Saturday, November 03, 2012

 

Oscar Quiroga - 1771

Tudo é permitido


Aqui, na Terra de nossa humanidade, tudo é permitido, porém, nem tudo é conveniente. Nossa humanidade é incentivada a decidir, no âmbito do livre-arbítrio, a conveniência do que necessita ou não ser feito. Aí começa a confusão, mas também emerge a questão de ser fundamental que nossa humanidade desenvolva a capacidade de pensar por si mesma, independente das opiniões reinantes que, sempre barulhentas, abafam o imprescindível processo de pensar além de nós mesmos, pensar no conjunto maior e mais sofisticado em que nossas existências individuais se processam. Quem pensa, não opina; quem opina, não pensa. A democracia não se faz com opiniões, mas com ideias, e ideias não são discussões sobre gostos ou desgostos, são abrangentes e suas realizações promovem o bem comum.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?