Sunday, December 04, 2016

 

Oscar Quiroga - 3193

Nem pequeno nem grande


Na próxima vez que te sintas uma poeira insignificante sendo carregada por forças que te são incompreensíveis, respira fundo, te ergue sobre teus pés e identifica em tua presença essas forças que te são incompreensíveis, pois, essas permeiam o Universo inteiro, em gradações que vão do infinito ao infinitesimal. Então, se tu és a poeira infinitesimal, não por isso tua presença está excluída ou distante do infinito. Tu não és grande nem pequeno, tua manifestação está configurada numa forma perfeita para aquilo que tens capacidade de fazer e, enquanto o fizeres, se tornará irrelevante que te imagines ser grande ou pequeno, uma poeira insignificante ou o rei e rainha da cocada preta. Identifica teu talento e executa-o a cada instante do tempo disponível da vigília. Só isso importa.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?