Sunday, June 30, 2019

 

Oscar Quiroga - 4094

Princípios exatos

Os conceitos que definem a relação dos seres humanos entre si ainda são de natureza teórica, poucas são as pessoas que os percebem em seu glorioso funcionamento e, por isso, os aplicam de forma prática como princípios norteadores do comportamento. Chamar os seres humanos de próximos ou de semelhantes é uma definição exata, porém, entre a realidade dessa exatidão e o comportamento prático ainda há um abismo que transforma a proximidade em distância, e a semelhança em diferença. De que adianta fazermos referência aos próximos se os tratarmos como distantes? De que adianta afirmarmos que os outros seres humanos são nossos semelhantes se o tempo inteiro os tratarmos como os diferentes? Enquanto esses princípios que definem com exatidão o reino humano não forem práticos, tudo continuará uma loucura.

Labels:


Saturday, June 29, 2019

 

Oscar Quiroga - 4093

Namasté

A civilização ocidental importou da Índia uma saudação em idioma sânscrito: Namasté! Por aqui ela foi traduzida poeticamente como: meu deus interior saúda o teu deus interior, que é bonita, mas que em suas entrelinhas se esgueira a ideologia da separatividade, tudo o contrário do que a saudação propõe. Namasté, originalmente, é uma negação, a de que entre uma pessoa e a outra haja qualquer tipo de distinção e separatividade. Nós até podemos nos esforçar para, num ato de humildade e compaixão, nos posicionarmos para saudar o deus interior alheio com o nosso próprio, mas com a mão no coração e sendo sinceros conosco, perceberíamos que esse amor é teórico, porque em vez de constatar que somos todos iguais, queremos, no fundo, que nosso deus interior mande todos os outros deuses ao inferno.

Labels:


Friday, June 28, 2019

 

Oscar Quiroga - 4092

O princípio da civilização real

A segurança mínima, tal qual a saúde, não é uma experiência que se possa conquistar pessoalmente em detrimento de existir num meio ambiente mundial onde a maioria dos seres humanos viva ameaçada e em condições inferiores à necessária satisfação para alguém se sentir gente. Eventualmente, tu podes ter tudo ao teu dispor e quem te olhar dirá com certeza que não terias razão de te preocupar, porém, isso não te poupará de, neste momento da história humana, despertares no meio da noite com a angústia te mordendo as entranhas. Sabes por que isso acontece? Porque nossa humanidade não é um amontoado de indivíduos, é um reino coeso da natureza e assim mesmo funciona. O que acontece à maioria é sentido por todos e cada um dos indivíduos. Só quando a civilização for construída sobre este princípio é que as coisas mudarão.

Labels:


Thursday, June 27, 2019

 

Oscar Quiroga - 4091

Atreve-te à retidão

Não importa quão fortes e convincentes sejam os argumentos que tenhas para te preocupar, nem tampouco quão densa seja a angústia que te morda as entranhas, tu sempre terás ao teu favor a força de vontade para ser maior do que quaisquer adversidades, senão de modo prático, pelo menos no estado de ânimo. Despertar com a Lua Vazia num momento como o da história atual de nossa humanidade é uma situação delicada, porque tu podes ser ignorante do ponto de vista racional a respeito de o quanto o crime se organizou mundialmente para dominar as instituições que deveriam servir para te proteger, porém, as tuas entranhas registram o medo que isso provoca como um aperitivo da intimidação que está em andamento. Tu precisas te atrever a continuar praticando a retidão para contrabalançar esse processo.

Labels:


Wednesday, June 26, 2019

 

Oscar Quiroga - 4090

A vida de tua vida

A Vida de tua vida é a dimensão em que tu te movimentas e experimentas ser, existia antes de teu nascimento e continuará se desenvolvendo depois de teu falecimento, é nela que tua existência tem suas raízes, ela é o objetivo de tudo que buscas e anseias. A Vida de tua vida te contém e compreende, mas tu, acompanhando o estágio de evolução e entendimento do reino a que pertences, não desenvolveste a percepção necessária para a compreender, e isso te deixa numa condição ignorante que é muito difícil de assumir, porque a maior parte do tempo precisas fingir que tens tudo sob teu controle. Não importa, até isso faz parte da delícia e da dor da existência civilizada. O que não pode acontecer é que tu mintas a ti com tanta insistência que deixes de aceitar que a Vida de tua vida será sempre maior que ti.

