Wednesday, November 30, 2016

 

Oscar Quiroga - 3189

Os ideais distorcidos


O mundo e as pessoas não são como devem ser, mas como são. Ponto final. O modelo ideal de mundo e de relacionamentos sociais estabelece um parâmetro que, no dia a dia, serve de alimento ao discurso moralista que alimenta a severidade com que uns se julgam no direito de condenar os outros numa mutualidade de ódio recalcado que, não raramente, termina em violência. O equívoco não consiste em teres um ideal de mundo e lutares para realiza-lo, o equívoco radica em imaginares algo tão distanciado da realidade como ela é que, ciente da impossibilidade de te aproximares ao teu objetivo, isso te sirva para cultivares raiva e a destilares em quanta pessoa, por desventura, atravessar teu caminho e, pela tua distorcida imaginação, tu a denominares inimiga do mundo que consideras ideal.

Labels:


Tuesday, November 29, 2016

 

Oscar Quiroga - 3188

A dinâmica da mediocridade


Alguém se senta à mesa numa roda de gente conhecida e, eventualmente, nem tão conhecida assim e, a seguir, destila um discurso para descrever suas contrariedades que, com certeza, provêm de certas pessoas em particular. O fervor do discurso estimula os acompanhantes do evento a também declararem suas contrariedades, o que resulta em falar mal de outras pessoas e não das contrariedades em si, pois, todas elas, imaginando ser donas de si, nesse evento são tomadas por algo que é maior do que elas, algo que elas não dominam, algo que as domina, a busca por entidades que assumam o lugar da culpa. Alguém tem de ter a culpa! Só assim a alma humana, que se acostumou à mediocridade como meio de vida, alivia o peso de contrariedades que, no fim, são de sua exclusiva responsabilidade.

Labels:


Monday, November 28, 2016

 

Oscar Quiroga - 3187

Alguém tem de ter a culpa!


Logo ao despertar, algo não dá certo como deveria acontecer habitualmente, então tu emites alguma palavra atravessada como expressão de tua contrariedade. De imediato, a pessoa mais próxima se ofende porque acusa recibo da contrariedade, mas tenta se defender e se livrar o quanto antes de qualquer vestígio de culpa, esse sentimento medonho. O ambiente fica tenso, nada se resolve, essa tensão vai embora à rua com cada um dos participantes que, por sua vez, esbarram com tantos outros que também experimentaram as mesmas condições minutos antes. Todos, além de comungar nessa tensão, têm em comum um objetivo essencial: alguém tem de ter a culpa! Buscam-se culpados para esse mal-estar que circula generoso pela alma de nossa humanidade. Quem gostaria de ocupar esse lugar? Alguém aí se candidata?

Labels:


Sunday, November 27, 2016

 

Oscar Quiroga - 3186

Recupera a alegria


Tu te aproximarás à realização dos teus sonhos com alegria, nunca com queixas ou com o coração tomado pela dor de te saber distante do que pretendes. Abandona de uma vez por todas esse distorcido regozijo que a melancolia te oferece, pois, entremeada nessa dor que encenas há, sim, o prazer de chamares a atenção para teu estado lamentável. Lá no início tu sabias que estavas fazendo isso, mas com o tempo foste perdendo o fio da meada de tua encenação e, por isso, agora nem sequer consegues reconhecer o regozijo que obténs na tua dor melancólica de te saber distante do que pretendes. Ergue-te sobre teus pés e recupera a alegria, pois, somente ela será capaz de te fornecer o combustível que te aproximará de forma eficiente às tuas pretensões. Recupera o bom humor, recupera a alegria.

Labels:


Saturday, November 26, 2016

 

Oscar Quiroga - 3185

Ordem


De vez em quando te dá vontade de limpar armários e gavetas e ao fazê-lo te desvencilhas de papéis e inutilidades que entulhavam esses espaços. Colocar ordem torna necessário que te livres do que não te presta mais nenhum serviço. Transporta esse exercício aos teus relacionamentos, joga fora tudo o que atravanca a fluidez e dinamismo que torna o convívio leve e alegre. Tu não podes te livrar de pessoas, porque elas não são objetos, devem ser tratadas como tu também queres, todas as pessoas são sujeitos de seus próprios destinos. Porém, tu podes te livrar de comportamentos viciados, de atitudes limitantes, de vinganças que se consolidaram em frases que repetes. Ao passo que te livres desse entulho, perceberás que tu também recuperas tua liberdade, pois, prender alguém é prender a ti também.

