Sunday, July 31, 2016

 

Oscar Quiroga - 3068


TU SABES QUE DEVES MUDAR

Todas essas questões que tu sabes bem que deves mudar, não podem mais esperar por circunstâncias favoráveis para acontecer, tu tens de dar os passos necessários enfrentando adversidades e aproveitando facilidades, pois, está tudo misturado. 

É a desordem reinante a que te leva a desejares mudanças, é tudo estar desconectado e tu teres perdido o fio da meada o que te leva a ansiares mudanças drásticas. 


Então, o que esperas? O cenário não será mais favorável às mudanças do que esse que está aí. 


O medo de dar esse passo se alimenta da pressuposição de que seria melhor deixar tudo como está e se adaptar.


Isso te adoecerá lentamente, tanto que também perderás o fio da meada entre a decisão de te abandonares à inércia e o mal-estar, e imaginarás que esse será uma nova manifestação daquilo que “te acontece”.

Labels:


Saturday, July 30, 2016

 

Oscar Quiroga - 3067

Provérbios sobre provérbios


A persistência é uma virtude, mas persistir no erro é burrice. Além da persistência tu precisas usar o discernimento, pois, os momentos de tua vida são todos diferentes. Quando as coisas não saírem hoje do jeito que tu pretendes, procura enxergar nisso a mão compassiva da Vida, tentando te conduzir a outra situação completamente diferente da que planejaste. És livre, porém, e se quiseres insistir na tua pretensão, ciente de que proverbialmente a persistência seria uma forma virtuosa de enfrentar os obstáculos, preciso te alertar que nem os provérbios têm aplicação universal para todos os tempos. Há provérbios sobre provérbios, todos originados de um bom senso que está disponível em ti. Por isso, não te apoies no que estiver escrito em lugar algum, nem sequer aqui, segue o que a tua intuição disser.

Labels:


Friday, July 29, 2016

 

Oscar Quiroga - 3066

A irritação


A irritação é um fogo descontrolado que te consome a sanidade quando as coisas não resultam do jeito que pretendes. O alimento desse estado de ânimo é feito de ingredientes diversos que convergem ao mesmo tempo. Desejos insatisfeitos, circunstâncias adversas, impaciência, elevadas pretensões, anseio de controle e muitos outros. São ingredientes que nenhum de nós se atreveria a confessar, são política e socialmente incorretos, mas quando nos irritamos denunciamos abertamente que também podemos ser assim, totalmente incorretos. É inevitável isso acontecer, porém, cada um de nós decide o quanto a irritação tomará as rédeas das decisões que tomaremos. Num dia como hoje em que parece haver uma conspiração para que nos irritemos, vale a pena meditar sobre o alcance de nosso poder destrutivo.

Labels:


Thursday, July 28, 2016

 

Oscar Quiroga - 3065

A soneca


Na Europa os povos mediterrâneos são criticados porque tiram uma soneca após o almoço, porém, é um hábito saudável que todos deveriam seguir, para melhorar a saúde e o humor geral. A revolução industrial “coisificou” nossa humanidade, tornando-a uma extensão das colossais e magníficas máquinas inventadas. Acontece que todas as máquinas precisam de seres humanos para comandá-las e é muito diferente, por exemplo, uma pessoa saudável e bem-humorada dirigir um carro do que o contrário. A Lua Vazia de hoje é a da soneca, uma licença cósmica para a humanidade de uma boa parte do planeta relaxar, dormir ou simplesmente jogar conversa fora para recuperar o domínio sobre o tempo e, como resultado, se sentir muito melhor. Só falta combinar isso com o sistema que pouco se importa com a saúde do povo.

Labels:


Wednesday, July 27, 2016

 

Oscar Quiroga - 3064

A força dos desejos


Ainda que busques culpados para o que te acontece, só podes responsabilizar a ti por te encontrares onde estás, foram teus próprios passos que teceram o labirinto intrincado de desejos satisfeitos e decepções. Tu confias na força dos teus desejos e brincas de provar o quanto esses são eficientes, porém, és parcial, imaginas que sua eficiência se prova apenas na satisfação enquanto que também nas decepções os desejos são forças eficientes. Tu pensas estar no controle e isso não é assim, a força dos desejos que pensas ser tua é parte do funcionamento cósmico da Vida. Então, se queres culpar alguém, precisas culpar a própria Vida, mas de pouco adiantará. Eu teu sugiro que todos os dias glorifiques a Vida de tua vida lapidando teus desejos e os devolvendo a ela.

Labels:


Tuesday, July 26, 2016

 

Oscar Quiroga - 3063

Observa as luas vazias


Enquanto o mundo gira em torno de princípios desconectados da Vida em que se movimenta e pretende ser, tu, como parte integrante desse mundo, terás dificuldade de interpretar o que sentes, pois, por um lado precisas cumprir àquilo para o qual te programaram, seguir as regras do mundo e, pelo outro, também precisas atender os anseios da alma, que continua conectada à Vida. Porém, tu ainda não outorgas à alma o mesmo status de realidade que outorgas ao mundo e, por isso, quando tua alma, por exemplo, na manhã de hoje te avisa para brincares com as dificuldades, a primeira reação é de mau humor e irritação. Se pudesses evitar isso e te desapegar dessas emoções adversas, então não estragarias o resto do dia só porque começou com um período de Lua Vazia. Observa-te nos períodos de Lua Vazia.

