Monday, October 04, 2010

 

O Tempo


É comum ouvirmos pessoas dizerem: "Não tenho tempo". Isso não é uma afirmação verdadeira. Afinal, o que é o tempo? Podemos dizer que ele é uma grandeza física que mede o quanto a Terra demora para dar um giro completo em torno do seu próprio eixo de rotação (igual a cerca de 24 horas). Portanto, todos que moram na superfície externa da Terra têm o mesmo tempo à sua disposição. Logo, o tempo é uma riqueza igualmente distribuída a todos nós. Por que, então, certas pessoas dizem que há "falta de tempo" para determinadas atividades?

Todos nós temos quatro tipos de riquezas à nossa disposição:

1. Tempo
2. Capacidade de gerar pensamentos
3. Um corpo físico, que abriga uma alma
4. Riquezas materiais (dinheiro, moradia, etc)

Diferentemente da quarta riqueza (material), que quanto menos se usa mais ela se multiplica, as três primeiras possuem a propriedade de quanto mais se usa, mais elas se multiplicam. A falta de tempo ocorre porque não temos um foco naquilo que fazemos e, também, por não termos um Propósito de Vida bem definido. Para achar nossos propósitos, precisamos responder claramente estas perguntas: Qual é a minha missão de vida? Que estou fazendo aqui? Qual é a razão de minha existência? Onde eu quero chegar na vida? A meditação é uma ótima ferramenta para fazer surgir os nossos propósitos nesta vida.

Tudo fica mais fácil de fazer quando isso está alinhado com o nosso objetivo de vida, quando o nosso propósito de vida já está bem definido. Além do nosso propósito, existe o problema de nossa mente (via pensamentos e sentimentos). O nosso intelecto pode controlar a mente. Devemos usar o nosso tempo de forma intensa (concentrada), não dispersando os pensamentos, focando nos nossos objetivos. Não devemos dispersar a energia com pensamentos inúteis.

Para usar adequadamente o tempo devemos:

1. Ter nosso propósito de vida bem definido.
2. Ter um fluxo correto dos pensamentos focados no nosso propósito e, desta forma, não desperdiçar energia inutilmente, ficando cansado com isso. Devemos nos focar naquilo que estamos fazendo: ao tomar um banho, pensar apenas no banho que está sendo tomado...
3. Devo me motivar no meu propósito de vida. Um problema para atingir isso pode ser a nossa baixa auto-estima. Você pode não estar usando suas riquezas de forma adequada, que seria na direção de seu propósito de vida.

Convém notar que não existem coisas ruins ou boas, apenas circunstâncias que rotulamos de boa ou má em vista de nossas expectativas (que ocorreram ou não). Afinal, não é razoável esperar que o futuro seja exatamente como desejamos. Não podemos querer ter autoridade de controlar o futuro.

Imprevistos não acontecem, já que não podemos controlar o futuro! Portanto, problemas também não existem: existem apenas fatos e circunstâncias ocorrendo em nossa vida. Osho já dizia: "Na vida não existem sucessos nem fracassos, apenas acontecimentos"; sucesso e fracasso são apenas rótulos que eu coloco nos acontecimentos...

Não amaldiçoe os acontecimentos desagradáveis, pois não ocorre evolução quando ficamos permanentemente apenas na nossa zona de conforto...

Fonte: Palestra na Brahma Kumaris, proferida por Armando Rodrigues, intitulada "Tempo: usando bem para não faltar", Campinas - SP, 03.10.10.

Labels: , , ,


Comments:
canÇado?
 
Obrigado por chamar a atenção sobre meu escorregão na língua portuguesa. Já corrigido no texto.

Abraço, Rui.
 
Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?