Sunday, September 25, 2016

 

Informações dos Wingmakers ("Construtores de Asas")


O que segue abaixo é meu resumo da entrevista da jornalista Sarah feita com o Dr. Jamission Neruda em 2 de janeiro de 1998. Estas informações não foram divulgadas até 4 de março de 2014. O Dr. Neruda teve contato direto com os Wingmakers, para poder liberar essas informações [1],[2].

A Terra foi e é um planeta muito único. Ela foi inteiramente coberta por água originalmente. Mas o que a fez interessante para seres foi o fato que o seu núcleo permitiu a ela ter uma força gravitacional que permitia a manifestação. Portanto, a Terra começou como um planeta de água e ela não era física. Nesta ocasião os Atlanteanos viviam no interior do planeta. Eles eram a raça de seres que habitavam a Terra nesta época de sua formação. Os Anunnaki vieram até eles e negociaram um tratado que permitiam aos anunnaki extrair uma substância próxima do núcleo do planeta que hoje nós chamaríamos de ouro. Os anunnaki precisavam do ouro. A razão exata disso é desconhecida, mas tinha algo a ver com a forma como o ouro modulava a frequência de seus corpos.

Os anunnaki eram uma raça de seres que não eram físicos, mas etéricos, seres interdimensionais. Como os atlanteanos (atlantes) eram a única raça de seres na Terra nesta ocasião, os anunnaki pediram permissão para minerar aqui na Terra, e os atlanteanos concordaram com isso. Eles não viram qualquer prejuízo em ajudar a raça anunnaki. Os anunnaki não eram competidores, já que os atlantes eram maiores e mais numerosos. Os atlantes desejavam ter um acordo com os anunnaki por causa da tecnologia deles.

Com o tempo a Terra começou a se materializar mais e mais. Em um certo sentido, ela começou a endurecer; e o ouro com ela. A Terra, e tudo nela, estava solidificando-se. A mineração do ouro iria logo se tornar impossível para os anunnaki, pois eles não conseguiriam extrair o ouro se ele estivesse em um estado físico denso. Isso porque seus corpos eram etéricos. Eles não conseguiriam extrair o ouro se ele fosse físico. Eles precisavam ter corpos que pudessem operar na Terra e extrair o ouro. Eles precisavam criar um instrumento físico da mesma forma que um astronauta precisa ter um traje espacial para viver no espaço sideral. Eles tentaram centenas de experimentos e tiveram a ajuda tanto dos atlantes como dos sirianos. Este instrumento é o corpo humano. Os Wingmakers referem-se a eles como instrumentos humanos (uniformes físicos).

Portanto, os anunnaki criaram o corpo físico para extrair ouro. Ele não era como um robô, mas era equivalente aos homens-macacos. Eles eram pré-humanos, mas eram nossos predecessores. Algumas vezes eles são chamados humano 1.0. Eles não eram robôs, mas completamente biológicos. Os humanos 1.0 não eram completamente físicos, eles possuíam uma parte etérica. Os anunnaki e os sirianos projetaram-nos para sincronizar com a densificação em andamento da Terra. Logo, enquanto a Terra se solidificava, assim também ocorria com os instrumentos humanos. Eles tinham uma alma, caso contrário não podíamos chamá-los de humanos.

Os anunnaki e os sirianos colocaram os atlantes dentro desses uniformes humanos (humanos 1.0). Os atlantes eram seres muito avançados, mas aparentemente muito ingênuos. Eles disseram aos anunnaki que se eles (anunnaki) pudessem construir uma vestimenta que permitissem eles (atlantes) continuar a extrair ouro para eles, isso seria aceitável, mas em uma pequena escala.

Os anunnaki começaram a conspirar com os sirianos e com uma outra raça conhecida como Serpentes. Todas estas três raças estavam interessadas em descobrir como ter corpo em planetas físicos. Eles viram a Terra como um laboratório para descobrir isso. Os anunnaki já tinham um uniforme humano; agora eles simplesmente precisavam energizá-lo com uma fonte de vida ou alma. O principal problema era como colocar os atlantes nesses corpos e os manter lá. Essas três raças conspiraram para escravizar os atlantes dentro desses vasos pré-humanos. Os atlantes eram os geradores de potência que faziam essas entidades biológicas operarem.

