Saturday, September 05, 2015

 

Oscar Quiroga - 2750

O ato de buscar


O medo, a culpa, o arrependimento e o equivocado conceito de que uma região do Universo seria divina enquanto a outra, infernal, te conduziram a inventar o inconsciente e a lhe outorgar vida própria. Porém, é apenas um invento e, por isso, tu tens a capacidade de reinventá-lo e, principalmente, de esvaziá-lo de símbolos de regozijo ou assustadores. Tua busca real não encontrará nada no inconsciente que te liberte, um símbolo te levará a outro e assim permanecerás com a alma acorrentada a uma sequência de coisas interessantes, sim, mas nada libertadoras, nem pelo regozijo nem tampouco pelo medo. O que buscas está no próprio mistério do ato de buscar, nessa atenção que ilumina tua busca nos labirintos misteriosos do que chamas de inconsciente. Não precisas mais da sombra para entender a luz.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?