Labels:


Tuesday, June 25, 2019

 

Oscar Quiroga - 4089

Não te atormentes

O medo é um sentimento irracional, não precisa de argumentos, ele simplesmente te revolve as entranhas e te apequena. Porém, como tu te acostumaste a tentar encaixar tudo que te acontece dentro de uma arquitetura racional de argumentos, quando experimentas o medo te mordendo as entranhas, logo surge em tua mente a lista de preocupações com que tu, assim como teus semelhantes, precisas lidar o tempo inteiro. Porém, esse medo que sentes não é necessariamente baseado em nenhuma dessas preocupações, ele simplesmente acontece porque é o somatório de todas as angústias de nossa humanidade. Por isso, sobre preocupações não muito importantes pesa uma sombra de volume absoluto, mas que não fala de ti em particular, fala do momento histórico de nossa humanidade. Não te atormentes desnecessariamente.

Labels:


Monday, June 24, 2019

 

Oscar Quiroga - 4088

Os buscadores

Considera o seguinte, é mais o que desconheces da experiência de viver do que aquilo que pretendes saber. Na prática, isso significa que uma boa parte do tempo precisas ir tateando a cegas, te agarrando ao que estiver disponível para que não se note que ignoras a vida que vives. Se em vez de isso te servir de argumento para te desanimares, tu o aproveitas para te lançar com atrevimento à aventura de conhecer, respondendo ao anseio íntimo de te integrares a algo maior que ti, então tua percepção se ampliará e constatarás na prática que aquilo que buscas também está buscando a ti, porque a Vida de tua vida conhece a si mesma através de todos os buscadores que, com ousadia, se lançam à experiência e adquirem a alegria que resulta de algo que pode ser difícil descrever, mas que não por isso deixa de ser real.

Labels:


Sunday, June 23, 2019

 

Oscar Quiroga - 4087

O ser humano

O ser humano é condenado a ser aquilo que escolher ser, porque apesar de haver o convencimento, equivocado, de que o ser humano é produto do meio ambiente em que se desenvolver, na prática já se provou inúmeras vezes que, apesar de as circunstâncias pesarem no processo, em última instância, qualquer pessoa que intimamente decidir ser maior do que as circunstâncias encontrará meios e formas de se tornar o que ela quiser. Esse ato de heroísmo não é privilégio de alguns poucos, é a faísca de vida a que promove essa atitude e ela se encontra disponível em todos os seres humanos. Nascer em condições miseráveis não te condena a ser miserável, assim como tampouco nascer em condições maravilhosas te tornará inevitavelmente uma pessoa maravilhosa. Tuas decisões e escolhas te tornam quem tu és.

Labels:


Saturday, June 22, 2019

 

Jejum: Uma Nova Terapia?


Trechos do livro [1].

A profissão médica condena a prática do jejum. E se "menos" fosse "mais"?

Um dia, no início dos anos 1890, Edward H. Dewey folheava a última edição do Manual de Fisiologia de Gerald Francis Yeo, professor de medicina do King's College, de Londres. No capítulo sobre a fome, Yeo publica uma tabela em que indica a porcentagem de perda de peso de cada órgão após a morte por fome. Dewey observa que a gordura teve redução de 97%, os músculos de 30%, o fígado de 56%, mas o cérebro e o sistema nervoso, em compensação, permaneceram intactos! Assim, o cérebro de alguém que morreu de fome não perdeu um único grama, ao passo que praticamente toda a gordura foi absorvida (eliminada)! Para Dewey era uma revelação: "Eu imediatamente vi o corpo humano como uma vasta reserva de alimento pré-digerido, com o cérebro detendo o poder para manter a integridade da estrutura na ausência de alimento... É na capacidade do cérebro de alimentar-se que se encontra a explicação da conservação de um pensamento claro, mesmo quando o resto do corpo está reduzido a um esqueleto".

Bernarr MacFadden funda, em 1899, a revista Physical Culture que faz um sucesso estrondoso. Ela estabelece as bases de um verdadeiro culto ao corpo, que obedece a uma primeira ordem: a alimentação é o medicamento principal. Uma alimentação saudável, equilibrada, de preferência vegetariana. Seguida de uma segunda ordem: a privação de alimento é o medicamento mais eficaz que existe. 

Francis Gano Benedict (1870-1957) fez um estudo revolucionário que revela um mecanismo fundamental do jejum. Ele elabora a fórmula do "mecanismo basal", que corresponde ao número de calorias queimadas pelo corpo em 24 horas a fim de garantir suas funções vitais: circulação sanguínea, manutenção da temperatura, nutrição do cérebro, respiração... Isso não inclui a energia consumida para a digestão de alimentos. Para simplificar, é a energia queimada pelo corpo de alguém em coma ou jejuando. Essa taxa de metabolismo basal é variável para cada indivíduo, depende do peso, da altura e da idade, mas é um cálculo bastante fácil de fazer. Só poderemos emagrecer se ingerirmos menos calorias do que as consumidas por nossa taxa metabólica basal. Durante um jejum, essa taxa indica a energia diária que o corpo vai consumir. Mas, neste caso, não há alimentação externa. Quem vai lhe fornecer essa energia? O corpo vai extrair de suas reservas. De quais tecidos, de quais órgãos? Dewey, como vimos, notara que o cérebro conservava o peso inicial em caso de morte por inanição. Benedict descobriu de quais reservas o corpo lança mão.

