Friday, January 23, 2015

 

Oscar Quiroga - 2533

Teu momento real


Deixa que os humanos sejam humanos, que as crianças sejam crianças, que as mulheres sejam mulheres, que os homens sejam homens; deixa que haja ambiguidade, paradoxos, contradições e experiências que não precisem de maiores explicações, porque são apenas caprichos. Evita buscar razões para tudo, que coisa mais chata ter de ter razão! Ama sem esperar que alguém te ame, vive como se este fosse teu último momento e pudesses satisfazer um derradeiro desejo, beija a pessoa que estiver próxima, com a qual convives, como se não fosses voltar e quisesses deixar-lhe uma boa recordação. Desobedece as regras que te oprimirem, cuidando para que tua transgressão não seja uma nova opressão imposta a quem não quer, neste momento, viver nessa opulência da eternidade, que é agora, o teu momento real.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?