Wednesday, February 25, 2009

 

Cuidado com o Braço e Perna


Eu recebi um e-mail com as informações abaixo, que acho um pouco exageradas, mas posto aqui para conhecimento de todos. Eu, particularmente, costumo começar a dormir apoiado sobre o braço direito e sempre que acordo, durante a noite, estou de barriga para cima, desobstruindo, portanto, meu braço direito. No entanto, há alguns meses eu tenho sentido um pequeno incômodo na junção do braço direito ao tronco quando faço determinados movimentos, justamente no braço que "amasso" durante o sono. Pode ser mera coincidência, porém... é o sangue que leva alimento (em particular, oxigênio captado pelos pulmões) para todas as células do corpo e se sua circulação for bloqueada as células que não recebem sangue novo podem morrer de fome...

Outra observação: Quando eu sento em algum lugar e cruzo as pernas por um bom tempo, interrompendo o fluxo de sangue nelas, é comum eu ficar com uma das pernas adormecidas, "formigando", e se eu sair andando normalmente nestas condições posso cair facilmente, pois o controle das pernas fica comprometido. Acho que isso (problema de adormecimento nas pernas) já deve ter acontecido com muito de vocês, não é mesmo?

O e-mail:

Quantas vezes você dormiu apoiado sobre seu braço e, quando acordou, seu braço estava amortecido? E quanto tempo demorou para que ele voltasse ao normal? Quantas vezes você tentou mexê-lo em vão e, em desespero, usou o outro braço para movê-lo? Há quem diga que, se dormirmos demais sobre nossos braços, interrompendo o fluxo de sangue por algumas horas, ele pode perder todas as funções, necrosando e tendo que ser removido através de cirurgia. Isso sim soa como aterrorizante. De acordo com a literatura médica, o tempo máximo “sugerido” para que um membro fique dormente é de uma hora para os braços e de duas horas para as pernas – isso, é claro, varia de acordo com a idade do paciente e suas condições físicas. No entanto, passar mais tempo do que isso interrompendo o fluxo de sangue pode causar danos ao sistema nervoso. Depois de quatro horas sem irrigação sanguínea, o tecido começa a se decompor, por causa do sangue estagnado na região. Ou seja: não é legal dormir apoiado no braço por mais de uma hora. E não é nada bom interromper o fluxo sanguíneo por mais de quatro horas em qualquer parte do corpo*.

*A interrupção frequente do fluxo sanguíneo e linfático pode não nos matar, mas pode trazer problemas graves de saúde, como o câncer. Veja, por exemplo, a minha postagem intitulada "O Sutiã Assassino": http://saudeperfeitarfs.blogspot.com/2005/04/o-suti-assassino.html

Labels: , , , ,


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?