Labels:


Monday, July 25, 2016

 

Oscar Quiroga - 3062

Faz valer tua presença


Faz valer tua presença entre o céu e a terra, expressa tua originalidade, aproveita a oportunidade de respirar e manifesta o que de melhor houver em ti. Faz isso sem medir forças com ninguém, teu valor não depende de competir com ninguém, pois, se assim fizeres não haverá nada de original em ti, apenas mais do mesmo que circula nos relacionamentos que envolvem pessoas que não reconhecem o próprio valor e, por isso, precisam demonstrá-lo sobre a ruína alheia. Nunca jamais a derrota de teus inimigos significará tua vitória, pois, enquanto continuares desenvolvendo teu valor tendo em vista a diminuição de outrem, tu também te diminuirás. Esquece o mundo e suas regras malucas, começa o dia irradiando teu ser do fundo de teu coração e te envolve com intensidade, por inteiro, em cada detalhe.

Labels:


Sunday, July 24, 2016

 

Oscar Quiroga - 3061

Estás aqui para isso


É difícil e desanimador chegar ao ponto em que tenhas de assumir que maquiaste tua ignorância com frases inteligentes que outros disseram. É difícil e desanimador assumir que tua agressividade mascare teu medo. Porém, mais desanimador seria te acomodares nessa dinâmica e a tornares consolidada em teu caráter, essa seria a tumba onde enterrarias a oportunidade maravilhosa que é existir entre o céu e a terra. Através de ti uma parte da ordem cósmica está pronta para se manifestar e irradiar-se ao mundo com glória e esplendor. Porém, tu deves lhe dar passagem e isso só poderia acontecer transcendendo o lugar comum. Teu medo nunca te fará melhor, tua ignorância menos ainda, tu sabes disso, porém, saber não é suficiente, tens de agir. Por isso, luta ser humano! Estás aqui para isso.

Labels:


Saturday, July 23, 2016

 

Oscar Quiroga - 3060

Usa tua inteligência


Reúne todos teus convencimentos e faz um catálogo de tudo o que dás por garantido, os fundamentos que sustentam tudo que chamas de realidade. Após fazer esse exercício, questiona a origem dessas certezas. Muito provavelmente compreenderás que a grande maioria de tuas certezas tem origem desconhecida, que tu apenas as reproduzes sem sequer fazer uma pesquisa para verificar se precisas sustenta-las. Chegou a hora de começares a pensar melhor sobre tudo para, pelo menos, não sair por aí como um ridículo papagaio repetindo chavões na tentativa de pareceres inteligente. Entende, é digno que queiras ser inteligente, e é por isso mesmo que te sugiro que trilhes esse caminho com teus próprios pés, pois não há nada inteligente na repetição, porém, em abrir-se caminho com o próprio esforço.

Labels:


Friday, July 22, 2016

 

A Prisão Nossa de Cada Dia


Conheça e pratique a Verdade, e ela nos libertará da prisão em que fomos colocados como escravos. Como isso aconteceu? Desde que nascemos no mundo físico (na terceira dimensão, 3D) só nos foi contado mentiras, mantidas pela Tradição, que nós aceitamos como verdades. Nós, como ignorantes ("burros"), aceitamos essas "estórias da carochinha" (mentiras) como verdades absolutas. É natural que um burro faça burradas, isto é, que um ignorante cometa erros. O livre-arbítrio do ignorante permite que ele escolha cometer inúmeros erros. A consequência de praticar inúmeros erros é uma vida cheia de problemas, como  uma saúde debilitada. Por que somos ignorantes, burros? Porque fomos manipulados geneticamente por uma raça extraterrestre (Anunnaki), que adoramos como Deus: tínhamos 12 hélices no DNA e acabamos ficando com apenas duas! Com isso, nossos sentidos, na fisicalidade, ficaram restritos a apenas cinco: visão, audição, gustação, olfato e tato. As religiões foram inventadas por esses seres malignos, para cultuar um Deus (eles!) que é todo Amor e Justiça, oniciente, onipresente e onipotente (pode fazer tudo). Como que esse Deus, que é todo amor e justiça, além de ter o poder de fazer tudo que quer (onipotente), faz com que nossas vidas sejam um rosário de coisas ruins, de sofrimento, doenças e dor? Porque esse Deus que adoramos é um capeta que nos manipula por diversão, da mesma forma que um menino ("Deus") destrói um formigueiro ("seres humanos") por pura diversão, sem qualquer remorso. Como que esse Deus sádico (e seus comandados) que adoramos consegue nos maltratar continuamente sem que nós nos revoltemos? Nos contando mentiras misturadas com algumas verdades.

O ser humano é multidimensional, possuindo energia no mundo físico (terceira dimensão, 3D), no mundo astral (4D), na quinta dimensão, etc. Quando "vivemos" no mundo físico, a nossa consciência está focada apenas na 3D; quando "morremos" no plano físico, a nossa consciência passa a atuar na 4D (mundo astral). O nosso problema é que somos escravos na prisão construída nas terceira e quarta dimensão do planeta Terra: ao morrermos na terceira dimensão somos expulsos para a quarta dimensão (astral) e ao morrermos no astral somos enviados de volta para a terceira dimensão (para um novo corpo físico) e assim sucessivamente, em um processo infinito de reencarnações sucessivas (roda de Sansara). Mente-se dizendo que essas reencarnações sucessivas levam a uma evolução humana: não há evolução quando você está permanentemente na cadeia como escravo de um deus vingativo!

Como os seres diabólicos construíram a prisão aqui na Terra e nos colocaram nela como escravos? Com dois estratagemas: muito sexo e muita comida (alimentação bucal)! Deus, o nosso criador original, não é apenas masculino ou apenas feminino. Nós, como criações suas, também tínhamos essa mesma característica, éramos andróginos/hermafroditas e nos reproduzíamos por partenogênese. Aí vieram nossos escravizadores e separaram os seres humanos em dois sexos, masculino e feminino. Com isso começou a escravização, com cada ser dependendo do sexo oposto para se sentir completo, bem.

