Friday, March 13, 2015

 

Oscar Quiroga - 2578

Tu não és a única alma


Abotoa teus lábios para que fantasias mau lapidadas não se manifestem, ou não sabes que palavras ditas não podem mais ser recolhidas? Abandona momentaneamente todos teus conflitos, perdoa as ofensas que contra ti foram cometidas e reconhece simultaneamente todas as que tu perpetras. Faz as pazes do jeito que a alma gosta, participando da leveza e alegria que leva a dançar e sorrir sem razão aparente, de pura felicidade. Fazer amor em vez de guerra, esse ideal é vivo e circula disponível para quem quiser experimentá-lo. Permanece nessa dimensão que nunca deverias ter abandonado nem por dinheiro nem por nada. Agora reconhece, Tu não és a única alma atormentada com emoções desencontradas, Tu não és a única alma à deriva no infinito.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?