Labels:


Friday, November 25, 2016

 

Oscar Quiroga - 3184

O sexto sentido


Aceita tudo que está dentro do teu círculo de influência e que, por isso, percebes, pois, se não te dissesse respeito, não o perceberias. Quanto mais aceitares que tudo te diz respeito, mais rapidamente administrarás esse oceano de impressões que invade teus cinco sentidos físicos e que, também, percebes através da mente, que é teu sexto sentido. Sim, a mente não é um computador, mas um complexo órgão de percepção onde experimentas o desequilíbrio entre as percepções do mundo físico e da alma, mas que é também onde tu poderias estabelecer a tão ansiada harmonia com que sonhas. É porque és matéria e alma que tu és capaz de ser consciência. Então, nada rejeites, aceita tudo, pois, se percebes, te diz respeito.

Labels:


Thursday, November 24, 2016

 

Oscar Quiroga - 3183

Nada de apocalipse


Sinto informar, o apocalipse não está em andamento, esse é um evento que nunca comparece aos compromissos marcados, está sempre atrasado e chegou a hora de nos esclarecermos, o apocalipse é uma fantasia sórdida à qual se agarra a consciência humana que desistiu de fazer uso de sua força de vontade, inventando cenários catastróficos para se eximir da responsabilidade de fazer o melhor com o que está disponível. O mundo nunca foi como deveria ser, o mundo sempre foi como ele é, muito longe do que os moralistas sugeriam, porém, também nada a ver com o que os mais sinistros expoentes do crime desejariam. O mundo humano é reflexo fiel do que qualquer indivíduo humano é, uma complexa mistura do que de mais abjeto e sublime existe, do que de mais limitado e livre há entre o céu e a terra.

Labels:


Wednesday, November 23, 2016

 

Oscar Quiroga - 3182


TUA FORÇA DE VONTADE

De vez em quando, como agora, é necessário tomar atitudes para colocar em marcha certos assuntos, independentemente de as circunstâncias não serem favoráveis. 

A todo momento, na qualidade de ser humano, tu estarás diante do dilema básico existencial: será que as circunstâncias te definem ou será que tu és capaz de, pelo decreto de tua força de vontade, te converter numa circunstância ainda maior, e definir teu caminho pelas decisões que tomares? 


Enfim, não será hoje que esse dilema se resolverá, porque talvez nós, humanos, tenhamos de oscilar sempre entre as duas condições.


Hoje, porém, uma coisa é certa, ainda que as circunstâncias sejam adversas, será propício que faças o que estiver ao teu alcance para que as coisas sigam o rumo determinado pelos teus planos e pela tua força de vontade.

Labels:


Tuesday, November 22, 2016

 

Oscar Quiroga - 3181

Desejos e aspirações


Diferencia teus desejos das aspirações, os primeiros te conduzem a satisfazer questões que beneficiariam quase que exclusivamente a ti e, não raramente, em detrimento do que pessoas próximas necessitariam. As aspirações te conduzem para além de ti, na direção de eventos através dos quais tua presença, teus pensamentos, emoções e atitudes beneficiariam a maior quantidade possível de pessoas, um círculo de influência que se ampliaria constantemente se tu consolidasses as aspirações como motivo essencial dos passos que dás. Observa o quanto as pessoas de grande poder se tornam pequenas ao tomarem atitudes mesquinhas. Observa o quanto as pessoas humildes se tornam grandes ao tomarem atitudes altruístas. Usa teu discernimento para diferenciar desejos de aspirações.

Labels:


Monday, November 21, 2016

 

Oscar Quiroga - 3180

Para ser grande


Sabes que tu és sensível, pela tua alma passa a síntese de tudo que acontece no mundo humano, experimentas sensações que não se fundamentam nos eventos que te dizem respeito particularmente. Reconhecer essa sensibilidade é uma espécie de iluminação, tua alma se sabe antenada a algo maior do que a presença individual. Esse reconhecimento coloca à tua disposição muita inspiração que poderias colocar em prática para engrandecer teu trabalho e beneficiar muita gente, mas só conseguirás essa façanha quando comeces o árduo trabalho de transmutar teus desejos em aspirações. Teus desejos são legítimos, mas te tornam pequeno. Só serás verdadeiramente grande quando puderes enxergar além de ti, aspirando participar de forma ativa na criação, preservação e reintegração do Universo.