A outra forma de escravização está associada à nossa alimentação bucal. Onde está a privada de Deus? Onde ele deposita sua urina e fezes? Obviamente, Deus não tem privada pois ele não urina nem defeca. Nós, como filhos de Deus, também não urinávamos e nem defecávamos inicialmente e, portanto, não poluíamos o meio ambiente em que habitávamos. A nossa alimentação era nasal, e não bucal. Em outras palavras, alimentávamos apenas através do ar que respirávamos pelas narinas. No nosso corpo, as partes mais importantes estão duplicadas. Temos apenas uma boca, um estômago, um pênis, uma vagina, mas temos dois braços, duas pernas, dois ouvidos, dois olhos, duas narinas, dois pulmões. Portanto, o uso das narinas/pulmões é muito mais importante que o uso do estômago: podemos passar apenas alguns minutos sem respirar, mas podemos passar muitos dias sem colocar alimentos sólidos ou líquidos no estômago.

Para mim, os budistas estão totalmente equivocados com aquela mania de raspar todos os fios de cabelo da cabeça: isso é uma forma de emburrecer as pessoas, tornando-as ainda mais escravas de um deus/diabo que construiu nossa prisão na 3D-4D. Para você ter uma ideia, Satanás é o nome de um anunnaki que infernizou a vida do personagem bíblico Jó! A bíblia sagrada conta que Sansão perdeu as forças (energia) quando a Dalila cortou o cabelo dele, que ele não cortava desde o nascimento. Por que isso ocorre? Porque os fios de cabelo são antenas eletromagnéticas que captam energia (e informação) do meio ambiente: quanto mais comprido o fio de cabelo, mais eficiente a captação da energia! Porisso, em todos os países do mundo (na atualidade!) as mulheres vivem mais do que os homens (em média); veja a estatística da ONU a esse respeito. Outro ponto pouco conhecido: pouco antes da Segunda Guerra Mundial, Maria Orsic fundou a sociedade secreta alemã VRIL; ela e suas sócias tinham cabelos extremamente longos e, com isso, conseguiram captar informações que levaram à construção dos discos voadores alemães (e nazistas) durante a Segunda Guerra Mundial. Não caia na arapuca de cortar o cabelo curto e evite o emburrecimento.

Como comentei acima, as duas principais técnicas "divinas" de nossa escravização são muito apreciadas por todos: sexo e comida. Meu pai uma vez me contou a seguinte estória: "um diabinho foi reclamar com seu chefe (o diabão), que não estava conseguindo prejudicar uma pessoa muito virtuosa. Aí o diabão (muito sabido) disse ao diabinho: "Induza ela a ter muito sexo (ou masturbação) e comer muita comida". Isso funcionou muito bem, e o diabinho ficou muito feliz". Não há corpo físico que aguente por muito tempo os hábitos de muito excesso de sexo (relação sexual ou masturbação) ou muita alimentação bucal. Veja: uma campeã brasileira de longevidade foi Maria do Carmo Jerônimo, que viveu 129 anos. Características dela: foi escrava (provavelmente, aprendeu a comer sempre pouco, como minha avó materna) e teve apenas uma filha (provavelmente, teve pouco sexo); além disso, sempre estava com os pés descalços no chão (algo que aprendeu do tempo da escravidão)...


 "Conheça a verdade e ela te libertará (da prisão)"

Vamos direto ao assunto. Considere inicialmente os pontos:

1. Vivemos como escravos em uma prisão constituída pela "roda das reencarnações" (sansara). Estamos vivendo na fisicalidade (terceira dimensão, 3D); quando morremos passamos a viver no mundo astral (quarta dimensão, 4D). Quando estamos na 4D somos induzidos a voltar (involuir!) para a 3D. Esta é a prisão: uma ida-e-vinda interminável entre a 3D e 4D.

2. Uma pessoa (como nós) perguntou a um grande mestre: "Qual a diferença entre eu e você?". Resposta do grande mestre: "A diferença é que eu me lembro de TODAS as minhas encarnações e você não se lembra nem da sua última".

3. Foi permitido aos Patriarcas da atual humanidade viverem muitos anos (próximo de mil anos) para que pudessem desenvolver as ciências.

A prisão (escravização) começou a ser criada com o surgimento de dois sexos na raça humana. No início só existia um sexo (o feminino!) que se reproduzia por partenogênese [1]. O sexo masculino surgiu como uma degradação do sexo feminino: menor longevidade, infertilidade, atrofia das mamas, hipertrofia do clitóris (passou a ser chamado de pênis), etc. Por que houve a degenerescência? Porque a raça humana (feminina) passou a acreditar e a praticar uma MENTIRA: que a nossa alimentação original (nasal, respiração via narinas e pulmões) deveria ser complementada com alimentação bucal. No nosso corpo, as partes duplicadas são mais importantes que as não-duplicadas: temos DOIS olhos, duas narinas, dois pulmões, mas somente UMA boca, um estômago, um pênis, uma vagina. Portanto, respirar e ver é mais importante que comida bucal e falar. Podemos viver apenas alguns minutos sem respirar, mas podemos passar muitos dias sem inserir substâncias ("alimentos" sólidos e líquidos) pela boca. Coma pouco e viva muito: minha avó materna, que sempre comeu muito pouco, viveu 100 anos. Vivendo pouco, não temos tempo para evoluírmos (lembre-se dos nossos Patriarcas!) e ficamos como burros na prisão. Todo alimento que inserimos pela boca, o corpo joga fora na forma de urina e fezes. Alimentando-se apenas com ar, as fístulas do ânus e do meato urinário se cicatrizarão (sumirão), por não terem mais utilidade. Deus não tem privada e nós também não precisaríamos ter. Com isso não poluiríamos o mundo.

