Monday, September 30, 2013

 

Oscar Quiroga - 2077

E agora?



Diante das ameaças, do perigo, da incongruência que tiveste de engolir, diante de tua perplexidade e até da dose inconfessa de covardia que percebes em tua própria mente, diante de tudo isso e muito mais criaste muros e mais muros para te defender, para te autopreservar. Agora despertas e percebes que aquilo feito em nome de tua defesa se converteu em tua prisão, não mais consegues ir além desses muros nem tampouco permitir que outrem ingresse e te conheça como verdadeiramente és, uma criança assustada com a complexidade da vida que tenta manobrar imaginando que ninguém estará aí para ampará-la. E agora? Como destruir o que supostamente foi erguido para evitar a autodestruição? Mais uma incongruência para administrares. Destruir o que te destrói não é equívoco nem pecado, é necessidade.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?