Wednesday, September 14, 2011

 

Mensagem de Mãe Maria


Amados Filhos,


Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.


O amor incondicional é a tônica deste momento de transição.


Compreender este momentum por que passa vosso planeta, e todos os habitantes de vossa Mãe Terra, exige que estejais sintonizados na frequência do amor, para que vossas metas possam ser reconhecidas na clareza que o mundo sem limites disponibiliza a todos vós.


Vibrar a freqüência do amor trás a liberdade daqueles que enxergam além do horizonte, além da fisicalidade que permeia vosso mundo, onde a ilusão ainda permanece soberana, nutrindo mentes e corações dos filhos da Terra.


É preciso, pois, cortar as amarras que vos mantém ligados ao mundo da ilusão, e o único caminho para isso é buscar a sintonia do amor.


Muito é preciso fazer para alcançar a freqüência que vos devolve a sintonia com a energia amorosa do mundo espiritual, onde não existem fronteiras, onde cada um desempenha seu papel como ator e co-autor dessa longa história que vos trouxe para o mundo da terceira dimensão.


É tempo de lembrar quem sois, de onde viestes e porque estais nesse planeta.


É tempo de perceber que a dor e o sofrimento não fazem parte da história original que viestes vivenciar na Mãe Terra.


Vós, por vossas escolhas, fostes os criadores do limite, da carência, do egoísmo e da dor.


Vós vos afastastes do sagrado para alimentar o profano e, em decorrência dessa escolha, esquecestes quem verdadeiramente sois, esquecestes vossa origem, vosso propósito, vossa missão e vos entregastes à ilusão de que a vida é efêmera, e de que é preciso aproveitá-la ao máximo, a qualquer preço, sob qualquer condição.


Filhos amados!


Quantas dores criastes, quantas ilusões vos fizeram sofrer, quanta tristeza carregais em vossos corpos, mentes e corações, tristeza que vos faz presas frágeis daqueles que só querem aumentar a confusão, explorando a ingenuidade daqueles que pensam serem “simples mortais”, pecadores que não merecem a plenitude de Deus.


Sois IMORTAIS, amados, sois eternos, sois parcela da essência divina que jamais fenecerá; sois co-criadores de vosso mundo; por vossas escolhas o mundo refletirá luz ou escuridão.


É hora de resgatar vosso verdadeiro papel, o papel do Filho do Pai que desceu das alturas para aprender a ser como o Pai, expandindo só amor, o amor que se expressa através de vossas palavras, gestos, pensamentos, emoções e, principalmente, por vossas ações.


Viver é ser como o Pai, é nunca vos entregar ao egoísmo, nunca cultuar a separação, nunca se achar um estranho entre vossos iguais.


É tempo de olhar ao vosso redor e reconhecer a luz que tudo permeia, é tempo de vos reintegrar à natureza e aos seus habitantes, é tempo de resgatar a misericórdia das águas, devolvendo-lhe, através do vosso amor, o poder de alimentar-vos com a força da imortalidade, é tempo de respirardes o prana sutil e não mais o ar poluído por conta do progresso que mais mata do que beneficia a humanidade.


É tempo de cultivar a terra sem impingir-lhe os muitos venenos cuja finalidade é fazer gerar em vossos alimentos doenças ao invés de saúde, é tempo de preservar o que resta da camada que vos protege dos raios solares, é tempo de olhar para vosso planeta com os olhos amorosos de quem reconhece seu lar, seu abrigo, seu ventre amigo.


Amados filhos,


Só o amor pode ajudar-vos a superar todas as barreiras que ainda vos mantém no mundo da ilusão.


Assumi, pois, o compromisso de buscar, no fundo do vosso ser, a fonte desse amor.


Ele aí está, nas profundezas do vosso âmago, preservado de qualquer contaminação, pronto para jorrar de vós para o mundo, pronto para inundar tudo e todos com a freqüência da plenitude, pronto para vos permitir enxergar a dimensão de vossa Mãe Terra onde podereis habitar daqui para frente, a dimensão onde não existe separação, a dimensão onde só existe amor.


Bem amados, acordai; acordai para este momentum, acordai para o novo mundo que vos espera, acordai para a vida, e que vossas orações sejam o antídoto que neutraliza o medo, a intolerância, as guerras, a escassez e a separação entre os Filhos da Terra.


Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.


SP-13/09/2011 -Mensagem de Mãe Maria-20-2011 recebida por Jane M. Ribeiro

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?