Guillaume Guelpa (1850-1930) é um médico que conhece o poder das palavras. E se há uma de que não gosta é "fraqueza". Para ele, este termo, empregado tão comumente para designar o estado de um homem doente, está na origem de muitos erros de julgamentos. Conforme escreve em 1911: "Hipnotizados por essas concepções errôneas de fraqueza e de anemia, durante quase um século os médicos fizeram dos fortificantes o eixo de sua higiene e de sua terapêutica aplicadas. Isso explica o exagero da alimentação à base de carne e das bebidas alcoólicas e o abuso de preparações tônicas, carne em pó ou em extrato, vinho de quinina ou ferruginoso, etc., que deterioraram tantos estômagos, arruinaram a saúde de tantas pessoas de nossa geração. Foi, e podemos dizer que ainda é, delírio puro. Provocar o apetite e introduzir em nosso tubo digestivo muitos alimentos... se tornou uma verdadeira obsessão". 

A qualificação de "fraqueza" é um erro, porque leva a seu corretivo, o fortificante. Para Guillaume Guelpa, a "fraqueza" é apenas o resultado da sujeira do nosso sistema, fruto de uma autointoxicação provocada por nossa alimentação rica demais. Um emagrecimento rápido sugere que o corpo ainda tem a energia necessária para queimar suas reservas, que encontra nele mesmo a força necessária para lutar contra a doença e eliminar seus dejetos. "A partir dessas experiências, para mim memoráveis,", escreve Guelpa, "não me preocupei mais com a fraqueza de meus pacientes: sua falsa sensação de fraqueza na verdade não passava da evacuação de uma superabundância de produtos tóxicos e de dejetos celulares, da qual era preciso, o mais depressa possível, na medida do possível, livrar o organismo".

Guelpa define assim um dos princípios essenciais do jejum terapêutico: a força nasce da fraqueza. "Então você constatará este resultado surpreendente, que parece paradoxal: privando de tempos em tempos os anêmicos de alimento e os purificando por dois e até três dias, a saúde deles se restabelece rapidamente, e mais rapidamente ainda se você tiver o cuidado de manter seu paciente em um regime vegetariano".

[continua]

Referência:
[1] Thierry de Lestrade, Jejum: Uma Nova Terapia? (tradução de: Le jeûne, une nouvelle thérapie?), publicação da L&PM - Porto Alegre, RS, 1. ed., 2015. ISBN: 978.85.254.3172-1.

Labels: , , ,


 

Oscar Quiroga - 4086

Tua dose de alegria

Foi uma semana muito intensa e os humores andaram completamente alterados, porém, ainda que com toda razão e como fruto da necessidade, esse tipo de cenário desgasta e estressa. Reserva um bom tempo de hoje para recuperar o bom humor, desperta com tranquilidade, exorciza qualquer ansiedade que surgir, faz tudo com calma, com alegria, principalmente até finalizar o período de Lua Vazia. Depois desse, entra em contato com as pessoas que podem ser boas companhias para, juntas, se divertirem e criarem situações que nutram a íntima necessidade de voltar a ter confiança na vida e de que as penas experimentadas valeram para alinhar os propósitos maiores da vida e continuar a luta entre o céu e a terra com alegria e leveza, como deve ser. Reivindica tua dose de alegria, tu a mereces, é o teu direito.

Labels:


Friday, June 21, 2019

 

Oscar Quiroga - 4085

Tua casa

Tua casa não é apenas um endereço ao qual te diriges na hora de te recolher. Tua casa também é feita da arquitetura dos desejos que tomam um bom tempo de teus pensamentos e ideações. Tua casa também é feita dos convencimentos que norteiam teus passos e sobre os quais tomas tuas decisões e fazes escolhas. Tua casa é feita dos vínculos com as pessoas que te servem de referência. Tua casa é tudo que proteges, porque se algo acontecer a esses desejos, convencimentos ou relacionamentos, sentirás que o ataque é pessoal e reagirás com força para confrontar e vencer o que te coloca em perigo. Essa casa não existiu sempre, tu a foste construindo ao longo da vida. Agora tu precisas fazer uma reforma estrutural nessa tua casa.