Os Wingmakers afirmam que foram implantados programas dentro do uniforme humano, mesmo na versão 1.0. Os sirianos foram os principais responsáveis por esta invenção. O uniforme humano na versão 1.0 foi projetado pelos anunnaki, os implantes foram projetados pelos sirianos e a programação dos implantes foi projetada e aprimorada por um descendente de Anu, chamado Marduk. Dessa forma, as almas poderosas dos atlantes foram aprisionadas na vestimenta humana primitiva dos homens-macacos, versão 1.0.

O ponto crucial para o aprisionamento foram os implantes. A entidade biológica, os homens-macacos, não podia operar no mundo físico. Eles precisavam de habilidades de sobrevivência nesse mundo, como de que forma comer, como caçar, como limpar a si mesmos, como até mover seus corpos. Todas essas funções muito fundamentais eram necessárias para serem incluídas ou programadas no instrumento... que era exatamente o propósito dos implantes funcionais. Os implantes eram como o cérebro do humano 1.0, mas não estavam apenas no cérebro. Esses implantes foram colocados dentro do corpo em várias partes - como na área do peito, no meio das costas, punhos, tornozelos, etc. Os principais foram armazenados no crânio. Geralmente, esses implantes foram inseridos em uma rede (networked) para operarem a partir da cabeça, ou área cerebral.

Os humanos 1.0 eram ainda parte etérico e parte físico. Os implantes também precisavam uma consistência similar ou vibração sonora. Eles foram colocados principalmente nos ossos e na estrutura do esqueleto, e alguns no tecido muscular. Estes implantes funcionais se fundiram com os músculos e ossos, incluindo o DNA. O tecido muscular permitiu a essência de vida energizar os implantes funcionais. Existia um ponto central de coordenação, e esse era o cérebro, mas os implantes estavam distribuídos ao longo do corpo. Este era um sistema integrado que foi instalado no uniforme humano para permitir que ele fosse controlado, monitorado e programado ao longo do tempo. Fazendo desta forma, permitia que os humanos iniciais extraísse ouro, o que era o propósito básico inicialmente.

A funcionalidade implantada era, em parte, fazer o humano 1.0 e sua fonte de energia - a essência de vida de um atlanteano - funcionar eficientemente e efetivamente como mineiros. Este era o objetivo principal. O segundo, no entanto, era suprimir a fonte de energia, que neste caso eram os seres atlantes dentro dos vasos humanos. Eles fizeram isso fazendo com que a fonte de energia ficasse ignorante de sua origem e da realidade de sua verdadeira expressão como um ser infinito. Quando os seres atlantes foram colocados dentro do uniforme humano, eles ficaram 100%  focados na sobrevivência física e no desempenho funcional. Não havia relacionamentos. Não havia casamento. Não havia reprodução. Esses eram essencialmente seres clonados. Eles eram todos iguais em termos de suas aparências e habilidades. Eram drones humanos, pilotados pelas funcionalidades implantadas. O infinito dentro do corpo acreditava que ele era o corpo e a funcionalidade implantada, e nada mais.

Os atlantes eram infinitos, significando que eles não tinham uma regulação espaço-tempo. Eles continuavam a viver após a morte do corpo. No entanto, os anunnaki criaram um conjunto de planos ou dimensões de experiências que era equivalente a um Plano Aprisionante (Holding Plane), onde eles pudessem ser reciclados, na forma de reencarnações sucessivas.

O ciclo de reencarnação permitiu aos anunnaki reciclar os atlantes. Alguns aspectos da funcionalidade implantada eram interdimensionais, que colaboravam com a entrega dos seres na localização apropriada dentro dos Planos Aprisionantes da consciência, e ajudavam no processo reencarnatório de volta para um novo corpo. 

Na versão 1.0 os homens-macacos não se reproduziam. Mas os anunnaki podiam criá-los em grande escala, de tal forma que quando um uniforme humano terminava - digamos por causa de um acidente na mina - outro seria fabricado. Eles eram clones. A possibilidade de se auto-reproduzir veio com a versão 2.0 e isso ocorreu principalmente por causa do grande esforço requerido, por parte dos anunnaki, para gerenciar esse processo. Eles desejavam criar um sistema automático, algo que não requeresse deles orquestrar todas as variáveis. Nesse sentido, os sirianos os ajudaram a criar os implantes para reprodução e a condição de automatização da reciclagem dos seres dos Planos Aprisionantes para nascerem na fisicalidade através de um bebê.

