Thursday, April 16, 2015

 

Oscar Quiroga - 2611

Tempo e destino


Se alguma vez tua alma sentiu-se bela, boa e verdadeira foi no momento em que se entregou a alguém, à vida ou se envolveu irrestritamente numa tarefa. De resto, passas o tempo buscando os vestígios, mas isso é como buscar o brilho da Lua Cheia na areia em vez de erguer os olhos e enfrentá-la onde de fato está. Viver não é sobreviver nem tampouco agarrar-se a memórias, viver é ir ao encontro das experiências até esgotar o anseio e, independentemente de sucessos ou fracassos, voltar à certeza de tua alma ser bela, boa e verdadeira na entrega irrestrita, no envolvimento. Tempo é a matéria com que costuras o teu destino, desfruta cada instante, que o vento em teu rosto te ajude a retomar a experiência de viver com plenitude, com a intensidade de não haver nada a perder, mas tudo a ganhar.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?