam muco, particularmente as proteínas animais, tais como carne (carne bovina, suína, frangos, peixes, "frutos do mar", etc), ovos e produtos de laticínio (leite, queijo, iogurte, pudim, bolo, etc). Tanto a leucorréia como a menstruação resultam de uma condição inflamatória do útero que surge como efeito de uma dieta muito rica em proteínas. A maioria da população, por influência médica, tem muito medo de ingerir pouca proteína na sua alimentação, quando, ao contrário, deveria ter bastante cuidado para não ingerir muita proteína.

A cura da leucorréia irá resultar no desaparecimento gradual da menstruação, que é um efeito colateral dela. A perda de cálcio através da leucorréia pré-menstrual abaixa a capacidade do sangue de se coagular, o que resulta na hemorragia menstrual. Além da perda de cálcio, outras substâncias valiosas são perdidas através da leucorréia pré-menstrual. Não se deve interferir diretamente na hemorragia menstrual, mas ela pode ser indiretamente evitada eliminando a leucorréia que a precede.

Os desejos e atos sexuais e um ambiente muito erotizado são causas importantes na ocorrência da menstruação, já que prostitutas vivem em uma condição de quase constante hemorragia, enquanto as freiras enclusuradas e mulheres que vivem sozinhas, possuem cada vez menos menstruações, de tal forma que, às vezes, elas mal deixam uma marca no absorvente íntimo. Como a menstruação está diretamente relacionada com a indulgência sexual, verifica-se que entre as mulheres não casadas (solteiras) o fluxo menstrual possui uma menor duração do que entre as mulheres casadas.

Portanto, a primeira coisa essencial para ter um controle da menstruação é evitar totalmente qualquer ato sexual. Mulheres que vivem em castidade absoluta, longe de qualquer excitação erótica, percebem que suas menstruações acabam ficando tão limitadas que quase não deixa marcas na roupa. Ao contrário, mulheres que desfrutam de muito sexo e prostitutas observam que o fluxo menstrual torna-se muito abundante e dura de dez a quinze dias. Metade de suas existências é uma longa menstruação.

As antigas mulheres  guerreiras Amazonas, viviam separadas e não se casavam com homens, pois considerava isso uma escravidão e, como consequência, não menstruavam. Portanto, isso parece indicar que a origem da menstruação é a sujeição sexual da mulher ao homem. Uma conspiração masculina, feita por sacerdotes e médicos, incutiu na mente feminina que a menstruação é algo normal do seu sexo e que deve ser aceito como algo inevitável. Mentira! Isso foi feito para gerar uma supremacia do homem sobre a mulher em nossa sociedade.

Na nossa sociedade atual, o homem é meramente uma degeneração da mulher. O homem situa-se entre a mulher e o macaco (ele é muito mais peludo que a mulher). O homem é o "sexo fraco", e não a mulher. A mulher é o sexo forte. Isso pode ser constatado por inúmeros fatos. Os bebês natimortos do sexo masculino são de trinta a quarenta porcento mais numerosos que os do sexo feminino [1]. Os bebês femininos têm uma taxa de mortalidade menor que os bebês masculinos. Estatísticas de seguro de vida mostram que é mais difícil cuidar de um menino do que de uma menina, do ponto de vista de saúde. As meninas se desenvolvem mais precocemente que os meninos (ficam mais altas), até começarem as menstruações na puberdade [As menstruações começam na puberdade porque até esta idade a saúde da menina já decaiu muito, havendo um grande desequilíbrio em seus hormônios], quando, então, elas param de crescer (devido à perda de cálcio e outros elementos importantes através do fluxo menstrual) enquanto os meninos, que não menstruam (apenas poucos sangramentos pelo nariz), continuam a crescer e passam as moças em altura. A menstruação traz uma parada prematura e não natural tanto no desenvolvimento físico como mental da mulher; a perda de cálcio e fósforo pára o crescimento do esqueleto e a perda de iodo e lecitina causa também uma interrupção prematura do crescimento do cérebro.

Estatísticas mostram a superioridade feminina sobre a masculina em todas as idades, com exceção do período fértil, período entre a primeira e a última menstruação, que suga sua vitalidade feminina. Assim que a menstruação começa, a superioridade das fêmeas sobre os machos começa a declinar. Mas essa superioridade aumenta novamente quando o período menstrual termina (na menopausa). Este fato científico mostra o efeito degenerativo da menstruação. Após o período das menstruações (na menopausa), a mulher mostra novamente sua superioridade. Quanto mais se avança em idade, mais aparece a predominância numérica das mulheres sobre os homens: existem muito mais viúvas do que viúvos!

As mulheres do campo, que possuem uma dieta menos volumosa que as da cidade e que se exercitam mais com o trabalho e respiram um ar menos viciado, possuem menstruações menos frequentes e menos abundantes.

A menstruação feminina é algo equivalente à emissão seminal nos homens. A menstruação representa uma perda de energia na mulher, assim como a perda de sêmen constitui-se em uma perda de energia para o homem. A menstruação não ocorre nos animais selvagens fêmeas porque os machos perdem pouco sêmen devido a atos reprodutivos infrequentes, limitados a determinadas épocas do ano, enquanto o macho humano tem atividade sexual mais frequente. A menstruação frequente da mulher representa, portanto, uma perda compensatória de vitalidade na mulher para tentar manter um equilíbrio entre os dois sexos, já que sem a perda menstrual, as mulheres iriam rapidamente suplantar os homens, como resultado de suas perdas seminais.

O processo da menstruação não é um processo fisiológico, mas o resultado de uma interferência com a natureza. A menstruação é uma hemorragia, sendo constituída pela ruptura de vasos sanguíneos. Vasos sanguíneos não são feitos para se romperem e, portanto, nenhuma hemorragia é algo natural.

Animais não domésticos (com exceção dos macacos) nunca menstruam, mas quando estão em cativeiro ou quando são cuidados sob condições artificiais de domesticação, sendo alimentados com dieta não natural, descargas menstruais regulares têm sido notadas. Isto tem sido observado em éguas, vacas, ovelhas, porcos, coelhos e cães. Nesses casos, a dieta artificial e a forma de viver devem ser consideradas as causas da menstruação dos animais domésticos, em vista da ausência desse fenômeno entre os membros selvagens da mesma espécie. Logo, muitos estudiosos afirmam que sob condições naturais perfeitas de alimentação e de vida, uma mulher nunca iria menstruar, apesar de ovular normalmente; uma dieta com pouca proteína, constituída de frutas e vegetais, fará a mulher parar de menstruar.

Um fator que agrava a menstruação é uma constipação crônica (prisão de ventre, eliminação deficiente de fezes) que causa uma intoxicação sanguínea. Verifica-se que durante a menstruação, a concentração de ácido úrico (uma toxina) no sangue chega a um máximo. Sabe-se que a constipação é mais intensa no período menstrual e a constipação, obviamente, é um precursor da auto-intoxicação. Quando ocorre a constipação e auto-intoxicação, os locais principais de eliminação ficam sobrecarregados e eliminações suplementares passam a funcionar através das membranas mucosas, como o útero (e o nariz). Alguns investigadores vêem o útero como um órgão de excreção cuja função consiste na eliminação dos produtos prejudiciais do metabolismo. Hipócrates, considerado o Pai da Medicina moderna, disse: "O útero é o esgoto de todos os excrementos que existem no corpo, pois todas as impurezas vão para o útero". Quanto mais imperfeita for a eliminação sistêmica, mais descargas irão sair pelo útero, se a membrana mucosa uterina se constituir no ponto de menor resistência. Uma respiração pulmonar mais intensa pode, portanto, reduzir a menstruação (maior expulsão de toxinas via mucosa do pulmão).

