Monday, September 27, 2010

 

Oscar Quiroga - 1050


DIGNIDADE E INDECÊNCIA


A consciência do próprio valor é o princípio da dignidade. É impossível a alma mentir a si mesma, ela pode formular distorcidos raciocínios para evitar a justa medida de sua dignidade ou indecência, mas o medo nos olhos trairá para sempre as palavras que dirá. Sem dignidade o humano é menos do que pode ser, seu brilho se apaga e mesmo que se rodeie de opulência em algum momento a indecência o esbofeteará, contaminando as pessoas que diz amar. Dignidade, princípios, elevação e nobreza, erra feio quem se convence de que estas abstrações são coisas do passado, de elites recalcitrantes. Dignidade é o que eleva a despeito da aparência. Indecência é o que produz decadência, independente do fausto ou glória aparente.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?