Wednesday, September 10, 2014

 

Oscar Quiroga - 2403

Paixão

A paixão é uma das perfeições disponíveis para experimentares, é um dos raros momentos em que espontaneamente ofereces tudo de ti sem nada poupares, sem fazeres planos nem te movimentares de acordo com estratégias para satisfazer segundas e terceiras intenções. Apaixonar-te é, metaforicamente, perderes a cabeça, não te importares em ter ou não razão, te esquecer de competires para ganhar terreno e conquistar adversários; apaixonar-te é, na prática, um ato de rendição, no qual não te importa que façam de ti o que quiserem fazer. Porém, e como um paradoxo interessante, quando te apaixonas e apesar da rendição, não há qualquer sinal de fragilidade em ti, pelo contrário, sentes claramente a energia divina circular através de ti, em ti, sem ti e te integras ao colossal corpo cósmico da Vida.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?