As mudanças inflamatórias na membrana mucosa uterina que levam à hemorragia menstrual são devidas ao excesso de proteínas, pois se sabe que a ingestão excessiva de alimentos proteicos (especialmente de origem animal) é a principal causa da constipação e da autointoxicação. Ehret e outros pesquisadores verificaram que quando as suas pacientes eram colocadas em uma dieta de baixa proteína, elas experimentavam uma redução gradual na quantidade e na frequência da menstruação, até que ela diminuía ao ponto de desaparecer. Havelock Ellis, por exemplo, cita o caso de uma mulher que tinha menstruações prolongadas e doloridas quando tinha uma dieta de carne, enquanto em uma dieta vegetariana a sua menstruação diminuiu ao ponto de desaparecer.

Efeitos similares foram observados no caso de leucorréia (descarga mucosa genital, corrimento vaginal) que desaparece sob uma dieta sem proteínas. Ehret afirma que se o sangue ficar completamente livre de toxinas ácidas através de uma dieta alcalina de vegetais e frutas de baixa proteína, a menstruação irá ocorrer em intervalos progressivamente mais longos de 2, 3, 4 meses, etc, até que ela finalmente desaparece. Ele considera a menstruação como um efeito patológico de uma condição inflamatória da membrana mucosa uterina induzida por uma dieta alta em proteína, e que pela redução desta inflamação por uma dieta alcalina de frutas e vegetais, o fluxo irá gradualmente diminuir em frequência e quantidade, até que ele desaparece. Portanto, não é correta a visão usual de que a menstruação é apenas "uma limpeza mensal", algo que pretende fazer com que as mulheres aceitem esta doença periódica sem reclamar muito (e se manterem submissas ao homem).

A menstruação não é fisiológica, mas sim um processo patológico e que não é necessária para ter boa saúde (e ovular normalmente). Uma mulher não está saudável porque ela menstrua, mas apesar de menstruar. A menstruação é algo não natural e não é necessária para a saúde da mulher. A menstruação é definitivamente prejudicial à saúde da mulher. As estatísticas mostram que, em anos recentes, a desmenorréia (menstruação dolorosa) aumentou muito.

O endocrinologista Dr. Max Schlapp afirma que é no período menstrual que as mulheres epiléticas geralmente têm os seus sintomas. Esse endocrinologista também observou que na menstruação uma glândula importante e visível, a tireóide, torna-se maior ou inchada, e ativa em excesso. Verificou-se que o iodo está presente em maior concentração no sangue menstrual do que no sangue sistêmico. Pode ser por este motivo que a menstruação causa a glândula tireóide secretar em excesso, para tentar compensar esta deficiência de iodo. 

A Prof. Clelia Mosher, no seu livro "Personal Hygiene for Women", diz o seguinte quando escreve sobre os sintomas patológicos da menstruação nas mulheres civilizadas: "A lassidão, dor de cabeça e irritabilidade nervosa que está associada costumeiramente com a função menstrual, pode ser facilmente explicadas por (1) uma queda geral na pressão sanguínea e uma congestão excessiva do útero, o que causa uma deficiência no suprimento apropriado de sangue nos outros órgãos (incluindo a cabeça), e (2) uma inatividade que resulta tanto numa entrada diminuída de oxigênio como também numa eliminação diminuída de dióxido de carbono, dessa forma favorecendo o desenvolvimento desses sintomas indesejados... O aumento periódico da pressão sanguínea local e uma redução da pressão geral do sangue tem sido muito intensificado na mulher por causa de sua inatividade e por seus vestidos justos e por hábitos não saudáveis..."

Das observações acima pode-se concluir que a natureza patológica da menstruação é indiscutível, quando se considera seus efeitos sobre o sistema nervoso e o cérebro. Não existe dúvida que cada descarga menstrual periódica é acompanhada por uma diminuição da energia nervosa e por uma sensível incapacidade mental.

Lombroso descobriu que de 80 mulheres presas por se opor à polícia ou por assalto, apenas 9 não estavam em seu período menstrual. Legrand du Sauille descobriu que de 56 mulheres detidas por roubo, 35 estavam menstruando. O suicídio também é mais provável de acontecer durante esse período. Kugelstein afirma que em todos os casos (107)  de suicídio de mulheres que ele encontrou, o ato foi cometido durante o período menstrual. Entre as doentes mentais (insanas, loucas, dementes, lunáticas), observa-se que o desvio da mentalidade normal torna-se mais acentuado no período menstrual, e frequentemente esta é a única ocasião durante o mês em que as manifestações da anormalidade mental aparece. Uma alta concentração do hormônio sexual feminino tem sido encontrado na descarga mucosa premenstrual (corrimento vaginal, leucorréia), e este hormônio é de importância vital para o cérebro e o sistema nervoso. Um bom número de mulheres nota a aproximação da próxima menstruação pelo aparecimento de sintomas nervosos.

Como nenhuma hemorragia é algo normal, a menstruação é algo anormal.  O modo de viver não natural e a alimentação das mulheres civilizadas são as causas principais das suas hemorragias menstruais excessivas, segundo o Dr. Kisch, que escreve no seu "Sexual Life of Woman": "A quantidade de sangue perdido e a duração do fluxo são menores em mulheres saudáveis e fortes, que têm uma vida regular ativa e ocupada, particularmente nas mulheres do campo e nas mulheres que são pobres e castas, do que nas mulheres fracas e delicadas que levam uma vida sedentária, cuja dieta é abundante e estimulante, e que estão acostumadas a uma existência luxuriante e enervante. Em freiras, por exemplo, a quantidade do fluxo menstrual gradualmente diminui logo após a entrada delas na clausura... Finalmente, o fluxo torna-se extremamente pequeno e dura por apenas um dia".

Uma demonstração notável do fato que um retorno a uma vida mais natural e simples é capaz de causar o desaparecimento da menstruação é a notável cessação da menstruação entre as mulheres da Europa Central durante a guerra mundial. Os médicos alemães ficaram surpresos com a maior prevalência de "amenorréia de guerra" naquela época. A cessação da menstruação foi atribuída à subnutrição, sobrecarga de trabalho, castidade, etc. Assim que os homens retornaram da guerra, com o retorno de um modo de vida mais luxuriante e sedentário, a menstruação retornou.

Apesar da amenorréia poder ser uma consequência de debilidade constitucional, ela também deve ser vista como uma ajuda poderosa para revigorar o corpo feminino e nunca deveria ser combatida como um inimigo.