Uma rápida pesquisa na internet mostrará que a raça humana na Terra já desenvolveu instrumentos -  motos, carros, naves espaciais, geradores de energia elétrica - que funcionam ilimitadamente com energia extraída do vácuo ["vacuum energy", "zero point energy", "free energy"], com poluição ZERO! Todas essas invenções são mantidas em segredo pelos controladores de nossa sociedade humana na superfície do planeta. Por que? Porque alguém sabido(a) poderia fazer a pergunta: "Será que o ser humano, que construiu essas máquinas que funcionam eternamente e com poluição zero, também não tem um corpo físico (muito mais sofisticado!) que poderia funcionar eternamente sem poluir nada?". A resposta é um estrondoso SIM! Via alimentação nasal (respiração), sem alimentação bucal.

Quem construiu e é o dono da nossa prisão? É o deus da bíblia sagrada e seus comparsas. Quando estivermos na 4D, devemos fazer uso de nossa SOBERANIA individual (relativa a todos os temas que nos afeta), combinada com nosso livre-arbítrio, para não aceitar involuir para a 3D (perdendo CONSCIÊNCIA de todas as nossas experiências de encarnações passadas, voltando a novamente cagar nas calças, como bebê!). Aceitar apenas ir para a 5D (para continuar a EVOLUIR sempre e continuamente!), e nunca INVOLUIR para a 3D.

Somos como passarinhos em uma gaiola: se os passarinhos (nós) nasceram e viveram sempre na gaiola (prisão), mesmo abrindo a porta da gaiola (opção de liberdade), os passarinhos não sairão da gaiola, se não perderem o medo do desconhecido (da liberdade). No nosso caso, se não nos livrarmos das mentiras (que geraram convicções e apegos) que nos contaram desde que nascemos na 3D.


Como deixei implícito acima, todos os problemas humanos de saúde física e mental estão associados a apenas DUAS causas básicas: sexo e comida. Os construtores e guardas da nossa prisão 3D-4D (Deus-Demônio, o Deusmônio e seus colaboradores) fizeram com que todos nós tirássemos muito prazer desses dois aspectos da vida, e distorceram o seu uso, visando que morrêssemos o mais cedo possível e, dessa forma, não tivéssemos tempo para evoluir e, portanto, continuarmos emburrecidos e presos na prisão 3D-4D.

Sobre o sexo: a prática excessiva de relação sexual e da masturbação diminui a energia vital da pessoa, que irá faltar para manter as atividades automáticas do corpo físico em seu melhor nível, como o sistema imunológico que, quando debilitado, proporciona o surgimento de inúmeras doenças, como aids, câncer, etc. Quando o homem ejacula em uma relação sexual usual, ele perde muita energia vital. É por isso que o Taoismo e a Gnose recomendam que o homem não ejacule durante as relações sexuais: dessa forma ele preserva sua saúde e aumenta a sua longevidade! Desconfio que o sexo usual praticado entre homem e mulher aqui na 3D é mais um mecanismo artificial inventado pelos donos da prisão para manter os escravos (nós) permanentemente na prisão: esse sexo leva à gravidez da mulher, que desta forma puxa seres da 4D para a fisicalidade 3D (mecanismo de involução). Se a gravidez fosse um mecanismo natural, a gravidez deveria ocorrer em todas as dimensões, como resultado da atividade sexual naquela dimensão! Mas, na 4D, pode-se ter atividade sexual irrestrita, sem que isso cause uma gravidez e a consequente puxada  de seres da 5D para a 4D. Algo muito suspeito!


Sobre a comida: se inserirmos substâncias ("comida") pela boca, nós transformamos nosso corpo físico em uma máquina de poluição do Universo, através de nossa urina e fezes. É óbvio que a alimentação bucal não foi feita para os seres humanos deste planeta: a nossa alimentação básica deveria ser nasal, respirando o ar atmosférico. Na realidade, a nossa sobrevivência física neste planeta deveria envolver os quatro elementos: AR (via respiração), ÁGUA (extraída da umidade do ar, via respiração), FOGO (captada do Sol, gerando vitamina D) e TERRA (ficando descalço com o pé no chão). Duvido que os mestres ascensionados (como um Saint Germain, por exemplo) tenha uma privada em que descarregue sua urina e fezes!! Porque TODOS eles "escondem o jogo" e não nos esclarecem sobre esse "pulo do gato" (não usar a alimentação bucal, viver de luz, "viver de brisa")?? Pensem bastante sobre isso!

Sobre os complementos: 


1. Se você consultar as estatísticas da ONU (Organização das Nações Unidas) verá que o país campeão de longevidade é o Japão. Por que esse país (e não China ou Coreia, com o mesmo biotipo)? Porque os japoneses têm o hábito de andarem descalços dentro de casa! Não acreditam que seja isso? A Maria do Carmo Gerônimo, campeã brasileira de longevidade (129 anos), sempre andou descalça, com os pés no chão. Coincidência? Tenho uma tia (Stela, de Araraquara) que possui uma doença grave nas pernas, chamada erisipela (pele muito irritada, com dor): quando vai à praia e passa a andar descalça na areia, depois de 3 dias os sintomas de erisipela desaparecem; quando volta para Araraquara (onde fica sempre calçada) os sintomas reaparecem! Atribui-se a Jesus: "A vida só vem da vida e da morte só vem morte" [2]. Andar o tempo todo sobre uma coisa morta (seus calçados) só pode trazer as doenças e a morte a longo prazo.