Labels:


Thursday, June 20, 2019

 

Oscar Quiroga - 4084

Hora de dar o troco

É hora de dar o troco. Se o medo te castiga, o troco que precisas lhe dar é amedrontar teu medo. Se a ansiedade fica gritando péssimas advertências em teu ouvido, o troco que precisas lhe dar é te tornar indiferente a ela. Se a angústia te morde, morde ela de volta até sangrar. Se demônios terríveis parecem te esbofetear, cospe neles, vomita tuas vísceras, maltrata o que te maltratar. Só uma coisa tu precisas evitar neste momento, ceder à tentação de te deixar carregar pela inércia e nada fazeres para confrontar o que te torna miserável e o vencer. Toma a iniciativa de ser maior de tudo que te apequena, nada te obriga a continuar te acomodando numa condição miserável. Só ficarias aí por puro apego, mas, imagina só! Que loucura seria essa de te apegares ao estado miserável? E, no entanto, acontece.

Labels:


Wednesday, June 19, 2019

 

Mensagem de Mãe Maria - 11/2019


Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

A luz da sabedoria jorra abundantemente sobre vosso planeta e seus filhos.

É chegada a hora de recuperardes o saber, aquele que revela a perfeição de que sois detentores e vos devolve o caminho da imortalidade.

Voltai, pois, vossa atenção para vosso corpo, lembrando-vos que cada parte desse corpo tem consciência, e absorveu o limite que cultivastes quando vos apartaste do Pai.

Cabe a vós, amados, transformar o limite, elevando vossa consciência, transformando as camadas de densidade que impusestes aos vossos corpos, dialogando com vossos órgãos e sistemas, mergulhando no íntimo de cada célula, molécula e átomo, para que possais penetrar a consciência da semente fazendo-a retornar à perfeição original.

Lembrai-vos que o resgate da imortalidade se concretiza após um longo processo, onde a influência de vosso ego não mais se faz soberana, eis que vosso poder crístico se impõe, cada vez mais, sobre o poder manipulativo, levando-vos, passo a passo, a restaurar a perfeição que se fará visível após a conclusão do processo interno de transformação.

De nada adianta embelezar o que é externo em vossos corpos, enquanto internamente não concluirdes o processo de transformação dos limites que criastes ao longo de vossas encarnações.

Toda transformação que se faz só externamente é temporária, amados, lembrai-vos dessa verdade.  

Este é o tempo em que o caminho da imortalidade está aberto e disponível para todos os Filhos da Terra.

Fazei uso dessa bênção que vós, como humanidade, reconquistastes nessa época de transição para o novo, o novo mundo que não comporta limites, não comporta separação, não comporta qualquer manifestação que não seja gerada pela força do amor.

Sim, o amor gera o ilimitado por seu poder de cura e transformação.

Amai, pois, a vós mesmos, para que possais amar vossos semelhantes e todas as formas de vida.

O ser humano carrega a culpa de ter dado as costas ao Pai Criador, preferindo os resultados imediatos de seus desejos, e hoje, depois de um longo caminho onde a plenitude deu lugar à falta constante, eis que emerge em vós a compreensão que o limite somente gera falta, tornando assim a busca da felicidade um sonho que nunca se manifestará como plena felicidade, e que é tempo de voltar à casa do Pai, Àquele que vos deu o pleno poder de escolher, para novamente vivenciar a plenitude.

Escolher a luz, contudo, exige de vós grandes mudanças, que começam na mente e são filtradas em vossos corações, para se manifestarem no mundo que escolhestes para crescer e aprender o real significado da palavra amor. 

Amor, sem limites e sem fronteiras!

Amor a si mesmo, amor ao próximo, o amor que se expressa por vosso coração e vos faz agir como Filho de Deus.

Acordai, pois, para que possais compreender o real significado deste momento que vivenciais nesse lindo planeta, e manifestai vosso verdadeiro poder, aquele que vos leva a revelar o ser imortal que sois.

Bem, amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

SP-Mensagem de Mãe Maria-11-2019 recebida por Jane M. Ribeiro

Labels:


 

Oscar Quiroga - 4083

Solta a revolta

Tua revolta é sagrada, porque é nas vísceras e nos seus sentimentos mais toscos que serpenteiam verdades que precisam ser ditas. Expressa-te da melhor maneira possível, mas te prepara também para aguentar o tranco das críticas que receberás por isso, porque no mundo humano tudo pode e deve ser contestado. Entende o seguinte, tua revolta não é apenas tua, há uma revolta se cozinhando nas vísceras de nossa humanidade, porque todos, sem exceção, em vários momentos levaram desaforos para casa e engoliram sapos horríveis. Essa contenção dos impulsos tem seu preço, que é a obrigação de ter de administrar na intimidade do ser uma revolta destrutiva que no mais das vezes é contida. Chega, porém, o momento em que a revolta se solta.

Labels:


Tuesday, June 18, 2019

 

Oscar Quiroga - 4082

Verdades sejam ditas!