Quando a menstruação é permitida continuar sem obstáculos, existe uma forte tendência para o desenvolvimento de crescimentos patológicos no útero; então, na ocasião em que a maioria das mulheres atinge a idade de 35 anos, vinte por cento delas já possuem miomas em seus úteros, gerados pela hipertrofia menstrual recorrente da membrana mucosa uterina; já com a idade de 50 anos, quarenta por cento dessas mulheres possuem miomas. A menstruação, de alguma forma, está relacionada a miomas, já que os miomas nunca começam antes do início das menstruações ou após cessarem as menstruações (na menopausa).

O Dr. Herbert Shelton afirma: " A mulher menstrua porque ela não está saudável. Mulheres saudáveis não menstruam. Eu tenho visto (na minha clínica) que a melhora na saúde tem resultado na descontinuidade desse incômodo mensal em tantos casos que eu tenho certeza do que afirmo".

Mulheres que vivem uma existência natural, como as mulheres primitivas, possuem menstruações pequenas e infrequentes quando comparado com as mulheres civilizadas. É portanto claro que um retorno a uma maneira natural de viver e de comer deve causar uma forte redução na menstruação das mulheres civilizadas.

Conhecimento da relação entre comida e menstruação parece ser universal entre as raças primitivas da humanidade, já que essas pessoas impõem um regime dietético estrito durante o período menstrual, proibindo as comidas que eles acreditam que aumentam o fluxo. A principal entre elas são as comidas animais, principalmente a carne; por esta razão, entre muitas tribos, as mulheres são proibidas de comer carne ou qualquer coisa que sangra, já que essas comidas são supostas aumentar a severidade do fluxo. As mulheres Kaffir são proibidas de tomar leite durante a menstruação, enquanto mulheres índias do Orinoco, na América do Sul, são obrigadas a jejuar durante cada período menstrual.

Havelock Ellis refere-se a uma mulher que sofria menstruações profusas e dolorosas quando tinha uma dieta com carne, e notou que quando ela mudou para uma dieta vegetariana, sua menstruação praticamente desapareceu e a dor sumiu.

Dr. Arnold Ehret afirma que a menstruação é devida a uma condição tóxica do sangue resultante de uma dieta de carne de alta proteína, pois ele descobriu que uma purificação do trato intestinal e do sangue através de uma dieta de baixa proteína, composta totalmente de frutas e vegetais crus, causava a menstruação a ocorrer em intervalos cada vez mais espaçados até que finalmente desaparecia.

Dr. Alexander Haig colocou um grupo de mulheres em uma dieta vegetariana "livre de ácido úrico", com o resultado que a menstruação ocorreu em intervalos cada vez mais longos, até que finalmente ela desapareceu. Este método dietético de reduzir a menstruação funciona melhor para mulheres solteiras que vivem em castidade. Mulheres estritamente vegetarianas irão menstruar se expostas à estimulação sexual. Se uma mulher experimenta congestões pélvicas frequentes devida a emoções sexuais que surgem pelo contato com o sexo oposto, ela irá menstruar apesar de sua dieta correta. Por esta razão, as freiras, que normalmente não são vegetarianas, têm menstruações pequenas e curtas, enquanto prostitutas têm hemorragias profusas e prolongadas. Isto indica que o fator sexual é mais importante do que o dietético como causador da menstruação.

Portanto, para eliminação da hemorragia menstrual, uma mulher deveria seguir uma dieta estritamente vegetariana de baixa proteína e, também, evitar toda a excitação sexual que resulta do contato com o sexo oposto. No caso de mulheres casadas, isso iria requerer camas separadas, ou melhor, quartos de dormir separados se a mulher desejar se ver livre desta perda debilitante de sangue que mina sua saúde e traz uma velhice prematura, se for permitida sua continuidade. Uma forma de reduzir a congestão uterina, além da isolação e descanso sexual é a prática diária de banhos frios de assento (ou abdomen inserido numa banheira de água fria), que contrai e reduz o útero, que estaria congestionado e aumentado, e seus vasos sanguíneos. Portanto, uma forma de curar a doença da menstruação é uma combinação de uma dieta vegetariana de baixa proteína, castidade e isolamento sexual e ataduras e banhos frios aplicados na região pélvica. Uma sugestão de povos primitivos é que a mulher menstruada fique na posição horizontal (deitada), o que tende a reduzir a congestão pélvica que resulta da posição vertical, quando a gravidade puxa o suprimento de sangue da parte superior do corpo para a pelvis.

O desejo sexual é influenciado materialmente pela dieta. Em experimentos dietéticos com homens com rações reduzidas, particularmente quando a cota de proteínas foi reduzida, verificou-se uma diminuição acentuada da libido. Durante a Primeira Guerra Mundial, foi observado que a restrição no suprimento de comida foi responsável não só por uma diminuição da libido em homens como também no surgimento mais frequente da amenorréia.

Dr. Alexander Haig verificou que quanto maior a quantidade de ácido úrico no sangue, resultado do maior consumo de carne, mais profusa era a hemorragia menstrual. Verificou também que a concentração de ácido úrico no sangue é máxima logo antes e durante a menstruação. Portanto, ele sugere uma dieta "livre de ácido úrico", que exclui as seguintes comidas que produzem ácido úrico:

1. carne, sopas com carne, peixes, frango e ovos
2. feijões, ervilha, lentilhas e amendoins
3. cogumelos, aspargos, castanha de caju e pistachio
4. trigo e aveia
5. chá, café, cacau, chocolate e bebidas alcoólicas (cerveja)

O que aumenta a pressão do sangue, também aumenta o fluxo menstrual (como, por exemplo, o sal).

O Dr. Schroyer, um ginecologista da Nova Inglaterra, em seu "Doenças das Mulheres", após estudar a influência dos alimentos na menstruação e nas descargas mucosas da leucorréia, concluiu que ambas têm sua origem na condição inflamatória da membrana mucosa uterina (endométrio), devido a toxinas vindas dos intestinos (autointoxicação), e que para reduzir e eliminar essas descargas é necessário destoxificar o sangue (com dieta adequada) e o trato intestinal (com lavagens intestinais).

Sem sombra de dúvida, ficar deitada de costas sem se mexer durante o período menstrual certamente diminui bastante o fluxo. Os povos primitivos faziam provisões para que suas mulheres fizessem isso, enquanto os povos ditos civilizados não fazem isso. Isso é uma triste constatação na nossa civilização dominada pelos homens: as mulheres civilizadas, cuja menstruação é muito mais profusa, dolorosa e frequente do que as mulheres primitivas, são universalmente desprezadas neste período crítico, pois os homens, não tendo experiência pessoal deste fenômeno, estão inclinados a tratar isso com pouco caso. Diferentemente dos povos primitivos mais sábios, nós ainda não acordamos para a necessidade de aprovar a ausência compulsória da escola ou do local de trabalho para as mulheres durante a menstruação.

O Dr. F. Schroyer afirma que a leucorréia tem sua origem em uma dieta errada rica em proteínas, principalmente as de origem animal, pois é da proteína que o muco expelido é formado. Para se livrar dessa condição, ele recomenda uma dieta altamente alcalina de baixa proteína composta basicamente de vegetais, de preferência crus, e de batatas assadas (ao invés de pão de trigo). 

