Sunday, June 12, 2016

 

Oscar Quiroga - 3021

Amor indiferente


Ninguém poderia nunca te amar se em primeiro lugar não te convertes em alguém amável. Só o divino, com sua inexplicável indiferença, consegue amar o abominável, por isso, tu não podes pretender receber amor dos teus semelhantes sem antes desenvolveres qualidades que te tornem amável. Para ser amável tu precisas oferecer algo aos teus semelhantes, fazer com que todos os que transitarem por teu círculo de influência recebam benefícios, por se sentirem mais calmos, compreendidos, aceitos. Tua amabilidade, por isso, precisa ser indiferente, tu hás de beneficiar com tua influência tanto os que aprecias quanto os que desprezas. Começas a compreender? Sim! Tua amabilidade te aproxima do divino, que ama indiferentemente, sem gostos nem desgostos. Só esse amor perdura, todos os outros são temporários.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?