Os desaforos que levaste para casa, os sapos que engoliste, as palavras que tinhas na ponta da língua para dizer, mas que contiveste, tudo isso e muito mais ainda te arde agora no ventre, é uma revolta que se cozinha há bastante tempo. Nada pode ser varrido embaixo do tapete e ficar aí para sempre, chega o momento em que se perde a compostura e se dá vazão ao que, mesmo com atraso e aparente impertinência, precisa ser manifesto. A cena não é das mais agradáveis, porém, é necessária, porque é pela ação que o alívio tem chance de acontecer. A revolta que se cozinha em teu ventre é produto de tudo que tinhas de fazer em outros momentos, mas te contiveste. Agora é o momento de soltar as amarras e te expressar. Que tuas verdades sejam ditas!

Labels:


Monday, June 17, 2019

 

Oscar Quiroga - 4081

Lua cheia e vazia

Início de semana produtiva, síndrome de segunda-feira, intensidade de Lua Cheia, atabalhoamento de Lua Vazia; realmente, uma convergência de fatores que merece muita contenção e presença de espírito para aguentar o tranco sem se contaminar com a violência que circula à solta nos relacionamentos humanos. Essa violência é produto da incompetência nossa e da falta de preparação e cuidado para nos integrarmos às potências cosmogônicas que são a Vida de nossas vidas, as quais, quando se apresentam com maior intensidade, como agora, e como não construímos canais mediante os quais essas se manifestem com graça, encontram em nós trancos, solavancos e interrupções que experimentamos como impaciência, irritação, violência e desgraça.

Data estelar: Lua Cheia é também Vazia, das 5h31 até 13h13, horário de Brasília

Labels:


Sunday, June 16, 2019

 

Oscar Quiroga - 4080

O certo, o errado, o indiferente

A espiritualidade que buscas pode te brindar com a paz interior que almejas, mas não te servirá para te esconderes dos dilemas que precisas resolver. Pelo contrário, a espiritualidade que buscas aumentará a intensidade da tensão de ser quem tu devas ser, porque sem esse movimento continuarias sendo ninguém. É nessa tensão de ser que tu deves fazer a tua moradia, ela é a questão mais importante, pois, é sobre essa tensão que resolverás teus dilemas de acordo com a necessidade e a importância que esses representarem. O certo, o errado e o indiferente, tu não podes te livrar de ter de resolver o que essas opções indicarem. Quem afirmar que tudo isso seja uma ilusão, ou é uma pessoa ignorante ou ela é muito mal intencionada. A distinção entre o certo, o errado e o indiferente é o fundamento da tensão de ser.

Labels:


Saturday, June 15, 2019

 

Oscar Quiroga - 4079

Atrevimento

Ainda que tua alma esteja assombrada pela complexidade de tudo que precisa resolver e que, por isso, flerte com a imagem de que deveria descansar para sempre, nada maravilhoso acontecerá para te tirar dessa lamentável condição. Tu tens todos os recursos para te atrever a dar o passo que te levará para além dos estreitos limites de tuas lamentações. É tudo uma questão de atrevimento, para reunir os recursos intelectuais, passionais e físicos num movimento único, que pode não garantir sucesso logo na primeira tentativa e nem talvez na segunda ou terceira, mas que só pelo fato de te atreveres, teu humor mudará e reencontrarás a graça da vida. Flertar com a perspectiva de te abandonares à inércia, isso pareceria bom e desejável, porém, não te trará a graça do atrevimento, mas a desgraça da inação.

Labels:


Friday, June 14, 2019

 

Oscar Quiroga - 4078

A tensão de ser

É próprio da arquitetura de nossa humanidade que estejamos às voltas de dilemas sobre o que é certo ou errado, e que em muitos casos isso nos assombre de tal maneira que fiquemos paralisados e inertes, sem saber o que fazer. Ainda que tentemos fugir dessa realidade através do que imaginarmos ser um salva-vidas que nos outorgaria descanso, é nessa hélice íntima de raciocínios, paixões e ações concretas que vamos tecendo nosso destino e, por nos dedicarmos a esse, nos tornarmos úteis ao Universo em que nos movimentamos e experimentamos ser. Resolver qual a melhor ação a ser empreendida, evitar praticar o que seja errado e, ainda, nunca nos abandonarmos à inércia, não importa quão complicado seja o cenário, é nessa tensão que evoluímos espiritualmente, mesmo que na prática nos consideremos ateus.

Labels:


Thursday, June 13, 2019

 

Oscar Quiroga - 4077

A utilidade humana

A natureza de nossa humanidade não é estritamente racional nem tampouco passional, é uma experiência cósmica completa que envolve a racionalidade, a passionalidade e ainda a capacidade de colocar em marcha ações para que, no fim, tudo funcione em uníssono, na melhor das hipóteses. Esse é um exercício sem trégua, que não admite zona de conforto na qual te esconderes daquilo que te faz humano, que é a complexidade das experiências que precisas administrar. Desintegra logo essa fantasia que te faz trabalhar em nome de tua aposentadoria, de um dia te retirares a descansar. Enquanto respirares entre o céu e a terra, haverá dilemas difíceis de resolver, porque a utilidade de tua presença humana no Universo é a capacidade de resolver os dilemas pela união do intelecto, da paixão e da ação.