O termo "menstruação" refere-se não apenas a uma descarga de sangue (hemorragia) mas também a um fluxo de secreções mucosas (leucorréia) que precede, acompanha e segue-se após a hemorragia. Os escritores antigos  não consideravam importante a descarga mucosa que acompanha a menstruação, considerando a perda de sangue a causa principal dos sintomas patológicos do período menstrual. No entanto, pesquisas modernas demonstraram que a leucorréia pré-menstrual, ou descarga mucosa, representa uma perda considerável de hormônio sexual feminino presente nela, assim como a emissão seminal masculina representa uma perda de hormônios sexuais masculinos, e que isso, junto com a perda simultânea de cálcio, fosfatos e lecitina, é responsável pelos sintomas neurastênicos que acompanha essa descarga, e que é mais marcante durante o período de maior fluxo mucoso durante o período pré-menstrual, diminuindo à medida que a perda de muco é substituída pela perda de sangue.

O termo "leucorréia" refere-se também a descargas mucosas que ocorrem em outros períodos do mês, além do período menstrual. A leucorréia aumenta com a estimulação sexual, e é mais comum entre mulheres casadas do que entre solteiras. Apesar de sua universalidade, a leucorréia é certamente uma patologia, já que a adoção de uma dieta natural e a aplicação de medidas higiênicas adequadas para suplantar a constipação (prisão de ventre) e a auto-intoxicação, que são normalmente a causa fisiológica dessa doença, irá causar o seu desaparecimento. Lembrar que os fatos mais importantes na cura da leucorréia é evitar o uso de proteínas animais e a estimulação sexual que leva à atividade das glândulas genitais femininas.

Antigamente, a leucorréia e a gonorréia eram classificadas como a mesma doença, conhecida como blenorragia. A única diferença entre ambas é na cor da descarga, que é leitosa no caso da leucorréia e amarelada ou esverdeada no caso da gonorréia. É um fato reconhecido que a gonorréia pode ser contraída como resultado de uma relação sexual durante a menstruação, apesar de ambos os parceiros estarem livres da doença. Este fato, reconhecido desde a antiguidade, levou à proibição das relações sexuais nesse período e ao isolamento das mulheres menstruadas como "impuras" pelo escritor do Velho Testamento. Tanto a leucorréia como a gonorréia são inflamações da membrana mucosa no interior do trato genital feminino. Os ginecologistas afirmam que a maioria das mulheres casadas têm leucorréia, a doença resultando da irritação crônica desse trato devido às práticas sexuais da vida casada. A descarga de uma leucorréia  severa funde-se inperceptivelmente com a gonorréia (agora com a presença do gonococcus), razão para ambas as patologias serem anteriormente chamadas por um nome comum (blenorragia, mencionada acima). Aceita-se hoje que um homem pode contrair gonorréia por relação sexual com uma mulher que tem leucorréia e está livre de infecção venérea, se essa relação ocorre no período menstrual. A dieta pode curar a leucorréia (e consequentemente a gonorréia) e os crescimentos mórbidos do útero (miomas), se for seguida uma dieta crua vegetariana de baixa proteína. Como vimos, a constipação é uma causa básica da leucorréia, que tende a sumir com a citada dieta.

Uma dieta formadora de ácidos leva à leucorréia, assim como a outras inflamações catarrais (resfriado, gripe, etc) das membranas mucosas do corpo. A condição normal do sangue é alcalina. Doença é a manifestação de uma crise de acidose e toxicose no organismo (uma condição de estar ácido ou envenenado). O único tratamento racional para um resfriado ou para qualquer outra doença é limpar os venenos para fora do corpo envenenado através de uma eliminação adequada.

Dr. Tilden afirma que a leucorréia é um processo de eliminação vicária - a excreção, através da mucosa genital, de lixo que os órgãos sobrecarregados de eliminação não conseguem mais processar. Quanto mais imperfeita a eliminação sistêmica, mais descarga haverá do útero. No entanto, deve ser lembrado, como no caso da descarga seminal nos homens, que além da eliminação vicária dos produtos finais albuminosos do metabolismo das proteínas, maior do que os rins podem manipular, estão presentes também nas secreções genitais um certo número de substâncias vitais de alto valor fisiológico, como lecitina, cálcio, fósforo, hormônios sexuais, vitaminas importantes, inclusive vitamina E, etc.

Como os alimentos de origem animal (carnes, ovos e laticínios) têm a maior tendência em gerar muco no corpo e levar a condições catarrais das membranas mucosas, que se manifesta como leucorréia, o primeiro passo para curar os catarros vaginal e uterino é cortar as gorduras e proteínas animais, assim como os grãos que formam ácidos, como o trigo. O Dr. Schoyer aconselha o uso abundante de vegetais verdes crús para a cura de leucorréia. Por outro lado, ele condena os produtos de farinha branca e açucar branco, dizendo "Farinha branca e açucar branco são realmente produtores de veneno. Não existe dúvida que alimentos refinados são, até certo ponto, responsáveis pelo câncer."

As mulheres menstruam porque não estão saudáveis. Mulheres saudáveis não menstruam. Melhorando a saúde este desconforto mensal desaparece. A perda de sangue devido à hemorragia da menstruação é algo patológico e não é necessária para o processo fisiológico da ovulação. Meninas podem e engravidam antes de sua primeira menstruação e mulheres têm engravidado após terem cessado as menstruações (na menopausa). A quantidade de sangue perdida durante a menstruação e a duração do fluxo menstrual é proporcional à perda de vigor físico na mulher. Portanto, deve-se condenar a prática médica usual de tentar promover a menstruação quando ela está ausente (amenorréia). Ao invés da ausência de menstruação  ser uma causa frequente de doença, como popularmente se supõe, a menstruação é devida a doença.

A menstruação é concomitante com a ovulação - o amadurecimento e liberação do óvulo feminino. A menstruação cessa quando há uma melhora acentuada na saúde e nutrição; nesses casos, não existe a parada da ovulação, como comprovada pelas gravidezes subsequentes. Note que na digestão, a quantidade aumentada de sangue no sistema digestivo supre os materiais necessários para a secreção dos fluidos digestivos e para a atividade muscular aumentada dos órgãos da digestão. Assim que a digestão está completa, o sangue extra é devolvido para o resto do sistema. Isto também deveria ocorrer com a ovulação. O sangue extra na pelvis deve suprir os materiais necessários para a ovulação e para as mudanças no útero e, depois disso, todo esse sangue deveria voltar para a circulação geral, e não ser perdido através de uma hemorragia.

Uma mulher deve almejar ficar livre de todas as perdas genitais, tanto de muco como de sangue, para conseguir a máxima conservação de vitalidade, resultando em regenaração e rejuvenescimento. Isto pode ser obtido pela redução da ingestão de proteínas e evitando toda excitação sexual que coloque suas glândulas sexuais em atividade. Como a dor durante o parto (o nascimento do bebê), assim como durante a menstruação, resulta da condição inflamatória do trato genital feminino, quando tal inflamação não ocorre (evidenciado pela ausência da menstruação, no período menstrual), o nascimento de bebês (partos) irão ocorrer sem dor.