2. Quanto maior a força da gravidade, maior o desgaste do seu corpo físico. Portanto, procure morar em um lugar elevado (próximo ao pico de uma montanha, como a Evelyn): ao nível do mar a força da gravidade é máxima! A campeã Maria do Carmo Jerônimo sempre morou no interior (Minas Gerais); a única vez que veio ao litoral e viu o mar foi quando o papa João Paulo II visitou o Brasil. Se você pesquisar as localidades onde ocorrem a maior densidade de pessoas centenárias verificará que são povoados em locais elevados, como Vilcabamba, no Equador. Há poucos dias, um brasileiro chamado João Havelange (que foi por muitos anos presidente da FIFA) morreu com 100 anos de idade. Por que ele viveu tanto tempo? Porque ele foi um atleta das piscinas na juventude, e nadou até poucos anos antes de morrer. Como isso se relaciona com longevidade? Quando seu corpo está dentro da piscina, ele fica sujeito a gravidade zero e minimiza o seu desgaste. Os astronautas, antes de serem mandados ao espaço (onde a gravidade é quase zero), treinam em piscinas! A vantagem adicional para morar próximo ao pico de uma montanha é que nessa região há uma maior densidade de energia, devido ao que os físicos chamam de "poder das pontas": cargas elétricas se concentram mais (gerando maior densidade energética) próximo de pontas de objetos condutores: uma pessoa em pé e descalço também constitui uma ponta na superfície terrestre, assim como um pênis ereto...
3. Evite a constante mutilação de seu corpo: não corte (mutile) seu cabelo, pois eles são antenas eletromagnéticas que captam energia (e informação) do meio ambiente; quanto maior o comprimento da antena (do fio de cabelo), maior a sua eficiência de captação de energia e informação: lembre-se da história de Sansão e Dalila e da Maria Orsic; veja o cabelão do sábio chamado Drunvalo Melchizedek (procure no YouTube) e da sábia Evelyn Levy. Minha vó materna também chegou aos 100 anos, sem nunca cortar os cabelos. Os budistas se emburrecem mais e ficam mais escravos do Deusmônio raspando todo o cabelo da cabeça; não caia nessa...
Pensem sobre os pontos acima e tirem suas próprias conclusões...

Referências:

[1] Postagem "Concepção Imaculada: As Mães Virgens", no blog http://saudeperfeitarfs.blogspot.com.br

[2] Edmond Bordeaux Szekely, O Evangelho Essênio da Paz - Livro I, Editora Pensamento, São Paulo, 2005.

Labels: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


 

Oscar Quiroga - 3059

O ego e outros chavões


Alguma muito mal resolvida, mas bem difundida filosofia tenta te convencer que o Ego é teu inimigo e que tu precisas desintegrá-lo para conhecer o Algo Maior que pressentes haver. Pois eu te afirmo que o dia que desintegrares teu Ego tudo o mais se desintegrará também e o Algo Maior te escapará irremediavelmente. Vários chavões servem para nossa humanidade culpar pelos males que sofre, o Ego é um desses, a Igreja Católica outro, o machismo ainda surge como uma novidade nem tão nova a representar a culpa de todos os males que sofremos. Acontece apenas que algo ou alguém precisa ser culpado pelo medo que sentimos, porque nem sequer a isso nos atrevemos, a assumir que ninguém é culpado pelo medo que sentimos. Questiona todos os chavões, começa a pensar com tua própria capacidade de pensar.

Labels:


Thursday, July 21, 2016

 

Oscar Quiroga - 3058

Sai desse redemoinho


As mesmas razões que te servem para justificar o medo que sentes serviriam também para validar o atrevimento para realizar o que pretendes. O medo te agarra ao lugar do teu apego, pois te intimida com a perspectiva de perderes algo que deixa tua alma segura, porém, essa condição é ambígua, porque para te amedrontar, o medo torna inseguro o que deixa tua alma segura. Sim! Tudo que gira em torno do medo é uma loucura e encarece cada passo que pretendes dar. Há toda uma economia que não conhece crise e que, quanto maior for a crise que amedronte nossa humanidade, mais próspera se tornará também, porque mais e mais as pessoas buscarão pagar intencionalmente por uma segurança enquanto se sentem inseguras. Em algum momento terás de sair desse redemoinho inútil e contraproducente.

Labels:


Wednesday, July 20, 2016

 

Oscar Quiroga - 3057

Por trás do medo


Um dia qualquer desses, um dia comum, um dia daqueles em que pareceria que nada demais iria acontecer, nesse dia tu terás de enxergar teu medo no fundo dos olhos e amedronta-lo com a mesma força com que te subjugou por tanto tempo já, que talvez sequer te lembres que um dia tua alma foi destemida e que assim o continua sendo. O medo, deves saber, não te ameaça, mas te convida a que abras suas portas e observes que todo seu poder provém do atrevimento que ele oculta. Serias inconsciente do medo se não tivesses anseios que precisassem de atrevimento para ser realizados. Da próxima vez que sentires medo, e não vai demorar para isso acontecer, não foge, fica firme, te deixa impregnar por esse medonho estado de ânimo. Assim reconhecerás o atrevimento que ele oculta, mas que pretende te revelar.

