Wednesday, July 18, 2012

 

Oscar Quiroga - 1669

Mal absoluto


Melhor seria que a reinvenção de nosso mundo se desse pelas boas, mas como a insanidade praticada sem pudor parece ter sequestrado a mente dos que detêm o poder do mundo, não há muita probabilidade de isso ser assim. É muita falta de criatividade o que está acontecendo! Tantos recursos disponíveis, tanta capacidade, tanta inteligência, e tudo servindo à mera preservação de um jogo de poder que só vem decaindo ao longo de milênios. Se aqueles que têm a função de proteger a humanidade e propiciar terreno fértil à prosperidade são justamente os que produzem mal e decadência, certamente se pode pensar no fim do mundo iminente. O mal não é relativo, como nossa humanidade moderna adora pensar; o mal é absoluto, age sempre na tentativa de dividir os seres humanos e se aproveitar da desintegração para explorá-los.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?