É um fato que antes da ocorrência da crise pubertal (na realidade uma perturbação pluriglandular de origem dietética, e não um processo normal como a profissão médica acredita, tanto a menstruação no sexo feminino como as emissões seminais noturnas no sexo masculino são situações patológicas e evitáveis), não existe hemorragia menstrual idependentemente da dieta. Além disso, quando uma mulher se expõe a uma irritação sexual constante no estado de casada, ela irá menstruar independente da sua dieta. Portanto, a causa básica da menstruação, como muitos ginecologistas afirmam, é sexual - e ela pode resultar das emoções sexuais assim como de atos sexuais. O Dr. Guthrie afirma que o fator essencial para evitar a descarga de sangue é evitar a descarga mucosa (leucorréia) que a precede. Tanto fatores dietéticos como sexuais são importantes neste caso.

Ehret mostrou em seus estudos da relação da dieta com a formação de muco, que os alimentos ricos em proteínas, particularmente as proteínas animais (carne, ovos e leite) tendem a promover descargas mucosas de catarro através das membranas mucosas dos órgãos genitais assim como aquelas da cavidade nasal. Ehret descobriu que uma dieta "amucosa" de baixa proteína irá causar o desaparecimento da leucorréia ou descargas mucosas genitais femininas, assim como o desaparecimento das emissões noturnas nos homens. Além disso, tal dieta, consistindo majoritariamente de frutas e vegetais, irá ajudar a se livrar da constipação (prisão de ventre), que é causada principalmente pela putrefação das proteínas animais nos intestinos.

Apesar da dieta ser importante na eliminação tanto da leucorréia como da menstruação pela superação da constipação e pela redução da tendência de formação e descarga de muco, o comportamento sexual também é importante já que ele pode produzir secreção mucosa independente da dieta. Portanto, tanto uma dieta amucosa quanto evitar todas as emoções e estimulações sexuais são essenciais para a superação da menstruação. A drenagem de cálcio do sistema feminino durante o período de fluxo mucoso que precede a menstruação, reduz a capacidade de coagulação do sangue e isso colabora com a hemorragia que se segue.

Quando uma dieta apropriada causa a interrupção da menstruação, isso ocorre porque a mulher também não está exposta às causas sexuais da menstruação. A pequena menstruação das freiras, apesar de viverem com dietas convencionais, em contraste com a menstruação longa e profusa de prostitutas, é uma evidência deste fato. Todo o contato entre sexos, por ação reflexa no útero, tende a trazer a menstruação. Influências emocionais e psicológicas, assim como a força da sugestão, pode fazer a mesma coisa, causando o aparecimento da menstruação na puberdade. Muitos afirmam que a menstruação tem uma origem erótica.

Portanto, a combinação do isolamento sexual com uma dieta vegetariana de baixa proteína (sem laticínios ou ovos) é a forma mais segura de parar a menstruação e conservar sangue e secreções vitais valiosas que seria desperdiçada inutilmente, enquanto apenas a dieta não produzirá este efeito se a mulher ficar exposta a estímulo sexual pelo homem, que provavelmente irá ocorrer se ela vive junto com um homem. As raças civilizadas modernas, mantendo a visão falsa de que a menstruação é natural e necessária, não provê à mulher que menstrua com descanso ou isolamento sexual no período da hemorragia, não se esforçando para reduzi-la e muito menos eliminá-la.

Dr. H. Shelton provou que com a melhoria da saúde e com o tônus e força aumentados dos tecidos da pelvis, apesar da ovulação ocorrer regularmente, não haverá perda de sangue. Ao invés da esterilidade acompanhar a não-ocorrência da menstruação nesses casos, irá ocorrer um aumento da fertilidade.

Existe uma possibilidade de que o período de acasalamento periódico humano poderia ocorrer com uma periodicidade solar ao invés da lunar (mensal), ocorrendo apenas uma vez ao ano, durante a primavera. Entre os esquimós vemos evidência deste ritmo solar no ciclo reprodutivo, pois o período do desejo sexual e menstruação normalmente ocorre apenas uma vez ao ano, durante o verão. Estatísticas mostram que em muitos países o maior número de nascimentos ocorre sempre no mês de fevereiro, correspondendo à  concepção em maio e junho (no hemisfério norte, final da primavera, começo do verão).\ Verifica-se que o  maior número de concepções na Suécia ocorre em junho; na Holanda e França, em maio-junho; na Espanha e Itália, em maio; na Grécia, em abril. Portanto, quanto mais ao sul (na Europa, quanto mais próximo do equador terrestre, menso frio) mais cedo ocorre a concepção, em média.

Parece provável que em tempos remotos, a estação sexual dos humanos era governada pelo Sol, e que com o aumento da civilização ela passou a ter uma periodicidade lunar. Verifica-se também que as insanidades períodicas estão vinculadas a mudanças lunares (pessoas "lunáticas").

Verificou-se que há uma queda acentuada de cálcio logo antes do sangramento menstrual começar (durante o período pré-menstrual da leucorréia). Essa perda de cálcio através da descarga pré-menstrual e menstrual pode explicar a não coagulabilidade do sangue menstrual, já que o cálcio é necessário para a coagulação do sangue.. O sangue ácido não coagula tão facilmente como o sangue alcalino, devido à pouca disponibilidade de cálcio. Verifica-se que o sangue menstrual é ácido enquanto o sangue sistêmico é alcalino. Isto significa que durante o fluxo menstrual, há um acúmulo de ácidos no útero, como se o sangue se livrasse do excesso de ácidos através da descarga menstrual. Isto pode ser a causa do sangue menstrual não coagular enquanto o sangue sistêmico coagula. A perda periódica de cálcio afeta negativamente o desenvolvimento do sistema de ossos, o que explica porque as garotas que começam a menstruar mais cedo param de crescer mais cedo do que aquelas que começam a menstruar mais tarde.

Se a menstruação fosse uma função normal, ela deveria estar presente em todas as mulheres saudáveis. Investigações mostram que a menstruação é acompanhada de fraqueza e doença, ao passo que ela diminui e geralmente desaparece quando a saúde melhora. É a mulher fraca que sofre de menstruação dolorida e prolongada. Quanto mais saudável a mulher, com mais certeza ela se verá livre desta "maldição".

Hemorragia não é uma condição de saúde. Portanto é uma condição de doença. É um estado patológico e é sempre prejudicial, e muito perigoso em alguns casos. Hemorragia no útero (menstruação) não é mais normal que uma hemorragia no nariz, no cérebro ou nos pulmões. Ela é menos perigosa apenas porque o útero é menos vital para o bem estar imediato do corpo. Uma mulher pode viver anos após remover seu útero, mas a morte virá rapidamente após a remoção do cérebro e dos pulmões. O fato de que o útero é menos vital para o bem estar imediato do corpo do que o cérebro e os pulmões, é a única razão para a hemorragia do útero (menstruação) não causar a morte imediata.

