Friday, April 11, 2014

 

Oscar Quiroga - 2258

Iluminação


Tua mente não susta o raciocínio porque ainda não se defrontou com aquilo que qualquer palavra ou explicação estragaria, só a entrega contemplativa seria respeitosa o suficiente nesse momento. Imagina a beleza suprema, imagina o que te provocaria o que chamarias de assombro, mas que na prática seria seu contrário, pois tua alma não ficaria embasbacada diante da sombra, tua alma se entregaria sem reservas diante da luz. Diante do sublime Tu te iluminarias em vez de te assombrar, e Tu sabes, essa é tua busca, estar diante de algo ou de alguém que detenha a voragem viciada de pretenderes explicar tudo, como se nada demais nem de novo houvesse para enxergares e te iluminares. Retorna à inocência, retorna à capacidade de te surpreenderes com a vida, assim estarás mais perto dessa experiência sublime.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?