Sunday, April 15, 2012

 

Oscar Quiroga - 1582


OS DEVERES


Poucas pessoas não têm senso de dever e não há vantagem alguma nisso, apesar de que um suposto senso comum indicaria que seria vantajoso escapulir-se dos deveres, já que seriam contrários aos prazeres. Porém, sem o cumprimento dos deveres logo a realidade humana se transformaria em caos e aí ninguém seria capaz de viver regozijo algum. Por isso, vamos aos deveres! O supremo dever humano consiste em executar as ações legítimas sem considerar os frutos, executá-las apenas porque é o correto a se fazer. Apegar-se ao fruto das ações legítimas é o início da corrupção, porque tenta a alma a se deixar dominar pelo desejo de omitir ou desistir da ação reta quando não obteria nenhuma recompensa imediata por isso. Os deveres não provocam recompensas imediatas, são as estruturas eternas do mundo.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?