Sunday, October 17, 2010

 

Oscar Quiroga - 1070


O MEDO É UM PARADOXO


O medo é um paradoxo, uma daquelas histórias que começam cheias de boa vontade, mas terminam em tragédia. Inicialmente, o medo é a vontade de preservar a vida, evitando os perigos. No complexo mundo humano, contudo, o medo serve a fins sinistros, como instrumento eficiente para que as pessoas não vivam as vidas que merecem, diminuindo-as ao menor denominador comum. Amor e esperança sempre prevalecerão, porque são substâncias próprias do espírito enquanto o medo é a negação deste, não servindo mais para preservar a vida, mas para extingui-la. Aqueles humanos que se atrevem a brandir o medo como forma de dominar seus semelhantes acabam, inexoravelmente, se tornando escravos do instrumento que pensam dominar, mas que acaba dominando-os.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?