A menstruação não causa morte imediata. Ela executa seu trabalho mortal devagar e de forma insidiosa, como um ladrão na calada da noite. Ela suga a vitalidade gradualmente e causa a morte através de degraus imperceptíveis, dando surgimento a muitos sintomas sérios enquanto está destruindo o corpo. Estes sintomas, que são na realidade sinais de perigo, são mal interpretados pela paciente e são tratados erradamente pelo médico estúpido. Se esta condição causasse morte imediata, como resulta da hemorragia em partes mais vitais do corpo, ela seria considerada como perigosa e seria tratada adequadamente.

Não parece possível que uma mulher que pensa corretamente não se pergunte como pode ser um "processo natural" perder muita quantidade do fluido da vida (o sangue) durante cada mês. Nada, a não ser a superstição, pode ter mantido as mulheres afastadas de um estudo profundo desta questão e aprendido que o sangue não deve ser perdido por uma mulher, assim como pelo homem.

Apesar de saber-se da doença que afeta os órgãos femininos de geração (Árvore da Vida), o mundo médico estúpido fala de crianças normais, homens normais e mulheres normais. Como pode existir qualquer "criança normal" no mundo, quando as mães da raça estão praticamente todas sofrendo de desordens que afetam os próprios órgãos e centros que gera, desenvolve e produz uma nova pessoa? E como pode haver adultos normais se eles não são normais quando eles são crianças? Pode criança normal surgir de mães doentes? Toda árvore corrompida dá maus frutos (Mat. 7:17). Uma árvore corrompida (má) não pode dar bons frutos (Mat. 7:18). Esta é uma lei do Universo. Ela não admite exceção. Ela se aplica às mulheres humanas assim como a árvores que produzem frutos. Nós precisamos de boas árvores para ter bons frutos, pois a árvore é conhecida pelo seu fruto (Mat. 12:33). Os defeitos em uma árvore aparecem no fruto dela. Os defeitos em uma mãe aparecem no fruto de seu útero. É um milagre que todas as crianças não sejam mais fracas e não estejam muito mais doentes. Essas crianças de pais doentes, desenvolvem-se em adultos doentes, em que as doenças herdadas são aumentadas progressivamente por seus hábitos próprios prejudiciais. Independente do nome e da natureza da desordem que um homem ou mulher sofra, nenhuma parte ou órgão pode estar fora de ordem sem que todo o corpo esteja em desordem.  

Referência:
[1] Raymond Bernard, The Physiological Enigma of Woman: The Mystery of Menstruation, Literary Licensing (www.LiteraryLicensing.com), USA. ISBN 9781494036430.

Labels: , , , , , , , , , , , , , ,


 

Oscar Quiroga - 2764

Ama teus inimigos

Aproxima-te daquilo que desprezas, devora o que te provoca náuseas, bebe os sólidos e mastiga os líquidos. Em ti, presença humana, circula e se manifesta o inteiro Universo e, por isso, nunca tua alma será bem-sucedida tentando ser parcial, excluindo o que detestar e aproximando o que preferir. Tudo circula através de tua alma porque tua alma é a conexão que une tudo e todos, o fio de consciência universal que se manifesta individualmente, mas cuja verdade é ser uma só, sem preferências nem rejeições. Aquilo que desprezas e que alimenta tuas críticas inflamadas, tuas tentativas de, se tivesses poder suficiente, aplicar soluções de extermínio, isso que odeias está em ti, pois de outro modo nem conseguirias percebê-lo. Ama teus inimigos, incinera-os no ardor de teu coração.

Labels:


Friday, September 18, 2015

 

Oscar Quiroga - 2763

Tu és um ser humano

Alguém vai ter de desenhar o esquema da verdade para todo mundo enxergá-la com tal clareza que se torne impossível deixar de praticá-la. Aquilo que fazes a outrem, fazes a ti também. Essa é a verdade e, como tal, não admite questionamentos, é o que é e ponto final. Essa verdade não é misteriosa, o enigma consiste em perdurares no convencimento de que tua existência esteja distante e desvinculada do reino humano ao qual pertences, das forças da natureza que se manifestam através do teu corpo e das potências cosmogônicas que te brindam com o pressentimento de fazer parte de algo maior. Não te faltam informações, te falta boa vontade para colocar em prática o que conheces. Tu és os refugiados, tu és os algozes, tu és os comedores de carne, tu és os vegetarianos, tu és um ser humano.

Labels:


Thursday, September 17, 2015

 

Oscar Quiroga - 2762

Ninguém está com a razão

Volta atrás em tuas palavras, não temas perder a razão, no jogo completo de discursos humanos ninguém está com a razão e, ao mesmo tempo, todos têm a razão. Aceita essa complexidade, não tentes simplificá-la, pois é essa a tentativa que te complica. Aceita que tu enxergas apenas uma parte, aquela que teu alcance mental e emocional determina, a versão da realidade em que estacionaste para te confortar com a imaginação de que o infinito seria distante e que tua alma estaria segura. Tu levitas entre o nada e a eternidade, as perspectivas envolvidas a cada solitário instante são colossais, que razão tão poderosa haveria para continuares com a alma pendurada em discussões intermináveis cuja conclusão será: ninguém está com a razão.

Labels:


Wednesday, September 16, 2015

 

Oscar Quiroga - 2761

O tempo


O tempo não é um rio que te empurra do passado na direção do futuro, o que tu és não é o mero resultado de tua educação, de tua genética ou do que te aconteceu. Por isso, não te desgasta mais com saudades de um tempo que tua imaginação construiu para refugiar-se da responsabilidade de arquitetar o momento presente de acordo com o anseio que provém do futuro. Há reminiscências que, paradoxalmente, provêm do futuro e não do passado, coisas que virão a acontecer e que induzem mudanças aqui e agora para que chegues lá com a alma bem preparada. Há um grau de complexidade na existência humana que precisas aceitar, abandonando a saudade de um passado bucólico tanto quanto a crítica de que nossa humanidade complica tudo.

Labels:


Tuesday, September 15, 2015

 

Oscar Quiroga - 2760

Há lugar para todos


Redime a humanidade da qual tua presença é feita, nós não somos esse reino terrível e sinistro em que tua imaginação distorcida quer nos enquadrar. Quando falas mal da humanidade, falas mal de ti também, o que, se levasses realmente a sério, indicaria que para dar o exemplo deverias tirar tua própria vida. Ou não será que por trás de teu discurso de ódio a respeito da humanidade circula o velho adágio dos radicais, uns devem ser salvos e o resto condenados? Quem vai determinar os que devem ser salvos e os condenados? Livros sagrados? Políticos? Conspirações de bairro ou familiares? Ou toda nossa humanidade tem direito de existir e participar da complexidade que nos é inerente, ou toda ela deve ser exterminada. Há lugar para tudo e para todos entre o céu e a terra.

Labels:


Monday, September 14, 2015

 

Oscar Quiroga - 2759

Analisa teu discurso


Essa saudade de um passado melhor que te faz desprezar a realidade atual da civilização é fruto de imaginação distorcida. Nenhum passado foi melhor do que o presente, onde houve humanos, houve sempre complexidade e, além disso, nossa atualidade não é mero fruto do passado, é também o resultado de nossos anseios por um futuro que pressentimos. Desprezar a humanidade como se fosse o único reino predatório e que sua presença coloca em risco a natureza, pensa melhor e analisa bem esse discurso, se o levas até as últimas consequências perceberás que não se sustenta, porque se fosse verdadeiramente sério e considerasses tua própria humanidade, terias então que eliminar tua presença do planeta terra, ou aceitar que desejas, como os radicais, eliminar uma parte da humanidade para salvar outra.

