Thursday, January 26, 2017

 

Oscar Quiroga - 3246

Juízo


Tua mente é um órgão de percepção que se impressiona com as correntes subjetivas que são tão reais quanto o mundo palpável que impressiona os cinco sentidos físicos. Esse órgão de percepção subjetiva é mais sofisticado, te habilita a não apenas receber impressões sutis como também a intervir nelas. Como ninguém te ensinou a usar a mente, naufragas em sensações e ideações sem discernir se são produzidas por ti, se são percebidas através de eventos distantes ou se, por desventura, são apenas fantasias. Usa o discernimento que está integrado à mente, toma as rédeas e julga os acontecimentos sem temor de ser julgado, pois, enquanto houver mente o julgamento é inevitável. Não confundas, porém, julgar com condenar. Tu tens direito a julgar, mas nada te autoriza a condenar.

Labels:


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?