Wednesday, December 09, 2015

 

Oscar Quiroga - 2845

O tempo é a matéria do destino

Não há compaixão no destino, te encontras à sós porque de forma solitária te meteste no imbroglio que te oprime neste momento. A sensação é distante do que gostarias de experimentar e as memórias de tempos melhores não te aliviam, pelo contrário, aumentam o tormento. Vai fundo, esgota o que te atormenta, não fujas, pois é no vácuo da velocidade com que foges que os tormentos grudam em tua sombra e essa adquire aparência desproporcional ao que ela verdadeiramente é. Tu deves reconhecer o que fizeste para ofender a Vida de tua vida e te perdoar, pois só tu te culpas, por isso, só tu podes te perdoar. O destino não é compassivo, é indiferente, te aguarda infinitamente porque é o próprio tempo. Tempo é a matéria com que te atormentas, tempo é a mesma matéria com que te salvas. Tu escolhes.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?