Labels:


Sunday, November 20, 2016

 

Oscar Quiroga - 3179

Espiritualidade


Ocupa teu tempo buscando beneficiar o maior número possível de pessoas e evitando prejudicar alguém intencionalmente. Eis uma regra simples que, se praticada de forma sistemática, fará de ti uma presença brilhante e vibrante. Observa essa regra a todo momento e tua percepção da realidade se ampliará tanto e com tanta clareza enxergarás o quanto estamos todos conectados, que te parecerá estranho não teres percebido antes o que agora seria óbvio para ti. Não precisas te complicar com formulações místicas sofisticadas para experimentar o que chamam de espiritualidade, se cumprires tuas funções com bom desempenho e mantiveres essa regra como orientadora de todos teus atos, certamente despontarás com muita rapidez. Espiritualidade é fazer bem o que já estás fazendo.

Labels:


Saturday, November 19, 2016

 

Oscar Quiroga - 3178

Identifica teu ardor


Identifica com clareza as imagens mentais que despertam teu ardor e te motivam a buscares as condições que te aproximem às experiências concretas que as satisfarão. Deixa de lado teus pudores e teus temores, pois, mesmo que decidas respeitá-los, tua alma cobrará essa conta, não te deixando em paz até que faças alguma coisa para que teu ardor e as experiências convirjam. Todo ser humano possui ardor e é quem ele é na mesma medida em que esse ardor seja posto em prática. O que mais importa agora é que tu identifiques com clareza esse ardor, pois, é comum que nos confundamos com distorções tão encantadoras que nos fazem perder tempo buscando experiências que são inúteis e contraproducentes, e que só sabemos disso quando já é tarde, quando produziram dor em nós e prejudicaram várias pessoas.

Labels:


Friday, November 18, 2016

 

Oscar Quiroga - 3177

Sistema de valores


Talvez te encante a história do Rei Midas, que convertia em ouro tudo que tocava, imaginando que bom seria que tu também tivesses esse toque. O que não imaginas é que isso seja uma maldição, pois, o ouro, representação do que há de mais valioso e puro, submetido a todo e qualquer toque de teus dedos, não seria mais tão valioso e puro. A banalização do que é valioso o desvaloriza. Tu precisas reconstruir teu sistema de valores, reconhecendo o que verdadeiramente precisa ser colocado no topo da pirâmide e protegido de toda e qualquer banalização. Tu precisas de discernimento para isso, o que não é fácil, porque nos dias de hoje é muito mais comum as pessoas emitirem opiniões que banalizam do que o contrário, preservar a singularidade do que tem verdadeiro valor.

Labels:


Thursday, November 17, 2016

 

Oscar Quiroga - 3176

Encerra tuas histórias


De dentro de ti, onde estás a maior parte do tempo, tu observas o reflexo do mundo em tua mente a qual, como um espelho de água bombardeado por percepções, raramente está em calma para obter uma imagem perfeita dos acontecimentos. Precisas te acalmar, considera isso uma prioridade a ser exercitada todos os dias. Precisas colocar tua ansiedade de castigo, deixando de lhe dar ouvidos, como se ela tivesse alguma coisa interessante para informar. De dentro de ti, onde estás a maior parte do tempo, com mente serena observarias a maravilha cósmica na qual te movimentas e experimentas ser e, com certeza, a visão te motivaria a te lançares para fora de ti, na direção de te conectar a conjuntos mais amplos e sofisticados de experiências. Encerra tuas histórias e começa a escrever novas.

Labels:


Wednesday, November 16, 2016

 

Oscar Quiroga - 3175

O mundo enlouquece


Deixa tuas mais importantes decisões para outro momento, toma o dia de hoje para refletir com serenidade sobre os acontecimentos e apenas trata objetivamente dos assuntos urgentes, que não puderem ser protelados, porém, mesmo a respeito desses, procura tomar distância e observar tudo com a maior despreocupação possível. Verás que esse distanciamento e serenidade não serão condições que as circunstâncias proverão, tu terás de te posicionar nessa atitude por vontade própria, tendo apenas uma faísca intuitiva a te confirmar que esse caminho seria o melhor, além de, claro está, estas linhas que lês agora. Enquanto te esforças assim, o mundo à tua volta enlouquecerá e diversas trapalhadas e barbaridades acontecerão.

