Tuesday, November 29, 2011

 

Oscar Quiroga - 1455


AS TAREFAS


O tempo que você gastar com enfado e aborrecimento porque não aprecia as tarefas que desempenha será o tempo que cimentará sua relação com essas tarefas. Com o tempo e pela força do hábito se criarão grilhões subjetivos e você se convencerá de a vida ser injusta por não lhe brindar com a felicidade imaginada. A única coisa injusta nessa dinâmica é o pensamento de a vida ser injusta, pois para ela tudo é necessário e não faz distinção entre tarefas que pareçam importantes e outras que sejam banais. O trabalho braçal não é menos importante que o intelectual, que por sua vez se gaba de superior, mas não é mais valioso do que o artístico e nem os três anteriores estão num patamar mais elevado que o trabalho religioso. Todas as tarefas e todas as pessoas que as desempenham cumprem um papel no somatório cósmico.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?