Labels:


Wednesday, June 12, 2019

 

Oscar Quiroga - 4076

O dilema básico

O conhecimento não é democrático, não depende da opinião da maioria. Houve um tempo em que a maioria opinava que a Terra era plana e somente alguns poucos percebiam que era esférica. Com a noção do que é certo ou errado acontece a mesma coisa, não depende do consenso da maioria. Vejam, senão, o caso em que eventualmente a maioria de um povoado pratique a pedofilia e essa seja um consenso. No entanto, de qualquer ótica que se usar, a pedofilia é errada e o julgamento a esse respeito se dá pelos resultados que essa prática provoca. O ponto é o seguinte, não importa o quão difícil seja discernir entre o que é certo ou errado, esse é um dilema sobre o qual nossa humanidade tem obrigação de se debruçar, sem reivindicar férias ou descanso, porque é em torno desse dilema que se evolui ou se anda para trás.

Labels:


Tuesday, June 11, 2019

 

Mensagem de Mãe Maria - 10/2019


Amados Filhos, 

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Esperança, a humanidade precisa cultivar a esperança para encontrar forças para transformar o mundo do caos em que está mergulhada nessa eterna jornada.

A mente do ser humano tem absorvido toda sorte de dificuldades, muitas delas vos parecendo insuperáveis, e os desafios que chegam com elas têm vos feito mergulhar em uma profunda desesperança, levando-vos a quase total paralisação, jogando-vos na inércia que não comporta nada além da ilusão de que tudo vai passar com o tempo.

Não amados, o tempo existe para que possais enfrentar vossos desafios, reconhecer vossas dificuldades, encarar vossas tristezas, indo além do que vossas mentes teimam em acreditar e a que chamais “limite”.

O limite não vos foi imposto; vós vos impusestes limites! 

Sim, os limites foram criados por vós e tem justificado vossas derrotas, o que vos deixa sem vontade de seguir em frente.

Elevai vossas mentes, amados, para que possais enxergar além da realidade ilusória que vos impõe toda sorte de limites.

Não há limite para o Pai, e se sois filhos Dele, recebestes como herança não o limite, mas sim o ilimitado.

Lutai, pois, para sair da inércia, que nada vos oferece além do desperdício do precioso tempo da misericórdia vos ofertado pelo Pai para que pudesseis compreender o propósito que vos trouxe a esse planeta, e a falsa realidade que nele vigora, para que pudesseis recuperar vosso poder, recuperar vossa identidade divina, recuperar o tempo perdido que vos mergulhou na falsa crença que viestes ao mundo para sofrer, e que a felicidade é o prêmio para aqueles que aceitam o sofrimento como forma de receber, após a morte física, a plenitude contida no paraíso.

Parai, pois, por alguns instantes, para mergulhar no silêncio que é onde vossa alma vos fala, e ousai ouvir, ousai escutar o eco que reverbera a dor de vossa alma, que clama por liberdade, clama por plenitude, clama por compreensão, clama por amor incondicional. 

É tempo de ouvir, sentir e expressar a vontade de vossa alma, eis que só através dela trilhareis o verdadeiro caminho, onde as dúvidas são sanadas pela compreensão, as dores são dissolvidas pela certeza, o limite é rompido pela crença do poder que vos move, o poder crístico, o mesmo poder que vos foi mostrado por vosso Mestre Jesus, o poder de crer e agir, o poder de ser fiel aos pedidos da alma, que sempre objetiva vos mostrar o caminho para tornar realidade a transformação da ilusão.

A ilusão vos leva ao sofrimento; a verdade vos devolve a liberdade.

Aceitai, pois, o caminho que vos mostra vossa alma, para que possais sair da inércia que paralisa, e possais voltar à atitude concisa que não aceita obstáculos, não aceita limites, não aceita a dor e o sofrimento, mas busca, tão somente, superar tudo que não revela a felicidade.

Bem amados, que vossas orações ajudem a todos os vossos irmãos a reconhecer que a plenitude não se encontra no mundo da ilusão, e que para sair do mundo da ilusão é preciso aceitar os desafios e caminhar, sempre caminhar em frente, na certeza de que um Filho de Deus tudo pode, porque esta é a vontade do Pai.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe. 

