Sunday, January 19, 2014

 

A Tecnologia Não-Poluente do Ponto Zero


Desde a época de Tesla, os governos do mundo não permitem que se divulgue o conhecimento do ponto zero. Por que? Tesla queria oferecer de graça energia ilimitada para o mundo, que ele sabia que viria da tecnologia do ponto zero. No entanto, o magnata J.P. Morgan, que possuía muitas minas de cobre, não queria que a eletricidade fosse de graça. Ao contrário, ele queria forçar que a eletricidade passasse pelos fios de cobre de modo que ele pudesse medi-la, cobrar do público usuário e ganhar muito dinheiro. Por causa disso, Tesla foi barrado em sua pretensão, e desde essa época o mundo inteiro tem sido controlado (escravizado) no setor elétrico.

Desde aquele momento na década de 1940, toda pessoa que pesquisasse a tecnologia do ponto zero e falasse publicamente sobre o assunto era morta ou desaparecia - até bem recentemente. Em 1997, uma empresa de vídeo chamada Lightworks reuniu secretamente alguns desses cientistas do ponto zero e filmou os seus trabalhos. 

Num vídeo, contaram a história do que aconteceu desde a década de 1940 e mostraram modelos das invenções do ponto zero funcionando perfeitamente. Mostraram máquinas que, depois de ligadas, produziam mais eletricidade do que precisavam para funcionar. Mostraram baterias que nunca precisavam ser carregadas. Mostraram como um motor comum a gasolina pode ser convertido para funcionar com água, com mais potência do que a gasolina. Mostraram painéis que produzem água fervente indeterminadamente desde que a temperatura externa esteja acima de -4 graus Celsius. Mostraram muitas outras invenções científicas consideradas impossíveis pelos padrões científicos atuais. Depois que a Lightworks terminou o trabalho, em um único dia o vídeo foi publicado e as informações postas em um website ("Free Energy: The Race to Zero Point", um vídeo de 105 minutos da Lightworks). Isso forçou o mundo a mudar de direção. Duas semanas depois disso, tanto o Japão quanto a Inglaterra anunciaram que estavam bem próximos de resolver o problema da fusão a frio. O mundo começou a mudar.

Em 13 de fevereiro de 1998, a Alemanha patenteou mundialmente um gerador de energia livre baseado no carbono, uma folha fina de material que produz 400 watts de eletricidade indefinidamente. Isso significa que todos os aparelhos elétricos pequenos, como computadores, secadores de cabelo, liquidificadores, lanternas, etc., não precisarão mais ser ligados à rede de energia elétrica. É o fim do estilo antigo e o nascimento da energia livre (gratuita) ilimitada.

Referência:
Drunvalo Melchizedek, O Antigo Segredo da Flor da Vida, Volume 1, pp. 276-277,  Editora Pensamento, 2009. ISBN 978-85-315-1579-8.

Labels: ,


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?