Sunday, November 10, 2013

 

Oscar Quiroga - 2116

O infinito


Tu levitas no infinito, Tu estás entre o nada e a eternidade, entre o ser e o não ser, em teu coração se desenvolve o drama de toda tua espécie, reconhecer a ponte entre a realidade objetiva e a subjetiva. Tu não podes ter certeza de nada, não te foi dada essa graça, precisas descobrir através de teu próprio empenho a distinção entre o real e o ilusório. As certezas não te são úteis, pois nessas te acomodas e suspendes o processo árduo de continuar pensando. Por que deverias te deter em certezas se o teu objetivo é o infinito? Tuas certezas limitam o infinito, definem o que não pode ser definido, mas experimentado. Tu levitas no infinito, esta é a fonte da liberdade. Tu temes o infinito, esta é a fonte das limitações. Teu coração é o palco onde se trava a luta entre tua liberdade e teus temores.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?