Labels:


Sunday, September 13, 2015

 

Oscar Quiroga - 2758

O filho da necessidade


As tradições não existiram sempre, surgiram para suprir necessidades específicas e se cristalizaram através do tempo, sendo repassadas ao longo das gerações. As tradições não são eternas, algumas duram tanto tempo que o parecem, mas em nome da razão que as faz existir precisam ser destruídas para que outras melhores as substituam. Inúmeros humanos enxergam isso como o fim do mundo e apregoam o apocalipse, imaginando que sem essas tradições tudo se transforme em caos. Na verdade, são eles mesmos que produzem o caos ao preservarem tradições que não são mais necessárias e que, por continuarem a ser observadas, resultam em distorções, as mesmas que alimentam o pensamento de que o mundo esteja prestes a acabar. O mundo não acaba, mas se transforma, porque o mundo é o filho da necessidade.

Labels:


Saturday, September 12, 2015

 

Oscar Quiroga - 2757

Que a verdade te sirva


Ao endereçares ao mundo teu olhar crítico e severo, no fundo sentencias que esse deve acabar, que o Divino intervirá a qualquer momento mediante o apocalipse profetizado, mas nunca realizado. O apocalipse é uma fantasia de crianças mimadas que não conseguem aceitar que as coisas não sejam do jeito que elas querem. O mundo nunca será como tu o desejas, porque tua consciência se apoia em preferências e antipatias e, por isso, é incapaz de conviver com as diferenças. Por uma questão politicamente correta apregoas que deve haver respeito à diversidade, mas continuas te refestelando em preferências e antipatias. Onde está o respeito então? Cuidado agora! Não interpretes isto como alimento de tua raiva. Que a verdade te sirva para constatar tua parcialidade e te encaminhe ao mundo que tanto buscas.

Labels:


Friday, September 11, 2015

 

Oscar Quiroga - 2756

O apocalipse é uma fantasia

Por que endereças esse olhar crítico e severo aos teus semelhantes, sentenciando que a humanidade sequer mereceria existir entre o céu e a terra? Não percebes que tudo corre da melhor maneira possível e que a civilização que nós inventamos é, hoje, muito mais sofisticada e melhor do que há apenas 150 anos atrás? Tuas sentenças se baseiam em teorias que nem tua própria alma é capaz de colocar em prática o tempo inteiro, pois cometes desvios e pequenas faltas. Por essas teorias tua alma é manipulada, pois para os conspiradores é mais interessante que tu sintas raiva e desprezo do que te confortes na verdade de que no somatório de esforços e boas intenções praticadas, o mundo só vem melhorando. Tu, que te regozijas nas críticas, desejas que o mundo termine. Te aviso, o apocalipse é uma fantasia.

Labels:


Thursday, September 10, 2015

 

Oscar Quiroga - 2755

O amor


“Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine”. Esse amor não é o dos beijinhos e carinhos, pois, se interpretado assim tu cairás inevitavelmente dentro de seitas em que se pratica sexo adoidado, o que pode ser até divertido, mas que não representa avanço nenhum no caminho do amor. Esse amor é o fio de consciência universal que unifica todas as existências e que, quando percebido e vivenciado, resulta em enlevo de tal categoria que o sexo se transforma em detalhe apenas. Sem esse amor vivenciado e percebido com teus próprios sentidos e em plena ação, tua alma pode ser versada em todos os conhecimentos do mundo e atrair atenção com isso, porém, será tudo teoria, será tudo fadado ao olvido.

Labels:


Wednesday, September 09, 2015

 

Oscar Quiroga - 2754

Preferências e antipatias


Preferências e antipatias são normais enquanto tua consciência preservar o conhecimento da consciência universal na teoria e não se atrever a viver plenamente essa verdade. Muito normal também continuará sendo que, por apaixonar-te com a estrutura de tuas preferências e antipatias, que te autoriza a impulsivamente discordar e concordar com tais e quais questões, que isso sirva para movimentos decididamente conspiratórios de grupos de poder te manipularem como parte que tu és da opinião pública. Transcender preferências e antipatias não transforma tua existência num tédio, como poderia parecer a quem ainda permanece nessa condição, mas liberta de tal modo que ninguém mais poderá te manipular e tu compreenderás com lucidez o jogo do mundo sem, no entanto, te aborrecer excessivamente com isso.

Labels:


Tuesday, September 08, 2015

 

Oscar Quiroga - 2753

Na teoria


Sabes que há um fio de consciência universal que alinhava todas as consciências individuais, reconheces a imagem e a aceitas, porque algo em ti conhece a verdade. Porém, enquanto esse conhecimento seja meramente teórico, como pressentimento ou esperança, continuarás existindo de maneira parcial, preferindo algumas coisas e pessoas ao passo que rejeitas outras o que, levado às últimas consequências, resulta em dividires o Universo em céu e inferno, em recompensa e castigo. Esse fio de consciência universal que alinhava todas as consciências individuais não prefere nem rejeita, sua manifestação adapta-se ao véu através do qual tem de passar. Enquanto tua consciência individual continuar preferindo ou rejeitando, falar do Divino, do Universo e da física quântica continuará sendo apenas teoria.

Labels:


Monday, September 07, 2015

 

Mensagem de Mãe Maria - 17/2015


Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Momento de renascer, momento de relembrar a passagem de Mestre Jesus em vosso planeta.

Momento de profunda reflexão, de olhar para esse evento cósmico, que se renova mais uma vez, com os olhos do coração; momento de buscar no âmago do vosso ser o real significado do caminho trilhado por meu Filho, o caminho a ser percorrido por todos vós, caminho que só se conclui quando o ego se rende à verdade da luz.

Sois luz, amados, e essa luz precisa se manifestar para que possa iluminar o mundo!

Sem a manifestação da luz vossas vidas continuarão limitadas, vossas mentes permanecerão mergulhadas na escuridão onde a vida se revela uma luta constante pela sobrevivência, pela conquista de espaço, pela busca do prazer ilusório que o mundo da matéria oferece, e que leva irmãos a lutarem contra irmãos.

Separação! Essa é a essência do vosso mundo atual.

Mentes separadas, corações separados, vidas separadas, povos, nações, religiões separadas pela ilusão de que a verdade está contida em uma única bandeira, e que essa bandeira precisa ser defendida pela força das guerras, e pela barbárie contida no “não” dado àqueles que buscam tão somente um espaço para viver.

A devastação grassa vossa Mãe Terra em todos os níveis.

Águas contaminadas, ar envenenado, terras poluídas e a insensatez do ser humano alimentando a destruição de toda vida.

Vossa Mãe Terra, que por eons aceitou passivamente toda sorte de violência, finalmente reagiu neste tempo, eis que a tortura a ela impingida atingiu níveis insuportáveis que quase acarretaram sua total destruição.