Sp/11/06/2019-Mensagem de Mãe Maria-10-2019 recebida por Jane M. Ribeiro   

Labels:


 

Oscar Quiroga - 4075

O certo e o errado

Há o certo e há o errado, e entre um e outro não há absolutamente nada. Os cinquenta tons de possibilidades que a imaginação tece para relativizar o que é certo e errado são fruto da tentativa de distorcer os fatos e intenções para garantir legitimidade e se autorizar a fazer o errado parecendo que é o certo. É uma forma inteligente de driblar o tormento da culpa, porém, essa nem é a questão principal, mas é inegável que essa intrometida dará um jeito de aparecer nos mais íntimos pensamentos. E se enquanto lês estas linhas resistes a aceitar que o certo e o errado não tenham nada de relativo posso te dar um exemplo: o que haveria de certo em um pai seduzir a sua filha? O que é certo ou errado não é uma questão de consenso, não depende de opiniões diversas, mas dos resultados que promove.

Labels:


Monday, June 10, 2019

 

Oscar Quiroga - 4074

Adaptação da agenda

Com certeza, este não é o melhor jeito de começar uma semana teoricamente útil e produtiva, porém, o céu pouco se importa com a agenda de nossa humanidade, sempre estreita e rígida, que se esforça para fazer com que o Universo inteiro caiba em suas pretensões. O movimento certo de construção da agenda deveria ser o contrário, como era em suas origens, com as atividades humanas aqui na Terra acompanhando meticulosamente os eventos cósmicos que as contém e nos quais se movimentam e são. Porém, nossa humanidade sempre pisa nessa jaca, posando de humilde, mas agindo com arrogância, como se pudesse ser maior do que o céu que a contém e protege. Cuida para não pisar nessa jaca lendária, cuida para adaptar tuas atividades aos eventos cósmicos.

Labels:


Sunday, June 09, 2019

 

Oscar Quiroga - 4073

A perda de domínio

Quando te convenças de estar no domínio de tudo que te interessa, virá por aí uma onda de acontecimentos a te derrubar e isso não será nem castigo nem tampouco a manifestação de que as coisas sejam injustas entre o céu e a terra. Buscar o domínio é legítimo, todos nós precisamos ter as rédeas dos acontecimentos em nossas mãos. Ao mesmo tempo, no entanto, buscamos progredir, porque quando conquistamos algo se abre a nossa mente uma nova série de perspectivas que atiçam nossos desejos. É isso que provoca a derrubada de nosso domínio, porque, como poderíamos continuar progredindo nos encerrando dentro do território conquistado? Alguns se apressarão a afirmar que devas deixar de desejar para ser feliz, mas isso só te tornaria alguém insosso. Aceita que, em nome do progresso, é preciso destruir a zona de conforto.

Labels:


Saturday, June 08, 2019

 

Oscar Quiroga - 4072

A conquista da mente

Para deter o domínio desse portentoso poder que é a mente, em primeiro lugar precisas observar a qualidade das ideias que te permites pensar a maior parte do tempo. Em segundo lugar, hás de questionar a ti se as ideias se pensam sozinhas ou se tu és capaz de intervir nelas e pensar o que tenhas vontade. Esses movimentos intencionais colocarão teus pés num caminho árduo, de uma luta que, se não for incansável e persistente, a perderás. Nasceste para ser uma alma vitoriosa, esse é o destino de todo ser humano. Vitórias, no entanto, não acontecem por si sós, são o resultado de persistência e de clareza no objetivo que se pretende conquistar. O poder do qual te lamentas carecer está disponível a ti, mas tu precisas o conquistar. Que outra coisa mais importante do que essa terias a fazer todos os dias?

Labels:


Friday, June 07, 2019

 

Oscar Quiroga - 4071

O pouco que é muito

Nunca conseguirás deter o domínio sobre o magnífico poder que está disponível para ti se não te organizares para que, no dia a dia, uma luta de conquista seja empreendida por ti. A mente é um magnífico poder, mas que se volta contra ti enquanto não o sabes administrar, te castigando de inúmeras maneiras, algumas tão sofisticadas e intrincadas que te parecem ser favoráveis aos teus propósitos, mas que a longo prazo te demonstram ser equívocos terríveis, como é, por exemplo, a fantasia de que deva acontecer algo maravilhoso e portentoso para te tirar desse estado lamentável. A luta para deteres o domínio sobre o poder mental é no ritmo cotidiano, nesse que normalmente é negligenciado enquanto o desvalorizas. O pouco que fizeres todos os dias é o muito que conquistarás ao longo do tempo.

Labels:


Thursday, June 06, 2019

 

Oscar Quiroga - 4070

Impotência e poder

Toda vez que entoas tuas lamúrias ao mesmo tempo confessas que negligencias aquilo que poderia te tirar desse estado lamentável. Todas as lamúrias são construídas sobre a certeza da impotência, da incapacidade de superar as circunstâncias que te castigam e limitam. Contudo, observa melhor como as coisas funcionam. Tuas lamúrias e a certeza de tua impotência são construções mentais, convencimentos minuciosamente arquitetados por ti sobre eventos que podem ou não ser reais. O que importa não são os eventos, mas o que tu fazes mentalmente com eles. Essa mente que usas para te lamentar é poderosa, tanto que te parece ser insuperável tua impotência. Essa mente é, contudo, o poder que te mete na roubada e que também te tira dela. A escolha da impotência ou do poder é toda tua.