O universo é feito de dimensões que são um resultado de equações matemáticas. Ele é construído da matemática. Alguns seres compreendem como aplicar as equações matemáticas para organizar e planejar o espaçotempo. Tudo é criado. Este mundo é criado, ele não é real. É uma realidade programada. Esta é uma realidade espaçotempo programada. Quando você programa a realidade espaçotempo dentro de uma espécie como a humanidade, você pode programar até o nível individual de uma pessoa, até quando coça o seu nariz, se você assim o desejar. Tudo são equações matemáticas.

Marduk esteve intimamente envolvido com a evolução das espécies. Este era seu papel. De todos os anunnaki, ele era o mais próximo dos humanos 1.0. Ele começou a alterar os programas para que os humanos 1.0 se comportassem mais como os anunnaki. Quando eles começaram a ter características dos anunnaki, Anu e seus filhos, Enki e Enlil, ficaram preocupados com isso. Marduk estava programando emoções e sentimentos. Ele estava fazendo os humanos evoluírem muito rapidamente, mas lembre-se, isto era a evolução dos implantes funcionais, a interface entre a fonte de potência - os atlantes - e o corpo físico humano. Portanto era a interface que estava em processo de evolução, que permitia o corpo humano mostrar emoção, se comunicar, sentir mais o mundo tridimensional chamado Terra, etc.

Com a Terra ficando cada vez mais um sólido tridimensional, o mesmo acontecia com os humanos 1.0 e seus implantes funcionais. Esta densificação crescente também fez mais fácil controlar e suprimir a fonte de potência atlante dentro dos uniformes humanos. Isso aumentou o foco na sobrevivência no plano terrestre.

Os serpentes era uma outra raça de seres baseados no DNA reptiliano, mas distintos dos anunnaki. Pode-se dizer que eles eram relacionados. Eles eram conhecidos como os portadores da vida. Eles semearam planetas. Eles construíram a cadeia alimentar. Eles não se envolveram tecnicamente na criação dos humanos 1.0, mas proveram a alimentação e a sustentação deles.

Não se sabe exatamente como os atlantes foram escravizados no uniforme humano 1.0 já que eles eram anteriormente seres soberanos poderosos. Mas os atlantes eram muito ingênuos. Eles não tinham nenhuma razão para pensar que seria possível tornar-se escravizados, um conceito nunca usado em sua cultura. Você não pode escravizar um ser infinito, a não ser, obviamente, que você o tranque em um uniforme humano. Essa foi a esperteza dos anunnaki e de seus parceiros sirianos. Eles lançaram este ataque de um ângulo tão bizarro, que os atlantes não conseguiram ver ele chegando. Foi uma emboscada ou ataque surpresa. 

Os humanos 1.0 subiram até um alto nível, conseguindo falar e se comunicar. No entanto, o estado psicológico de ser um clone era muito duro para um humano 1.0. Eles todos eram parecidos entre si e tinham o mesmo pensamento. Isso levou à depressão e a estados psicológicos de tal forma que eles ficaram literalmente loucos. Este defeito era um enorme problema. Anu decidiu eliminá-los completamente, e essa é a história do grande dilúvio. Marduk conseguiu salvar do dilúvio alguns dos humanos 1.0, junto com outros elementos da fauna e flora, mas isso foi o fim do humano 1.0.

