Thursday, April 26, 2012

 

Oscar Quiroga - 1589

Melindres

Nossa humanidade é senciente, ou seja, é capaz de receber impressões do mundo através dos sentidos físicos. Porém, nossa humanidade também é sensível, capaz de se impressionar além da conta, pois combina a recepção de estímulos com o emaranhado de labirintos subjetivos em que circulam pensamentos, emoções, fantasias, distorções e contorções. Assim é que, em momentos como o atual, a exagerada sensibilidade provoca reações ainda mais exageradas perante pequenas coisas. A disposição de nossa humanidade para se ressentir de aspectos insignificantes é o que se chama de melindre. Ora! Dirão os melindrados, nada há de insignificante no meu sentimento. Certamente haverá argumentos para isso, porém, na prática tudo poderia ter sido resolvido com muita mais leveza e amabilidade.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?