Tuesday, July 28, 2015

 

Oscar Quiroga - 2712

Entre o nada e a eternidade


O tempo não pode ser perdido nem ganho, porque não é uma coisa. Tempo é a matéria com que escreves as linhas complexas de teu destino, entre uma onda inconsciente que te varre e sobreleva e outra consciente que te faz identificar o ser enquanto o experimentas, ampliando tua capacidade de manobrar e decidir ainda que não tenhas conhecimento absoluto do que experimentas. Apodera-te do tempo através da própria experiência, toma as rédeas e decide o que fazer com esse. Quando sintas desânimo e penses que as obrigações que aparentemente deves cumprir sobrelevam tua vontade de realizá-las, respira fundo, descansa e adota alguma prática que te sirva para recuperares a mínima alegria que a Vida, generosa e graciosa, infunde em teu peito. Está tudo aí, disponível, tu levitas no infinito, entre o nada e a eternidade.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?