Thursday, November 17, 2011

 

Oscar Quiroga - 1443


A ÚNICA CERTEZA


O amor é a consciência que integra o Universo, a dádiva graciosa que promove a circulação de todo progresso e que, na sua mais elevada expressão, vence a morte e renasce a consciência da eternidade. Todos chegaremos lá, essa consciência é nosso destino. Enquanto não for assim escolhemos o fio da navalha, mediante o qual experimentamos os extremos de prazer e dor que fortuitamente despertam a suspeita de haver Algo Maior em andamento. Esse caminho é muito longo e os equívocos praticados nesse são extensos, porém, se reduzem todos ao mesmo, em vez de amar nossos semelhantes os tratamos como objetos que usamos de acordo com o interesse eventual. Sujeitos, contudo, não foram feitos para ser usados, mas amados. Se você ama os objetos e usa os sujeitos, você vive apenas com uma certeza, a morte.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?