Então foi criado o humano 2.0. Este foi o estágio onde os humanos podiam se auto-reproduzir. E quando isso aconteceu, alguns dos anunnaki impregnaram fêmeas humanas e trouxeram suas linhagens para a espécie humana. Isso começou as variações. Isto começou a idéia de que os humanos não eram mais clones. A preocupação, agora, é que os humanos se tornassem muito poderosos e auto-conscientes. O que aconteceria se a fonte de poder dos atlantes se tornasse consciente de que ela era um ser infinito? Foi aí que Anu decidiu que ele deveria ser Deus. Os humanos precisavam ter um senhor ou governante sobre eles de tal forma que ficasse claro que eles eram inferiores a um governante externo. Esta foi uma parte central de seu programa de doutrinação. Trabalhando com Marduk e os sirianos, eles criaram o ambiente chamado Eden e criaram o paradigma da Eva como a instigadora da queda da humanidade. Isto foi, podemos dizer, o Ato 1 de Anu como Deus. Foi feito para prover os humanos 2.0 com um sentido claro de uma autoridade externa, e que eles foram expulsos do Paraíso porque eles tentaram se auto-realizar. Isso significou repreender a humanidade com o soco de um criador raivoso que queria sua criação permanecesse identificada com o seu uniforme humano. Como se estivesse dizendo: " Não pense, por um só momento, que você pode ser como eu". Portanto, o Deus da Bíblia é esse Senhor anunnaki chamado Anu.

Para saber porque Anu quis ser Deus, precisamos compreender esse processo evolutivo. O objetivo original era a obtenção de ouro. Mas quando os atlantes rejeitaram Anu, ele começou a conspirar com os sirianos. Foi logo antes do dilúvio que Anu descobriu que o ouro que ele tinha obtido por mineração já era suficiente para seus propósitos. Ele não precisava de mais ouro. No entanto, a noção de ser um Deus para os atlantes era sedutora. Os sirianos e o povo das serpentes sentiram que a idéia de escravizar seres infinitos em ecosistemas planetários era invenção deles. Eles tinham algo que era totalmente único. Eles eram deuses criadores, e toda outra raça poderia ser controlada em um tipo similar de vaso. Eles começaram a fazer exatamente isso, escravizar outras raças.

O planeta Terra tem uma qualidade única no seu núcleo, que cria um campo gravitacional que permite ao planeta se tornar totalmente físico de uma forma que permite suportar vida física. Trabalhando com os sirianos e as serpentes, os anunnaki começaram a fazer esta mesma escravização em outros planetas. Eles replicaram o núcleo da Terra e desenvolveram um método para implementar este núcleo em outros planetas. Eles estavam essencialmente "terraficando" ["terraforming"] um planeta através da clonagem e instalando um núcleo da Terra nele. 

O uniforme humano evolve, mas esta evolução ocorre em um caminho pré-progamado. O objetivo é ter a volta de Anu em uma "nuvem", toda a Segunda Vinda era para ser uma entrada teatral de Anu. Os anunnaki como Marduk, Enki ou Anu não estão baseados no espaçotempo. Portanto, eles são seres infinitos, significando que eles não têm fim. Eles não possuem uma idade, vivem eternamente. Assim como nós.

Os implantes funcionais da interface humana estão perfeitamente integrados dentro do vaso humano. Eles operam perfeitamente. Tão perfeitamente, que nós não sabemos que eles não são nós. De certa forma, nós não temos escolha. Nós pensamos que nossos pensamentos e emoções somos nós. O pensamento de um Deus, céu, inferno, alma, mestres, todas essas coisas, são partes do programa. Isto está integrado em ambas as dimensões do plano terreno e na vida após a morte. A vida no além também é parte da enganação.

O olho-cérebro era o elemento chave que os anunnaki precisavam para projetar de forma a fazer os implantes funcionais operarem no humano 1.0. No humano 2.0 foi o DNA. Uma vez isso conseguido, os sirianos puderam projetar a estrutura do consciência - a consciência humana. A consciência humana é a chave para suprimir um ser infinito. A consciência humana, ou a tríada da consciência, é composta por três camadas interativas.

A primeira camada é a mente universal ou inconsciência, e isso forma a conexão entre o humano individual e toda a sua espécie. Esta camada é o que permite todos nós vermos o que todo mundo vê, sentir o que todo mundo sente, conhecer o que todo mundo conhece. É o modo perfeito para unificar uma espécie em separação. Portanto, esta é a forma que nós sentimos a unificação, através da mente inconsciente.

A próxima camada da consciência é a mente genética, como os Wingmakers a denominam, ou subconsciência, no caso de Sigmund Freud. Isto forma uma ligação entre o indivíduo e sua árvore familiar ou genética. É aqui que os laços de sangue se expressam. 