Labels:


Tuesday, November 15, 2016

 

Oscar Quiroga - 3174

Lixo mental


Tu não precisas valorizar e dar atenção a quanto pensamento surgir em tua mente. Há uma parte desse mistério da mente que funciona de forma automática, reproduzindo os vestígios de impressões que aconteceram em outros momentos através de algum ou de vários dos teus órgãos de percepção. Tu não precisas valorizar esses pensamentos, assim como tampouco valeria a pena decifrar todos os sonhos que sonhas, muitos são lixo mental apenas. Ao começares a considerar estas afirmações com cuidado, iniciarás também o processo de discernimento e verás a dispersão se tornar algo do passado e, como resultado, aproveitarás melhor o tempo da vigília, fazendo muito mais do que fazias antes e em muito menos tempo do que o habitual. Deixa a mente esgotar esse lixo, te foca no que vale a pena.

Labels:


Monday, November 14, 2016

 

Oscar Quiroga - 3173

Conexão e desconexão


Abandona a luta contra o inevitável e te sentirás melhor, toda a irritação que toma conta de ti desaparecerá. Em dias como hoje, em que a Lua Cheia fica Vazia, é impossível te desconectares do Universo em que tudo e todos comungam, mas que, ao mesmo tempo, cada indivíduo do reino humano se esforça para tomar distância dessa realidade, como se algo assim fosse verdadeiramente possível. Esse esforço inútil e contraproducente é a fonte de onde se nutre toda a irritação e sobre a qual se cometem barbaridades. Deixa isso de lado, te entrega sem resistência ao fluxo universal e aproveita para te nutrir de outra fonte, a da conexão real, essa que te sustenta e na qual te movimentas e experimentas ser.

Labels:


Sunday, November 13, 2016

 

Oscar Quiroga - 3172

Objetivo digno


Em cada interstício infinitesimal de teu corpo, de tuas emoções e de teu intelecto se entremeia o infinito Universo. Destrói todas as convicções que te sirvam para sustentar o equívoco de tua presença ser distante do Universo em que se movimenta, não há nada mais importante do que te dedicares a te aproximar constantemente à realidade, à verdade, à Vida de tua vida. Tu não és o resultado de tuas experiências passadas, essas são apenas incidentes de uma história muito maior. Contempla o amplo panorama em vez de te dedicares a analisar minúcias, pois, o Universo é maior do que o somatório de todas suas partes. Tu compreenderás a parte que te toca somente quando compreenderes a dimensão que lhe dá sustentação e a faz existir. Esse sim é um objetivo digno de ser perseguido.

Labels:


Saturday, November 12, 2016

 

Oscar Quiroga - 3171

O mesmo ordinário de sempre


Tu sabes que o Universo não começou contigo nem acabará com teu falecimento, sabes também que o sistema não orbita em torno de tua presença, porém, mesmo ciente da natureza da realidade tu arquitetas meios artificiais para te converter no centro das atenções, capturando todas as pessoas com que te relacionas dentro de um círculo doloroso, cheio de argumentações plausíveis. Poderias fazer disso um círculo virtuoso, emanando benefícios de tua presença, mas isso é incomum. Comum mesmo é que em toda família exista alguém coberto de argumentações para justificar uma dor imensa e que todas as pessoas orbitem em torno dessa dor. Terás êxito se fazes isso, mas não terás escrito nada excepcional para a história da humanidade, apenas mais um pouco do mesmo ordinário de sempre.

Labels:


Friday, November 11, 2016

 

Oscar Quiroga - 3170


ANTES DO PONTAPÉ INICIAL

Teu poder é ilimitado para dar início ao que te interessar, porém, uma vez que tenhas dado o pontapé inicial tu te vincularás a circuitos cósmicos de evolução, preparados especialmente para que teus empreendimentos frutifiquem e se integrem à Vida Maior em que tudo acontece, se movimenta e é. 

Por isso, planeja, te organiza, gasta uma boa parte do tempo arquitetando planos e considerando todas as variáveis que se mostrarão depois que tu tiveres dado o pontapé inicial. 


Pensa o seguinte, o Universo te protegerá se tu o protegeres, o Universo te distorcerá se tu pretendes distorcer seu funcionamento e o Universo te destruirá se tu tentares destruí-lo. 


Empreende tuas ações ciente de que tua presença está integrada ao Universo e que tu és representante da Vida de tua vida.

