Wednesday, March 02, 2016

 

Oscar Quiroga - 2924

Um só é o ardor


Nunca tentes convencer alguém de que tuas razões sejam maiores e melhores e que, por isso, deveriam ser assumidas por todos. O mesmo ardor que te autoriza a fazer isso é o que as outras pessoas sentem para também autorizar-se a tentar tomar essa atitude contigo. Deixa que o mundo desfrute essa dinâmica divergente que lhe é própria, pois, enquanto isso, é um só o ardor que autoriza cada entidade a imaginar que ela é o centro do mundo e se tu quiseres, então, aproximar-te de um entendimento melhor de como funciona o mundo e o Universo em que esse existe, terás de ir além da experiência egoísta e autodestrutiva de te encerrares em razões parciais e adentrar-te na dimensão em que se identifica a comunhão em que existem todas as diferenças que se movimentam em direções divergentes.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?