E finalmente existe a mente consciente. Esta é a expressão e percepção individual única - o que a maioria de nós chamamos nossa personalidade e caráter, está construída nesta camada.

A mente consciente do indivíduo é muito influenciada pela mente genética, especialmente entre o nascimento e a idade de sete ou oito anos. Lembrar que os anunnaki criaram a forma biológica - o corpo, os sirianos criaram os implantes funcionais, e Marduk executou a programação desses implantes funcionais de tal forma que eles evoluíssem na direção de um percurso programado, que levaria ao retorno de Anu. Isso foi expresso na estrutura hierárquica da humanidade que fala de deus e mestres em textos religiosos e esotéricos.

Tudo isso era parte do projeto, para criar várias religiões e cultos esotéricos que daria suporte a uma vasta hierarquia e ordenaria a espécie humana em um relacionamento mestre-estudante (Grande Fraternidade Branca?), e então criou um após-vida de multi-camadas que iria recompensar aqueles que acreditaram e foram obedientes ao seus mestres e deus.

Portanto, o princípio global por trás de todo esse empreendimento poderia ser resumido em uma palavra: separação. Tudo existe em separação dentro do plano terrestre, assim como nos planos após-vida (depois da morte)., Mas, segundo os Wingmakers, o que é real é que todos nós estamos imbuídos com igualdade e unicidade - não através da mente inconsciente, que apenas nos conecta em separação, mas através da essência de vida que é nós. Essa essência de vida é soberana e integral. É o EU SOU, NÓS SOMOS. Ninguém está acima, ninguém está abaixo. Ninguém é melhor, ninguém é menor. 

Será que tudo é uma mentira, que tudo que nos tem sido ensinado é uma enganação? As coisas chegaram a esse ponto porque os seres que escravizaram a humanidade projetaram um mundo no qual nos ajustamos por milhares de anos e evoluímos nele de tal forma que nós nos perdemos dentro do nosso mundo. Os véus que foram colocados sobre nós são opacos. Dessa forma as pessoas operam como uniformes humanos sem saber que tudo em volta delas é ilusório. É uma realidade programada que não é real. Os Wingmakers dizem que tudo está organizado holograficamente com o som para parecer real.

O lado bom de tudo isso é que cada pessoa pode pular fora da ilusão. Não existe mestre aqui. Nenhum deus virá aqui embaixo e fazer algo acontecer por nós. Nenhum ET. Ninguém. É cada um de nós. EU SOU é como Um. Um - eu, e Um - todos nós juntos. SOU, significa que existe agora. Neste momento. Não na história ou memória. Não em algum tempo futuro ou objetivo. Agora!

Muitos daqueles que vieram à terra como professores humanos tentaram revelar quão profundo e vasto esta ilusão tem implementada. Jesus veio para revelar muito disso, mas os escritores da Bíblia decidiram o que seria aceitável dentro do paradigma da vida que nós conhecemos. Eles decidiram fazer Jesus uma parte da enganação. Eles verificaram que estava na hora de uma redefinição de Deus para acomodar a evolução do humano 2.0.  Deus repentinamente tornou-se um pai amoroso, e toda a humanidade era constituída de irmãos e irmãs.

As palavras de Jesus eram tão opostas às crenças condicionadas que as pessoas não as entendiam quando ele diziam elas. E portanto, com o tempo. elas foram traduzidas na forma que vocês as conhecem hoje. A tradução bíblica não tem a potência original com a qual elas foram ditas Além disso, existem dois métodos que fazem a exposição desta ilusão uma tarefa muito difícil. O primeiro é que o sistema de mente inconsciente está dentro de todos. É como um campo de informação que todos podem acessar. Ele pode afetar e infectar todo mundo. Uma ideia reveladora pode ser passada para um pequeno número de pessoas, mas falta a ela influência suficiente para gerar um despertar das massas. Portanto, existe uma inércia da mente inconsciente. O outro problema, e este é mais pernicioso, é que os implantes funcionais estão programados, e como qualquer programa, ele pode ser atualizado ou mesmo ser desligado. 

