Monday, October 17, 2016

 

Cargas Elétricas e Sexualidade


Um ser divino e perfeito está em equilíbrio total, inclusive em equilíbrio elétrico, tendo igual quantidade de cargas elétricas positivas e negativas, constituindo um corpo neutro em cargas e, portanto, está em uma situação andrógina. Na tradição hindu, existe um ser cultuado como deus, chamado Krishna: ao se olhar seu corpo azulado, não consegue-se identificar, pela aparência, se esse ser é do sexo masculino ou feminino, devido ao seu alto grau de divindade. Quando crianças humanas nascem - e nos seus primeiros meses - existe uma forma de androgenia presente, não sendo fácil identificar o sexo dessas crianças, já que elas estão ainda bem equilibradas, vibrando ainda em uma frequência quase divina. Seres extraterrestres presentes no planeta, como os grays (cinzas), também apresentam alto grau de androgenia, devido ao seu maior grau de evolução, quando comparado ao nosso.

Um humano com um corpo masculino possui um desequilíbrio de cargas elétricas, com um excesso de cargas positivas (yang). Um humano com corpo feminino também possui um desequilíbrio de cargas, com excesso de cargas negativas (yin). Da Física sabemos que corpos com cargas opostas (positiva e negativa) se atraem. Portanto, homem é atraído por mulher e vice-versa. Quando dois corpos com cargas opostas se tocam há uma transferência de cargas entre eles, com uma tendência ao estado neutro (equilíbrio) de cargas. Se a intensidade das cargas positiva e negativa forem iguais, a neutralidade completa será alcançada. É por isso que namorados gostam de se tocar, se beijando, abraçando e andando de mãos dadas. Isto leva a uma situação de maior equilíbrio de cargas elétricas, o que gera um estado de maior conforto para ambos.

Em um corpo condutor esférico, as cargas elétricas se distribuem na superfície de forma uniforme. Se o corpo não for esférico, as cargas não se distribuem uniformemente, se concentrando nas "pontas" (regiões com menor raio de curvatura), o que em Física se chama "poder das pontas". O corpo humano (condutor) não é esférico e, portanto, as cargas superficiais se concentram nas suas "pontas": pés, mãos, cabeça, pênis. Portanto, quando namorados andam de mãos dadas estão colocando em contato pontas com grande concentração de cargas de sinais opostos, o que é muito eficiente na equalização de cargas, levando a um estado mais próximo da neutralidade.

Como dito acima, o estado ideal para nosso corpo é o de neutralidade elétrica. Para tentar conseguir esta condição, um bom hábito é andar com os pés (uma de nossas "pontas") descalços no chão. Isso permite às nossas cargas irem para o solo (aterramento), o que resulta em uma situação muito saudável. Por exemplo, Maria do Carmo Gerônimo sempre viveu descalça e se tornou a campeã brasileira de longevidade (128 anos). O país campeão de longevidade (Japão) talvez tenha conquistado isso por todos andarem descalços dentro de casa. Prefira passar suas férias na praia, onde você pode fazer longas caminhadas descalço nas areias da praia (minha tia curou sua erisipela usando essa tática). Calçados nos isola do solo e nos afasta da neutralidade elétrica: evite essa situação sempre que possível. 

Como a cabeça é uma de nossas "pontas" onde se acumulam cargas elétricas, deve-se tomar algum cuidado quando se troca beijos entre o sexo masculino e feminino (que possuem cargas opostas). Meu pai leu uma notícia que um homem (na Austrália, se não me falha a memória) foi parar no hospital ao dar um beijo de despedida na esposa, ao sair para trabalhar: houve uma grande descarga elétrica entre a boca dos dois. Um caso recente, aqui no Brasil, foi uma jovem que matou eletrocutado o namorado ao dar-lhe um beijo [1]. Note, nesses casos, que quem leva a pior é o ser masculino, já que o ser feminino costuma ser sempre o  mais saudável. A massagem corporal, quando efetuada por pessoas de sexos (cargas) opostos(as) tem um efeito terapêutico, já que contribui para diminuir a carga total em cada um dos envolvidos.

Um fato interessante, que já ocorreu comigo vária vezes: em dia ensolarado, com baixa umidade do ar, é comum receber-se um choque (ocorrer uma descarga eletrostática de cargas elétricas) ao se tocar a porta metálica condutora do nosso carro, pois o nosso corpo está com grande excesso de cargas eletrostáticas, já que estamos com algum calçado isolante nos pés. Em dias chuvosos, quando a umidade do ar é elevada, esse fenômeno nunca ocorre. Eureka! Quando tomamos banho (descalços) nos livramos de muitas cargas eletrostáticas e nos sentimos muito bem. Logo, fica aqui a sugestão: comesse o dia com um banho e termine o dia com um banho: seu dia será muito melhor e sua noite (sono) será muito melhor, e sua saúde será muito melhor! Faça o teste e comprove. Não acredita? Lembre-se do caso da Maria do Carmo Gerônimo, que "tomava banho" o dia inteiro (andava descalça o dia inteiro) e quebrou o recorde brasileiro de longevidade, 129 anos. Existe também o caso muito interessante de Igor Tscharkovsky [2], relatado por Leonard Orr [3], que se curou de todas suas doenças e virou um gênio, ficando um mês inteiro dentro de uma piscina com água. Quer sugestão de um bom hábito para se divertir? Pratique natação! O brasileiro João Havelange, ex-presidente da FIFA, tinha o hábito de nadar diariamente durante toda sua vida: morreu recentemente com 100 anos de idade... 

Da mesma forma que a moça, citada acima, eletrocutou seu namorado com a língua através de um beijo na boca, a inserção do pênis (ao invés da língua) na vagina (ao invés da boca) estabelece um bom contato elétrico entre os parceiros, o que pode causar uma descarga elétrica que pode até ser fatal para os envolvidos, principalmente se a relação for iniciada sem as carícias iniciais (toque usando o tato) que contribui para diminuir a intensidade das cargas eletrostáticas presentes em ambos [Um banho também poderia ser tomado, para produzir esse mesmo efeito]. Morte durante o ato sexual não é algo raro, mas o motivo da morte não costuma ser relacionado diretamente com descargas elétricas (como enfarto, hemorragia, etc), apesar de poder ser essa a causa original da morte.


Referências:
[1]  "Menino morre eletrocutado pela língua da namorada durante um beijo" em http://www.g17.com.br/noticia.php?id=584, acessado em 17/10/2016.
[2] http://saudeperfeitarfs.blogspot.com.br/2015/06/minimize-sua-gravidade.html
[3]  Leonard Orr, Manual de Sanación (em espanhol), Editorial Las Acacias, 2005. pg. 32.

Labels: , , , , , , , , , , , , , , ,


Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?