As águas se recolheram, o ar contaminado se densificou, a terra perdeu forças para fazer germinar sementes que façam brotar alimentos saudáveis para nutrir corpos sãos.

E os corpos adoeceram!

Acordai amados! Olhai ao vosso redor!

Onde está o mundo habitado por seres amorosos e fraternos, que transformaram os campos de batalhas em campos férteis onde a abundância é compartilhada por todos?

Onde está o mundo onde as águas sagradas são mantidas puras para nutrir de luz seus habitantes?

Onde está o mundo onde o ar se reveste do prana sutil que alimenta a vida?

Onde está o mundo onde o calor do sol não queima, mas sim alimenta o corpo com a luz de Deus?

Este mundo existe, amados, e aí está gerado e compartilhado pelo Pai Criador, e cujo acesso vos foi revelado pelo exemplo do meu Filho, que veio para vos mostrar o caminho, a verdade e o sentido real da palavra viver.
  
É tempo de mergulhar nesse mundo de paz, de alegria, de fraternidade, saúde e abundância.

É tempo de resgatar o legado do Mestre, o legado que tem o poder de transformar vossas vidas, o legado que não contém promessas de fáceis conquistas, mas que devolve a todos o poder de transformar seus desejos egoístas na mais pura luz do amor.

Bem amados, a vida de vosso Mestre fala mais que todas as palavras que possam ser ditas.

Pautai, pois, vossa caminhada nos passos do Mestre, para que a luz ilumine vossas vidas, para que a paz seja resgatada por vossos corações, para que a alegria gere compreensão, para que o compartilhar seja a tônica que eleva a vibração de toda essa irmandade que finalmente se expressa como filhos de Deus.

Bem, amados, que vossas orações continuem gerando poder, para que a escuridão se dissipe de todas as mentes e corações, deixando transparecer o entendimento de que todos são iguais perante o Pai.

Bem amados, Eu vos deixo agora, derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

SP-08/09/2015-Mensagem de Mãe Maria-17-2015 recebida por Jane M. Ribeiro

Labels:


 

Oscar Quiroga - 2752

Discordar


Discordar te dá prazer, porque atualiza o poder que sentes permear teu ser, o poder de ser um ponto crítico do Universo onde a luz se manifesta com esplendor e glória. A notícia que deverias sempre ter em conta é a de que a sensação com que te regozijas é a mesma com que se regozijam aqueles com que discordas e, por isso, do mundo da objetividade dessas manifestações não se pode esperar que um dia haja concordância, esse mundo é feito para divergir, essa é a regra do jogo. Como?! Logo arguirás, se inúmeras vezes experimentei concordância! É claro que sim, porém, todas as concordâncias são temporárias, pois no mundo objetivo não interessa o fio de consciência universal que une todas as consciências individuais, mas apenas posicionar-se no individual, que brinda com luminoso regozijo.

Labels:


Sunday, September 06, 2015

 

Oscar Quiroga - 2751

Assume teu lugar


A partir de agora não precisas mais da sombra para reconhecer a luz, a atenção que diriges à sombra é a própria luz que buscas. O jogo mudou, não há mais necessidade do oposto para reconhecer o próprio, quem quiser permanecer nesse labirinto dialético que siga nesse e que perca tempo à vontade, afinal, há lugar para tudo no Universo. Contudo, apesar de tudo ser permitido, nem tudo liberta, só o que se ajusta às regras da evolução e que, por funcionar assim, transforma as entidades em fatores de libertação também. Não precisas gastar mais tanto tempo te curando de problemas e limitações, tuas sombras não falam de tua luz, falam apenas delas mesmas. Precisas assumir teu lugar no Universo e funcionar de acordo com tua competência.

Labels:


Saturday, September 05, 2015

 

Oscar Quiroga - 2750

O ato de buscar


O medo, a culpa, o arrependimento e o equivocado conceito de que uma região do Universo seria divina enquanto a outra, infernal, te conduziram a inventar o inconsciente e a lhe outorgar vida própria. Porém, é apenas um invento e, por isso, tu tens a capacidade de reinventá-lo e, principalmente, de esvaziá-lo de símbolos de regozijo ou assustadores. Tua busca real não encontrará nada no inconsciente que te liberte, um símbolo te levará a outro e assim permanecerás com a alma acorrentada a uma sequência de coisas interessantes, sim, mas nada libertadoras, nem pelo regozijo nem tampouco pelo medo. O que buscas está no próprio mistério do ato de buscar, nessa atenção que ilumina tua busca nos labirintos misteriosos do que chamas de inconsciente. Não precisas mais da sombra para entender a luz.

Labels:


Thursday, September 03, 2015

 

Oscar Quiroga - 2749

Esvazia teu inconsciente

Os males objetivos e subjetivos que te afligem servem de orientação para buscares atividades terapêuticas e as encontrarás aos milhares no mundo, muitas de grande valor e eficiência, representadas por profissionais competentes que te ajudarão a libertar-te, outras, contudo, representadas pelos charlatães de plantão na figura de Mestres Espirituais e terapeutas que te incentivarão a permanecer no vício das terapias, porque sempre haverá algum mal objetivo ou subjetivo para desintegrar. Livra-te de todos, supera o vício das terapias, em vez de lutar contra os males, ignora-os sumariamente e orienta tua consciência na direção do que é sabidamente belo e verdadeiro, a Vida de tua vida, a glória de tua alma. Esvazia teu inconsciente e opera continuamente na lucidez da consciência.

Labels:


Wednesday, September 02, 2015

 

Oscar Quiroga - 2748

A conversão


Precisas saber com clareza que há uma dimensão do Divino que não se ocupa com atividades terapêuticas e que, por isso, não é acessível através do balcão de negociações e troca de favores ao qual te diriges quando não sabes o que fazer com as circunstâncias. Nesse balcão buscas a cura para tuas doenças e o suprimento de tuas necessidades, é um balcão terapêutico, muito legítimo e tua alma está autorizada a fazer bom uso dele. Porém, em algum momento terás de ir além desse balcão, além do vício de continuamente negociar troca de favores com o Divino. Em algum momento terás de decidir começar uma real aproximação ao Divino e, por isso, abandonar o vício da procura de tua cura individual e, iniciando a aproximação intencional do Divino, converter tua própria alma num fator de cura no mundo.

Labels:


Tuesday, September 01, 2015

 

Oscar Quiroga - 2747

Normalidade


É normal, decididamente normal, estatisticamente correto, que te voltes à instância superior do Divino quando não consigas lidar com os assuntos vigentes de tua existência. Normalmente ninguém se volta na direção do Divino quando está feliz, em pleno domínio de seu território existencial, nem tampouco há uma busca positiva de instância superior, porque o Divino seja o máximo, magnífico e de uma beleza incomparável a qualquer outra que os cinco sentidos percebam. Não! É normal que busques o Divino na sua forma terapêutica, para que sare tuas doenças, desintegre tuas dificuldades e supra tuas necessidades. O Divino te autoriza a fazeres isso, não precisas sentir culpa nem arrependimento, há toda uma negociação cósmica de troca de favores. Porém, deves saber que há outro aspecto do Divino também.

Labels:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?