Tuesday, January 05, 2016

 

Oscar Quiroga - 2870

A razão

A razão é como o fogo que Prometeu roubou das divindades, de um brilho incomensurável para quem se convence de tê-lo consigo, que autoriza a ocupar o lugar dos veneráveis, porém, como ainda não possui a ciência perfeita para brandi-lo com segurança e destreza, é utilizado para destruir. Ao mesmo tempo que se usa a razão para destruir alguém, quem assim utiliza esse fogo das divindades vai, aos poucos, sendo destruído também, pois depois de experimentar o gosto da experiência se sentirá na obrigação de continuar nesse supremo lugar, mas no íntimo saberá que não está à altura e, por isso, passará a mentir e cada mentira lhe devorará o fígado aos poucos, condenando à existência acorrentada no inferno dos que querem ter razão.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?