Sunday, June 12, 2011

 

Oscar Quiroga - 1301


O AMOR E O TEMPO


O tempo não pode faltar nem sobrar porque não é uma coisa. O tempo é uma experiência mental e se a sensação dominante a respeito desse é de faltar, isso não resulta de complexas equações quânticas ou de uma tal de “Ressonância de Schumann”. O tempo parece faltar porque nossa humanidade está com a mente superlotada de interesses práticos que nunca conseguirá satisfazer, porque existe num planeta cujos recursos não são infinitos. Contrapondo-se a isso e na tentativa de fornecer o antídoto veio a onda de afirmar que tudo se soluciona com amor, mas a mente materialista, teimosa, enxerga nisso uma pieguice apenas. Pois não é! Só o amor pela vida, que foi substituído pela vontade de poder, é capaz de devolver ao humano o tempo que lhe escapa das mãos. Valorizar o que não tem importância material é amor puro.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?