Labels:


Thursday, November 10, 2016

 

Oscar Quiroga - 3169

A ANÁLISE DAS PARTES

A medida da separação que haverá entre tua presença e o corpo do reino humano é determinada pelo alcance do entendimento que desenvolvas a respeito do que sentes, pois, tudo que nossa humanidade produz em qualquer lugar do planeta é sentido por todas as outras entidades humanas. 

Se preferes tentar decifrar teus sentimentos te agarrando a argumentações particulares, então te meterás num labirinto de significados pequenos que nunca decifrarão o maior. 


Conheces a parábola dos cegos que descrevem o elefante? 


Um pegou no rabo dele e afirmou que o elefante era fino e pequeno, outro pegou numa pata e afirmou que o elefante era uma coluna, outro pegou na orelha e afirmou que o elefante era como uma folha áspera.


Os acontecimentos reais não se decifram analisando suas partes.

Labels:


Wednesday, November 09, 2016

 

Oscar Quiroga - 3168


O REINO HUMANO

O que fizeres por ti, faze-o também pensando no reino humano. Tua presença não é uma ilha, é uma célula de um corpo sofisticado da natureza. 

O que fizeres para beneficiar a ti, terá de beneficiar a todo o reino humano também, porque se teus benefícios pessoais acontecerem em detrimento dos teus irmãos e irmãs, esse detrimento te atingirá em alguma curva do futuro e aí tu terás perdido o fio da meada do acontecimento e experimentarás o evento como uma maldição do céu.


Isso, porém, não será castigo, será apenas a constatação dos laços de fraternidade que te unem ao corpo sofisticado e complexo da natureza cósmica, que se chama reino humano.


Faze algo a cada momento em benefício desse corpo inteiro, isso, inevitavelmente, beneficiará particularmente a ti em alguma curva do futuro também.

Labels:


Tuesday, November 08, 2016

 

Oscar Quiroga - 3167

Dores e superação


Observa o quanto as pessoas comentam a respeito das suas dores e dificuldades e o quanto isso estimula as outras a fazerem o mesmo, resultando num cenário que poderia ser cômico, senão fosse trágico, uma espécie de competição para medir quem sofre mais, quem sofre melhor. A experiência do constrangimento doloroso tem formas objetivas e subjetivas, há dores físicas e psíquicas, porém, nada obriga ninguém a definir sua existência em torno delas. Ao contrário, a definição de um ser humano se entretece na maneira com que ele ou ela administrará o acontecimento doloroso para se tornar mais forte e, assim, ser capaz de empreender façanhas mais complexas, aventuras mais arriscadas, projetos mais ousados.

Labels:


Monday, November 07, 2016

 

Oscar Quiroga - 3166


DETERMINISMO E DETERMINAÇÃO

Em frequências variáveis, é inevitável que passes por uma experiência que te constranja e te provoque dor, o nascimento é a primeira delas. 

Com a mesma inevitabilidade, porém, sem o determinismo da dor, também és capaz de experimentar a superação desses eventos e, ainda mais, o aproveitamento desses para te reconhecer maior do que quaisquer constrangimentos.


A inevitabilidade da dor radica no determinismo dos acontecimentos, porém, a inevitabilidade da superação se enraíza nas determinações que tu, pelo uso de tua força de vontade, estabeleças. 


Observa o quanto as pessoas se acomodam na dor e se agarram a ela para evitar fazer uso da força de vontade e determinar um rumo maior e mais amplo do que o determinado pela experiência dolorosa.


É isso que tu queres para ti?

Labels:


Sunday, November 06, 2016

 

Oscar Quiroga - 3165

A distância entre Céu e Terra

Em teu coração se decide a distância entre o céu e a terra, nada nem ninguém pode te obrigar a encurtá-la, muitos tentaram e ainda tentam se ajustar a regras rígidas imaginando que essa seria a maneira mais eficiente de coordenar os mistérios e os ministérios, porém, os resultados acabam sendo contraproducentes. Envolver teu intelecto, emoção e ação de forma coordenada através da prática da retidão, isso não acontece por obrigação, mas por íntima decisão, uma que tu irás construindo aos poucos, aproveitando as experiências para lapidar teu caráter, ampliando teu entendimento sobre como a Vida de tua vida funciona e, também, te permitindo funcionar como ela, testando os resultados. Nada é muito, nada é pouco, o infinito e o infinitesimal se conectam em teu coração.