Labels:


Tuesday, July 19, 2016

 

Oscar Quiroga - 3056

Um mundo de medo


Há pessoas que fazem do medo o alimento de sua brutalidade, tentando com isso que pareça que não sentem medo nem que são afetadas por esse. Há outras que se tornam hipócritas, numa forma sofisticada de seduzir todas as pessoas para, através de mentiras, evitar que ameacem seus planos. Há ainda as que se convencem de que devem ser prudentes o tempo inteiro e que isso seja uma virtude essencial, mas no fundo elas também sentem medo de atrever-se a experimentar o que intimamente desejam. A própria estrutura do mundo é feita de medo, obrigando a todos, sem exceção, a comprovarem identidades, boa conduta e gastarem dinheiro em seguros para fazer coisas muito simples, como alugar uma residência. Enquanto o mundo e as pessoas giram cegas adorando o medo, a vida continua graciosa e esplendorosa como sempre.

Labels:


Monday, July 18, 2016

 

Oscar Quiroga - 3055

Teu medo


Ainda que tua alma seja destemida, continuarás sentindo medo, essa informação está arraigada nas entranhas de tuas células e também na base de todos teus sentimentos e pensamentos. O que tornará tua alma destemida será a atitude de não te aconselhares com o medo nem o tornares o pilar em torno do qual tudo o mais seja construído por ti. Quando tua alma decide, mesmo que sem intenção, fazer do medo seu principal conselheiro, isso encarece tudo que tentas fazer, porque grande parte da energia vital será consagrada a evitar perigos objetivos e subjetivos, transformando teu andar numa dinâmica pesada e lenta. O medo é teu principal adversário e tu não o derrotarás com brutalidade nem com investimentos enormes.

Labels:


Sunday, July 17, 2016

 

Oscar Quiroga - 3054

Substitui uma decisão por outra


Nada, a não ser ignorares teu futuro, te obriga a continuares repetindo teu passado, como se não houvesse alternativa. Há uma decisão oculta nas entrelinhas de teu desânimo, a decisão de te abandonares à inércia e permitires que o passado continue se reproduzindo através de ti. Tu podes maquiar essa decisão com justificativas nobres, a veneração das tradições, a dignidade de tua família, a saudade de tempos melhores, porém, se a repetição do teu passado não está produzindo saúde nem benefícios que possam irradiar-se ao mundo, então precisas aceitar que há algo errado nisso. Ao mesmo tempo, em teus sonhos e imaginação enxergas um futuro possível, algo que é independente de tua história, algo que pode ser. Substitui a decisão de te abandonares à inércia pela de aproximar-te ao futuro.

Labels:


Saturday, July 16, 2016

 

Oscar Quiroga - 3053

O antigo e o velho


A antiguidade não torna algo mais venerável do que o moderno, há muitas coisas que são apenas velhas e que não precisam continuar sendo repetidas, pois, se um dia produziram bons resultados, isso não garante que continuem sendo eficientes. Nossa humanidade não é a mesma de antigamente e, por isso, o alcance da visão que fundamentou inúmeras tradições não teve como contemplar a situação que vivemos hoje em dia. As tradições não existiram sempre, um dia foram produzidas tendo em vista a observação do que seria bom fazer em nome da organização e bem-estar coletivos. Muitas tradições antigas se tornaram decrépitas e, apesar do horror que esta afirmação possa causar, precisam ser abandonadas. Uma árvore morta não pode ser ressuscitada regando seus galhos com água boa.

Labels:


Friday, July 15, 2016

 

Oscar Quiroga - 3052

Novo ciclo de tradições


Ninguém te preparou para a vida, gerações e mais gerações se sucedem sem cessar e continuamos tendo de reaprender tudo que é básico, sem sequer haver qualquer informação do que é mais importante, sairmos de nós mesmos e nos conectarmos a esse algo maior que pressentimos, mas que logo descartamos, como se fosse uma imaginação sem importância. Está em ti e em cada um de nós a possibilidade de deter esse fluxo de ignorância e oferecer às futuras gerações uma semente de sabedoria. Nós não somos apenas nosso passado, nós também somos o futuro que nos chama a reinventar nossa posição. Repetir tradições sem questionar se essas continuam produzindo o bem para o qual foram instituídas é afirmar nossa ignorância. As tradições não existiram sempre, está em nós começar um novo ciclo de tradições.

Labels:


Wednesday, July 13, 2016

 

Oscar Quiroga - 3051


ALMAS INDIVIDUAL E DO MUNDO

Tua alma individual está intimamente conectada à alma do mundo, é como se ela fosse uma esponja mergulhada no oceano de eventos e sensações que o mundo produz a todo momento. 

Como resultado disso, em muitos momentos sentes informações que não são tuas, mas como ninguém te ensinou que isso poderia ser assim, logo tentas encontrar a fonte dessas sensações em teu passado, no que conheces de ti e no movimento de personalizares o que não é teu diretamente, mas do mundo em que experimentas ser, e acabas encerrando algo maior na jaula da limitação de teu entendimento da vida. Sofres, por isso, pelo que não deves sofrer.


Quando isso acontecer, deixa ir embora, passa para frente os sentimentos, mas lhes agrega uma pitada de alegria.


Se todos fizéssemos isso, a dor do mundo diminuiria consideravelmente.

Labels:


Tuesday, July 12, 2016

 

Oscar Quiroga - 3050

Equanimidade


Nunca poderás julgar acertadamente ninguém ou qualquer acontecimento se em primeiro lugar não desenvolveres a virtude da equanimidade, e se nunca ouviste esta palavra, melhor seria que te inteirasses a respeito dela, pois, sem essa virtude continuarás sendo parcial e, como resultado de tua parcialidade, continuarás também ricocheteando de forma incessante entre dores e prazeres. A equanimidade é a única que te capacita a aceitar a parcialidade de tudo e a não tomar partido de nada, mas a aceitar que a construção minuciosa de tua evolução não reside em seres completamente do bem ou totalmente do mal, porém, em ser humano apenas. Nenhum ser humano bom é absolutamente bom, nenhum ser humano mau é totalmente do mal. Enquanto tua consciência não aceitar esta verdade, continuarás sendo parcial.

