Monday, March 16, 2015

 

Oscar Quiroga - 2581

A visita incômoda


Há algo em comum entre todos os adversários, cada um se apoia no mesmo ardor interior para defender com garra sua posição e se convencer que o resto do mundo está equivocado. Não houvesse esse ardor em comum entre os que se odeiam, nem sequer poderiam odiar-se, seriam indiferentes entre si, nem sequer perceberiam a existência uns dos outros. A esta altura do campeonato e da evolução de nossa humanidade, não se trata mais de economia ou de política, mas da essência e sabor da vida que só pode medir-se com os pontos cardinais do coração, na intimidade do ser, naquela experiência que não pode ser velada e que não admite mentiras, pois mesmo fingindo ela surgirá através de pesadelos. Ama teus inimigos, ama tua sombra, ama tuas imperfeições, representam aquela visita incômoda que não dá sinal de ir embora.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?