Labels:


Saturday, November 05, 2016

 

Oscar Quiroga - 3164

Respeita teus dilemas


Praticar a retidão por obrigação não traz benefícios a ninguém, porque o farias sob pressão e reprimirias desejos contrários que, em algum momento, te passarão a conta e tu a terás de pagar. É melhor seres um malvado convicto do que um santo hipócrita, pois, a retidão tem dessas coisas, é tão complexa em seu alcance e funcionamento como a própria vida é, ou insondável como a vontade divina na qual te movimentas e experimentas ser. Estão aí todos os exemplos dos que te governam e que, hoje em dia, tu percebes sua distorção, mas não te enganes, pois, não chegaram onde chegaram cheios de más intenções. Pelo contrário, todos chegaram lá convencidos de que faziam o certo e de que assim beneficiariam muitas pessoas. Por isso, respeita teus dilemas, eles te purificam e protegem.

Labels:


Friday, November 04, 2016

 

Oscar Quiroga - 3163

A decisão íntima


Para os que praticam a retidão resta a percepção de que o mundo anda por linhas distorcidas e que, inclusive, é governado pelos ímpios. Para os que não praticam a retidão, aqueles que a praticam são vistos como tolos, que não conseguem enxergar como as coisas funcionam no mundo e o quanto as distorções que, eles e elas imaginam ser necessárias, ajudariam, em última instância, a beneficiar muita gente. Não se trata, por isso, de perder tempo fazendo acusações, uns e outros estão certos, ninguém está errado, a culpa é sempre dos outros. Trata-se, em verdade, de coordenar céu e terra e isso é algo que se decide no íntimo do coração, não necessariamente sendo o reflexo de como se comporta a maioria, mas da tênue percepção que todos vamos adquirindo a respeito de como a Vida de nossas vidas funciona.

Labels:


Thursday, November 03, 2016

 

Oscar Quiroga - 3162

Se tu queres ser grande...


A imparcialidade e o senso de justiça que são inerentes à prática da retidão advirão naturalmente na mesma medida em que em todos teus raciocínios e sentimentos outorgares direito ao bem-estar a todas as pessoas, nunca te convencendo de que teus interesses particulares devam estar acima dos de ninguém. Sobre este princípio foram fundadas as nações e sobre este princípio sobrevivem, apesar de a maioria não alinhar seu comportamento cotidiano e ficar sonhando com grandeza enquanto toma atitudes mesquinhas a maior parte do tempo. Nações são fundadas e sobrevivem pelo trabalho dos que protegem o princípio da retidão e por esse são protegidos. Se tu queres ser grande pratica a retidão nas mínimas questões cotidianas. Se tu queres ser pequeno, pensa em ti e somente em ti.

Labels:


Wednesday, November 02, 2016

 

Oscar Quiroga - 3161

Tu, praticante da retidão


Ao praticares a retidão ganharás a certeza de tua vulnerabilidade, porque numericamente estarás em posição inferior e sempre haverá alguém por aí a tentar te ofender ou, até, com razões morais, te sugerir que saias desse caminho porque te darás mal. Sentirás solidão, então, mas não estarás só, há milhares como tu que confiam na prática da retidão porque percebem claramente que ao agirem em prol de benefícios maiores do que atender aos seus interesses particulares, se opera uma magia indiscutível que é vedada aos olhos profanos, os mesmos que ao ler estas linhas nada entendem, apesar da clareza da mensagem, mas que tu, praticante da retidão, achas natural. Tu não estás só e tua força não depende de seres numericamente superior, o Universo distribui Vida de vida pela qualidade e não pela quantidade.

Labels:


Tuesday, November 01, 2016

 

Oscar Quiroga - 3160

Não estás só

Há uma única maneira de estares em paz com céu e terra, mas que não agradará gregos e troianos. A retidão é a atitude que te servirá para coordenares o mistério que pressentes com a vida cotidiana que deves administrar, porém, apesar de o mundo saber que isso seja assim, a prática da retidão não é comum. Por isso, te prepara para desagradar muita gente ao praticares a retidão, pois, agir em conformidade com razões que não sirvam apenas a teus interesses particulares, mas que defendam e propiciem o bem da maioria, é certo que isso será ofensivo aos que só pensam em si mesmos e que existem convencidos de não haver alternativa. Porém, apesar de em muitos momentos sentires que estás à tua própria sorte por ser como deves ser, há milhares como tu que operam a favor do mistério.

Labels:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?