Quanto maior a diversidade na família humana, maior a separação e Anu fica contente. Quanto maior a separação, mais fácil fica manter o programa de escravização intacto. Escolha lados e desentenda-se com seus oponente. Haja competição. Isso alimenta guerras e tumulto social. Existe uma Fonte Primeira, um ponto central na existência que criou a estrutura da existência através do som (Anu não é esta Fonte)...

Existem os iluminados ou mestres espirituais. No entanto, a existência deles está inserida dentro da interface humana ou implantes funcionais. Eles existem neste contexto. Com o tempo, nós espiralamos mais profundamente dentro deste mundo criado, incluindo o além-vida e os diferentes planos da existência.

Anu instalou um programa dentro do humano 2.0 e neste programa, humanos evoluiriam sem saber nada sobre o mundo deles. Os humanos foram projetados para ter uma consciência de deus - significando, ter a mesma compreensão e consciência de Anu. Mas então Anu pegou esta linha evolutiva e posicionou a consciência de deus tão longe no futuro que os humanos ficariam caçando esta consciência de deus para sempre. Eles ficariam caçando sombras, pois até que eles despertassem dessa enganação, o único deus que existe naquele mundo é Anu.

Os Wingmakers são humanos em um tempo futuro. Eles retornaram ao nosso tempo para rachar um pouco essa casca. Eles viajaram para o nosso tempo para nos lembrar o que eles descobriram. Eles se livraram desta escravização, e portanto nós iramos também conseguir.

O espaçotempo é uma ilusão. Mas é difícil imaginar que o universo no qual existimos é na realidade uma projeção holográfica que foi programada dentro da nossa mente inconsciente e que nós  estamos dentro deste holograma, vestindo um uniforme humano que foi ajustado para perceber apenas este holograma. Os Wingmakers dizem que o mundo real é som. Tudo é som e ressonância do som. Tudo que nós temos no nosso uniforme humano para sentir nosso universo é um projeto evolucionário de milhões de anos para sintonizar esse holograma e apenas esse holograma. 

Existem muitos aspectos na vida do além. Existe Deus, principalmente. Existe a Luz da Iluminação. Existe o espírito universal e a alma individual. Existe uma hierarquia de anjos e mestres. Existe o conceito de carma e reencarnação ou pecado e salvação. O conceito de céu e inferno. O conceito dos escolhidos. O conceito de um caminho de ascensão. O conceito do Livro dos Registros ou registros Akáshicos. Todos esses conceitos foram projetados numa atualização da interface dos humanos 2.0. Certos seres humanos foram programados para encontrar esses conceitos na sua camada de mente inconsciente e os compartilhar. Como um resultado, as religiões apareceram. Filosofias surgiram, às vezes a favor de religiões, às vezes contra. Cultos esotéricos despontaram. Enquanto isso o ser humano permanece perdido. Ele permanece atolado na sua ilusão. Tudo ligado a uma promessa vazia, em uma crença, e em todas essas crenças, uma coisa permanece constante: separação. 

O programa é vasto no seu alcance, e os anunnaki, uma vez que eles tinham obtido ouro suficiente, eles tinham toda uma raça de seres escravizados. Anu, junto com seus aliados nas raças dos sirianos e das serpentes, decidiram que seria melhor tornar os humanos 2.0 em uma criatura sem valor que procurasse eternamente a iluminação através da crença. E quem você acha que iria prover as coisas nas quais crer? Anu e Marduk. 

Tudo se tornou lições de aprendizado. A Terra era uma escola. Se você aprender as lições, você não tem que se manter encarnando. Aprenda, aprenda, aprenda. Mas o que você está aprendendo? Você está aprendendo a acreditar na vida do além, como ela foi descrita e prescrita por Anu e seus projetores. Você está aprendendo a usar o seu uniforme humano obedientemente. Você está aprendendo a notar como a humanidade é diferente. Você está aprendendo a ligar toda auto-imagem com o mundo de três dimensões, esperando que exista algo mais após a morte.

A realidade é que após você morrer, o ser dentro de você encontra um guardião que irá levar você para o seu destino, baseado principalmente nos seus atos durante a vida encarnada. No entanto, a maioria dos seres são levados para uma revisão da vida, quando eles recordam da vida em cada detalhe, e baseado nessa experiência, uma figura de autoridade irá prescrever as opções de reencarnação para a próxima vida. Você então é reciclado através do mesmo programa, com uma nova mãe e família, e um caminho de vida programado é traçado para você seguir.

