Sunday, October 03, 2010

 

Felicidade e Infelicidade


Você é feliz? Você sabe o que á a felicidade? Ela é de origem hindu, cristã ou muçulmana? A felicidade é simplesmente a felicidade. A pessoa feliz, na verdade, não pertence a tempo algum. O êxtase faz o tempo e o espaço desaparecerem.


A infelicidade pode lhe dar muitas coisas que a felicidade não pode. A infelicidade alimenta a sua personalidade, enquanto a felicidade é basicamente um estado de ausência de personalidade. E este é o problema, o verdadeiro dilema.

A infelicidade o torna especial. Quando você está doente, deprimido, infeliz, os seus amigos vêm visitá-lo e consolá-lo. Mas quando você está realmente feliz, o mundo todo se volta contra você. A pessoa feliz é uma espécie de "afronta" à infelicidade comum alheia.

E, naturalmente, como o mundo é feito de pessoas infelizes, ninguém é corajoso o bastante para suportar toda a humanidade torcendo contra. É perigoso e arriscado. É muito melhor agarrar-se à infelicidade. Feliz, você é apenas um indivíduo. Infeliz, você faz parte de uma grande multidão.

Olhe para sua própria infelicidade e observe que ela é algo que lhe traz respeito. As pessoas ficam mais simpáticas e atenciosas, o que é muito estranho. Se você insistir em ser feliz, você vai virar alvo de muita inveja e as pessoas não serão nada amigáveis. Elas se sentirão enganadas: você possui algo que não está ao alcance delas. Assim, acabamos aprendendo um mecanismo sutil: reprimir a felicidade e expressar a infelicidade transformou-se em nossa segunda natureza.

Fonte: Osho, Uma farmácia para a alma, Editora Sextante, 2006, ISBN 85-7542-218-9.

Labels: , ,


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?