Saturday, August 11, 2012

 

Oscar Quiroga - 1693

As dores


Há uma dor que é provocada por resistência, resultado de a consciência humana renegar tudo que encontra ao seu passo e que contraria o edifício de justificativas que intrincadamente criou para ocultar toda culpa e, evidentemente, a responsabilidade de consertar os erros que perpetrou. Esta é uma dor de tipo crônica, daquelas como uma espécie de dor de cabeça com a qual convivemos e que já nem merece nossa atenção. Há outra dor que é provocada pela compreensão, fruto do momento em que a alma aceita seus próprios erros e percebe o mal que provocou, aprisionando pessoas e amarrando-as com limitações imaginárias, mas feitas realidade. Essa dor é aguda e lancinante, porém, libertadora. Uma dor cria o inferno eterno, outra vem aguda, liberta e vai embora para nunca mais voltar.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?