O programa e processo de vida no além (afterlife)  é tudo parte de um programa mestre para manter a escravização dos seres. Lembre-se, nós somos seres interdimensionais - significando que nós existimos na terceira dimensão (3D) e em planos superiores. Acontece que esses planos superiores também foram projetados pelos anunnaki. Eles não são os planos dimensionais reais. Caso contrário, nós morreríamos, descobriríamos quem nós realmente somos, e nós nunca iríamos reencarnar ou, se nós o fizéssemos, nós iríamos dizer a todo mundo na Terra que isso é tudo uma ilusão.

O que começou como uma exploração experimental na terceira dimensão vindo de uma realidade dimensional mais elevada tornou-se o que está aqui. Todo ser humano irá enfrentar essa realidade eventualmente. Ela não pode ser evitada. Podemos sofrer com a falta de justiça ou perguntar por que tudo isso, mas faça sentido ou não, não muda o fato que nós vivemos em um mundo projetado para separação. Divida e conquiste.

Para sair fora desta ilusão, é necessário que cada um de nós acorde e permaneça acordado. Não é apenas lendo palavras que vai mudar esta situação. Envolve a natureza profunda de novos comportamentos. Temos que operar na condição de EU SOU NÓS SOMOS. 

Os humanos 2.0 e a Terra continuam a se densificar. Nós estamos nos tornando cada vez mais tridimensionais. Nós estamos mais densos agora do que jamais fomos - em termos de fisicalidade. Existia uma época, cerca de trinta anos atrás, em que pensávamos que as raças alienígenas estavam deixando suas espaçonaves aqui de propósito, mas nós descobrimos, mais recentemente, que a maioria dos alienígenas não eram seres físicos. Eles estavam observando a Terra e suas naves espaciais arrastadas pelos circuitos gravitacionais do núcleo da Terra, o que causou suas naves se materializarem no espaço tridimensional. Como muitos dos materiais usados na construção das naves tinham propriedades químicas, elas ficavam propensas à densificação quando expostas à atmosfera terrestre. Os campos magnéticos associados com o núcleo da Terra têm propriedades únicas. Eles estão, nas palavras dos Wingmakers, 'vivos'. Podemos supor que algo vivo é  um aspecto da inteligência. O ponto central disso é que tudo está densificando. Está sendo comprimido. Está comprimindo por uma razão: os sistemas antigos podem ruir em uníssono quando a densidade alcançar uma certa massa crítica. E isso é o que vai suceder.

Os seres humanos estão retidos em uma prisão de ilusão, como humanos 2.0, e a interface deles como o universo holográfico é a razão de eles estarem presos; logo, um novo modelo precisa ser implementado. Humanos 3.0 é este novo modelo.  Ele é uma fórmula de auto-realização, vivendo como uma auto-expressão do EU SOU NÓS SOMOS. Humanos 3.0 é a Integral Soberana.

A alma é uma ideia ou paradigma que se tornou parte do programa da realidade humana. Alma é a parte de você que contém toda a memória de sua existência como um humano 1.0 e 2.0. Para a maioria de nós, este é um vasto repositório - mais vasto do que a estrutura da consciência pode lidar. Portanto, a alma retém esta informação para cada ser individual.

A alma é um paradigma de expressão infinita inserida numa realidade finita. Mas você não pode ser infinito em uma realidade finita, se essa realidade é uma realidade programada. Portanto, a alma não é a força de vida que alimenta a consciência humana. Essa é a Integral Soberana. Essa é o que cada um de nós é quando nos despimos de todas as ilusões, de todas as enganações, de todas as limitações, de todos os véus, de todos os implantes funcionais - inclusive a alma.

[continua]

Referências: 
[1] The Anunnaki, Mankind's Enslavement and the Afterlife Deception and Origins, site address: http://beforeitsnews.com/paranormal/2016/06/the-anunnaki-mankinds-enslavement-and-the-afterlife-deception-origins-video-2510480.html?currentSplittedPage=2
[2] A entrevista [1] completa em vídeo:  https://www.youtube.com/watch?v=LvMrotmqdZo

Labels: , , , , , , , ,


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?