Labels:


Monday, July 11, 2016

 

Oscar Quiroga - 3049

O juízo da humanidade


Atenção! Evita julgar a humanidade inteira sobre a base de tuas decepções, pois, isso te tornaria decepcionante também, já que cometerias a injustiça de colocar no mesmo saco aqueles que te magoaram e os que, dia a dia, fazem o certo, praticando a retidão sem nunca ninguém ter lhes ensinado a fazer isso. Questiona tua raiva, não permitas que essa fúria visceral afete teu juízo. Esse ódio pelos teus semelhantes que talvez tenhas medo de aceitar que aninha em ti, se não o agarrares pelo pescoço e o sufocares com bom senso acabará, ele mesmo, te pegando pelo pescoço e sufocando teu bom juízo. O reino humano não merece ser julgado nem pelo bem nem tampouco pelo mal, porém, pela sua capacidade de evoluir sobre os erros que comete.

Labels:


Sunday, July 10, 2016

 

Oscar Quiroga - 3048

O momento de teu destino


Em algum momento terás de deixar de pensar e te atrever a colocar em prática o que pensas. Esse será o início de um tempo auspicioso em que provarás a fibra de tua alma, será quando sairás de ti e demonstrarás a que vieste. Esse momento não dependerá de incentivos exteriores nem de misteriosas conjunturas cósmicas, tu terás de inventá-lo, seja porque te cansaste de ficar imaginando mundos melhores enquanto vives no pior, seja porque o ardor de teus anseios te obrigou a sair de ti. De todo modo, esse momento será determinado por ti e se constituirá como o maior serviço que prestarás aos teus antepassados, aos teus semelhantes atuais e aos teus descendentes. Quando um ser humano sai de si a natureza inteira de todos os reinos desabrocha e acompanha esse movimento. É o momento do destino.

Labels:


Saturday, July 09, 2016

 

Oscar Quiroga - 3047

O atrevimento


Teus dramas não são originais, nem sequer tu sofres melhor do que teus semelhantes ou teus antepassados para ter um argumento de te apegares tanto ao que te faz sofrer para te tornares indiferente a tudo o mais que acontece por aí. Que sortilégio é esse que te faz acreditar tanto no sofrimento como se não pudesses imaginar uma vida desprovida de lamentos? Agora respira, imaginando que em cada inspiração inundas teu ser de alegria. Só a alegria te salvará, a pura e simplória alegria que te torna leve e te coloca na posição de reconhecer não haver importância alguma nos dramas, mas na maneira com que te livrarás desses. Isso sim fará de ti alguém de valor, pois, não são os dramas que definem o ser humano, mas aquilo que aprende a fazer para superá-los. Tua definição é o atrevimento.

Labels:


Friday, July 08, 2016

 

A maneira mais rápida e barata de recuperar a saúde


É através do jejum. A língua inglesa é muito sugestiva neste aspecto: o jejum (fast, em inglês) é a maneira mais rápida (fast, em inglês) de recuperar a saúde! Portanto, jejuando você fica rico em saúde e fica rico em dinheiro, pois deixa de gastar dinheiro com alimentos nos dias em que jejuar. Como você não está acostumado com esta técnica terapêutica é aconselhável que você a inicie de forma simples e segura: jejuar um dia (24 horas) por semana, ingerindo apenas água pura (não a da torneira) na quantidade que lhe agradar. Nos demais dias da semana, alimente-se da forma usual, procurando, no entanto, evitar "alimentação pesada" (pururuca, feijoada, uísque, etc) para colaborar com o seu dia de jejum. Com o passar das semanas e meses, sua saúde vai melhorando e sua conta bancária vai aumentando. Depois que esta rotina estiver bem estabelecida, você pode passar a jejuar dois dias separados por semana (segunda e quinta-feira, por exemplo), e, com isso, sua saúde irá melhorar mais depressa e sua conta bancária também irá aumentar mais depressa. Após este hábito estabelecido, você pode jejuar dois dias juntos (48 horas) por semana. Você agora já percebeu como lidar, de maneira segura, com este assunto.

Labels:


 

Oscar Quiroga - 3046

Males que duram


Qualquer mal pode durar mais de cem anos se tu não o erradicas com tuas decisões e ações. Seria tolice imaginar que o tempo, por si só, o exorcizaria. Quando não fazes nada para erradicar os males que te assombram, tu os alimentas e fortaleces com tua aparente indiferença, que no fundo é verdadeira empáfia, te colocas num lugar prepotente de que o tempo deve te servir e fazer por ti o que somente tu poderias fazer. Como podes esperar que o destino passe a mão em tua cabeça te consolando quando ninguém a não ser tu constróis e sustentas os males que te afligem? Não há misericórdia no destino, há energia que brota por todos teus poros para, através de ações concretas e práticas, anulares tuas dívidas, exorcizares teus males e começares a trilhar o caminho de te aproximar ao futuro.

Labels:


Thursday, July 07, 2016

 

Oscar Quiroga - 3045

Não tens mais nada a perder


Ninguém te ensinou a desabrochar teu coração e sair de ti, tu tens de descobrir isso com teus próprios meios, é teu destino e se o cumprires, ajudarás a todos os que estão dentro de teu círculo de influência e também àqueles que virão depois a fazerem o mesmo que tu. Tu pediste ajuda para crescer e ela veio, mas a imaginavas serena e toda luminosa, mas não é assim que o Universo ajuda, pois, nada nem ninguém poderia fazer o que tu deves fazer com teus próprios meios. A ajuda veio na forma de sombras assustadoras, calamidades aparentemente insuperáveis. Por trás dessas condições está o que buscas. Levanta-te, enxuga tuas lágrimas, transforma tuas dores e lamentos em ação e investe contra o que te assusta. Aquilo que te assusta teme o momento em que aceites que não tens mais nada a perder.