Labels:


Wednesday, June 05, 2019

 

Oscar Quiroga - 4069

A zona de conforto

Ainda que não tenhas parado para refletir, com o tempo tu foste construindo alguns convencimentos e neles fizeste a tua moradia, fazendo frente a tudo que por ventura os ameaçasse e, ainda mais, atacando tudo que contrariasse esses convencimentos. Essa é tua zona de conforto, que começou com a boa intenção de teres um espaço e tempo que pudesses chamar de teu. Esse é um processo inerente à tua natureza humana, é assim que funciona tua mente. Porém, se estacionas aí tu deixas de fazer uso de outras potencialidades dessa mesma mente capaz de criar a zona de conforto. As outras potencialidades te capacitam para aceitar que todo convencimento há de ser questionado de tempos em tempos, porque são conceitos. Quando os conceitos decaem e se tornam limitados e impraticáveis, se tornam preconceitos.

Labels:


Tuesday, June 04, 2019

 

Oscar Quiroga - 4068

Pratica o que predicas

É insuficiente que repitas mentalmente que tuas dores e sofrimentos são também oportunidades de evolução e progresso, tu precisas levar isso à prática, agarrar a chance de fazer algo decente com tua vida e te atrever a tomar iniciativas que te façam sair da voragem da inércia que, tu sabes, pode se acalmar por um tempo, mas que lá na frente te fustigará novamente com as mesmas dores e sofrimentos. Abandona a teoria, experimenta tudo que repetes, é insuficiente leres lindas frases e te emocionares com elas se tu não te atreves a levar tudo isso à prática, inclusive para conquistar o discernimento que te torne capaz de perceber que muitas das lindas frases que emocionam são completamente impraticáveis e, por isso, contraproducentes em seus efeitos. Pratica o que predicas, não importa o que seja.

Labels:


Monday, June 03, 2019

 

Oscar Quiroga - 4067

O discernimento

Nunca saberás se o que percebes é mentira ou realidade se não te esforças para desenvolver o discernimento. Tua mente é uma orquestra desafinada na qual muitas vozes falam ao mesmo tempo e isso não acontece para te castigar, apesar de ser o que parece. Esse vozerio contraditório de informações que é tua mente há de se tornar a plataforma sobre a qual desenvolvas o discernimento, algo que nunca acontecerá por si só, de forma automática, porque é um processo que deve ser colocado em marcha pela tua própria vontade. Desenvolver o discernimento é o maior serviço que tu podes prestar ao mundo, porque esse instrumento te tornará um ser humano capacitado a navegar com destreza pelo mundo das informações, sem que essas te tornem uma marionete que dá cabeçadas e comete erros por pura falta de discernimento.

Labels:


Sunday, June 02, 2019

 

Oscar Quiroga - 4066

O que é importante

Quem se esforçar diariamente para perceber a unidade da Vida que se manifesta através da diversidade de todas as vidas, cada vez terá menos tempo disponível ou inclinação a continuar se afligindo. E isso, não porque os motivos da aflição deixem de existir, mas porque o esforço dessa percepção nos conecta a uma realidade muito mais ampla e sofisticada. O espírito que buscamos também nos busca, é uma mutualidade que garante o sucesso dos esforços cotidianos de aproximar-se a essa percepção da Vida de todas as vidas. Não há nada mais importante do que isso para fazer a cada dia da existência, negligenciar essa prática é desvalorizar a oportunidade que representa o fato de termos nascido entre o céu e a terra. Todos negligenciamos por inércia, nossa luta é vencer e nos conectarmos com algo maior que nós.

Labels:


Saturday, June 01, 2019

 

Oscar Quiroga - 4065

Formula teus objetivos

É inevitável que tua alma seja tomada pela sensação de que algo lhe falta e que isso promova uma série de ações para suprir a necessidade. Aceita esse inevitável movimento porque é inerente à tua natureza humana, porém, fica ciente de que também é inevitável a responsabilidade sobre tuas escolhas. Ou seja, tu és capaz de direcionar esse processo para o objetivo que escolheres. Formula teus objetivos, é preciso que tenhas clareza sobre as motivações que, ciente sejas delas ou não, tu as escolheste. Sem essa clareza, o processo continuará, porém, tua alma, por ser ignorante desse, dará cabeçadas pela vida afora. Formula teus objetivos com a maior clareza possível e te dedica a agir em nome desses todos os dias, de forma incansável, sendo maior do que as circunstâncias que envolvem esse proceder.

Labels:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?