Labels:


Wednesday, July 06, 2016

 

Oscar Quiroga - 3044

Sai de ti


Agora sai de ti, pelo menos por um instante busca uma referência que não tenha nada a ver com teus medos ou anseios, nada a ver com teu passado nem com tuas esperanças. Sai de ti um pouco para ampliar tua visão do mundo em que tua presença está inserida, aceita por um momento que o Universo não gira em torno de ti, algo que tu sabes, que afirmas em teu discurso, mas que lá no fundo continua sendo uma hipótese, pois, enquanto não saias de ti continuarás também pretendendo ser o centro dramático do Universo. Entende, teus dramas não são novos nem originais, tem pouco valor te apegares a esses, pois, são os mesmos que teus ancestrais experimentaram e que teus semelhantes experimentam, só mudam os nomes, endereços e peculiaridades. Sai de ti, há uma vida maior e mais abundante para experimentar.

Labels:


Tuesday, July 05, 2016

 

Oscar Quiroga - 3043

Reserva tempo para ti


E aí vêm esses dias em que tu estás aqui, mas ao mesmo tempo estás alhures, onde nem tu consegues dizer que lugar seria esse, num misto de terror e saudade de teu passado e dos mesmos sentimentos misturados em proporções diferentes a respeito do teu futuro. Quem dera a civilização fosse um ambiente humano que contemplasse a real necessidade de nos retirarmos de cena em momentos assim! É um paradoxo, nós mesmos inventamos uma civilização que não atende nossas necessidades, mas que nos trata como presidiários que devemos receber sermão o tempo inteiro sobre o quanto merecemos sofrer, por ter feito o que mesmo? Nascer? Respirar? Sonhar? Assume teu lugar de liberdade, aperta aquele botão e reserva tempo para teus devaneios.

Labels:


Monday, July 04, 2016

 

Oscar Quiroga - 3042

Chega de saudade!


Quanto tempo mais vais ficar remoendo questões do passado permitindo-lhes que te atormentem? Olha nos olhos de teus demônios, são tuas criaturas, morde-as no pescoço, arranca e dilacera suas carnes, engole a seco seu sangue e cospe, vomita tudo num surto paroxístico. Tu és teu passado enquanto assim o permitires, pois, na hora em que decidires enxergar teu futuro com o mesmo ardor com que te agarras ao passado, então terás começado a te livrar definitivamente de tudo. Talvez, pela força da inércia, ainda tenhas de acertar algumas dívidas; faz isso com alegria, ciente de que tens mais futuro para viver do que passado para acertar, e isso independentemente do tempo que te reste para respirar entre o céu e a terra. O passado nunca terá sido melhor do que o futuro. Chega de saudade!

Labels:


Sunday, July 03, 2016

 

Oscar Quiroga - 3041

Sentimentos que não são teus


Em primeiro lugar rejeita assumir o protagonismo de todas as sensações e pressentimentos que invadem tua alma, essas informações te destruirão se tentares analisa-las como se fossem tuas, pois, são maiores do que ti ou do que tua história pessoal, são conexões que te informam sobre o estado do mundo. Em segundo lugar, logo após teres tranquilizado tua presença, assume alguma tarefa que te permita ser útil a alguém, sem que isso se transforme numa atitude autopromocional. Se seguires sempre esses dois passos, ao longo do tempo perceberás que tuas vidas interior e exterior se coordenam e que tu deixas de perder tempo tentando decifrar mistérios que não têm referência em tua história pessoal, são maiores do que ti e tu os pressentes porque te convidam a te integrares a um ambiente mais complexo.

Labels:


Saturday, July 02, 2016

 

Oscar Quiroga - 3040

Luz e sombra

 
 
Aquilo que buscas como luz é a coordenação entre tuas vidas interior e exterior, quando não houver diferença entre ambas atingirás a iluminação. Enquanto isso, de pouco adianta fugir da sombra densa como se estivesse povoada de demônios e vampiros alheios a ti, tu vives nessa sombra que é feita de ignorares como as coisas funcionam no Universo. Talvez queiras culpar isso ou aquilo por tua ignorância, mas no fim do dia terás de aceitar que estás onde estás porque ainda não fizeste uso de tua força de vontade para assumir que não há nada mais importante entre o céu e a terra para um ser humano do que usar sua própria inteligência para consolidar essa coordenação. Esse é teu verdadeiro destino, está em ti assumi-lo, o Universo inteiro te protegerá quando deres o passo inicial nesse caminho.

Labels:


Friday, July 01, 2016

 

Oscar Quiroga - 3039

Duas dimensões simultâneas


Tua mente trabalha em duas dimensões simultaneamente e é assim que as coisas funcionam, pois, deves conhecer a subjetividade tanto quanto a objetividade, para, se tudo der certo, coordenar essas duas realidades. Enquanto não decidires fazer disso teu principal ofício e ocupares tempo diário nesse trabalho intencional, continuarás imaginando que esses dois mundos estejam condenados a ser conflitantes e discordantes. Não são, a ambiguidade é mera aparência porque tu ainda não decidiste coordenar a subjetividade e a objetividade, chamas a segunda de realidade, mas ainda não outorgas o mesmo status à primeira. Isso afeta tua inteligência de modo profundo, pois tua mente trabalha nas duas dimensões simultaneamente à revelia de tua insistência de ignorar que as coisas funcionem assim e ponto final.

Labels:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?